Quando os americanos ocuparam a Cidade do México

Por André Araújo

Em março de 1847 o Exército dos EUA ocupou o porto de Vera Cruz e partiu em direção à Cidade do México visindo derrotar o General Antonio Lopez de Sant’ana, presidente e ditador do México. A situação poíitica do México naquele momento tinha enfraquecido a capacidade de resistência do País, esfacelado entre caudilhos e sujeito ao norte a invasão de índios navajos que roubavam o gado dos mexicanos.

Em 1846, o México teve quatro Presidentes, 6 Ministros da Guerra e 16 Ministros da Fazenda.

Lutas fraticidas, caos social e econômico, abandono do Norte pelo governo, facilitaram para os americanos a tomada do Texas, do Novo Mexico e da Alta Califórnia, mas era preciso consolidar por tratado aquelas conquistas territoriais e esse era o objetivo da incursão do Éxercito chefiado pelo General Winnfield Scott.

A batalha decivisa na Cidade do México ficou conhecida como Batalha de Chapultepec, nome do castelo que dominava a cidade.  Em 8 de setembro de 1847 o General Scott chega à capital e o enfrentamento durou até 15 de setembro.

A barragem de artilharia foi durante todo o dia 12 de setembro, enfraquecendo a primeira linha chefiada pelos Generais Terres e Rangel, quando se deu a batalha de Molino del Rey, em torno de uma fábrica de canhões.

As tropas mexicanas se retiraram da cidadela durante a noite, deixando livre o caminho para o Palácio Nacional, onde os americanos baixaram a bandeira mexicana e hastearam a americana.  O General Scott nomeou o General Quitman como governador militar da cidade. A ocupação durou até a assinatura do Tratado de Guadelupe Hidalgo, onde o México reconheceu a anexação do Texas, Novo México e Califórnia, após receber uma compensação financeira de 15 milhões de dólares. Na realidade o Texas já tinha se declarado uma República independente em 1836, sem fazer parte dos Estados Unidos, em uma série de batalhas contra os mexicanos comandadas pelo General Sam Houston. Uma das razões da União americana conseguir o Tratado de reconhecimento das anexações era forçar a República independente do Texas a se juntar à União, os texanos em princiíio tinham preferido ser um País fora dos EUA.

A invasão do México em 1847 foi um prelúdio da Guerra Civil que se travaria 13 anos depois. Na sucessão de enfrentamentos entre EUA e México, ocorreram já no Século XX outras incursões do Exército americano contra o México, a última das quais em 1917, quando foi novamente ocupado o porto de Vera Cruz, mas essa já é outra história.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora