O ritmo avassalador do comércio com a China, por Luis Nassif

O fluxo de comércio (exportações + importações) com a China, Estados Unidos e União Europeia, com a China representando quase a soma dos outros dois.

O comércio com a China continua crescendo em ritmo avassalador.

No gráfico, o fluxo de comércio (exportações + importações) com a China, Estados Unidos e União Europeia, com a China representando quase a soma dos outros dois.

O mesmo ocorre com as exportações para a China, em relação aos EUA e União Europeia.

Aqui, o percentual de comércio com os Estados Unidos em relação à China, com pequena recuperação no último mês, mas com tendência inexorável de queda..

E aqui, o saldo comercial brasileiro, com e sem China.

Em relação a 12 meses atrás, o saldo comercial em 12 meses aumentou US $14,4 bilhões. Desse total, US $6 bilhões foram para a China, US $3,3 bilhões para a Associação das Nações do Sudeste Asiático e US $1,5 bilhão para a Comunidade Andina das Nações.

No acumulado de 12 meses, a China responde por 33,04% das exportações, 21, 58% das importações, 20,33% do fluxo de comércio  e 66,3% do saldo comercial do período.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome