O protecionismo japonês salvou a Toyota, por Paulo Gala e Felipe Augusto Machado

41 anos depois, a marca de luxo Lexus, da Toyota, se tornaria um ícone da globalização com “The Lexus and the Olive Tree”, de T. Friedman

Por Paulo Gala e Felipe Augusto Machado

Em 1958, a Toyota exportou seu primeiro carro para o mercado americano. Foi um fracasso total. A empresa deveria ter se mantido fiel ao seu negócio original, máquinas têxteis, diziam. Afinal, já fazia 25 anos de protecionismo, restrições à IED e até um “bail-out” pelo governo. 41 anos depois, a marca de luxo Lexus, da Toyota, se tornaria um ícone da globalização com “The Lexus and the Olive Tree”, de T. Friedman. A longa e difícil história de aprendizado tecnológico da empresa, com apoio persistente do Estado, ficaria de fora. Mais um pouco a respeito, retirado da coletânea de Harvard sobre a era Park Chung Hee.

Capítulo de Ha-Joon Chang sobre o tema:

http://www.washingtonpost.com/wp-srv/style/longterm/books/chap1/badsamaritans.htm?noredirect=on

História da Toyota

https://www.carmudi.com.ph/journal/infographic-history-toyota/amp/

NOBLE, Gregory. Industrial Policy in Key Development Sectors: South Korea versus Japan and Taiwan. Harvard, 2011.

Fernando Gala é graduado em Economia pela FEA/USP. Mestre e Doutor em Economia pela Fundação Getúlio Vargas FGV/EESP de São Paulo, onde é professor desde 2002. Foi gestor de fundos multimercado e renda fixa, hoje CEO e Economista da Fator Administração de Recursos/FAR

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Consórcio Nordeste trabalha para divulgar primeiro edital de compra coletiva ainda em agosto

2 comentários

    • O inacreditável da nossa Elite Financeira e Intelectual é que quer discutir Livre Comércio, Liberdade Econômica e Comercial sem debater Política?!!! É como debater a existência de Vida na Terra sem oxigênio ou água. Como se uma coisa fosse possível sem a outra !!! A Toyota estava fadada ao sucesso. Tomando quantos tombos, burradas, tropeços e falências, fossem possíveis. O Japão, Colônia NorteAmericana na Ásia, trocou sua Liberdade, sua Autonomia, sua Auto Determinação pela estabilidade política, econômica e financeira. Tratados de Guerra e Armísticios vigoram até hoje. Recebeu Trilhões de Dólares a fundo perdido numa parceria que redesenhou o Mundo que conhecemos depois de 45. Outro exemplo é a Coréia, que é só uma, mas tornou-se em duas. Falar do sucesso econômico, financeiro e empresarial destes dois países, mais a Alemanha e toda Europa Ocidental, sem falar em Política é uma Discussão Surreal !!! Não é melhor tentar discutir Arte Moderna?!! Falar em Liberdade Comercial em países que estão até hoje atrelados a Acordos e Demandas de Tratados de Armísticio? ‘ Livre Comércio ‘ entre Europa e EUA é discutir ‘ Livre Comércio ‘ entre Califórnia e Nova York. Por que será que Empresas Japonesas, NorteAmericanas, Britânicas, Coreanas deram certo, independentemente dos seus erros? Duas Bombas Atômicas mais Livros de História explicam. Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação. Livre Comércio sem Pressão Política? Aff!!……

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome