Ministro Tarcísio, a tragédia administrativa de um campeão do marketing, por Luís Nassif

Nos trechos sob responsabilidade federal, o percentual de Ótimo/Com caiu de 32,% para 28,2%. Regular, Ruim e Péssimo aumentou se 67,5% para 71,8%, ou 2.773 km de rodovias em condições insatisfatórias, enquanto Tarcisio inaugurava trechos de 51 km.

O Ministro da Infraestrutura, Tarcisio de Freitas não é histriônico como os irmãos Weintraub, nem mosca morta, como o Ministro Milton Ribeiro, da Educação. Mas sua máquina de marketing está à altura do Gabinete do Ódio. Poucas vezes vi uma reputação construída em cima de um histórico tão medíocre.

Tarcisio se especializou em inaugurações irrelevantes. Nem se fale de sua participação em eventos de inauguração de projeto privados. Mas em inaugurações da área federal

1. Inauguração do Viaduto Arquiteto Hélio Fádel Araújo, em Juiz de Fora.

Um mero minhocão de 380 metros, em uma cidade média. Uma obra municipal financiada com recursos federais.

2. Uma rodovia de 30 km.

Um trecho da BR-070, que dá acesso à Chapada dos Guimarães.

3. Obras de terceiros.

Espalhou pelas redes sociais mostrando uma rodovia em mas condições e, depois, ela em boas condições, graças ao Super Tarcisio.

Segundo a Agência Lupa, a foto da rodovia em boa situação é de 2018. Trata-se de uma rodovia estadual, a PI-301, unindo Cocal e Cajueiro da Praia. Segundo a Lupa, “desde 2019, defensores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e de Tarcísio publicam fotos de rodovias falsamente atribuídas à atual gestão do governo federal”.

4. Evento para anunciar promessa não cumprida.

Tarcisio foi a Florianópolis para anunciar, em um evento, as verbas para a duplicação da BR-470, cerca de R$ 200 milhões.

Em um ataque de sincericídio, para surpresa dos presentes, antecipou os cálculos do Ministério: no ritmo anunciado no evento, levaria uma década para a obra ficar pronta.

5. Inauguração de 1,14% como se fosse de toda a estrada.

A BR=163 tem 4.476 km de extensão. Até 2018, a maior parte dela estava asfaltada. Em outubro de 2020, houve cerimônia de inauguração dos últimos 51 km da rodovia, correspondendo a 1,14% da rodovia.

Avaliação do trabalho real

A principal responsabilidade de um Ministro da Infraestrutura é manter a infraestrutura em boas condições. A segunda responsabilidade, é ampliar a infraestrutura.

Um balanço da situação das rodovias públicas mostrará melhor a eficácia de um Ministro que inaugura, em grande estilo, até pequenos conjuntos habitacionais.

Um pequeno resumo da Pesquisa CNT (Confederação Nacional do Transporte) sobre as rodovias nacionais.

O estudo avalia anualmente 109.103 km de rodovias. Leva em conta Pavimento, Sinalização e Geometria.

Leva em conta Pavimento, Sinalização e Geometria.

1. Identificou problemas em 61,8% da extensão pesquisada. 

2. 2021 foi o ano do mais baixo investimento federal em infraestrutura de transportes das últimas duas décadas.

3. Nos trechos sob responsabilidade federal, o percentual de Ótimo/Com caiu de 32,% para 28,2%. Regular, Ruim e Péssimo aumentou se 67,5% para 71,8%, ou 2.773 km de rodovias em condições insatisfatórias, enquanto Tarcisio inaugurava trechos de 51 km.

jornalggn.com_.br-ministro-tarcisio-a-tragedia-administrativa-de-um-campeao-do-marketing-por-luis-nassif-principais-dados-2021

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Hermes

- 2021-12-06 09:10:50

Esse governo só tem pilantra e fanfarrão, pra não dizer coisa pior

UTM

- 2021-12-06 07:41:02

No oeste do Paraná, um trecho de duplicação de 45 km da BR 163, entre os municípios de Toledo e Marechal C. Rondon, iniciado no governo Dilma, ainda não está pronto e, no ritmo que está, vai levar mais uns dois anos. Neste ano de 2021, praticamente parado.

José de Almeida Bispo

- 2021-12-05 15:32:05

É o GOVERNO MELANCIA: "Cê mente" demais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador