O discurso moralista desemboca em Luciano Huck, por André Araújo

O discurso moralista desemboca em Luciano Huck

por André Araújo

Por qual turbação do espirito grupos politicamente irresponsáveis podem sequer sugerir que um medíocre animador de auditório possa alçar ao nível da realidade a pretensão de ser Presidente de um grande País? Que tipo de cérebro têm pessoas que cogitam de tal disparate?

Diogo Mainardi acha que Huck é o único candidato que serve para o Brasil, parece que a turma de economistas ultra neoliberais do Partido Novo-Casa das Garças, também tem a mesma opinião, é o candidato natural dos restaurantes da Rua Dias Ferreira e Jardim Botânico.

Em que mundo real vivem? Em que tipo de cultura politica recolhem ideias?

Quais as credenciais para alguém ter a pretensão à Presidência de um grande País?

Pelo visto nenhuma, basta ser famoso, celebridade, não precisa de mais nada.

A Rússia tem Putin, com décadas de experiência e caráter forjado nas mais perigosas catacumbas do Kremlin. Putin foi chefe da KGB na Alemanha Oriental apenas para começo de carreira nos subterrâneos da STASI, um legitimo herdeiro do mito de Stalin, com as mesmas nuances do poder incontrastável disfarçado em modéstia, na magistral postura do líder máximo da URSS, que adorava fingir que não mandava nada, “preciso falar com o Presidente Kalinin” que não mandava nem no seu banheiro.

A China tem na sua liderança o homem mais poderoso do mundo, segundo a revista The Economist. Um dragão do poder máximo curtido nos labirintos do Politburo do maior partido politico do planeta, herdeiro de Mao  e replicando sua estatura como nenhum outro dirigente chinês desde o mítico líder da Grande Marcha, estamos à frente de um novo Mao.

Na Índia o Primeiro Ministro Narendra Modi, águia treinada nas selvas traiçoeiras da complicadíssima politica do subcontinente das castas e das 200 etnias, anteriormente governador da província de Guzerat, são os dirigentes dos países do grupo BRIC frente aos quais o Brasil tem que terçar lanças. Não tem calouros nesse grupo, são cobras criadas, o Brasil vai se apresentar com um apresentador de programa de TV sem qualquer experiência politica nesse ninho de escorpiões? Tem alguma lógica? O Brasil é jardim de infância?

Um dos maiores países do mundo, o Brasil ou se reforça com quadros de primeira ordem ou desaparecerá para sempre na mediocridade de um programa de auditório.

A complexidade dos problemas mundiais deste ponto do ciclo histórico para frente desafiará as melhores e maiores capacitadas mentes de estadistas, postos a prova através do exercício do poder, seja como governadores, seja como ministros, a etapa lógica para chegar à Chefia de Estado é o exercício anterior de governos regionais ou setoriais, esse é o roteiro clássico, quando há exceções como Trump o desastre se apresenta a galope.

É claro que o Brasil tem grandes nomes para o cargo máximo, mas quem se apresentará sabendo que no dia seguinte haverá uma delação, seguida de inquérito e denuncia porque em 2008 o sujeito recebeu 200 mil Reais de doação não contabilizada. Esse virou o esporte brasileiro com maior número de aficcionados, a delação na prateleira seguida de imediato vazamento e escandalização na GLOBO. Quem se habilita?

O discurso moralista é tão absurdo que leva a se criar um cenário de horrores para um dos países centrais do Século XXI, grande por sua extensão territorial, por sua população, por seus recursos naturais, por sua magnifica História, um império tropical Habsburgo único no Hemisfério Sul, maior nação multiétnica e multirracial, por seu poder de arbitragem na gestão da reserva ecológica do planeta, vai virar motivo de piada, como as Filipinas, onde um animador de TV chegou à Presidência? O Brasil é igual às Filipinas?

O discurso moralista que implodiu a imagem do Brasil no mundo, hoje visto a partir de propaganda irradiada por brasileiros palestrantes para outros verem nossa roupa suja como o único Pais corrupto do mundo, um País onde 15 Presidentes da Republica saíram do poder com os mesmos bens com que chegaram , enquanto a regra na América Latina é o mandato produzir, do México à Argentina, ex-Presidentes bilionários. No México a cota aceita por tradição é de 2 bilhões de dólares para ex-Presidentes e a regra de sempre morar fora do México para não atrapalhar o sucessor, espera-se que saiam bilionários, é do jogo.

Peron e Menem saíram multimilionários da Presidência da Argentina, Duhalde, líder provincial peronista, virou riquíssimo tendo sido sempre politico. O padrão brasileiro é modesto, dona Sara Kubitschek teve que vender quadros da parede para sobreviver, Getúlio deixou um pequeno apartamento na Tijuca e o quinhão herdado na fazenda centenária do pai em S.Borja, chefes de Estado que saíram pobres após o Poder máximo, classes médias depois de décadas de poder, dona Dulce Figueiredo se tratava em hospitais do SUS, os filhos do Presidente Medici sobrevivem com empregos na engenharia, o Brasil DEFINITIVAMENTE não é o Pais mais corrupto do mundo como querem fazer crer os paladinos da moral.

Ou não será MEGA corrupção a que existe nos Estados Unidos, esses mesmos que pretendem dar lição de moral ao mundo, onde um Congresso é largamente financiado por lobbies legendários da indústria bélica, da indústria farmacêutica, da indústria de petróleo e pior ainda, muito pior, um lobby étnico, a AIPAC-American Israel Political Action Committee que COMPRA uma politica exterior pro-Israel  no Congresso e na Casa Branca, politica que geralmente VAI contra os interesses do povo americano e lança os EUA em guerras injustificáveis no Oriente Médio, QUE CUSTAM TRILHÕES DE DOLARES, uma politica só possível pela CORRUPÇÃO ELEITORAL do incontrastável lobby judaico? Toda uma politica exterior que prejudica a longo prazo os EUA em beneficio de um grupo étnico financeiramente forte dentro dos EUA, processo só possível pela  corrupção legalizada dentro da politica americana, as doações são milionárias e LEGAIS, lá não se cultiva a hipocrisia da falsa santificação que diz “empresas não podem doar” abrindo super avenidas para o caixa 2 do crime e  das seitas, bem como deixando sem limites os milionários que podem usar seu próprio dinheiro.

Ou a corrupção da indústria armamentista, financiando campanhas de congressistas, gerando o maior orçamento de gastos militares do mundo, com ou sem guerras?

Ou o lobby da indústria farmacêutica, que mantem nas alturas o preço dos remédios, contribuindo pela falta de tratamento a permanência de doenças curáveis em bilhões de pobres do planeta que não podem pagar preços 100 vezes maiores que o custo.

Todos esses lobbies seriam ILEGAIS no Brasil, material para dez forças-tarefas, lá existem e são legais e aceitos como parte essencial da politica, os americanos não são hipócritas, sabem que a democracia CUSTA CARO, então é melhor reconhecer isso e não fingir que a democracia deva ser gratuita, paga com doações de vizinhos.

Não será tudo que se faz nos EUA  mais letal corrupção do que as propinas de empreiteiras?

Pois esse discurso do “Brasil país mais corrupto do mundo” pode levar nosso grande Pais a escolher aventureiros da pior qualidade para a Presidência, um suicídio nacional.

Porque pensar só em Luciano Huck? Que tal Amauri Junior, Raul Gil, Silvio Santos, Datena, Galvão Bueno, Ana Maria Braga, Faustão, Sidney Oliveira das vitaminas?

São também nomes nacionalmente conhecidos, pelo mesmo padrão Huck podem ser Presidentes da República, porque não? Quais qualificações e credenciais Huck tem melhor que o Faustão? Ambos são ricos e estão há muito tempo na tela, se comunicam bem .

Essa é a reta de chegada do discurso moralista, que vê um grande Pais apenas como material   de inquéritos, o resto, politica econômica, projetos de infraestrutura, política social, reforma da educação, reorganização do sistema de saúde, nada disse interessa, o importante é a próxima delação, a próxima denúncia, o próximo voto no Supremo, a isso foi reduzido o Brasil e é por ai que chegam as diligências dos aventureiros, o soi disant NOVO na politica.

Luciano Huck é do ninho ULTRA TUCANO, seu padrasto é Andrea Calabi, um dos cardeais do tucanismo ultraneoliberal, suas amizades vão do Leme ao Leblon, de Aécio Neves a Alexandre Accioly, é o candidato do PADRÃO GLOBO, pode ser levado a sério?

Mais ainda, é o candidato ideal para um grande difamador do Brasil que mora em Veneza e se encarrega a falar mal de nosso País há décadas, um lixo de País, segundo ele, mas que será salvo pelo amigo Huck, da GLOBO.

Que falta faz um mídia CRITICA, na linha da mídia francesa, da mídia americana de opinião, dessas mídias que destroem balões no ar e furam sacos de vento ou pelo menos tentam. Podem até não conseguir, mas a critica demolidora é essencial para torpedear fraudes dessa dimensão que colocam em risco o futuro de todo um Pais na bandeja da frivolidade, da mistificação, do faz de conta, do “me engana que eu gosto”, do fingimento.

Todo aventureiro NOVO em politica por definição tem FICHA LIMPA nessa atividade, uma vez que nunca a exerceu, da mesma forma que até o primeiro assalto o ladrão não tem passagem pela politica, está limpinho.

A REDE GLOBO

Luciano Huck significa entregar DIRETAMENTE o Brasil à Rede Globo e ao mercado financeiro, como se fosse um brinde desses que as companhias aéreas dão aos passageiros de categoria. Um apequenamento de um grande País que chega a ser uma humilhação para um povo com tão rica História. Será que não tem outro, perguntarão os russos, chineses e hindus?

Ah, tem sim, mas todos os políticos são corruptos, esse é o único limpo. Gostosas gargalhadas, dirão por galhofa, na Rússia, na China e na Índia nunca houve corrupção, vão ter cólicas de tanto rir, o Brasil só aceita candidatos sem passado porque os com passado são corruptos.

Na politica russa, na politica chinesa, na politica da Índia nunca se ouviu falar em corrupção.

Só no Brasil, o “País mais corrupto do mundo” como falam brasileiros no Wilson Center em Washington, após o que recebem aplausos e medalhas por sua luta contra a corrupção.

Depois da palestra, no bar do Prime Rib em Washington os americanos darão boas risadas.

“O Brasil está limpando a corrupção e vai ficar tão puro como o México”, dirão entre um e outro gole de whisky com gelo e soda, nem citam a Rússia porque em Washington todo mundo respeita a Rússia e fingem que  os russos são os políticos mais honestos do planeta.

O discurso moralista chega assim ao seu paroxismo, se somos tão ruins que tal entregar a administração do País a estrangeiros, pelo menos deles não se sabe nada de ruim.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

40 comentários

  1. Marcha a ré

    Vamos voltar ao tempo em que se importava louça sanitária.

    E tudo que não constava da cartilha do senhor era idéia fora do lugar!

  2. Os escravocratas querem como

    Os escravocratas querem como presidente brasileiro alguém bastante conhecido, politicamente medíocre, fácil de ser manipulado e completamente obediente, Huck preenche todos esses requisitos. Afinal o trabalho dele será ser apenas um figura decorativa, quem manda de verdade no Brasil são os donos do Meirelles.

    E isso se houver eleições em 2018. O brasileiro é tão covarde que os escravocratas podem decidir eliminar de vez as aparências democráticas e instaurarem uma ditadura para poderem exercer o poder sem precisar intermediários.

  3. Nesse artigo estilo “a
    Nesse artigo estilo “a pergunta já é a resposta”, AA faz uma observação que revela, por si só, sua visão do mundo: Democracia custa caro.
    Mas os americanos não se importam de pagar por ela.
    Transformam o suor e o sofrimento dos outros em dólares, e pronto.
    Basta negociar os títulos.

  4. Putz! Aumentou minha

    Putz! Aumentou minha desesperança.

    O que esperar se não há um novo minimamente confiável ? Do caos surgirá algo ?

     

     

  5. A tragédia das mãos limpas

    A tragédia das mãos limpas italianas resultou em Berluscone, que deixou uma Itália humilhada economicamente, vista hoje como um cordão sanitário pra conter os refugiados vindos da África e Oriente Médio. As mãos limpas brasileiras estão se encaminhando pra uma farsa com Luciano Huck. Acho que a Globo cansou de intermediário e quer ter de fato o poder nas mãos. 

  6. Luciano Huck leva uma

    Luciano Huck leva uma vantagem sobre os outros presidenciáveis televisivos: com ele, o brasil teria três primeiras damas, Angélica, Tiazinha e Feiticeira. Aliás, Angélica ira à posse de Rolls Royce ou de táxi? É rir pra não chorar. A que nos reduziram!

  7. Ora, essa…

    A Globo e o Mercado Financeiro são coisas diferentes, um é empregado e o outro patrão, sendo que este último não é a Vênus Platinada…Depois do que a Globo fez para derrubar o Temer e não conseguiu, me surpreende que alguém pense que é ela quem manda no Brasil. Hulk seria uma aventura muito grande para aqueles que sempre mandaram neste país, e estes não estão dentro da Globo. A hipótese desta candidatura é uma piada tão grande que não deveria ser levada à sério. O andar de cima teme Lula, Bolsonaro e Ciro por motivos diferentes, mas creio que o próximo presidente será um desses nomes, e seja o que Deus quiser!!!

    • Itaú-Bradesco-Santander é que mandam.

      Se a Globo cair, eles “contratam” a Record como peça de reposição e tudo continua igual. Mas discordo que Huck não sirva à troika Itaú-Bradesco-Santander. Huck já é garoto propaganda do Itaucard, por que não promovê-lo à rifador da Pátria? O mercado quer estado mínimo, não quer alguém que saiba governar e muito menos estadista, basta alguém que obedeça as ordens. Se souber engambelar uma parte do povo por algum tempo, melhor. Um ator disciplinado representando um presidente em um roteiro escrito pelos bancos é o ideal. Daí Huck não deve ser subestimado por nós.

      • Em nenhum Pais do mundo

        Em nenhum Pais do mundo existe UM grupo que manda. Politica é composição de interesses, desde o tempo dos faraós do antigo Egito. Os bancos NÃO mandam, eles precisam ter seus interesses atendidos, isso não é igual a mandar.

        Não mandam nem nos EUA onde há grandes lobies ALEM do mercado financeiro, como o de armas, de remedios, de petroleo.

        No proprio mercado financeiro americano, há uma oposição entre BANCOS COMERCIAIS e BANCOS DE INVESTIMENTOS.

        Os fundos de investimentos são inimigos dos bancos e são MAIORES que qualquer banco americano, portanto não ´é uma coisa só, nem lá e nem aqui.

        O banco JP Morgan tem ativos de 2 trilhões de dolares e o fundo de investimentos BlackRock tem  7 trilhões de dolares.

        • No Brasil estes 3 bancos são o núcleo do poder hegemônico

          Por isso mandam no executivo, no executivo e no judiciário. Mandam na mídia. Dominam as mentes do Ministério Público e do comando das FFAA’s. Nomeiam presidentes do BC e ministros da fazenda. Formam um cartel de fato e combinam juros que o Tesouro e o BACEN vão leiloar (licitar) via boletim focus nas barbas do Ministério Público e ninguém mexe.

           

    • Não adianta reclamar dos bancos e ter conta neles

      Para completar, vou repetir de novo o que já tenho dito aqui. Não adianta reclamar do mercado e ter conta nos bancos privados (sobretudo na troika Itau-Bradesco-Santander). Quem tem conta, seja aplicando dinheiro, seja pagando tarifas ou juros, está financiando e empoderando o mercado para mandar e desmandar no Brasil. Está financiando o golpe, a Globo, o Congresso anti-povo e as candidaturas seja de Huck ou de qualquer outro do mercado.

    • Não é tão simples assim, a

      Não é tão simples assim, a GLOBO não é empregada dos bancos, é uma COLIGADA aos bancos. Os bancos

      não sabem fazer politica, seus dirigentes sabem apenas  contar dinheiro mas um Pais precisa de politica e isso eles não sabem

      fazer precisam da GLOBO, que tem larga experiencia politica, o Dr.Roberto Marinho JÁ ERA diretor do jornal O GLOBO antes da Revolução de 1930, são decadas de experiencia acumulada no sistema e articulações com forças permanentes da politica.

      O o “mercado financeiro” NÃO É uma coisa só, uniforme, há interesses conflitantes dentro dele.

      Nunca simplifique POLITICA, ela não é esquemática, gavetinha, simplezxinha, POLITICA é algo extremamente complexo

      e amadores interesseiros como o “mercado” não dirigem a politica, eles precisam da politica.

      Em analise politica um grave erro é simplificar questões complexas.

  8. O QUE FAZER?

    A grande dúvida é sobre quanto teremos que esperar para que nossa reação contra o entreguismo aconteça. Será que não seria necessário nos tornarmos sádico-facistas e começarmos a degolar os vermes que vendem até a alma de suas mães, assim como os vermes como Moro, Dalagnol, Gilmar, Carmen Lucia e pelo menos uns 200 entre deputados, senadores, ministros e empresários para que se dê um fim nisso tudo?   Aliás, eu adoraria fritar alguns deles vivos, parafusar suas bocas da garganta até o cérebro, fatiá-los como mortadela, etc…..e que, sabe eles respeitaria,, pelo medo, o povo que eles sabem indolente.

  9. Em Sao Paulo…

    “Em que mundo real vivem? Em que tipo de cultura politica recolhem ideias?

    Quais as credenciais para alguém ter a pretensão à Presidência de um grande País?”:

    Nao eh Sao Paulo que tem um prefeito que vesta calca de mulher dois tamanho abaixo do normal?

    (Eu nao ia falar nada, so postar foto mas…  curiosamente, aquelas fotos simplesmente desapareceu da internet!!!)

  10. Caro André
     
    1 – Mais uma

    Caro André

     

    1 – Mais uma vez, um grande post. è com prazer que os leio, apesar de discordar de algumas de suas idéias

    2 – Não somos o país mais corrupto, mas temos o sistema de justiça MAIS CORRUPTO do mundo: juízes, promotores, procuradores, delegados e agentes da PF além de ganharam uma grana preta, inventam indecências (insultos a todos nós aque sustentamos essa corja, pois são funcionários públicos) como auxílio moradia, auxílio paletó e auxílio supositório paramorderem sempre mais. (além de prevaricarem, venderem sentenças, inventarem provas em autos e fazerem politica). O procurador gordo do PR não mordeu 8 contos por mês em diárias de viagem (quer dizer, o safado não trabalhou em 4 anos, ficou passeando); dinheiro que seria melhor investido no salário de um professor ou de um profissional da saúde pública?. isto não corrupção enrustida, escondida no armário? “Ah, isso é lagal”. Mas é imoral

    3 – Cocnordo com vc, o pateta que apresenta um programa raso e ridículo de entretenimento (que disfraça benemerência para vender merchand) é um instrumento, nem da Globo (a Globo é apenas o preposto do mercado financeiro). Já havia comentado -e vc também, prezado André – de um livor do Prof° Ladislau Dowbor (A Era do Capital Improdutivo) em que os mecanismos do parasitismo econômico que o capita lfinanceiro impôs ao resto da economia, intermediando atividades apenas para roubar o que puder do setor produtivo, para engordar banqueiro e seus agentes.

    4 – o pior é ver gente da classe mérdia (que se considera esclarecida) apoiar a pretensão do pateta global  

  11. O Brasil não é o país mais

    O Brasil não é o país mais corrupto do Mundo. Agora, em termos de hipocrisia somos imbatíveis; uma super potência. 

    Sobre uma aventada candidatura Luciano Huck: não acredito. Seria arriscar demais. O candidato dito de centro deverá ser mesmo o Geraldo Alckmin. 

    • Meu caro Costa, somos da

      Meu caro Costa, somos da mesma geração e acredito da mesma visão de Pais, de um grande Brasil como Getulio desenhava.

      Me choca a simples ideia de se COGITAR de um arrivista desse naipe para o cargo maximo do Pais,  nesse caso do Huck é ainda pior que o Doria, que pelo menos tem raizes brasileiras. Se vc não acredita nesse nome estrangeiro, o Merval HOJE lhe atesta grande possibilidade para a Presidencia , o Mainardi diz que ele é o unico bom para Presidente, essa pessoas estarão doidas? Merval PONTIFICA , dá aulas magnas na Globonews, será que ele acredita no que fala?

      Tudo isso me lembra o TEATRO DO ABSURDO de Fernando Arrabal, é absurdo demais até para ficção.

       

      • O Merval Pereira é um néscio,

        O Merval Pereira é um néscio, André. Assim como o são boa parte da crônica política que se hospeda na dita grande mídia, onde prevalece o “opinismo” comprometido e não a análise racional e centralizada no factual. 

        O jornalismo de verdade há tempos saiu da imprensa corporativa. Residualmente ainda sobrevive nas chamadas mídias alternativas. 

        Sobre a candidatura Luciano Huck: explicada pelo  arrivismo e a imbecilidade se irmanaram com força inédita como nunca na nossa História. Até como hipótese, a indicação desse rapaz para concorrer à Presidência da República já é um despautério monstruoso. 

        • Amigo Costa, eu fiz um artigo

          Amigo Costa, eu fiz um artigo sobre o NOVO NA POLITICA e achei que o Doria seria um dos tipos enquadrados nessa

          onda de paraquesismo aventureiro, Mas frente a Luciano Gronstein Huck, Joõ Doria é um De Gaulle de estadismo.

          Como a GLOBO chegou a esse nivel de alucinação? É chocante o dr., Roberto Marinho deve estar se revirando no tumulo.

          A simples hiporese desse nome é chocnte, quem é ele, quais suas credenciais, qual sua ideia de Brasil?

  12. “No meu bar baiano não

    “No meu bar baiano não entra!”.   Huck, Luciano, pretenso candidato à presidente do Brasil.

    Entrevista de anos atrás, quando essa criatura tinha um bar da moda em São Paulo.

  13. Huck vem aí: é a comédia pontuando nossa tragédia.

    Virou piada, não é mais simples farsa. Ou, atualizando Stanislau Ponte Preta: “O golpe [a “revolução”] está descambando para o perigoso terreno da galhofa”.

  14. Esplendor e miséria de Dom Pedro à Temer

    Lendo o artigo pensei por um momento naquele governo que formou João Goulart. So quadros de primeira em seu ministério. Sel falar no proprio Getulio e Oswaldo Aranha, Juscelino e seu Dom Quixote Niemeyer, Dom Pedro II…. O que aconteceu de la pra ca? Eh a educação, a instrução, caros…

  15. sinceramente, às vezes acho

    sinceramente, às vezes acho que a gente não existe. somos alguma espécie ainda não estudada. E teve quem reclamasse de Tiririca como mero deputado federal. 

  16. Bancos Informam: Sai PSDB, Entra Novo [PSDB]

    Huck é fogo de dispersão que fará o esquenta até o roteiro indicar o momento certo da entrada oficial do candidato novo, o Macron tropical, na cena política brasileira, sem chance de repetir-se, sem cansar, o canhoneio de fustigação que Huck sofrerá.

    O vetor para o Macron tropical será de fato o Novo partido de banqueiros e rentistas tucanos, gestado há seis anos na Casa das Garças, para substitiuir o velho PSDB na ocasião da fadiga de material, então prevista. 

    Em 2018, concorrerá, em aposta dupla com o velho vetor, o PSDB, em processo de desativação, tripulado pelo arcaico Alckmin, para prevenir riscos, tripulado por João Dionísio Amoêdo, o novo a ser guindado, pela Globo e patrocinadores adjacentes, a presidente do Brasil, paginado de Macron tropical.

    Huck e Bernardinho, ativos do velho PSDB, transferidos recentemente ao Partido Novo [PSDB], serão respectivamente candidatos a governador de São Paulo e do Rio de Janeiro e merecem agora, portanto, apenas meio canhoneio, pois o outro meio canhoneio deve reservar-se para afundar no nascedouro o Novo João, não o prefake Doria, mas o Dionísio dos banqueiros e bufunfeiros, em prol de candidatura única e perdedora do PSDB, com Alckmin, deixando-os sem tempo e chance de collorirem de Novo o Brasil.      

    • O dia que o Amoedo for..

      O dia que o Amoedo for tão bem conhecido em Afogados da Ingazeira ou em Arroio Grande,  aí poderemos ver alguma chance deste ser competitivo. 

      • Choses du Brésil, FHC na Língua Pátria, Moro, Things of Brazil

        Pois é, até março de 1989, quando a Globo deu a largada da campanha de seu candidato em “reportagem” no Fantástico (olha a Globo aí, geeeeente!) sobre o “Caçador de Marajás”, não apenas em Afogados da Ingazeira, no Pernambuco e Arroio Grande, no Rio Grande do Sul, como também em Mâncio Lima, no Acre e Calçoene, no Amapá, certamente poucos tinham até então, ouvido falar em Fernando Affonso Collor de Mello.

        Como estão a fazer hoje, ainda subrepticiamente, com o Novo João Dionísio, clone do Macron, ao introduzi-lo nas pesquisas do Datafolha e Ibope a partir de outubro desse ano, em março de 1988 a Veja (olha a Veja aí, geeeente!) lançava reportagem de capa sobre o “Caçador de Marajás”, seguindo-se no mês seguinte, reportagem especial no Fantástico sobre o mesmo “Caçador de Marajás”, consolidando de vez a imagem do candidato do stablishement à eleição de 1989.

        Collor estava lançado e conhecido como a NOVIDADE, o “Caçador de Marajás”, em todo o Brasil, de Afogados da Ingazeira a Arroio Grande, de Mâncio Lima a Calçoene, de… 

        Vinte e nove anos depois, o “Caçador de Marajás” despejado da memória dos brasileiros, dá lugar a chegada do NOVO “marajá”, repaginado e atualizado como o “Meritocrático Macron tropical”.   

        Coisas do Brasil dos Marinho, né? Aguarde…

        PS: Para não esquecer do poder de comunicação monopolista dessa camarilha e o fértil analfabetismo político que grassa no Brasil, vale a pena resgatar entrevista de 2005, com Elvira Lobato, jornalista de primeira linha, atuando pela Folha de São Paulo na campanha de 89:

        “R – Como podemos explicar o fato de o ex-presidente Collor ter cativado de maneira tão arrebatadora o eleitorado brasileiro?

        E.L – Ele realmente foi subindo muito rápido nas pesquisas de intenção de voto, era um cara com uma ótima estampa, sobretudo para o eleitorado feminino… Tinha uma fala muito convincente, veio com aquele discurso de caça aos marajás, mas, principalmente, ele tinha a vantagem de vir de um estado desconhecido, não se tinha muita informação sobre ele.

        R – Qual foi a imagem que você depreendeu do candidato por meio de suas visitas ao estado que ele governava?

        E.L. – Foi um espanto. Quando eu cheguei em Alagoas ele era absolutamente rejeitado. A imagem que ele tinha fora era o oposto da imagem que ele tinha dentro, as pessoas odiavam o Collor. Todos eram contra ele. Você tinha juízes, promotores, desembargadores e muitos deputados que te ajudavam a obter informações, pois todos achavam que ele era um cara calamitoso, que ele não podia ser presidente.

        R – E por que o fenômeno Collor colou?

        E.L. – A minha impressão é de que o país queria ser enganado, porque não é possível. (…)”. 

  17. bom post

    Concordo com muito do que escreveu.

    Na minha opinião o feioso Huck não vinga porque lhe falta conhecimento, experiencia e autenticidade.

    No primeiro debate será desmascarado.!!!!

    Já imaginaram um debate com Lula, Ciro, e outras  cobras criadas e Huck. Coitado dele!!!

    O povo pode ser pobre mas não é burro!

    Aqueles que apostam suas fichas nele estão fora da realidade ( e por isso mesmo é que são ultra-liberias, política que nunca funcionou em lugar nenhum do mundo).

    E se Huck ganhasse o povo não ia suportar mais 4 anos de politica anti-povo, ia botar para quebrar!!!!

    (a minha impressão é que o povo está esperando 2018 para ver se tem alguem, que se eleja e que se importe com ele, só por isso).

     

     

  18. bom post

    Concordo com muito do que escreveu.

    Na minha opinião o feioso Huck não vinga porque lhe falta conhecimento, experiencia e autenticidade.

    No primeiro debate será desmascarado.!!!!

    Já imaginaram um debate com Lula, Ciro, e outras  cobras criadas e Huck. Coitado dele!!!

    O povo pode ser pobre mas não é burro!

    Aqueles que apostam suas fichas nele estão fora da realidade ( e por isso mesmo é que são ultra-liberias, política que nunca funcionou em lugar nenhum do mundo).

    E se Huck ganhasse o povo não ia suportar mais 4 anos de politica anti-povo, ia botar para quebrar!!!!

    (a minha impressão é que o povo está esperando 2018 para ver se tem alguem, que se eleja e que se importe com ele, só por isso).

     

     

  19. É próprio da Democracia

     Luciano Hulk não tem e nunca teve minha simpatia, muito pelo contrario, mas se ele apresenta todos os requisitos para ser cadidato que o seja. Temos que aceitar as regra democraticas e não só ” as nossas regras democraticas”. Que se candidate e perca nas urnas ( ou não).

    Sei que é dificil mas temos que realmente aprender a viver em uma democracia. Aceitarmos que tudo e todos que não gostamos tambem tenham direitos. Temos que aceitar opiniões divergentem como legitimas, ainda que não concordemos. Temos que aceitar as personalidades da midia que são contra nosso projeto assim como aceitamos como normal qualquer um que nos apoie….É bonito falar dos artistas “progressistas” que nos apoiam mas e o direito do outro. Basta ser contra que metemos o pau .  Afinal aquela maxima ” Inimigo do meu inimigo é meu amigo “.

    Democracia só é legal se está do meu lado…..

  20. Os caras estão certos, uai!

    Botam o Huck lá e como é manipulável, como disse aqui Somebody, implantam o Parlamentarismo. Pronto. Feito.

    E o primeiro casal terá como função sortear moradias grátis do Minha Casa Minha Vida ou, vagas em cursos superiores totalmente pagas, ou Bolsa Família de R$ 965,00 por toda vida, ou sei lá mais o que, tudo televisionado em cadeia nacional!

  21. Acho que ele não decola não.

    Acho que ele não decola não. É mais um factóide, desesperados, eles vão lançar vários p/ ver se algum decola.

  22. Então tá
    Há 50 anos ouvia adultos comentarem que o Brasil demoraria meio século para se firmar como país sério.Tal “profecia” era falsa. Sempre fomos uma república exemplar, mesmo que seus inimigos por motivos inconfessáveis não a considerem com tal.Para que a felicidade seja geral temos apenas um pequeno entrave, eliminar Emmanuel Goldstein.

  23. Ja tivemos o cacador de

    Ja tivemos o cacador de marajas, o da vassoura, esse sera o  Lata Velha, ja estou antevendo seu slogan de campanha.

  24. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome