Covid-19: Anvisa nega certificado para Bharat Biotech, fabricante da Covaxin

Com a negativa, deve atrasar ainda mais a liberação do imunizante no Brasil

Ministério da Saúde realiza Dia D da segunda fase da Campanha de Vacinação contra o Sarampo será neste sábado (30).

Jornal GGN – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou a Certificação de Boas Práticas de Fabricação de Medicamentos ao laboratório indiano Bharat Biotech, fabricante da vacina Covaxin, contra a Covid-19.

A resolução foi publicada na edição desta terça-feira, 30, do Diário Oficial da União (DOU), com assinatura da Gerente-Geral de Inspeção e Fiscalização Sanitária da Anvisa, Ana Carolina Moreira Marino Araújo.

Segundo a reguladora brasileira, de acordo com as inspeções realizadas no laboratório, a produção na Bharat Biotech não respeita as normas nacionais de fabricação farmacêutica.

No mês passado, o Ministério da Saúde firmou contrato com a Precisa Medicamentos, representante da Bharat Biotech no Brasil, para a entrega de 20 milhões de doses da Covaxin entre março e maio.

Com a negativa da Anvisa, deve atrasar a liberação da Covaxin no Brasil, já que esta é uma das etapas fundamentais para a autorização de uso emergencial do imunizante.

A Precisa Medicamentos também afirmou no início do mês que havia enviado à Anvisa pedido para uso emergencial do imunizante. A agência, no entanto, negou ter recebido o pedido.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora