O secreta brasileiro que colocou a foto no Tinder

Nos tempos em que Salazar governava Portugal, e os portugueses se faziam merecedores de piadas, a mais frequente era a do secreta português que usava distintivo orgulhosamente na lapela.

Nos últimos anos, a piada é o Brasil. E já temos nosso secreta: o ardiloso capitão do Exército Wilson Pina Botelho, codinome Balta.

O anonimato é o instrumento de trabalho do secreta. O capitão colocou sua foto no Tinder, viveu gloriosamente o papel de esquerdista padrão, passando pelo crivo técnico de adolescentes namoradeiras. Como um James Bond dos trópicos, usou o charme para seduzir uma jovem sonhadora e inserir-se em perigosa organização terrorista.

Depois, exerceu seu formidável appeal, sua sagacidade incomparável, para convencer um grupo de adolescentes a mudar o local de encontro para as manifestações da Paulista, da Estação da Luz para o Centro Cultural São Paulo.

Lá, o galante capitão foi apartado da turma sob o argumento de que estaria aguardando sua mulher dar à luz. Imediatamente denunciou-se para a rapaziada. Não foi necessário nenhum trabalho investigativo para que o secreta brasileiro fosse descoberto.

Depois, foi só divulgar a foto e esperar algum conhecido identificar a verdadeira identidade.

O capitão Botelho, vulgo Balta, sacrificou seu cacife de secreta, o anonimato, para deter vinte jovens que não representavam nenhum perigo à ordem pública. O máximo que aspiravam era socorrer algum manifestante vítima de bomba. Expôs a comunidade de informação ao ridículo, entregou sua identidade, desmoralizou a operação – já que, em lugar de “terroristas” deteve jovens pacíficos, frequentadores de sites de namoro.

Para completar, a piada foi endossada pela tropa da PM, certamente impressionada pela colaboração com um alto membro do serviço secreto. Quando viram a esparrela em que tinham caído, era tarde.

E não me venham mais contar piadas de secreta português.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

82 comentários

  1. Errado Nassif, ele não foi

    Errado Nassif, ele não foi descoberto por foto não. É que ele fez estagio com os “Detetives do Prédio Azul” e apesar de não ter sido aprovado no estágio vestia constantemente uma capa D.P.A.

  2. Mereceria chamar de Operação
    Mereceria chamar de Operação Pateta. Pra completar a piada de mal gosto só faltou que o trapalhão se chamasse Capitão Botelho Pinto. Ai entraria nos Anais, sem tr
    ocadilho

  3. O mundo se curva!

    Curvem-se ingleses, americanos, russos, israelenses e chineses; nada se compara ao nosso menino de exegoiem, o nosso Balta. Ele é baltata!

     

    Bem, essa é a linha a ser adotada na abordagem desse assunto, independente da gravidade do mesmo, pois o mais prejudicado pelo ridículo é a imagem do exército via GSI e do ministérioe Ministro da Justiça.

    Tô com saudades do Zé Eduardo, e olha que nunca gostei dele, sempre atribuí a ele a principal responsabilidade pela derrocada do meu governo, mas, acho que ele está dando boas gargalhadas.

    Volta Zé Cardoso, volta. 

  4. papai noel

    Não tem um só. Isso faz parte de uma ação para-estatal.

    Tem comando, tem treinamento (no exterior?) e tem lado.  

    E infelizmente esse lado não é o dos trabalhadores brasileiros.

    Por causa dessa gente o Brasil, a cada dia, acorda menor.

  5. O cinema brasileiro está

    O cinema brasileiro está preste a lançar uma franquia de filmes de espionagem intitulada A Identidade Balta. O espião com perfil em rede social. Se brincar, Balta tem currículo lattes com todos os cursos e missões registrados.

  6. Nassif vc poderia por favor
    Nassif vc poderia por favor tentar algum tipo de parceria com o
    pessoal do Wikileaks ?(já q assunto é espionagem) obrigado !!
    Acredito q poderia sair muita coisa boa daí(não custa sonhar né!)

  7. Quem deu a ordem para este

    Quem deu a ordem para este trapalhão fazer esta bobagem ? E se fosse um maluco com uma granada na mão e do outro lado estivesse outro descompensado oque será que aconteceria ? A que nivel chegamos , um governo que enxerga terrorista em adolescente e infiltra irresponsaveis para provocar situações . Onde vai parar esta situação toda ? E agora mídia , judiciário e empresários que cobraram dos deputados e senadores a queda de Dilma , como fica esta militarização ?

  8. .

    É a  piada da maldição do impeachment.

    Começa com aquela tal figura grotesca de  Janaina Paschoal ,que se dizia jurista , passa pelos congressistas que dedicaram seus votos pela moralidade no afastamento de DILMA para serem presos no dia seguinte à votação pela Policia Federal por desvio de dinheiro público , tange o ridículo de Michel Temer buscando o filho na escola , faz os congressistas aprovarem uma lei tornando  legal o motivo pelo qual se utilizaram para impingir um crime a Dilma , gera casos de inteligência desinteligente  como o desse milico , e terá sua apoteose final esta semana com a votação do caso Eduardo Cunha na Câmara . 

  9. Quando não era politicamente

    Quando não era politicamente incorreto contar piada de português eu contava, ouvia e ria muito. E era uma coisa só entre nós e eles, ingênua mesmo. Eles, apesar de sempre muito bem sucedidos em suas padarias ou restaurantes, eram os “burros” nossos, mas só nossos, “vingança” de colonizado. Uma das melhores me foi contada por um português radicado na cidade de São Paulo há mais de 30 anos, dono de um próspero restaurante. Disse-me que recebeu a visita de um primo de Lisboa que vinha para cá pela 1ª vez, e para “bem” recebê-lo e “quebrar o gelo” convocou clientes amigos para contar-lhe piadas…de português. O primeiro a se apresentar contou uma muito engraçada que provocou muitas risadas, menos do primo, que muito sério, falou: “Mas isto não é piada, isso já aconteceu comigo”. Nenhuma mais foi contada. Garantiu-me que aconteceu mesmo, que não é piada, mas que eu ri, eu ri. Hoje somos nós o motivo de piadas não em Portugal, mas no mun do todo. E com uma BALTA diferença, as nossas são politicamente corretas e nada engraçadas.

  10. Por enquanto, só apanharam o

    Por enquanto, só apanharam o Agente 86, vulgo Balta, mas a coisa não é só engraçada. É apenas um pequeno sinal de que, com aquele imbecil fanático no GSI, logo teremos desaparecidos, pois, torturados já temos. O Delcídio foi encarcerado numa sala ao lado de um gerador, que se enchia de fumaça quente e, embora esmurrasse a porta, ninguém o retirou de lá. Temos todos os incidentes, começando em São Paulo e terminando em Caxias do Sul, em que cidadãos foram torturados e espancados pelas forças de repressão. Hoje eles não precisam mais mandar um canalha dos estados unidos para ensinar os imbecis nativos a torturar. São estes que vão à fonte com tudo pago por nós, para despejarem sua insanidade sobre nós mesmos, o seu povo. O Balta é só um bosta, um trapalhão metido a galã que, quem sabe, sonha em estuprar uma mocinha durante uma sessão de tortura, como eles costumavam fazer, mas, é só isto, um trapalhão. Os que não aparecem podem ser piores.

  11. Baltazar, o agente sem par

    Temos aí um discípulo do agente 86 e de de Anacleto, o agente secreto: Baltazar, o agente sem par – ou seria Balta, o secreta da ribalta?

  12. Baltazar, o agente sem par

    Temos aí um discípulo do agente 86 e de de Anacleto, o agente secreto: Baltazar, o agente sem par – ou seria Balta, o secreta da ribalta?

  13. “E não me venham mais contar

    “E não me venham mais contar piadas de secreta português.”

    Exatamente. Até porque as piadas de português são mesmo piadas, já as do Brasil são fatos reais.

    Só posso dizer que estou cada vez mais envergonhado de ser brasileiro.

    Enquanto isso as ruas estão cheias de bandidos, as cadeias cheias de celular e drogas, e os políticos corruptos, com exceção dos petistas, estão livres e impunes.

  14. Abstraindo-se o caráter

    Abstraindo-se o caráter farsesco e grotesco da saga desse 007 depois da Zika, o que temos é uma clara infringência da Lei(desvio de função) por parte de quem mais deveria preservá-la: os agentes públicos,

    Não foi pelo nome impronunciável nem  pela carranca que um oficial-general reconhecidamente e assumidamente defensor dos excessos cometidos pelo regime de 1964, foi chamado para o GSI: Gabinete de Segurança Institucional, um estrutura posta à disposição do Chefe do Executivo com a missão de assessorá-lo em assuntos de segurança e militares. Não, não foi por acaso.

    O presidente usurpador e conspirador, uma raposa política que é, sabia que seu governo seria contestado pelos movimentos sociais, e de resto toda uma frente de Esquerda agora fortalecida por um nicho formado por uma juventude já com certo Know How em manifestações de rua depois da experiência de 2013. O antídoto na mentalidade de um conspirador claro que seria buscado também nas velhas e carcomidas comunidade dita de informações e seus anacronismos que certamente nada entendem dos novos contextos. Aí deu no que deu: numa pantomima.

     

  15. Esses militares estavam em

    Esses militares estavam em seus quartéis todos estes anos . Ficam simulando o tempo todo situações de guerra contra um inimigo imaginário se submetem a situações humilhantes e ridículas , comem e bebem sei lá oque , entretanto aqui fora a sociedade vem sofrendo indices de violencia de guerra  . Bancos explodindo com dinamite , carros forte roubados em verdadeiras operações de guerra . Onde estão os agentes infiltrados nestas situações ? a policia só aparece no banco ou no assalto a carro forte quando a bandidagem já foi embora ha muito tempo .Para estas situações não aparece esta aparato de repressão , por que será ?

    • top 10 das vulnerabilidades…

      e não só ele, todos os senadores golpitas pecaram pela vulnerabilidade interior ( todos devidamente espionados )

      colocaram o Brasil exposto à qualquer inteligência estrangeira

      esta brincadeira, desse capita babaca, pode ter sido para testar poder de convencimento mais abrangente ( classe média )

      e conseguiram

      não estudem o cara, mas sim o fato de estar na ativa

  16. Vejam q coisa louca está
    Vejam q coisa louca está virando o Brasil!
    Condena-se a cadeia o herói militar Othon e nada fazem!
    Destroem a indústria naval nacional e todos quietinhos!
    MAS FAZER MANIFESTAÇÃO LEGÍTIMA NÃO PODE!!
    “Oh quem poderá nos salvar?(quis imitar o chaves,já q
    nosso país está virando piada mesmo!)

  17. Vejam q coisa louca está
    Vejam q coisa louca está virando o Brasil!
    Condena-se a cadeia o herói militar Othon e nada fazem!
    Destroem a indústria naval nacional e todos quietinhos!
    MAS FAZER MANIFESTAÇÃO LEGÍTIMA NÃO PODE!!
    “Oh quem poderá nos salvar?(quis imitar o chaves,já q
    nosso país está virando piada mesmo!)

  18. Já que os chefes deste agente

    Já que os chefes deste agente tabajara (estegóiem e Julgman) possuem fortes ligações com o governo israelense, este elemento poderia ser enviado para os desertos do Iran ou do Paquistão como estagiário do Mossad .

    Se ele não gostar de calor, que o mandem para a república separatista da Chechênia, o Putin o receberá de braços abertos .

    • Que nada, vamos mandalo pára

      Que nada, vamos mandalo pára os morros cariocas ver quanto tempo este playba de minas aguenta viver infiltrado no trafico de drogas.

  19. Quanta besteira

         Vcs. NÃO entenderam nada, o cara foi “dado” e não de graça, cumpriu um enredo, a parte que lhe cabia na operação foi um sucesso, coroada pela “descoberta” dele, e a repercussão alcançada.

         Vcs. podem entender para caramba de varios assuntos, mas de operações de inteligência e projeção de infiltração, ainda encontram-se no prézinho.

         Como disse um cara, anos atrás, ” Vc. quer compreender uma operação de infiltração, faça aulas de teatro, mas naõ estude só a peça, mas o teatro “.

    • Então, como conhecedor – que

      Então, como conhecedor – que sei que você é – descreva o teatro para nós. A intenção qual era, a de explicitar o novo protagonismo da comunidade de informações? Qual a estratégia política de prender vinte pessoas inofensivas, inclusive provocando reação de diversos setores? Provocar o confronto, intimidar, ganhar espaço político?

    • Desculpe-me junior, mas de operação não tem nada.

      Uma operação que serve para identificar o agente, alertar o público alvo e não promover mais nada do que a desmoralização de toda a operação, não é operação nem do exército de Brancaleone.

      Para fazer uma infiltração, primeiro tem que ter um alvo que valha a pena, depois tem que ter todo um esquema para esconder a identidade do agente, e por último o mesmo não deve ser imbecil ao ponto de colocar o seu rosto em primeiro plano num site de namoro!

      Não me venha com arteiraço, pois a operação poderia copiando dos norte-americanos se denominar, O.P.E.R.A.Ç.Ã.O    D.E.U     E.M     M.E.R.D.A

    • Concordo.

      Nao podemos subestimar os repressores – eles estao muito bem capacitados, e seguem um enredo ditado por experts.

      Nao subestimemos tambem a capacidade de infiltracao dos agentes americanos. Essa suposta ‘infiltracao mal-sucedida’ foi um golpe para intimidar os jovens – e o resto do povo – e criar desconfianca entre eles. Uma forma ‘soft’ de desmobilizacao.  Se nao funcionar, teremos bombas e mortes…  Em outras palavras, uma versao brasileira da operacao GLADIO, que ainda esta viva e mais sofisticada que nunca nas garras da OTAN, a organizacao que sustenta o moribundo sistema capitalista-imperialista atravez de golpes de estado (Primaveras Coloridas), revoltas forjadas, sabotagem, etc..

    • Se a intenção foi passar um
      Se a intenção foi passar um recado para todos de que o aparato repressivo está agindo, o que faz sentido, a decisão da Justiça estragou esse recado.
      A decisão da Justiça foi como um: “ainda temos juízes em Berlim”.

  20. Lembrando o Chico

    Se o Chico Anísio ainda fosse vivo, por certo repetiria a piada sobre a diferença entre um português e um burro.  A diferença, dizia ele, é que o português nasce em Portugal, e o burro, no Brasil

  21. Agora entendi porque
    Agora entendi porque perguntei a um portugues se eles faziam piadas de brasileiros, qual faziamos com portugueses, e ele respondeu : não precisa.

  22. Balta – Codinome Bourne

    Jason Bourne está com ciúmes da popularidade do zé-buceta espião de facebook. O último filme que está na praça é uma denúncia do acordo secreto do governo americano com os donos do facebook para vigiar a vida alheia. O enredo é a teoria da conspiração de que esses novos ricos do “ponto com” – tipo google e facebook, foram financiados pelo governo americano para entrar em cada computador, cell fone, tablet e descobrir policiando e espionando as pessoas. No final da trama os maus funcionários morrem e o Bourne foge. Aqui, a investida do general do GSI – hoje na prática o verdadeiro ministro da defesa, deve ser a 3ª geração de golpista contra a democracia, parente próximo do general Alcides Etchegoyen e do coronel Léo Etchegoyen e seus espiões alcaguetas é o ridículo das forças armadas, que por comodismo estão colocando o galho dentro para não se envolverem com merda até o pescoço. Mas esse bufão fascistoide maculou novamente o exército na armadilha golpista com um bando de velhos carcomidos e corruptos.

    Eu só espero que essa aventura golpista terminasse com essa gente toda presa e condenada a 30 anos de cadeia.

  23. lembrei dos agentes provocadores dos idos de 70…

    e não só com esta cagada, na ativa, como em dois teatros

    se alguém me responder onde este tipo de cagada tem se mostrado bastante eficaz, continuo

    dica : o que muitos encaram como negociação, nada mais é que uma provocação

  24. sei lá, vamos ver no que vai nascer disso tudo…

    mas que os da ativa vão passar devendo explicações, vão

    ou então não temos um só presidente

    pode isso, STF?

  25. Pois eu conto.Discutiam dois

    Pois eu conto.Discutiam dois portugas irritados.Ficam esses brasileiros a inventar que so temos dois nomes Manoel e Joaquim,Joaquim e Manuel,oh pa.Temos a ter outros diversos nomes,nao e verdade Manuel?Sim e Joaquim.De tao infame,5 estrelas na bucha.

  26. quem tem dúvidas?

    Alguém ainda tem dúvidas sobre a participação de nosso exército nessa trama? Eles se escondem sob um manto de imparcialidade, mas na verdade colocam a todos em xeque: “se não tomarem providências, nós entramos”. Nunca engoliram Lula, o PT e os movimentos sociais.

  27.  “Nos tempos em que Salazar

     “Nos tempos em que Salazar governava Portugal…”

    Como diriam Chico Buarque & Ruy Guerra, “Ai, essa terra ainda vai cumprir seu ideal…”

    Interessante o nome e as patentes dos personagens de duas açoes fracassadas gestadas nas comunidades de informações em diferentes épocas. No Riocentro, o capitão Wilson Dias Machado. No golpe de 2016, o capitão Wilson Pina Botelho. Da tragédia à farsa.

    Hoje em dia a vida dos espiões está mais difícil, aliás, pensando bem, está até mais fácil espionar. As ferramentas proporcionadas pela revolução da informática facilitaram muito as ações. Só que a mesma informática ajuda a contra espionagem, mesmo a amadora. O trapalhão do golpe de 2016 foi desmascarado por suas próprias vitimas e pelo que resta de imprensa no país.

    Chelsea Manning, Edward Snowden, Wikileaks, Assange, The Guardian, Greenwald, CNA… estiveram envolvidos num imbróglio impensável sem a revolução dos computadores.

    Por enquanto, as ações saudosistas dos goplpistas como (re)glamorização do “cargo” de primeira dama, infiltrados, agentes provocadores, Etchegoyen…foram e são motivos de piada, mas toda a atenção é pouca.

    Fora Temer!!!

     

    • A vida dos infiltrados piorou!

      Há um parágrafo que discordo em parte, o que diz que a vida dos espiões melhoraram. Na realidade o processo de infiltração virou um verdadeiro inferno, pois qualquer pessoa que desejaria se infiltrar em qualquer organização razoavelmente bem protegida ficou algo impossível.

      A privacidade das pessoas foi para o saco, em qualquer lugar se há desconfiança de um fulano ou de um beltrano, qualquer um com um mínimo de um esforço pelas ferramentas que a tecnologia informática fornece pode determinar o passado do “infiltrado”.

      O que era feito com tranquilidade há trinta ou quarenta anos é impossível nos dias atuais, qualquer pessoa mesmo que não querendo tem suas imagens espalhadas na rede colocadas por um sobrinho, um primo ou um colega de escola, o anonimato se tronou impossível.

  28. Sem dúvida, voltamos ao

    Sem dúvida, voltamos ao negros tempos da ditadura militar, voltamos a ler e a ouvir palavras como infiltrado, agente secreto, P2, comunidade de informações, velharias dos tempos do golpe de 1964, o Temer e sua turma representam, sob todos os ângulos que se analise, o que há de mais anacrônico e ultrapassado na política, o seu ministério sem uma mulher sequer, muito menos negros e trabalhadores, representa de forma cabal o que viria depois, são casacas da República Velha, com todos os vícios da atualidade, corrupção, misoginia, despreparo intelectual, caudilhismo regional, velhacos incorrigíveis, todos trabahando diuturnamente para manter seus currais eleitorais e chegar ao poder a qualquer custo, de preferência sem voto.

     

    Essa história do Balta não é piada, as digitais da cambada golpista, de alguma maneirta, está por trás dela, provavelmente, darão um jeito de abafar o caso como é típico das ditaduras, neste caso temos ao menos uma proto-ditadura.

     

     

  29. S2
    Na época da passada ditadura havia o agente (militar travestido de civil) informante da segunda seção(S2), vários deles infiltrados nos movimentos de resistência. Tinha oficial cabeludo, agitador, vendedor de pipoca em porta de escola… Tinha aquele presidente da Une!(esse é o P2). Esse continua em plena atividade, entregando o país para quem ele de fato é o capacho! Merece ser condenado por traição!
    Quero enfatizar que foi na época da ditadura! Atualmente estamos vivendo a plena democracia!(?) A menos que bloqueie as comunicações a la Coreia do Norte, vai ser difícil esses arapongas obter êxito.

  30. o golpe dentro do golpe dentro golp….

    Desde 2013, está havendo seguidos boicótes entre os agentes políticos de todas as esferas, exemplo disso é o pretexto da competência “exclusiva” , assim, se define o tempo de reação a algum vandalismo ou serviço a ser prestado ao cidadão pelo que é da atribuição de cada esfera, logo, o “agir’ ficou relativo, e não se prioriza a ação com base nas perdas que impacta o contribuinte fundamentalmente. Isso é um tipo de golpe implicíto que consiste em minar o futuro candidato adversário, em São Paulo ta enfestado de estratégias desse tipo, o problema é que golpe-que-da-em chico-da-em-francisco, pois o governo federal, as forças públicas de segurança e outras intituições substancias tambem tem “simpatia” por candidatos eletivos. Portanto, a quem interessa esse espionar manifestantes realmente? – O certo é que muitos golpes virão cada vez mais bem engembrados que nem Garry Gasparov vai conseguir prever.

  31. O Henrique Fontana Que Se Cuide

    Tá difícil!

    A mídia do millenium está calada e com filtros sobre o infiltrado, mas sempre é bom ficar atento, se mudam até o que o Papa fala, imagina então havendo um clone da foto do agente não tão secreto, dando sopa e o melhor, ligado ao PT?

    Se é para esculachar o que já é muito sério, segue manchete da mída assim que não der mais para segurar:

    “CAPITÃO, MUITO PARECIDO COM DEPUTADO DO PT, É SUSPEITO DE INFILTRAR-SE EM SITE DE NAMORO”

  32. Pois é, pá!

    Amigos,

     

    o comediante português Raul Solnado, falecido há uns oito anos, vinha regularmente o Brasil; veja uma amostra no google, entrando com “raul solnado humorista português” e poderá apreciar um esquete com ele e o saudoso Zeloni.

    Numa destas vindas para cá, o clima no país era parecido com o de hoje. Sim, a coisa é recorrente… Então, algum jornalista que o esntrevistava, sacou esta:

    — E Portugal contam piadas de brasileiro, como aqui contamos de português?

    E a resposta, definitiva:

    — E precisa? 

     

     

     

     

  33. Um serviço sujo e inútil …

    E eu que pensei que as Forças Armadas estavam acima dessas coisas, ocupadas com questões muito mais importantes do que xeretar conversas de adolescentes do movimento estudantil. É inadimissível que o Exercito ainda se alimente do mito do inimigo interno. Isso é coisa de mentecapto. E  nunca termina bem. Lembrem-se do caso do Rio Sul. Soldados, deixem os estudantes em paz. Vai estudar ciência, fisica, quimica … apresentem um projeto de exploração espacial, um satélite, uma sonda a marte, um projeto para a estação espacial internacional. Vai fazer alguma coisa relevante. Pára de brincar de 007 em cima do movimento estudantil … 

  34. Esperar o quê? Se a besta

    Esperar o quê? Se a besta quadrada que ocupa a presidência solta uma peróla em entrevista p/ o jornal ‘o globo’ (minusculo o nome dessa merda) como no trecho abaixo: 

    Ao fim da entrevista, soltou que, quando despacha na mesa presidencial e ela tem todos os assentos ocupados, sente-se como o imperador Carlos Magno.
    — Eu me sinto aqui como Carlos Magno. Quando eu tinha 11 anos de idade, eu ganhei um livro chamado “Carlos Magno e os 12 cavaleiros da Távola Redonda” e eu li aquele livro e era assim: os doze cavaleiros”.

    Olha, não sou o cara mais letrado do pedaço, mas até onde sei é o Rei Artur e os 12 cavaleiros da Távola Redonda….

    E o Rei Artur foi corno segundo consta na história…

  35. a melhor piada é achar Inteligencia nos serviços desses órgãos

    Quem tem Q.I ( quem indicou ) 15 e for do pmdb tá dentro e quem tem 45 e for tucano é chefão.

  36. Foi demonstrado nesta
    Foi demonstrado nesta operação o nível da inteligência das forças armadas. Inútil, inconstitucional e covarde.
    Agora entendo o motivo de prenderem o desenvolvedor do motor nuclear.
    As FAs do Brasil não passam de piada para os estrangeiros e pesadelo para os brasileiros.

    • Dedo Duro

      Quando servi o exército, era chamado de S2 o serviço de inteligência, mas quase todo mundo sabia, que eram os integrantes desse setor, até mesmo a população civil!!1

  37. Desculpe, Nassif, Mas É Impossivel Não Contar

    Bom dia. … Mais uma do patrício (literalmente): Estava ele a pegar um táxi, o Baltazar. O motorista diligentemente lhe pergunta:
    — “Para onde vamos?

    No que ele responde, de pronto:
    — “Jamais saberás!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome