De paspalho a genocida, Bolsonaro riu por último

O encontro abaixo ocorreu no início do governo Bolsonaro. Parte de seus apoiadores crentes de que haviam colocado um mero paspalho na presidência da República. O filho de Paulo Marinho imita Bolsonaro. Ao redor da mesa, a fina e velha flor do liberalismo paulistano: Gilberto Kassab, Michel Temer, Johnny Saad, Nagi Nahas.

Pouco depois, o paspalho revelou sua verdadeira face: um genocida colocando em risco a democracia.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

4 comentários

  1. “O encontro abaixo ocorreu no início do governo Bolsonaro”. Acho que precisa refazer a afirmação, porque o vídeo é recente. Só verificar o garçom usando máscara.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome