Sem aprovação da Anvisa, governo autoriza compra de vacinas suspeitas de lobby

Medida Provisória em edição extra do DOU autoriza R$ 2,3 bilhões para vacinas indiana e russa

Vacina russa Sputnik V ainda não está liberada no Brasil - Foto: Juan Mabromata/AFP

Jornal GGN – Sob suspeita de lobby e pressão política, a aquisição da vacina Sputnik V contra a Covid-19 – que por falta de documentos, estava distante dos olhos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) – já foi concretizada pelo governo de Jair Bolsonaro.

Em publicação extra do Diário Oficial da União (DOU) deste sábado, o Ministério da Saúde informou dispensar licitação e que irá desembolsar R$ 693,6 milhões para o imunizante da Rússia, juntamente com a vacina Covaxin, da Índia, com outros R$ 1,614 bilhão.

Por meio da Medida Provisória 1.026, o governo informou medidas excepcionais para adquirir as vacinas e insumos para a compra. Não há descrição de quantas doses de cada uma das vacinas serão compradas com essa quantia, que ultrapassam um total de R$ 2,3 bilhões.

E nenhuma das duas vacinas estão sob análise da agência regulatória brasileira, nem para o uso emergencial. Na semana passada, a Anvisa devolveu um pedido de uso emergencial da Sputnik V, alegando falta de documentos básicos para permitir a produção do imunizante no Brasil.

Já a vacina indiana tem outras pressões: é fabricada pela Bharat Biotech, laboratório representado no Brasil pela Precisa Medicamentos, que por sua vez é sócia da empresa Global, uma firma que deve cerca de R$ 20 milhões ao Ministério da Saúde, por medicamento não entregues em contratação de 2017 junto ao governo de Michel Temer, quando o ministro da Saúde era Ricardo Barros (PP-PR), atual líder do governo na Câmara.

A eficácia da Sputnik V é de 91,6%, segundo dados publicados na revista The Lancet. Já a vacina indiana, a Covaxin, tem dados de eficácia ainda desconhecidos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora