Raio X das importações brasileiras, por Luis Nassif

Fertilizantes e compostos hidrogenados compõem maior parte das compras, seguido por produtos petrolíferos refinados

Na pauta de importações brasileiras, o maior produto é a Fabricação de Fertilizantes e Impostos Nitrogenados, no total de US $53,4 bilhões.

Os maiores fornecedores são, pela ordem, a Rússia, Canadá, Estados Unidos e Arábia Saudita.

Mesmo com esse nível de importações, o volume de exportações é maior especialmente para países da América Latina.

O segundo produto mais importado é o da Fabricação de Produtos Petrolíferos Refinados.

Neste caso, a balança comercial é plenamente negativa: US $47,8 bilhões de importações contra US$ 7,2 bilhões de exportações.

O terceiro produto mais importado é o de Fabricação de Produtos Químicos Básicos. As importações, nos 12 meses até julho de 2022, foram de US$ 41,9 bilhões, contra US$ 14,9 bilhões de importações.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Gabriel

- 2022-08-05 12:00:02

há alguma informação equivocada... os números dizem que se importam 53bi de fertilizantes e exportam-se 847MM e o texto diz que a balança comercial é "positiva"... não faz sentido

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador