Bolsonaro demitiu irmão de ex-cunhada por não entregar salário

Gravações mostram que presidente pedia boa parte dos salários dos parentes de ex-companheira nomeados para atuar em gabinetes

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Jornal GGN – A recusa de entrega da maior parte de assessor ao então deputado federal Jair Bolsonaro levou o irmão da ex-cunhada do presidente, a fisiculturista Andrea Siqueira Valle, a ser demitido do cargo.

Andrea e o irmão citado, André Siqueira Valle, são irmãos da segunda mulher do presidente, Ana Cristina Siqueira Valle. Em um dos casos mencionados por Andrea, o então deputado retirou um parente do esquema por ele ter se recusado a entregar quase 90% do salário.

A revelação foi feita pela própria fisiculturista, em reportagem publicada no site UOL. Tal informação é indício direto do envolvimento de Bolsonaro no esquema de ‘rachadinha’ (ou peculato) em seu gabinete quando foi deputado federal (de 1991 a 2018).

Segundo os registros divulgados, Bolsonaro exigia que os parentes da então companheira nomeados para os gabinetes da família devolvessem boa parte dos salários recebidos como assessores – ao todo, 18 parentes da segunda companheira de Jair Bolsonaro foram nomeados em um dos três gabinetes (Jair, Flávio e Carlos) ocupados pela família entre 1998 e 2018.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome