Por ser emenda do PT, Bolsonaro veta garantia de bagagem gratuita em voos domésticos

A emenda foi uma proposta apresentada pela Bancada do PT à medida provisória (MP 863/18) que abre o setor aéreo ao capital estrangeiro.

Jornal GGN – Mais uma ação do presidente Jair Bolsonaro para prejudicar o brasileiro. Desta vez ele vetou a emenda que garantia a gratuidade das bagagens em voos domésticos, conforme havia prometido. A emenda foi uma proposta apresentada pela Bancada do PT à medida provisória (MP 863/18) que abre o setor aéreo ao capital estrangeiro. Bolsonaro, na ocasião da promessa, havia dito que iria vetar a emenda por ser do PT, que gostava de pobre.

O presidente vem recebendo críticas com esta medida. Mais críticas. Acabou por dar benefícios e isenções para empresas estrangeiras e os brasileiros receberam somente a conta amarga.

O deputado Alexandre Padilha (PT-SP), na tribuna da Câmara, criticou o veto do presidente da República ao direito de o passageiro levar, sem cobrança adicional, uma peça de 23 kg nas aeronaves acima de 31 assentos. Padilha disse que recebeu a notícia com tristeza e indignação. “A Câmara vota algo importante para a população brasileira, aí o presidente vai lá e veta em favor das empresas que ganham lucros com o transporte aéreo”, destacou Padilha.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Bolsonaro corta verba de creches, escolas integrais e alfabetização

4 comentários

  1. Estao estranhando o que?
    O sujeito está recolocando o Brasil na linha de pobreza pois, quem o havia tirado, foi o PT.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome