Celso de Mello ao GGN: é inconcebível o discurso necrófilo de Bolsonaro

Recebo do ex-Ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, a seguinte mensagem:

“O discurso de Bolsonaro pronunciando-se pela dispensa da máscara , mais do que um ato temerário, constitui , na realidade, um inconcebível “discurso necrófilo” que é rejeitado pela Ciência e que não pode nem deve ser acolhido por razões de sensatez , de responsabilidade e de respeito e preservação da vida e da saúde do povo brasileiro”.

Desde que se aposentou, o ex-Ministro se recolheu e passou a se dedicar ao seu hobby predileto: montar playlists de músicas, demonstrando bom conhecimento de MPB e do choro. Tem sido cobrado por amigos e admiradores para voltar à cena pública, especialmente devido à sua coragem de ter enfrentado as ameaças bolsonaristas, em seus últimos atos na corte.

Agradeço o Ministro ter escolhido o GGN para sua manifestação.

WWW.CATARSE.ME/JORNALGGN

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

8 comentários

  1. Como ex decano, teve inúmeras oportunidades para criticar enquanto estava em campo….suas palavras agora tem a força de uma pipoca arremessada a 100m….

  2. Nassif: quando aposentou-se eu disse que o então Decano entrou nenhum, seguiu ausente e saiu pequeno. Cá, com meus botões, pensei a Corte lhe ofuscasse o talento e que agora, longe dos juridiquês, pudesse botar seu bloco na rua. Ledo engano. Poderia redimir-se com um manifesto em face a Pandemia. Ou, até a composição de um “chorinho”, em tempos de luto. E pra não dizer que fez boca de siri, saiu-se com esse bilhete, fazendo morrer de rir os fardados, na Saúde, no Planalto e nos quarteis.
    “Quem nasceu prá lagartixa nunca chega a jacaré”, prá lembrar Zé Trindade…

  3. eu não entendo como ainda não tiraram o 171 do governo ?

    estão todos macomunados. não e possível o Brasil virou um inferno e eles não estão nem ai.

    guedes tem que sair preso tambem

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome