Bruno Covas, prefeito de São Paulo, morre aos 41 anos

Político não resistiu a câncer no sistema digestivo, diagnosticado em 2019; neto de Mário Covas estava internado desde 02 de maio.

Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo

Jornal GGN – O prefeito licenciado da cidade de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), morreu na manhã deste domingo (16/05) aos 41 anos em decorrência de um câncer no sistema digestivo, com metástase nos ossos.

O tumor na cárdia (ligação entre o estômago e o esôfago) foi diagnosticado em outubro de 2019. Embora tenha regredido, novos nódulos foram encontrados no fígado, coluna e bacia do prefeito paulistano. Na última sexta-feira, o quadro de saúde do prefeito paulistano foi considerado irreversível pela equipe médica. Bruno Covas deixa o filho Tomás, de 15 anos.

“O Prefeito de São Paulo Bruno Covas faleceu hoje às 08:20 em decorrência de um câncer da transição esôfago gástrica, com metástase ao diagnóstico, e suas complicações após longo período de tratamento. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde o dia 2 de maio, sob os cuidados das equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr. David Uip, Dr. Artur Katz, Dr. Tulio Eduardo Flesch Pfiffer, Prof. Dr. Raul Cutait e Prof. Dr. Roberto Kalil”, diz a nota divulgada pela Prefeitura de São Paulo, segundo informações do site G1.

Neto do ex-governador Mário Covas, Bruno Covas é o primeiro prefeito da cidade de São Paulo a morrer durante o mandato. O vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB), irá assumir o cargo de forma definitiva.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome