Vídeo de deputado do PSL eleito se soma às ameaças da ultra-direita a professores


A nova ameaça partiu do candidato eleito Daniel Silveira (PSL), o mesmo que quebrou a placa em homenagem à Marielle Franco (na foto, à esquerda) – Foto: Reprodução Twitter 
 
Jornal GGN – Desde o resultado das eleições 2018, com a vitória do candidato da extrema direita Jair Bolsonaro (PSL), três governadores de seu partido e uma bancada única que representará 15% de todo o Congresso Nacional, as ameaças dos próprios eleitos e de apoiadores do partido a professores vêm fazendo parte do noticiário semanal do país. Agora, foi a vez do deputado federal eleito Daniel Silveira (PSL) atacar a diretora de um colégio no Rio de Janeiro.
 
Depois do caso da deputada catarinense eleita do PSL, Ana Caroline Campagnolo, que estimulou no fim de outubro a perseguição a “professores doutrinadores” no estado, ainda no mesmo período um oficial de Justiça de Pernambuco, ex-tenente do Exército, Rogério Magalhães, convocou estudantes de Recife a mesma prática. 
 
“Estudante recifense, com a eleição de Bolsonaro, é possível que ‘professores’ doutrinadores façam de suas salas de aula verdadeiros palanques. Filme ou grave qualquer caso de doutrinação e nos envie pelo WhatsApp. Fixar ideologia política na cabeça dos alunos não é papel do verdadeiro professor”, havia dito o oficial, em suas redes sociais.
 
Também no fim de outubro, professores da Universidade de Brasília (UnB) chegaram a cancelar aulas após serem ameaçados por um movimento que se intitulou “caça aos comunistas”. Na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), uma carta nomeando professores e alunos ameaçava “banir” estas pessoas do Centro de Filosofia e Ciências Humanas, na primeira semana de novembro.
 
A carta intitulada “Doutrinadores e alunos que serão banidos do CFCH” chamavam os professores de “doutrinadores”, “comunistas” e “ameaça à moral e aos bons costumes”, e os alunos de “orientandos esquerdistas” e “exército de viados, travecos, feminazis, prostitutas e todos os tipos de degenerados”. O caso teve que ser levado à Justiça, para investigação do Ministério Público.
 
Nesta semana, foi a vez do deputado federal eleito pelo PSL, Daniel Silveira, gravar um vídeo com ameaças à diretora do Colégio Estadual Dom Pedro II, Andrea Nunes Constâncio, em Petrópolis, no Rio de Janeiro. “Iremos criminalizar e punir qualquer professor e diretor que esteja doutrinando adolescentes em escolas com ideologia socialista comunista”, afirma, no vídeo.
 
Na ameaça, Silveira diz, ainda, que irá pedir uma auditoria da gestão de Andrea na escola porque ela criticou a permissão dada por funcionários para a entrada do parlamentar no colégio, sem autorização prévia. “Diretora, sou deputado federal e meu caráter é de fiscalizador. Posso entrar em qualquer estabelecimento sem permissão”, disse, sem ser ainda deputado federal e defendendo ser capaz de uma competência que não é dele.
 
A responsabilidade por possíveis fiscalizações em gestão de colégios estaduais é do Tribunal de Contasl do Estado e da Secretaria estadual de Educação. Um parlamentar não tem essa competência. Ainda assim, mesmo que o tivesse, Daniel Silveira ainda não tomou posse.
 
“Vou solicitar uma auditoria na sua escola desde o princípio de sua gestão para ver se tudo está tão certinho”, continuou, no vídeo. O candidato eleito a deputado federal disse que a visita ao colégio tinha como objetivo “a modernização do sistema de nota, falta e presença” e “ajudar a vida dos professores”.
 
“Todos os professores têm o meu respeito. Professores de esquerda têm o meu desprezo. Quero deixar isso claro”, seguiu, nas ameaças. “Iremos criminalizar e punir qualquer professor e diretor que esteja doutrinando adolescentes em escolas com ideologia socialista comunista. Vocês não darão mais um passo sem a gente intervir e punir vocês”, concluiu.
 
Assista ao depoimento, abaixo:
 
 
Em resposta, a Direção do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (SEPE/RJ), Núcleo Petrópolis, repudiou a postura e ameaças do candidato eleito e ressaltou que “o ainda aspirante ao cargo de representante do povo não goza das prerrogativas e atribuições de tal cargo”.
 
“Tal fato só torna ainda mais absurdas as declarações e ameaças de Daniel Silveira contra a diretora do CENIP, pois, ainda que já estivesse ocupando o cargo de deputado federal, o mesmo não possui o poder de adentrar a qualquer momento em unidades escolares e salas de aula, a fim de constranger e ameaçar docentes e gestores escolares”, completou.
 
“É evidente, portanto, o despreparo e desconhecimento do recém eleito quanto às suas futuras atribuições como deputado federal, bem como quanto ao papel da educação e a realidade das unidades escolares no estado do Rio de Janeiro, sendo certo que suas declarações e ameaças ferem diretamente as garantias fundamentais e liberdades democráticas previstas na Constituição Federal e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9.394/96), além de atentar contra a dignidade da diretora citada e os princípios norteadores do Estado Democrático de Direito”, concluiu a direção da SEPE Petrópolis.
 
 

19 comentários

    • Deixa ele…

      Em barzinho de beira de estrada próximo à cidade onde moro, tinha um desses valentões. Acostumado a aprontar, um belo dia chega um rapaz moreno e franzino e pede um café. O valentão, confiando em seus músculos, pega a chícara e joga o café no chão. O rapaz pede outro e o valentão  pergunta se ele não entendeu que não era pra ele tomar café ali e novamente derrama o café do rapaz. Ato continuo, o rapaz crava uma faca no peito do valentão que cambaleando  recebe socos e ao cair, ponta pés no rosto. O rapaz pega calmamente sua bicicleta e vai embora. Advinhem se alguém ajudou o valentão que faleceu pouco depois? Na vida ha sempre alguém disposto a por um fim nesses trogloditas fdp.

       

  1. Panacão

    Mais um idiota que se acha. Será porque esses FDP tem a “fixação”  pelo mantra imbecil de que quem defende comunidades pobres, população carente e os desprezados pelos poderes do estado é “comunista”?  Talvez porque sabujos,  gostam de ser capachos dos americanos lá do norte, talvez pensando que estão “abafando”. Não passam de tolos deslumbrados.

  2. Nem assumiu e já está
    Nem assumiu e já está ameaçando abusar da autoridade, dando carteirada.

    Isso aí que é o “novo”…

    É isso que eu venho chamando de Triunfo da Boçalidade. Ainda nao vimos nada.

    Imaginem se fosse alguem do PT, PT, PT que cometesse um décimo de uma barbaridade dessas…

  3. A destruição das placas com o

    A destruição das placas com o nome de Marielle é crime previsto no código penal. Dano a bem público.

    Como o crime foi praticado com a concorrência de duas pessoas, houve o agravante da concorrência para execução do crime,,o que aumentaria a pena. 

    Fotos exaustivamente postadas nas redes sociais comprovam, também, a participação de uma terceira pessoa, no caso, o governador eleito. Se não foi um dos autores do crime, responde penalmente pela cumplicidade e pela omissão. Principalmente por se tratar de um ex-juiz.

    Como o objeto danificado é um bem público, qualquer cidadão residente no RJ pode comparecer à delegacia mais próxima, a qualquer tempo, para registrar o Boletim de Ocorrência e exigir apuração.

    Quanto à participação do ex–juiz no crime, deve também ser feita denúncia na corregedoria do TJRJ, para que se abra processo administrativo, que pode resultar, até mesmo em cassação da aposentadoria. Basta qualquer cidadão do RJ fazer a denúncia.

    Como um dos autores do crime é um ex-PM, deve ser também acionada a corregedoria da PMRJ.

    Alguém precsa tomar alguma atitude no sentido de tentar deter esse tipo de gente.

     

  4. Ele foi eleito!!!
    Esse é o problema….
    Um arrogante desprezível, com o mesmo nível de inteligência do coiso…
    Mas: eleito pelo povo! Pra representar este povo, esta comunidade….
    Se alguém tem dúvidas que vai ser difícil sair deste “imbróglio”, pode já ir se acostumando com esse show de horrores
    A tendência é piorar.
    Estamos sós. O Ministério público e a justiça lutam pela alta burguesia, bem como os militares. E o povo elege psicopata.

  5. Maquiavel, Clausewitz e Kalashnikov são nossos amigos.
    Aprender artes marciais.

    Estudar Maquiavel e Clausewitz.

    Aprender a manejar os “instrumentos” inventados por Mikhail Kalashnikov.

    Não é de hoje que dou tais conselhos aos democratas do Brasil.

    A hora de usar todos esses conhecimentos chegou.

  6. Sera que…
    Fico me perguntando sera que caras como esses são possíveis abusadores de adolecentes? Fazer calar funcionários de uma escola fará que os adolecentes se calem a abusos de pessoas como esse. E uma hipotese.

    Mas enfim a diretora deveria processar o deputado por ameaca e invasão.

  7. Golpistas, esquerdistas e ingênuos

    O eleitorado brasileiro está dividido em três categorias, sendo maioria a dos ingênuos, onde estão os votos brancos e abstenção, assim como uma grande maioria dos votos recebidos por Bolsonaro. O ingênuo foi capturado pelo sentimento anti-PT. Os esquerdistas, ao reclamar antes do Bolsonaro tomar pose estão mantendo os ingênuos irredutíveis, pois não será a esquerda quem os convença. Bolsonaro e os golpistas só irão cair quando os ingênuos enxerguem sozinhos o seu erro, mas, para isso, é necessário que o novo Presidente abra a boca e comece a governar. A esquerda deve resistir politicamente no congresso e, popularmente, marchar por Lula livre. O resto se resolve com o tempo. Uma boa estratégia requer simplicidade no seu foco.

  8. Ridicularização é a melhor estratégia

    Reclamar e se indispor só faz crescer o monstro. Como lidar numa era onde o ridículo se impõe ao óbvio? Eles “se acham”, então, não inflem mais o ego deles dando importância à quem não merece, mas dando uma rasteira no ego do acéfalo . Se um grupo grande de alunos se juntassem e começassem a gritar “fora babaca!”, eu queria ver aonde ele iria enfiar a arrogância! Ia mandar a PM prender todo mundo? Ó grande imperador de Petrópolis!? 

    Resumindo: trate babaquice como babaquice ou serás montado e domesticado por um babaca!

  9. Cortina de fumaça
    São chocantes o obscurantismo e a truculência dessa gente. Mas atos como esse não passam de cortina de fumaça para distrair os progressistas, enquanto os direitos do povo são subtraídos e nossas riquezas são entregues. Tática iniciada na era Temer que agora será mais é mais utilizada.

  10. Olha, eu levaria esses burros

    Olha, eu levaria esses burros a sério, simplesmente porque são fanáticos acéfalos e por, isso mesmo, capazes de tudo.

    Minha inquietações são de outra natureza, por exemplo:

    – Já deixaram o Museu Nacional pegar fogo. Quanto tempo vai demorar para queimarem livros?

    – Quanto tempo vai demorar para professores serem agredidos no meio da rua por essas hordas de selvagens?

    – Quanto vamos aturar antes de reagir a esses verdadeiros psicopatas?

    – Por quanto tempo o Bozo, com ajuda da boataria e do PiG vai conseguir fazer todos de idiotas o tempo todo?

    Temo que, devido ao avançado estágio de imbecilidade coletiva, vai ser difícil sair dessa, porque quem fez o golpe sabia o que estava fazendo: não se perdeu com bobagens e trabalhou para atingir em cheio o imaginário coletivo.

     

     

     

     

  11. Eles são mandantes ou autores

    Eles são mandantes ou autores ou cúmplices do assassinato de Mariele?

  12. A ameaça dos músculos

    No futuro a história retratará esta fase do Brasil como a A Era dos Músculos. O sujeito passou a vida inteira desenvolvendo os músculos e agora resolveu usar o cérebro. Esperar o quê??!!

  13. Os idiotas perderam a modéstia

    O idiota Eduardo Bolsonaro quer mandar um cabo e um soldado à Cuba e à Venezuela, congelar os bens que fazem Cubanos e Venezuelanos passar fome.

    E para os famintos brasileiros não haverá congelamento?

  14. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome