Haddad denuncia: Globo oferecer assinatura grátis para quem assistir debate entre tucanos é ilegal

O debate entre o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio, o governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite e o governador de São Paulo João Doria será realizado pelos jornais O Globo e Valor Econômico às 11h desta terça (19)

Prévias do PSDB ganham espaço em pesquisa eleitoral, com Eduardo Leite e João Doria disputando o cargo de presidenciável em 2022
Foto: Rodger Timm/Governo do RS/Flickr

Jornal GGN – O ex-presidenciável do PT, Fernando Haddad, usou o Twitter na manhã desta terça (19) para sugerir uma investigação a respeito da iniciativa do jornal O Globo em dar 1 mês de assinatura grátis para quem assistir ao debate Eduardo Leite, João Doria e Arthur Virgílio, os nomes do PSDB que disputarão as prévias do partido de olho na corrida presidencial de 2022.

Segundo Haddad, dar assinatura de graça em troca de audiência para os tucanos configura “doação de recursos em proveito de um partido político”, que é uma prática “ilegal e imoral” que merece investigação.

O debate entre o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio, o governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite e o governador de São Paulo João Doria será realizado pelos jornais O Globo e Valor Econômico às 11h desta terça (19), com transmissão ao vivo pelas redes sociais. Os candidatos irão se encontrar no Rio de Janeiro. A mediação será da jornalista Vera Magalhães, que na semana passada foi acusada de ser uma militante antipetista pelo ex-deputado federal Jean Wyllys.

Doria, que tenta ser o candidato do PSDB para disputar o espaço de uma terceira via em 2022, a princípio havia negado participar do debate, mas depois recuou da decisão. Ele recebeu provocações de seu principal rival, Eduardo Leite, que disse na semana passada que espera que o “BolsoDoria” não retorne na próxima eleição. O governador gaúcho, porém, também apoiou a candidatura de Jair Bolsonaro contra Haddad em 2018.

Em entrevista exclusiva ao GGN, Felipe Nunes, responsável pelo instituto de pesquisa Quaest, afirmou que Leite tem mais potencial de emplacar sua candidatura como terceira via em 2022 do que Doria, que sofre com altas taxas de rejeição.

Leia mais:

Tebet, Pacheco e Leite têm mais chances como “terceira via” do que Ciro, Doria e Mandetta

Banco privado fecha negócio “temerário” com Editora Globo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome