Dicas: como agir com o carro na enchente

Jornal GGN – O verão, por obra dos dias quentes, é a estação mais chuvosa do ano, o que aumenta os riscos de enchentes. Neste período, muitos motoristas refazem suas rotas, descartando regiões propícias aos alagamentos, mas, em algumas situações, os carros acabam ilhados e tomados pela água. Uma forma de prevenir os prejuízos, que envolvam o automóvel, é o seguro de carro, como alerta a equipe da Bidu, corretora de seguros.

Atualmente, a Susep (Superintendência de Seguros Privados) determina que até os planos mais simples, aqueles que possuem cobertura contra colisão, roubo e incêndio, também inclua a cobertura relacionada à submersão total ou parcial do veículo. Porém, a medida descarta o ressarcimento de danos causados por água salgada.

As seguradoras também podem desconsiderar o reembolso nos casos em que a atitude do motorista possa ter agravado a situação, como tentar passar pela enchente ao invés de manter o veículo estacionado, esperando o nível da água baixar.  

Para os motoristas de carros sem seguro e que sofreram danos causados pela chuva, o prejuízo pode variar entre 2 e 10 mil reais, já o serviço geralmente inclui a parte mecânica, elétrica, além da funilaria e limpeza do veículo.

Confira a cartilha de prevenção contra enchentes, da Bidu:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. Acionar suas hélices

    Acionar suas hélices e navegar. Se seu carro não é anfíbio, procure-nos no endereço abaixo. Professor Nefarius é o Cara

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome