Triplex de luxo? Polícia Federal até desconfiou de “discrepâncias” nos valores, mas decidiu não investigar a fundo

Fogão de R$ 9 mil? Microondas de R$ 5 mil? Armários de R$ 380 mil? A realidade do triplex é outra, e nem era necessário esperar o MTST ocupar o imóvel para descobrir isso por meio de imagens sem retoques. Um relatório da PF, de 2016, já alertava para “possíveis discrepâncias” e “dificuldade” em enxergar parte dos valores contratados no projeto

Jornal GGN – A recente ocupação do MTST no triplex do Guarujá trouxe à tona uma discussão sobre como a Lava Jato, em conluio com a velha mídia, tentou criar no imaginário popular a ideia de que trata-se de um imóvel de luxo, totalmente reformado e mobiliado com dinheiro desviado de contratos entre OAS e Petrobras – imputação que a Lava Jato não conseguiu provar, apesar de ter levado Lula à prisão.

A maioria dos grandes veículos de comunicação nunca ousou fazer como o MTST, mostrando detalhes do triplex por dentro, em vídeos e fotos sem retoques. Abandonando a apuração in loco, a imprensa assumiu o risco de ser parcial quando foi abastecida com informações obtidas junto a uma das partes do processo: a que estava interessada em ver o petista atrás das grades.

A título de exemplo, em janeiro de 2016, com “investigadores” como fonte, o Estadão emprestou sua credibilidade à fake news sobre o triplex luxuoso, divulgando que a geladeira comprada para o apartamento custara R$ 10 mil. O microondas, R$ 5 mil. O forno elétrico, outros R$ 9 mil. No “mercado de luxo”, a OAS teria até encomendado uma “escada em caracol” por R$ 24 mil. 

A realidade no interior do triplex, como se vê nas imagens do MTST, é outra: o imóvel em estado de deterioração possui em sua cozinha modesta um fogão de piso com 4 bocas, comprado lá em 2014. Segundo um laudo da Polícia Federal feito março de 2016, o mesmo eletrodoméstico custava menos de 10% do que informou o Estadão: R$ 845,00. O microondas, R$ 574,00. A escada em caracol? Nunca foi instalada, mas seu valor entrou na conta que Lula foi obrigado a pagar.

Dois anos depois da matéria, com Lula às vésperas de ser julgado em segunda instância, o mesmo jornal divulgou outro texto, entitulado “Por dentro do triplex”, onde consta link para o laudo da PF de 2016, com os valores empregados pelos procuradores de Curitiba na denúncia apresentada a Sergio Moro.

Comparando o relatório da PF e a denúncia do Ministério Público, é possível detectar uma omissão por parte dos procuradores: eles não inseriram na peça que foi levada a julgamento os trechos em que os peritos que visitaram o apartamento alertaram para “possíveis discrepâncias” e “divergências” entre o que constava no orçamento da reforma e o que, de fato, parecia ter sido realizado.

Leia também:  E se Lula tivesse formado chapa como fez Cristina Kirchner?

No relatório, a PF escreveu que, por considerar uma tarefa muito difícil, não averiguou se os valores que constavam em contratos e notas fiscais referentes à reforma, que estavam em posse da Lava Jato, correspondiam aos serviços no imóvel em termos quantitativo e qualitativo.

O laudo falava em “dificuldade” em enxergar parte das melhorias que foram contratadas, e deixou claro que, mesmo diante dessa percepção, a PF assumiu os documentos recebidos dos investigados como se fossem verdadeiros, e se limitou a listar no relatório o que encontrou na vistoria, sem fazer comparação com preços de mercado. Os federais deixaram a cargo dos donos da acusação a iniciativa de solicitar uma perícia específica para isso, o que não ocorreu.

A questão é delicada porque, no final das contas, o MPF imputou a Lula um triplex de R$ 2,4 milhões, em valores atualizados. E na sentença de Moro, este problema ganhou uma dimensão ainda maior quando o juiz descontou o montante de um suposto “caixa geral” de propina da OAS com o PT, no valor de R$ 16 milhões.

OS NÚMEROS DA CONSTRUÇÃO E REFORMA

A Lava Jato condenou Lula por um triplex de R$ 2,4 milhões. Neste valor estão inclusos R$ 1,147 milhão do imóvel, mais R$ 926 mil da reforma e outros R$ 350 mil em móveis e eletrodomésticos, que totalizam outros R$ 1,2 milhão.

Os R$ 1,147 milhão sairam da diferença entre uma cota parte que dona Marisa Letícia tinha junto à Bancoop (e que lhe daria direito a um apartamento no Condomínio Solaris) e o valor médio do triplex em 2014, que era de R$ 926 mil. Ou seja, naquele ano, o imóvel teria custado a Lula, nas contas da Lava Jato, R$ 717 mil.

Na denúncia, os procuradores atualizaram todos os valores para o ano de 2016, por isso o valor de R$ 717 mil saltou para R$ 1,147 milhão.

Nos valores de 2014, a reforma custou R$ 777 mil e as aquisições junto à Kitchens e Fast Shop, R$ 293 mil (descontando um calote que é abordado mais abaixo).

Leia também:  A polêmica história do delator que acusou o MP de adulterar depoimentos

A TALLENTO

A Tallento – empresa que ajudou os procuradores, com documentos e delações, a sustentar que o triplex havia sido “customizado” para o “cliente” Lula – só havia trabalhado em parceria com a OAS construindo stands e apartamentos decorados. Jamais havia feito, a pedido da empreiteira, qualquer reforma de interiores. Ainda assim, curiosamente, ganhou o direito sobre a obra que seria destinada a um ilustre ex-presidente.

Segundo os autos, a Tallento foi indicada por um funcionário da própria OAS Empreendimentos, e emitiu notas comprovando o recebimento de R$ 777 mil para fazer a obra em 3 meses, entre julho e setembro de 2014.

Apenas a leitura do relatório da PF e da denúncia do MPF é insuficiente para decifrar como exatamente a Tallento empregou os recursos orçados para a reforma. 

O relatório da PF informa apenas que a maior parte desse valor foi usada na “execução de serviços de cobertura”, provavelmente relacionada à área do deck com piscina. Além disso, estaria incluso nele a compra (tomada da GMV, uma empresa de Curitiba) e instalação (da TNG, de São Paulo) de um elevador privativo, que se deu entre outubro e novembro. (Ele não aparece em alguns vídeos do MSTS, mas no do UOL, sim). 

Na página 115 da denúncia há uma lista genérica com os serviços que teriam sido feitos em cada cômodo do apartamento, sem valores correspondentes.

No laudo pericial, a PF escreveu que algumas “obras descritas nos orçamentos elaborados pela empresa Tallento sejam de dificílima constatação”.

Quanto ao que conseguiu identificar na reforma, a PF destacou a “instalação de um elevador hidráulico interno ao apartamento, instalação de pisos rodapés, pintura geral, construção de uma cobertura metálica no último pavimento, e a alteração de leiaute [sic] com remoção e a inclusão de paredes escadas, fato que ocasionou acréscimo de área útil privativa.”

Sobre o valor alto, a PF anotou que poderia estar relacionado a uma série de fatores “desconhecidos”, como “pressa na execução da obra pelo contratante, marca da empresa contratada que está associada ou não garantia de qualidade da obra. possível relacionamento prévio entre as empresas ou interesse em estabelecer algum tipo de parceria, bem como habilidade negociar ou outros aspectos de difícil ou impossível mensuração, que são fundamentais para definição dos preços.”

Por conta disso, o valor que caracteriza o triplex como luxuoso, na mídia, “não foi objeto deste laudo”. A PF preferiu não “comparar os valores pactuados entre as empresas a preços praticados no mercado da construção civil”, sustentado que tratava-se de uma negociação entre empresas privadas.

“Assim, os peritos focaram em identificar efetiva execução dos serviços orçados. (…) Independente de algumas divergências detectadas entre quantitativos orçados e executados, ou de alguma possível discrepância entre os valores dos serviços contratados com os de mercado, custo estimado da reforma efetivamente aplicada no imóvel corresponde aos valores negociados entre as empresas efetivamente pagos conforme as notas fiscais constantes. Portanto, valor contratado de R$ 777.189,13 considerado pelos Peritos como valor estimado da reforma.”

KITCHENS

Leia também:  Portugueses convocam protesto contra Sérgio Moro durante as Conferências do Estoril

A Kitchens, empresa que fez os móveis, cobrou R$ 320 mil por armários de cozinha, área de serviço, 4 dormitórios, 2 banheiros um lavabo, além da churrasqueira. A FastShop emitiu notas que somam apenas R$ 7,5 mil em eletrodomésticos.

Nas mãos dos procuradores, os valores foram atualizados para R$ 342 mil e R$ 8,9 mil, totalizando R$ 350 mil.

Uma arquiteta consultada pelo GGN, que preferiu não ser identificada, analisdou as imagens feitas pelo MTST e pelo UOL, e avaliou que os móveis pareciam de “baixo padrão”, “com acabamentos que parecem ser de construtora. Apenas pessoas que não podem investir muito mantém esses acabamentos.” 

O relatório da PF, de 2016, já mostrava o estrago nas prateleiras instaladas acima da churrasqueira e sinalizava uma série de estragos que não deveriam existir se o projeto fosse de “qualidade”, pois incluiam infiltrações internas e externas em áreas que deveriam ter sido impermeabilizadas, segundo o projeto.

A Kitchens foi escolhida, de acordo com o MPF, porque havia feito a obra do sítio de Atibaia.

Os documentos da Lava Jato mostram que, embora ela tenha cobrado R$ 320 mil pelos móveis, ela tomou um calote de cerca de R$ 33 mil da OAS, e acionou a Justiça por conta disso. Ainda assim, o valor global do contrato foi contabilizado no custo final do “triplex de luxo” e cobrado de Lula.

Isso mostra que a tática da Lava Jato para inflar o preço do triplex foi a de recolher as notas fiscais e comprovantes de pagamentos que atestam a relação comercial entre a OAS e empresas escolhidas a dedo para a reforma e decoração; somaram tudo, sem apurar a fundo, e depois atualizaram para valores de 2016.

46 comentários

  1. PF , Lava-jato, STF, STJ , Globo, Estadão, etc, etc

    São estes os criminosos que deveriam estar vendo o sol nascer quadrado !

    Além dos delatores mentirosos, que estão livres, leves e soltos.

    Eta paiseco !

  2. Será que o Lula estava

    Será que o Lula estava pensando em levar aquele aparelho de som espetacular que o Collor disse que ele tinha em 1989 ou Lula já se desfez dele? Tinha uma vaga na garagem reservada para a Ferrari revestida de ouro do Lulinha? Eu nem perco tempo com miudezas. O valor da reforma mais os tais móveis seria maior do que o próprio valor do apartamento? Fala sério…

  3. Eu não acredito que não haja na justiça algo que ………

    Eu não acredito que não haja na justiça algo que possa invalidar um processo, mesmo que perdido em última instância que fique claro que há MENTIRAS como PROVAS.

    Os advogados ficam se enrolando e não dizem o real. Os valores são FRAUDES que qualquer engenheiro ou arquiteto pode provar como tal.

    Só no caso do forno de micro-ondas é claro a FRAUDE, pois é impossível para um micro-ondas que aparece nas imagens custar mais do que 1.000,00 reais.

    • para o STF que temos…

      mentiras e erros graves e grotescos não são a mesma coisa…………………..

      o que faz todo e qualquer juizeco de merda ser invencível

       

      outra conclusão da espionagem americana

  4. Caro Nassif
    Não acredito que

    Caro Nassif

    Não acredito que a PF desconfiou. Eles sabiam, mas como cúmplices do Moro e do golpe, assumiram a mentira como verdade, para dar continuidade ao gope, à prisão do Lula.

    A PF é tão culpada quanto Moro.

    Saudações

  5. como podemos ver, muita gente lavou dinheiro nessa parada…

    erros de valoração são tão graves que chega a ser grotesca a condenação…………………….

    para condenar alguém dessa forma, só fugindo dos limites da decência em todas as instâncias

  6. Pelo amor de Deus.
    A

    Pelo amor de Deus.

    A Sabedoria popular já ensina que Triplex dado não se olha os dentes……

  7. Crime contra o estado

    Isso demonstra a falsidade ideológica da promotoria (MP), a cumplicidade da PF e, portanto, a nulidade da condenação do juiz de preto da primeira instância curitibana.

    Assim como os parlamentares que afastaram uma presidenta sem que ela houvesse praticado crime de responsabilidade e por gozarem de fórum privilegiado, havendo justiça nesse país o STF deveria enquadrar a todos esses criminosos e os mandar para a cadeia.

     

    LEI No 1.802, DE 5 DE JANEIRO DE 1953.

    Define os crimes contra o Estado e a Ordem Política e Social, e dá outras providências

     

     

     Art. 1º São crimes contra o Estado e a sua ordem política e social os definidos e punidos nos artigos desta lei, a saber:

        Art. 2º Tentar:

      III – mudar a ordem política ou social estabelecida na Constituição, mediante ajuda ou subsídio de Estado estrangeiro ou de organização estrangeira ou de caráter internacional;

      Pena: – no caso dos itens I a III, reclusão de 15 a 30 anos aos cabeças, e de 10 a 20 anos ao demais agentes

  8. Discrepância?

    O termo é bem outro…

    Mas, em se tratando de uma instituição não conhecida por seu apego ao PT, louve-se pelo registro de que tinha algo estranho na dita reforma. O MPF, “esqueceu” desse registro  e  a mídia, repetindo o que fizera antes com a Casa da Dinda (à época do impeachment do Collor), propagou a suntuosidade da “decoração de interior”, a cargo de uma empresa de Curitiba, a nova locomotiva do Brasil.

    É doloroso imaginar que o ex-Presidente Lula está preso, impedido de ver seus amigos e até o seu médico, condenado num processo recheado de “discrepâncias”, sem perspectiva de alteração desse quadro por togados das instâncias superiores. O judiciário, antes politeista, agora é monoteista. E a deidade não está em Brasília.

  9. anulação do processo

    Porque a OAS apresentou essas notas fiscais irreais? Isso foi negociado para que a delação fosse aceita? Quem pediu? Isso merece ser questionado e investigado.

    Outra dúvida: qualquer advogado ou entidade como a OAB pode pedir anulação desse processo por adulteração de provas?

    Alguém sabe se isso é possivel?

    • Revisão criminal. Parece que

      Revisão criminal. Parece que só eu e o Google sabemos dela. Às vezes me estarreço com a assessoria jurídica do PT e de Lula.

  10. beliches

    Um pequeno detalhe: a Kichens fabrica cama e beliches fuleiros?

    Eu nunca vi. Procurei no site e não achei nada.

  11. Depois que invadiram o

    Depois que invadiram o apartamento do Lula e não conseguiram encontrar a prova que eles tinham convicção  de que encontrariam e, que serviria para justificari todo o arbítrio praticado, eles teriam que provar de qualquer maneira que ele é culpado, senão eles poderiam seri responsabilizados por isso. Se não encontraram provas, precisavam fabricar provas. 

    Isso sem falar naquela gigante produção cinematográfica hollywoodina que foi protagonizada pela PF na gravação da “PF a lei é para todos”.  

    Tudo isso servirá para formar a contranarrativa  da versão contada pela operação lavajato ou seria melhor dizer pela campanha publicitária denominada lavajato.

    Daqui alguns anos, tudo será compreendido e esclarecido, mas os princiapais efeitos econômicos, objetivos primordiais por trás de tudo isso,  serão irreversíveis. 

     

     

     

  12. #

    Pouco a pouco vai se revelando que tipo de “operação” é essa farsa a jato.

    Alguém aqui da nossa justiSSa já se interessou em ouvir Tacla Durám?

    Já se interessaram em saber QUEM, entre as autoridades que têm competência para negociar acordos de delação premiadíssimos na Lava Jato, seria o “DD”?

    Já interrogaram o Zucolotto? Há uma acusação publicamente declarada contra ele.

     

  13. Bandidagem

    Todos bandidos, a começar pela globo. Quadrilha terrorista.

    E a pergunta que resta? Pela milésima vez é provado que o processo contra o LULA é todo farsesco. E vai continuar condenado? Não esta provado pela milésima vez que ele é inocente? E está preso? Que bandido é quem o calunia e mente descaradamente?

    stf, stf…

  14. É piada Cintia? “A PF
    É piada Cintia? “A PF desconfiou”? A PF é cúmplice das mentiras criadas pelo MPF e infladas pela imprensa brasileira encotajando justiceiros quem tem em suas cartolas podres não apenas de políticos mas também juizes e toda e qualquer personalidade com poder de mudar o curso do golpe. Vai um dardo ai? Oferta do MPF. Mas quem lança e a PF.

  15. Reforma no deck da piscina é piada!

    Nesse edificio existem 04 coberturas, cada cobertura tem uma piscina 

    e em todas as piscinas existe um deck de madeira elevado,

    exatamente iguais!

    é só conferir no google maps

  16. O estrago que um juiz de paz da roça é capaz de fazer

    Um pouco de Martins Pena seria suficiente para elucidar essa comédia de erros.

  17. O fogão é da mesma marca do
    O fogão é da mesma marca do juiz. Ainda hoje vi em SP a confecção de móveis sob medida para 8 ambientes por 18 mil com design moderno e de excelente qualidade. Tá demorando para esse farsa ser anulada.

  18. Difícil acreditar

    que agentes da lei, funcionários públicos bem remunerados e que deveriam zelar pela sociedade praticando Justiça com J maiúsculo, possam agir como quadrilha de fascínoras, mentindo, forjando provas falsas, praticando toda sorte de ilegalidades para destruir um homem velho, que nunca lhes fez algum mal e é querido pelo povo brasileiro que o quer de volta na presidência da república. O que estará por trás disso, a mando de quem essa perseguição implacável?

  19. Triplex
    Seria tolice um presidente eleito duas vezes para o cargo exigir reformas num litoral chinfrim, caso fosse mesmo interesseiro como dizem. Um corrupto teria mesmo um apartamento milionário em Paris, numa das avenidas mais conhecidas.

  20. Qual é a surpresa que uma
    Qual é a surpresa que uma empreiteira superfature obras?
    Pelo menos ninguém mais questiona que o triplex é do Lula… Ops, da OAS… Não, da Odebrecht!
    Ah, tanto faz… é tudo a mesma coisa.

    • Espantoso não é a empreiteira

      Espantoso não é a empreiteira superfaturar obra. É uma vara de Justiça Federal superfaturar a avaliação de uma obra supostamente concluída.

  21. Em uma solitária preso, inocente!!!

    Nerm os empregados   do príncipe das Marés, FHC, morariam numa pocilga  dessa!!!Chega de mimimi,  Lula está preso a mais de 20 dias inocente!!!!Que País  é esse???????

  22. A Fraude a Jato e seus crimes vagabundos, em série.

    É impressionante como uma  ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA INSTITUCIONAL, composta por agentes do sistema judiciário (procuradoress do MPF, policiais federais e juízes) atue de forma tão descarada, durante 5 anos e que mesmo a mídia dita “progressista” ou “alternativa” ainda trate com reverência e cerimônia os criminosos de toga, de paletó ou colete. NENHUMA, ABSOLUTAMENTE NENHUMA das acusações que os integrantes da ORCRIM  Fraude a Jato fez ou faz contra o Ex-Presidente Lula apresenta uma mísera evidência ou prova com algum valor jurídico, capaz de dar-lhes a mínima verossimilhnça ou credibilidade, 

    Se a PF aecista-lavajateira, essa que inocenta, antes da investigação, os proprietários do helicoca (Gustavo Perrela, filho do senador Zezé Perrella e  deputado estadual em MG, no ano de 2013) se recusa a compactuar essas patranhas do MPF e juiz lavajateiros é porque as fraudes são grosseiras demais. A brocha vai ficar para o MPF e juiz lavajateiros e para as suas fiéis escudeiras: as ORCRIMS midiáticas, lideradas pela Globo.

    Mais uma vez parabéns à brava e competente repórter Cíntia alves, que juntamente com Joaquim de Carvalho, do DCM, se mostra entre os/as melhores repórteres investigativos/as do Brasil.

  23. De luxuoso esse triplex não
    De luxuoso esse triplex não tem nada. Pelas fotos, a bancada da cozinha parece ser de granito cinza corumbá, um dos mais baratos e feios do mercado. Longe de ser “tampo de pia de resina americana que tem design moderno (R$ 50 mil)”. Os armários estão mais pra aglomerado, não chegam nem, a um MDF de 15mm de espessura. Esse triplex é de, baixíssimo, padrão e a OAS provou que deixa muito a desejar, na qualidade de suas obras. É muita infiltração para pouco espaço construído. E o MP, PF, Moro e toda a mídia golpista são uns safados, sem moral e sem caráter, que deveriam estar, todos, atrás das grades.

  24. Mas a defesa não disse que
    Mas a defesa não disse que aquele imóvel não era dele? Como vc pode dizer que ele é inocente se vc mesmo tá falando que o triplex era dele, ou seja, ele foi condenado justamente já que a acusação dizia que ele era dono do triplex e a defesa que não.

    • Mas sua mãe não disse que você era inteligente?

      Não costumo responder a quem não tem capacidade de inteligir. Pior ainda, quando acompanhada de má-fé travestida de senso de humor. O autor do texto obviamente não atribuiu a propriedade à Lula. Subentende que é atribuído pela procuradoria da república e pelo juiz Moro. Ficou claro ou precisa de desenho? 

      De todo o modo, este é o pensamento médio da tolice brasileira. Acreditam que se houve um rombo de centenas de milhões, e que se Lula foi o articulador desta rapina, se contentaria com um reles e mixuruca apartamento no decadente Guarujá. Quando lhes convém, lembram que Lula apreciou Romanée Conti. Quando não, falam que se contenta com um apartamento e uma chácara.

      Agora alegam que ele recebia em dinheiro propina, acusação formulada pelo lixo que atende pelo nome de Palocci. Claro, certamente Lula ocultou no caixão da Dona Marisa (perdão). Ou talvez esteja debaixo do colchão, ou oculto na caderneta de poupança na CEF.

      É interessante este preconceito barato por conta da formação do Lula. Vejamos, o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, tem o segundo grau (ensino médio) completo. Apesar de vir de “boa família” jamais se preocupou em estudar. Foi eleito e reeleito. Mas ele não é considerado ignorante… por que?

      Meu ex-sogro fez o ensino primário a sua época. Tanto eu quanto ele, reconhecemos que os alunos do ensino medio, não conseguiriam resolver os problemas matemáticos que ele muito bem aprendeu no primário. Quem é mais ignorante?

      Vá estudar um pouco bio qualquer coisa, ainda há tempo.

      Abraços

    • que  merda voce ta flando…a

      que  merda voce ta flando…a autora do artigo nao disse nada disso…?????? parece a globo tentando manipular a informação….

  25. Dono da Tallento
    Conforme Evento 3, Comprovante 239, do processo 5046512-94.2016.4.04.7000, no qual Lula foi ilicitamente condenado, um dos sócios da Tallento Construtora Ltda é Carlos Augusto Curiati Bueno, que vem a ser sobrinho do deputado estadual Curiati, do PP/SP

  26. É muita inocência da
    É muita inocência da colunista achar q a construtora manteve o apartamento intacto com toda a investigação em cima dele. Óbvio q o apartamento foi “desmontado”.

    Além disso, considerando q isso fosse verdade e o triplex fosse realmente “modesto”, isso não seria corrupção da mesma forma?

    • O triplex é moesto. Os

      O triplex é moesto. Os quartos são pequenos, as escadas estreitas. Mesmo que fosse de luxo, isso teria, em nome da transparência, que ser mostrado no processo. O suposto luxo não foi mostrado. Tenho certeza que quem condenou Lula nunca viu esse apartamento nem quis ver. Mesmo que fosse de luxo, e fosse provado que Lula era dono informal desse luxo, teria que ser provado o beneficiamento da empreiteira na Petrobrás. Nada, absolutamente nada disso, nada de nada, foi provado. Se provas mesmo existissem elas teriam sido lidas pelo William Bonner no Jornal Nacional. Estariam no google. Não estão. Não foram lidas por ninguém. Quem garante que as provas existem, por uma razão incrivelmente “estranha”, não diz quais são, não as publica em seus blogs, não as cita em seus vídeos.

    • Mesmo que as paredes do

      Mesmo que as paredes do apartamento fossem revistadas de folhas de ouro, a reforma teria sido de apenas 450 mil reais. Não dá para desmontar uma cozinha de sete metros como se fosse uma de vinte e cinco metros quandrados.

  27. E a defesa do Lula estava

    E a defesa do Lula estava fazendo o quê que não apontou e insistiu em questionar essas inconsistências? Estava ocupada com outros afazeres? O advogado estava de licença médica na época em que o laudo foi anexado ao processo? Aliás só depois que Lula havia sido condenado que pudemos ver que não havia nenhum luxo no apartamento, pelo contrário, é até de gosto duvidoso, típico de quem quer um apartamento na praia mas não pode gastar muito – essa não parece uma configuração de quem está recebendo propina por contratos bilionários na Petrobrás. A defesa não teve (não solicitou?) acesso ao apartamento? Agora não adianta mais apontar discrepâncias, Lula está preso e sem direito a revisão de mérito.

    • Discrepâncias do Ap que não é do Lula

      Caro Idiro, acho que você não estava no Brasil ou, se estava, não acompanhou o processo do pseudo-juiz Moro. Insistentemente os avogados pediram ao Moro o direito de um laudo e de, pasme-se, de ver todas as alegações no processo! Moro negpu tudo! Não faltou busca, pelos cpmpetentes advogados de Lula, de esclarecer os pormenores questionados pelo Moro! Me parece que você acha que Moro foi eficiente e os advogados de Lula não! Não é esse o caso! Moro não aceitaria nenhuma possibilidade que permitisse inocentar Lula! Moro não pratica a justiça! Moro usa a autoridade que lhe foi imputada idevidamente e pratica o extermínio de quem ele quer! Essas aberrações deveriam ser banidas da “nossa” Justiça. Mas, aqui é a terra da Globo e da elite podre!

    • A defesa de Lula pediu

      A defesa de Lula pediu perícida independente visando isto que hoje vem à baila, mas, o Sérgio Moro negou achando que não era necessário. Se fosse, mesmo a contragosto, defereria, mas como é um árbitro de várzea, deu no que deu. 

  28. Grande problema aí é que,

    Grande problema aí é que, segundo muiiiiitos policiais, sejam civis, federais mesmo militares, é que “no papel vale tudo”, portanto, prá que investigar?? Dizer que viram discrepâncias e, “deixar prá lá”? Como podemos CONFIAR na justiça deste país. Se, não seguir a cartilha deles, mesmo que inocentes, estamos todos, TODOS FERRADOS. Infelizmente este povinho não c0nsegue enxergar. Gente, já me dizia um delegado “Põe no papel, papel vale tudo” Graças a Deus, desse mal nunca , mas nunca mesmo vou me condenar. Nunca, concordei com esse “ditado?, exercício?”, sei lá qual o nome que se poderia dar a isso. Precisamos, devemos, provar a culpabilidade de uma pessoa, caso contrário, pelo menos para mim, se não for efetivamnte comprovado qualquer tipo de crime, “in dubio pró reu”. Pelo menos é o que diz a nossa Constituição. 

  29. Cronologia de Leo Pinheiro e contratos

    Usando por observação uma reportagem do GGN sobre Léo Pinheiro, surge uma hipótese. Já se monitorava o imóvel de Guarujá e a reforma do Triplex se apresenta como hipótese salvadora de Leo Pinheiro e incriminar Lula.

    1. A primeira prisão de Leo Pinheiro foi em novembro de 2014, enquanto a reforma foi contratada para inicio em julho de 2014 e término em setembro de 2014;

    2. Por óbvio que a OAS e Leo Pinheiro já estavam em investigação e já eram inqueridos pela Polícia Federal antes do início da Lava Jato em março de 2014, o que possibilitou velocidade espantosa para o requerimento da prisão preventiva de Leo Pinheiro em novembro 2014;

    3. Destes inqueritos, uma dúvida razoável dos procedimentos nos induz a que o nome do presidente Lula tenha sido levantado (todos os mídia assim acreditam), motivando a Leo Pinheiro a estabelecer uma narrativa salvadora. Surge com toda sorte de velocidade uma reforma no 164-A em meio investigação e a prisão de Leo Pinheiro;

    4. A reforma contratada ao valor de R$ 3.000,00/m2 (229 m2 pelo valor de R$ 687.0000,00), com realização prevista entre julho e setembro de 2014 produz curiosidades. Ao que indica o projeto de reforma e a execução da reforma seria todo realizado pela Tallento que subcontrata outras empresas e profissionais, entretanto, os peritos não levantaram o projeto de luxo com a Tallento. Os peritos lançam mão dos registros do CREA-SP e contratos. Destes temos: o projeto de reforço estruturalb possível em 16 de setembro, com a instalação do elevador prevista para pode ocorrer entre 17 de setembro a 5 de novembro de 2014 (novembro ocorre a prisão de Leo Pinheiro);

    5. O interessante das datas é que o equipamento de içamento, de acordo com o contrato, chegou ao local da obra em 24 de novembro de 2014, ou seja, a obra é tocada mesmo com a prisão de Léo Pinheiro. Por que?

    6. Pelas fotos da perícia observa-se que a obra aparentemente foi abandonada, e não há uma estimativa dos valores dos armários, camas e outros móveis fotografados e listados. Assim, o valor atribuído é irreal e não condiz com a prática deste tipo de perícia que busca atribuir uma estimativa para cada ítem encontrado. (parece valor para fechar alguma conta, algum acordo de contas);

    7. Não foram verificadas a qualidade dos móveis de cozinha para se ter a exata noção se referem aos móveis da renomada Kitchens, (um profissional que trabalha em Stand poderia observar esta qualidade, pois verificaria no catalogo e mesmo nas especificações de venda);

    8. Nenhum perito avaliou se o elevador estava funcional, o que parece estranho ao processo, pois verifica-se se as instalações estão em funcionamento para efeito de inspecções; (o elevador pode estar apenas cenário de stand)

    9. Após a primeira saída de Leo Pinheiro, poderiam ter terminado a obra e colocado o imóvel a disposição do mercado no ainda ao início de 2015. Por que não o fizeram?

    10. Aqui tem uma coisa interessante das grandes corporações e tem relação com a colocação do imóvel ainda bloqueado pela Caixa; o que aparentemente não era de conhecimento de Leo Pinheiro… Nem dos procuradores ou peritos que não levantaram a documentação de dívida do imóvel e as condições de restrição que podem fazer parte da perícia…

    Ou seja, uma produção pelas metades para deixar a confusão correr até ser possível consolidar em 2017 a narrativa forjada de Leo Pinheiro em atendimento a Lava Jato.

  30. Os preços estão inflados, mas
    Os preços estão inflados, mas segundo o perito mór da Lava jato, Sérgio Moro “isso não vem ao caso”.E vai , de forma lenta, gradual e progressiva,  caindo a farsa judicial de Sérgio Moro, enquanto isso um inocente mofa numa solitária da República Medieval de Curitiba. Tia Cármem Lúcia, quem tá mesmo. apequenando o Judiciário?#MoroMentiu#LulaPresoPòlitico

  31. Lula foi condenado por um

    Lula foi condenado por um Judiciário bandido. Como no Brasil Judiciário é um poder absoluto, não temos a quem recorrer de suas bandalheiras. Vivemos sob a pior das ditaduras: procuradores e magistrados forjando provas, vendendo sentenças e tirando filhos traficantes de presídio sem que nada possa ser feito contra os desmandos. Instituições em estado de avacalhação geral. Cada uma tirando o que pode como pagamento por seu apoio ao golpe.

  32. Agora, depois que Lula foi

    Agora, depois que Lula foi preso? 

     

    Foi necxessário um movimento popular para escancarar a farsa porque ninguém da grande mídia e nem dos blogueiros de esquerda(aqueles que teriam cacife jornalístico) foram atrás de verificar o interior do imóvel. 

    A falta de timing foi inacreditável!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome