A prova do pudim da Lava Jato nas mãos de Janot

Todos os jornais impressos esconderam a declaração do doleiro Alberto Yousseff à CPI da Petrobras, de que o senador Aécio Neves recebia US$ 150 mil mensais de Furnas.

Após o impeachment de Fernando Collor, um jornal se vangloriou de não ter escondido seu passado: a Folha de S.Paulo. Essa atitude ajudou a pavimentar sua reputação pelos anos 90 a fora.

Agora, todos os jornais brasileiros se calaram, inclusive a Folha. Mesmo depois dos serviços online – que não haviam sido enquadrados – terem dado a notícia que, àquela altura, já tinha transbordado para o mundo.

A notícia abriu a Top News da Reuters internacional. Seria manchete em qualquer jornal respeitável do mundo. Afinal, um candidato a presidente da República, no passado, recebia dinheiro de corrupção, proveniente de uma estatal. Não se tratava de algum recurso recolhido por um tesoureiro de partido, mas dinheiro direto na conta.

A delação de Yousseff veio com todas as peças encaixadas: o valor da propina, a destinatária (a irmã de Aécio) e até a empresa que fazia a lavagem do dinheiro (a Bauruense). Os bravos procuradores da Lava Jato teriam levantado essas operações em um dia de trabalho. Bastaria quebrar o sigilo da Bauruense.

Além disso, na gaveta do PGR repousa um inquérito desde 2010 apontando para lavagem de dinheiro de familiares de Aécio Neves em um banco de Liechenestein. Tinha-se o começo e provavelmente o destino final da propina.

Leia também:  Telegram: Não há evidências de que celulares foram hackeados

Mesmo assim, o Procurador Geral da República Rodrigo Janot não endossou a denúncia sustentando estranhamente que dizia respeito a um outro episódio e o delator (o deputado que contou sobre a propina a Yousseff) já ter morrido. Equivale a um jovem procurador que invade um escritório à procura de pistas sobre roubos de eletrônicos, encontra provas de roubos de remédios e deixa de lado porque no momento ele só trabalha com roubos de eletrônicos.

Janot poderia ter pedido autorização para o STF (Supremo Tribunal Federal) para ao menos investigar a denúncia, garantindo o sigilo nas investigações. Nem isso foi solicitado.

Qual a lição que se pretende passar?

A Lava Jato pretende demonstrar que não é apenas mais uma investigação de corrupção, mas a operação que irá mudar o pais. Houve outras investigações na história.

No início dos anos 50 os IPMs (Inquéritos Policiais Militares) prenderam pessoas próximas a Vargas e colocaram em xeque o próprio poder presidencial, a ponto de criar o clima que levou ao suicídio do presidente. Ficou conhecida na história como uma manobra golpista, não como uma ação virtuosa.

Em 1963 e 1964, meros delegados de polícia colocavam na cadeia até empresários poderosos ligados a Jango, sob os argumentos mais estapafúrdios: Santo Vahlis, um venezuelano que tentou comprar um jornal no Rio, foi jogado em uma cela sob a acusação de ter escondido seu local de nascimento.

O anônimo delegado de polícia comprovou que proximidade com o governo não blindava ninguém, com o poder, sim . E sua valentia se devia apenas ao fato de que o poder já mudara de mãos. Ele era apenas um joguete nas mãos do verdadeiro poder.

Leia também:  Dossiê do Intercept pode expôr parceria da Globo com a Lava Jato

A Lava Jato será conhecida na história não pelos poderosos que prendeu, mas pelos poderosos que poupou. Será ou a operação que limpou o Brasil, ou a operação instrumentalizada por um grupo político para desalojar outro grupo político.

A prova do pudim estará nos intocáveis, os cidadãos do lado de cá, tão acima de qualquer suspeita que não serão sequer investigados mesmo sendo delatados por delatores que mereceram toda a confiança dos procuradores nas delações contra o lado de lá.

As suspeitas sobre Aécio, agora, correm o mundo, nas asas da Reuters e de outras agências internacionais. Está nas mãos de Janot garantir a reputação internacional da operação que irá marcar para sempre a história do país: se apenas uma operação autorizada pelo poder do lado de cá, ou se uma operação que colocará definitivamente o Ministério Público Federal como avalista de uma nova República.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

172 comentários

  1. Pobre Getúlio…

    Existisse a Internet naqueles tristes dias e provavelmente não teria cometido suicídio e o Brasil, hoje, seria outro… E que ninguém se engane; nossa grande Imprensa familiar É o Golpe!

  2. Cada vez mais vai se

    Cada vez mais vai se confirmando a supeita-certeza de que o STF, o MP funcionam turbinados pelos fatos, pela “faca no pescoço” da imprensa golpista. Impressionantemente lamentável! Agora ainda o golpe hondurenho do TSE. Haja bando de escroques…

  3. AS IS:

    “A Lava Jato será conhecida na história não pelos poderosos que prendeu, mas pelos poderosos que poupou. Será ou a operação que limpou o Brasil, ou a operação instrumentalizada por um grupo político para desalojar outro grupo político.

    A prova do pudim estará nos intocáveis, os cidadãos do lado de cá, tão acima de qualquer suspeita que não serão sequer investigados mesmo sendo delatados por delatores que mereceram toda a confiança dos procuradores nas delações contra o lado de lá.

    As suspeitas sobre Aécio, agora, correm o mundo, nas asas da Reuters e de outras agências internacionais. Está nas mãos de Janot garantir a reputação internacional da operação que irá marcar para sempre a história do país: se apenas uma operação autorizada pelo poder do lado de cá, ou se uma operação que colocará definitivamente o Ministério Público Federal como avalista de uma nova República.”

  4. O Janot é claramente um

    O Janot é claramente um procurador político, Nassif. Um equilibrista ábil diga-se de passagem. Não fustiga a chefe do governo, Dilma, nem da oposição, Aécio (em tese). A primeira é responsável por sua indicação. O outro é do senado que vai sabatiná-lo. Já tem um desafeto lá, o Collor.

    Ainda por cima age de olho no pig. Só foi para cima do Cunha quando este, além de ultrapassar o limite do razável, começou a perder a blindagem unânime da mídia. Esta está com Aécio e não abre. Apesar de agora mesmo na Band terem dado a acusação contra o Aécio. 

    O problema de ficar ancorado na imprensa brasileira é que a desmoralização desta, que se acelera a olhos vistos, pode resvalar em voce. Janot deveria ler mais a blogosfera

  5. As “doações” de Furnas para Aécio e a delação de Youssef

    Seria de bom alvitre acessar http://www.academia.edu/810196/O_Voto_Lul%C3%A9cio_e_as_Elei%C3%A7%C3%B5es_de_2006_em_Minas_Gerais para se entender a aproximação de Aécio com Lula nas eleições mineiras em 2006, um fato político de amplo conhecimento no estado, que pode ter ensejado a Aécio manter nomes de sua confiança na Diretoria de Furnas, além de ter gerado reações dos tucanos paulistas que certamente ainda perduram…

    A acareação de Youssef e Costa ontem apenas serviu para confirmar a vinculação de Aécio com a Lista de Furnas e a de Álvaro Dias com Youssef, quando da campanha de Dias ao Senado, via utilização do jatinho de Youssef ao custo de US$ 170 mil…….não devemos esquecer que Álvaro Dias compunha a dupla de senadores tucanos na CPI da Petrobrás em 2009 com Sérgio Guerra, cujo recebimento de 10 milhões de reais para “abafar a mesma CPI” foi também confirmado por Paulo Roberto Costa, ontem na acareação…

  6. A justiça é um espetáculo dantesco!

    A Justiça é um espetáculo!

     

    Ontem, a oposição “formal” (PSDB, DEM, PPS e SD) decidiu – não por seu desejo, certamente, mas pela falta de condições de fazê-lo – adiar “indefinidamente” uma reunião para tratar do “impeachment” da Presidenta Dilma.

    Faltam-lhe, obvio, condições políticas.

    Mas seu papel foi, rapidamente, assumido pela “oposição judicial” que, contrariando o voto da relatora original do processo, Ministra Maria Thereza de Assis Moura, confirmou o prosseguimento de uma ação “junta tudo” – composta de todos os fatos e suspeitas dos tucanos quanto à regularidade da campanha de Dilma Roussef – para conseguir a cassação do mandato.

    Decisão que formou maioria com o voto de ministros do Supremo no TSE, Gilmar Mendes e Luís “Matus in Pectore” Fux – que dispensam apresentações – além de Henrique Neves e João Otávio de Noronha, cuja proximidade com os tucanos já era apontada pelo especialista da Folha em bastidores do Judiciário, Frederico Vasconcellos, em setembro de 2002, antes que ele fosse nomeado no apagar das luzes do Governo FHC:

    “A Folha apurou que essa hipótese -admitida reservadamente por outros membros do Judiciário e do Ministério Público- é reflexo das nomeações dos ministros Nelson Jobim, Ellen Gracie e Gilmar Mendes, no Supremo Tribunal Federal, e do advogado João Otávio de Noronha, ex-diretor jurídico do Banco do Brasil, no Superior Tribunal de Justiça.Essas nomeações foram associadas ao temor atribuído a Fernando Henrique de vir a ser perseguido por juízes e procuradores, depois do mandato.”

    É uma ação daquele tipo “metralhadora giratória”, onde se aponta suspeitas sobre tantas coisas que, afinal, algo se espera achar para, com um grão, usar o poder do foco para transformá-lo em um deserto.

    Quer entender como é isso? Tome fôlego e leia a quilométrica lista do conteúdo da ação, reproduzida pelo site do próprio TSE: ”

    O PSDB afirma (…) que durante a campanha eleitoral de 2014 houve: abuso de poder político de Dilma pela prática de desvio de finalidade na convocação de rede nacional de emissoras de radiodifusão; manipulação na divulgação de indicadores socioeconômicos – abuso cumulado com perpetração de fraude; uso indevido de prédios e equipamentos públicos para a realização de atos próprios de campanha e veiculação de publicidade institucional em período vedado.Sustenta, ainda, que houve: abuso de poder econômico e fraude, com a realização de gastos de campanha em valor que extrapola o limite informado; financiamento de campanha mediante doações oficiais de empreiteiras contratadas pela Petrobras como parte da distribuição de propinas; massiva propaganda eleitoral levada a efeito por meio de recursos geridos por entidades sindicais; transporte de eleitores por meio de organização supostamente não governamental que recebe verba pública para participação em comício na cidade de Petrolina (PE); uso indevido de meios de comunicação social consistente na utilização do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão para veicular mentiras; despesas irregulares – falta de comprovantes idôneos de significativa parcela das despesas efetuadas na campanha – e fraude na disseminação de falsas informações a respeito da extinção de programas sociais.

    Entendeu como funciona a “estratégia jurídica”? Se não entendeu, a própria ação do PSDB explica:

    Argumenta (o PSDB) que mesmo as questões que, isoladamente, não sejam consideradas suficientes para comprometer a lisura do pleito, devem ser analisadas conjuntamente entre si.

    Como se não bastasse isso, a falta de objetividade e o caráter “genérico” das acusações, Luiz Fux ainda sugere que se juntem as outras ações tucanas, ampliando assim a característica política – e, assim, uma usurpação de funções que não competem à Justiça Eleitoral.

    Que, aparentando grande prazer, entrega-se a este papel, em parceria com a mídia, a mesma que a ex-presidente da Associação Nacional de Jornais, Judith Brito, dizia ser a “oposição de verdade” no Brasil.

     

     

  7. Tem gente presa na Sui;a

    Tem gente presa na Sui;a desde 2006 por ter dado dinheiro a membros do governo paulista no caso do Metro.

    Assim, já sabemos as resposta a todas as  dúvidas acima.

     

  8. A Prova do Pudim

    O pudim já esteve ne mesa do MP muitas vezes. Nunca foi provado. Sempre se escolheu qual pudim seria degustado. Em que pese  a incompetência da Dilma, e últimamente do PT, para o enfrentamento político (o nosso Tsipras, ganha no voto e joga a toalha), os estamentos judiciários, MP em geral e PGR a frente,  tem lado. São os coronéis modernos.  A “meritocracia”.  

  9. Por que o Pt não entra com um

    Por que o Pt não entra com um pedido de cassação por falta de decoro parlamentar? Por que essa letargia enquanto a oposição se vira de todas as formas para tomar o mandato do PT? E o que explica o medaço do pgr quando se trata desse senador mineiro? Uma autoridade que vai ao infinito e alem para buscar provas contra uma estatal brasileira mas não move uma palha, mesmo provocado, contra esse senhor? É muita paradeira para o meu juízo.

  10. Já escrevi uns vinte

    Já escrevi uns vinte comentários neste blog onde afirmava que a operação lava jato pode querer tudo, menos combater a corrupção.

    A prova cabal do fato é a falta de interesse de investigar qualquer coisa que não fosse relacionada ao PT, vazar fatos ou boatos para a mídia, sempre relacionados ao PT e ignorar solenemente esta denúncia do YOUSSEF.

    Poque o Vacari está preso? porque grandes empresários(somente os próximos ao PT) estão presos sem acusação ou condenação  formal?

    esta lava jato é golpe de estado na veia. Só não vê quem não quer.

  11. Então, para escapar de um

    Então, para escapar de um assunto espinhoso que nem é destaque na imprensa nativa, arruma-se uma estapafúrdia entrevista coletiva do senador, o presidenciável inconformado, e mais um  “pente fino” do ministro Gilmar Mendes nas contas da campanha da Dilma. Pronto. Eis as manchetes para nublar a inconveniente declaração do doleiro na CPI.

    A Reuters, porém,  complicou a operação blindagem e o MPF ficará muito mal na fita se continuar protegendo essa turma. Já passou da hora de abrir certas gavetas, de chamar um chaveiro para reproduzir chaves perdidas.

    • Na mosca

      Na mosca. A operação da mídia ontem foi casada com Gilmar Mendes, logo após a delação do Yousseff.

      Como sabem que investigação que vai pra frente é aquela que a grande mídia noticia…

      • Boa

        Cara, você resumiu com maestria o que eu penso com a sua assertiva:

        “Como sabem que investigação que vai pra frente é aquela que a grande mídia noticia…”

        Se me permite, vou usá-la como assinatura.

  12. “Todos os animais são iguais,

    “Todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais que os outros”. Como já foi observado neste blog, o que existe é uma luta do setor entreguista, rentista e parasita do Brasil contra o setor produtivo (empresários + trabalhadores). Lava Jato e Julgamento do Mensalão são duas das grandes farsas da história contemporânea brasileira.

  13. Falta colaboração do Pimentel em MG…..

    Para  esclarecer de vez  as  ações nefastas  da viúva negra das alterosas, a  Andreia Neves, acobertando as  maracutaias do playboy de Copacabana.

    Com o poder nas mãos, nada  impede que se façam auditorias administativas e  financeiras  para levantar o tamanho dos  desvios de recursos públicos  alocados  nas  empresas dos Neves .

    É impossível não se notar a  olhos  vistos, tamanho desprezo pelo erário público  por parte  desta verdadeira quadrilha  que assaltou MG  por mais de 16 anos !!

    Se Pimentel não atuar, vai acabar igual a LULA:  passando atestado de idoneidade a  um bando de ladrões  que saquearam o país  e  depois de algum tempo, posando-se de vestais, aparecem por aí apontando o dedo para  Deus e o mundo !!

    Simbora Pimentel, a  democracia  está esperando !!!!!

  14. Não existe mais o Estado Democrático de Direito

    O grupo fascista do Paraná, chefiado por Sérgio Moro, tem um objetivo político bastante claro e que não é republicano.

    O Estado Democrático de Direito foi suprimido e o que vale agora é a Força Bruta.

    Basta considerar casos estapafurdiosamente escandalosos: 450 K de cocaína apreendida pela PF no helicóptero do senador de Minas; a propina que Aécio teria recebido com dinheiro da estatal FURNAS, reafirmada ontem no congresso e abafada hoje pela grande mídia; o promotor de SP que “esqueceu” por 2 anos numa gaveta as provas da corrupção do Metrô de SP; todas as provas apresentadas no livro A Privataria Tucana; etc. etc. etc.

    Somente um inocente, um “Cândido de Voltaire”, ainda acredita que vivemos numa República cujo Estado é Democrático e de Direito.

    • Brilhante. Soa como um haikai

      Brilhante. Soa como um haikai ou provérbio confuciano. Sintético, verdadeiro, direto no ponto.

  15. Meia-Boca
    Lava Jato só lava meia-boca.Queremos lavagem completa, se possível com aspiração e um perfuminho para tirar o mal cheiro.

  16. moeda de troca

    A moeda de troca vai ser a delação de outro delator, informação expressada por Youssef ontem, de quem pediu dinheiro para a campanha de Dilma em 2010. Se não foi Palocci, teria sido Lula?

    A dúvida ficou no ar, e deve ser muito relevante, em função do suspense feito.

    Engraçado como um delator sabe o que o outro vai delatar.

    Parece jogo de cartas marcadas. 

  17. O grande Sérgio Rodrígues tem a solução!

    Nassif, recomendo que você espere sentadinho na internacionalmente famosa poltrona “Mole”, do já clássico designer brasileiro Sérgio Rodrígues. 

  18. A questão de alta indagação

    A questão de alta indagação agora não é se Aécio Neves comandará o Impedimento de Dilma Rousseff.

    Também não é se o MPF denunciará ou não Aécio Neves por ter cometido os mesmos crimes que Eduardo Cunha.

    A questão agora é “quando” o MPF ofertará a denuncia: antes ou depois de Aécio Neves renunciar ao mandato para garantir sua impunidade na primeira instância de Minas Gerais. 

     

  19. Ele também afirma que Dilma e

    Ele também afirma que Dilma e Lula tinham conhecimento do que se passava na petrobrás e nas suas campanhas o que parece evidente, mas da mesma forma não foi publicado.

     

    • Não foi publicado? E o que

      Não foi publicado? E o que explica o link abaixo, com vídeo e tudo? Foi manchete na página do UOL.

      http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2015/08/25/youssef-diz-a-cpi-que-dilma-tinha-conhecimento-de-esquema-da-lava-jato.htm

      Mas tem uma pequena diferença: Youssef diz “no meu entendimento”, Lula e Dilma sabiam sobre as atividades de Paulo Roberto Costa, o que, por outro lado, foi negado pelo ex-diretor da Petrobras. Ele inclusive confirma que nem conhece pessoalmente a presidente Dilma (que, por acaso, foi quem o demitiu).

      Bem diferente do caso do Aécio, onde ele deu detalhes do que acontecia, valores e destinatário da propina. Uma denúncia muito mais consistente do que “no meu entendimento”.

      • Verdade. A turma que defende

        Verdade. A turma que defende Aécio está distorcendo o português. Youssef disse: Confirmo (que o Aécio está envolvido em Furnas) por conta do que eu escutava do deputado José Janene, que era meu compadre (portanto para mim tinha credibilidade) e eu era seu operador (e portanto sabia o que estava sendo manejado e remanejado -o money, o dindim- e não tinha como ele mentir para mim). Mais contundente impossível. Já no caso da acusação a Lula e Dilma, aí sim, ele estava chutando, para ganhar uns pontinhos: “No meu entendimento..”. Pensem, quando a gente não tem certeza de uma coisa, a gente costuma começar a argumentação dessa forma… É mentira,  Terta?

        Central de whatsapp do governo para liquidar boatos e grande portal de notícias na internet, TV Brasil nos moldes da Telesur, Voz do Brasil nas televisões (cinco minutos diários basta), Filosofia obrigatória no ensino médio, faculdades, nas provas de ENEM, redação inclusive, vestibulares e nos concursos públicos (especialmente da área jurídica). Já!! Este é um combo mínimo contra a barbárie!

        • “Confirmo (que o Aécio está

          “Confirmo (que o Aécio está envolvido em Furnas) por conta do que eu escutava”.

          Em qualquer lugar do mundo isso se chama opinião de terceiros. Não é, nunca foi e jamais será prova de alguma coisa. Nem a irmã de Aécio o Youssef foi capaz de identificar, seja por nome, foto o que valha. Mas opinião de terceiros vale quando é contra oposição, já contra Lulla e Dilma, é só chute…

          Pois bem. Pra que não sobre pedra sobre pedra, por que diabos o PGR não abre investigação contra todos: PSDB, PT, Aécio, Dilma, Lulla, Sérgio Guerra, Furnas, o escambau? Aí quero ver até onde isso vai.

        • “Confirmo (que o Aécio está

          “Confirmo (que o Aécio está envolvido em Furnas) por conta do que eu escutava”.

          Em qualquer lugar do mundo isso se chama opinião de terceiros. Não é, nunca foi e jamais será prova de alguma coisa. Nem a irmã de Aécio o Youssef foi capaz de identificar, seja por nome, foto o que valha. Mas opinião de terceiros vale quando é contra oposição, já contra Lulla e Dilma, é só chute…

          Pois bem. Pra que não sobre pedra sobre pedra, por que diabos o PGR não abre investigação contra todos: PSDB, PT, Aécio, Dilma, Lulla, Sérgio Guerra, Furnas, o escambau? Aí quero ver até onde isso vai.

          • Errado

            em qualquer lugar do mundo, como no Brasil, o ouvir dizer, ou prova indireta, não se presta para, SOZINHA, subsidiar uma CONDENAÇÃO, não uma INVESTIGAÇÃO.

            Investigação se abre com mera denúncia anônima ou mesmo notícia de jornal, especialmente quando a notícia crime vem acompanhada de referência direta a pessoas, empresas e valores. Em qualquer lugar do mundo.

    • Alguém que assina com o

      Alguém que assina com o pseudônimo aliancaliberal não inspira confiança e credibilidade. Mas vamos lá: você viu e ouviu o que falou Alberto Youssef na acareação que a CPI promoveu entre ele e Paulo Roberto Costa? Se ouviu, você distorce os fatos a favor do grupo político que defende. Youssef afirmou ter ouvido de José Janene que Aécio Neves recebia propina mensal de Furnas; essa foi a afirmação. Quando perguntado se Aécio Neves era beneficiário do esquema de propinas, Alberto Youssef disse textualmente ele disse: “Eu confirmo por conta do que eu escutava do deputado José Janene, que era meu compadre e eu era operador dele”. Quando perguntado se o Conselho da Petrobrás- do qual Dilma e Jorge Gerdau faziam parte -sabia do esquema de corrupção, ele foi evasivo, como mostra o trecho de reportagem a seguir.

      Os deputados da oposição pressionaram os delatores para saber se Dilma e Lula tinham conhecimento do esquema de corrupção na Petrobras. Paulo Roberto Costa não soube dizer se eles tinham conhecimento. Alberto Yusseff não afirmou, mas pelo que escutava, disse ter a impressão que o Planalto saberia dos desvios na Petrobras

      Então, aliancaliberal, quem está dizendo a verdade? Aqui neste blog, não adianta você tentar trapacear, pois será desmascarado ràpidamente.

  20. Janot tem as mãos atadas.

    Elas estão segurando uma cartolina onde se lê: “Janot, você é a esperança do Brasil”. 

    Anastasia em pouco tempo também será liberado pelo próprio Janot. A Polícia Federal não consegue localizar Careca, o ex-policial federal que acusou Anastasia. Janot não poderá fazer nada, neste caso.

    Considerando que o caso Azeredo caminha para a prescrição, que o caso do helicóptero de cocaína envolvendo os Perrellas não gerou sequer processo, que o MP-MG arquivou o caso do aeroporto de Claudio, que a Policia Federal não encontrou envolvimento de políticos em 20 anos de “trensalão” em São Paulo, que a justiça do Paraná suspendeu sine die a investigação que poderia envolver Beto Richa, que a justiça de Goiás nada vê de errado nas relações entre Perillo e o bicheiro Carlinhos Cachoeira, de quem, aliás, comprou a casa em que mora, e que a empresa de fachada de FHC não causou nenhuma reação das autoridades competentes, com mais algum tempo, o PSDB poderá tomar para sí o bordão que Maluf usava até há pouco para provar a sua honestidade:

    “Jamais fui condenado em qualquer processo”.

    • Que prova?
      Alguém disse que

      Que prova?

      Alguém disse que alguém recebia propina não é prova nem aqui e nem em nenhum lugar.

      Ache alguma coisa de concreto para prender os politicos do PSSB.

       

       

      • Rasteirismo

        Exato. Dizer não prova nada. Mas são os dizeres das delações premiadas que motivam as novas fases da Operação em busca de provas. São os dizeres dos delatores que motivaram as prisões preventivas decretadas por Moro.

        As delações servem para o Moro solicitar mais invetigações por parte da PF à procura de provas que sustentem as próprias delações. E isso o Moro poderia fazer, assim como faz maestralmente quando nos despachos justifica as prisões preventivas.

        Coincidência ou não, até agora a PF só achou provas que incrimimem petistas. Por que será? Será que não há provas contra Aécio? Contra Anastasia? Não sabemos nem saberemos, porque até agora em nenhuma fase da Lava Jato as empresas que Youssef mencionou ter favorecido Aécio não foram investigadas. Não por falta de indícios. Mas por falta de iniciativa do Moro e da própria PF.

        • O juiz não pode se basear no

          O juiz não pode se basear no “alguém disse que alguém recebia algo”. 

          “Coincidência ou não, até agora a PF só achou provas que incrimimem petistas.” os petistas nem foram investigados ainda, o PP e o PMDB que são os principais investigados, porque o operador do PMDB e do PP entregaram o ouro.

          Quando Renato Duque abrir o bico ai sim o PT será investigado realmente.

          Pensa que prova existe contra Anastasia, nada, fora ser do PSDB.

          Tu desejar algo não torna a torna uma realidade. 

           

          • Rasteirismo 2

            “O juiz não pode se basear no “alguém disse que alguém recebia algo”. “

            Puts, mas foi isso que eu disse. O juiz não pode nem deve. Mas é a partir das afirmações das delações que a busca de provas é feita. Leia novamente o meu comentário, por favor.

            “Pensa que prova existe contra Anastasia, nada, fora ser do PSDB.”

            E ainda piora: a única pessoa que poderia dar detalhes e eventualmente provas do envolvimento de Anastasia foi liberada pelo Moro para responder em liberdade e hoje não se sabe onde ele está.

            Essa sua defesa com unhas e dentes do Aécio só mostra o quanto a sua noção de Justiça é caolha.

            “Tu desejar algo não torna a torna uma realidade. “

            Sim, concordo. Mas por que o Moro não pede uma investigação mais aprofundada? Afinal, se há indícios, o que o impede e impede a PF de buscar provas, assim como está fazendo nos outros casos?

        • Não se comprovou nada amigo,

          Não se comprovou nada amigo, o fato de se basear em uma “lista” para atacar seu oponente mostra a fragilidade da acusação.

          Pense fora da manada, quem que cria uma lista com politicos.

          Isso é factóide primário. E a versão amadora  do dossie cayman.

          Tem que achar algo de concreto,não é isso que pedem para Dilma ?

          • Leu as cópias dos documentos,

            Leu as cópias dos documentos, ao final da matéria cujo link postei acima?

            Então leia e venha argumentar.

            Se não o fizer, comprova-se que é você quem tá na manada…

            PS: a Polícia Federal comprovou que a lista é verdadeira, ao contrário do que disseram os acusados.

          • Eu posso fazer a lista da

            Eu posso fazer a lista da Comperj e ela será verdadeira, mas não prova nada.

            Observe que contra Sergio Guerra existe algo de concreto a declaração do delator é válida e é necessário a investigação, Sergio Guerra não faria nada sozinho.

             

             

          • Não, ela será falsa porque

            Não, ela será falsa porque você não é a Coperj.

            Está ficando bizarra toda seu contorcionismo para negar o óbvio.

          • Você não nem é reacionário,

            Você não nem é reacionário, nem reage contra tudo que não presta. Você é um partidário da corrupção, desde que praticada pelo Psdb e asseclas.

            Reacionários podem ser honestos, sabia?

          • Normalmente quem defende o

            Normalmente quem defende o governo é que defende a corrupção dentro do governo, porque se beneficia desta corrupção.

            Normalmente quem defende a oposição que é contra a corrupção que existente no governo. 

            Todo governista não passa de um lambe…

          • A cara de pau do governista tucano

            Falou o cara que é governista no estado de São Paulo há vinte anos e defende o governo tucano com unhas e dentes.

            É uma cara de pau sem limites… Magnitude nível Aécio.

          • Eu sou gaúcho, aqui nunca um

            Eu sou gaúcho, aqui nunca um governador se reelegeu.

          • midiota dectetado. Só o cara

            midiota dectetado. Só o cara dizer que quem defende o governo é porque defende a corrupção, ou se beneficia com ela mostra a cabeça pequena senão desonesta do sujeito, não sei o que causa maior estrago.

            Não faço parte do governo, não me beneficio de qualquer corrupção, sou contra a corrupção, só não sou só contra a corrupção do PT. Quem alega que é contra a corrupção e seleciona o tipo de corrupção que é contra faz mais mal que os sarneys da vida, pois não está sendo contra a corrupção, e sim contra a democracia, pelo contrário, fortalece a corrupção do outro lado.

          • Sendo oposição que vantagem

            Sendo oposição que vantagem ela pode oferecer ao corruptor se esta fora do poder,

            Vantagens e/pu criar dificuldades para vender facilidades só a situação tem poder de oferecer.

            A oposição pode ate querer ser governo para fazer o mesmo, mas ai é outra história.

             

          • Hipócrita

            Quer dizer  que a corrupção do PSDB não tira seu sono nem um pouquinho?

            Qua a privataria tucana não te causou a menor indignação?

            Nem o trensalão paulista?

            A compra de votos para a reeleição de FHC não lhe  mexeu um fio de cabelo?

            Hipócrita, você. Bem hipócrita.

             

      • Eles não querem achar

        O que se reclama é que les não querem, mas não querem mesmo, achar nada de “conmcreto” , nem abstrato, do psdb.  Nunca quizeram. Não vão querer. Têm raiva de quem acha. Entencdeu?

        Do outro lado eles laboriosamente porcuram agulha em palheiro.

        Nossa reação é contra tudo que não presta. E nunca reacionários.

        • Eu não defendo ninguém ,

          Eu não defendo ninguém , defendo a oposição, instituições, conceitos, liberdades.

          Desconfio e de quem defende governos sempre me passa a mente o escravo que defende seu algoz.

          • E quem defende o verdadeiro

            E quem defende o verdadeiro poder, a “Big House”?

      • Para o Dirceu seve esta tua lógica?

        Sem provas, sem prisão? Ou indícios valem apenas para os outros? Concreto, não sei, mas asfalto tem no aeroporto do titio em MG. Serve?

  21. Hoje é dia da sabatina do

    Hoje é dia da sabatina do Janot no senado, será que esse assunto vai passar em branco?

  22. Emperramento ocorre quando há tucanos

    Janot, Moro e a PF poderiam muito bem articular uma investigação mais pesada sobre o envolvimento de Aécio com Janene e Youssef. Porque não o fazem? Porque Moro não autoriza uma investigação mais aprofundada acerca das afirmações de Youssef referentes a Sérgio Guerra? Depois da quantia recebida pelo falecido Guerra, para onde esse dinheiro foi? E Anastasia? E o policial, de alcunha “Careca”, que afirmou ter entregue dinheiro pessoalmente ao Anastasia e que o Moro liberou para responder em liberdade e hoje ninguém sabe do seu paradeiro?

    Ao que parece, alguns afirmarão que é só “coincidência”, quando os indícios parecem encaminhar para tucanos, há um certo emperramento na engrenagem investigativa da PF e do Moro. Porque não dizer de Janot?

    Porque a PF não devassou a Bauruense à procura de provas? Porque pessoas ligadas ao Janene ou a própria irmã de Aécio não foram ouvidos em depoimento? Porque o tesoureiro do PSDB não foi ouvido? Há quem se arvore na assertiva que afirma que Aécio foi mencionado por Youssef apenas “en passant”, indiretamente. Apenas porque Youssef “ouviu dizer”. Só lembrando que Dirceu foi preso motivado, em especial, pela menção do seu nome no depoimento de Costa.

    Se “ouvir dizer” foi suficientemente relevante para Moro ensejar a prisão de Dirceu, porque, pelos mesmos motivos outrora ditos e ora repetidos por Youssef acerca de Aécio não são indícios suficientes para enquadrar o tucano na Lava Jato? Algum gênio jurista me explica?

    • Cintra Beutler,
      Os que se

      Cintra Beutler,

      Os que se acham cheios de conhecimentos jurídicos (e que o usam para tentar desqualificar os que criticamos a atuação político-partidária da PF, do MP e do Judiciário) ficam na moita quando deveriam explicar o porque de vários pesos e várias medidas, dependo do espectro político a quem pertençam os investigados e acusados da Lava Jato. Eu tenho feito as mesmas perguntas que você; e até hoje não obtive resposta.

       

      • Isso

        Quando se trata da atuação do Judiciário e da PF na Lava Jato, a imprensa e certos comentaristas se valem de toda a sorte de justificativas e detalhes processuais para justificar algumas ações.

        Quando ocorrem busca de provas pela PF e prisões preventivas (como ocorreu no caso do Dirceu), apenas menções de nomes em delações são motivadores para deflagrá-las.

        Quando esse mesmo procedimento não é usado em casos similares, daí entra o juridiquês para embasar a não-ação da PF e do Moro.

  23. Aécio tem garantia de

    Aécio tem garantia de impunidade parlamentar.  (art. 53 – CRRCB – Const. Real da Rep. Colonial Brasileira)

  24. Ontem, o jornal O Tempo botou

    Ontem, o jornal O Tempo botou o Aécio como recebedor de propina na chamada principal, mas retirou rapidinho, e desde ontem deixou na manchete: “Youssef ‘tinha percepção’ que Palácio do Planalto sabia de desvios”… 

  25. Excelente reportagem-crônica,

    Excelente reportagem-crônica, Luís Nassif. Toda a seletividade e direcionamento da Lava Jato para incriminar e aniquilar um grupo político, preservando outro se tornaram evidentes desde o início da operação. Observem que aos delatores só foi permitido divulgar, a princípio, os nomes de tucanos mortos, como Sérgio Guerra. José Janene, embora fosse do PP, tinha proximidade com o PSDB; Alberto Youssef já havia citado Janene – também já falecido -, Aécio e Anastasia. Mas isso não foi suficiente para que o PGR propusese mais investigações, capazes de embasar uma denúncia contra os senadores tucanos.

    Notem, Nassif e leitores, que Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa não foram autorizados a depor pùblicamente na CPI, quando por esta foram convocados pela 1ª vez. O que se divulgou é que os delatores haviam recorrido à Justiça, para terem direito ao silêncio, perante a CPI. Como diz o jornalista Paulo Nogueira: Quem acreditou nisso, acredita em qualquer coisa. Os condutores da Lava Jato (Polícia Federal, Ministério Público Federal e o juiz federal Sérgio Moro) fizeram claro uso político dessa operação; somente agora, depois que poderosos grupos econômicos e de comunicação retiram apoio ao impedimento do mandato da presidente Dilma e depois que o incendiário presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha, foi denunciado por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas é que Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa tiveram autorização para falar na CPI, em acareação. E nessa acareação Alberto Youssef foi enfático e taxativo ao afirmar que Aécio Neves recebia propina mensal de Furnas; ele afirmou isso porque José Janene, amigo e compadre do doleiro e também envolvido no esquema, lhe contou. Outra afirmação contundente de Alberto Youssef foi contra o deputado Celso Pansera (conhecido como sendo um “pau mandado” de Eduardo Cunha), acusando este parlamentar de ameaçar as filhas dele. Como não poderia deixar de ser, parlamentares da CPI instigaram Alberto Youssef a envolver a presidente Dilma, ao perguntarem se o Conselho da Petrobrás tinha ciência do esquema de corrupção; mas Youssef foi evasivo na resposta, dizendo que pelo entendimento dele, os membros do Conselho possìvelmente soubessem. É bom lembrarmos que no Conselho, que tinha como integrantes alguns grandes empresários como Jorge Gerdau Johannpter, a decisão é colegiada; Dilma presidia o Conselho,mas não decidia sòzinha.

    Permita-me, Nassif, tomar de emprétimo um dos parágrafos do seu texto e modificá-lo ligeiramente, para fechar este meu comentário. “A Lava Jato será conhecida na história não pelos poderosos que prendeu, mas pelos poderosos que poupou. Será a operação instrumentalizada por um grupo político para desalojar outro grupo político.”

  26. Fazer justiça é dificil.

    Entre fazer a dificil e onerosa justiça, porque não fazer abertamente a injustiça tão fácil e recompensadora e ter o holofote  e aplauso da imprensa pig?

    Estamos querrendo demais destes senhores, mesmo porque eles já sofrem com os salários eternos de algo como R$ 77.000. 

    Aliás, o salário máximo previsto pela constituição, e que neste caso não há nenhuma dúvida quanto a intenção e vontade dos constituintes, é de algo como o muito bom 25.000. 

    Quanto a quem é corrupto, está claro: aqueles sorridentes que fazem, cometem, praticam a injustiça. Aqui vale: nunca houve tanta corrupção no país.

    • Resposta a tempo

      De fato, um Juiz de Primeira Instância ganhar mais do dobro do teto do Poder Judiciário, que é o salário de um Ministro do STF, dá a dimensão da pirotecnia que está sendo levada a efeito…

    • A resposta é mais complicada:

      Acho que, na verdade, NUNCA houve tanta investigação no Brasil… mas é preciso terminar com a parcialidade e começar a fezer justiça de verdade… mesmo que isso custe algumas cabelas do PSDB – por sinal, muito graúdas.

       

  27. Pelo amor de Deus! Não sei se

    Pelo amor de Deus! Não sei se somos ingênuos demais ou o quê nos define. Todo aquele teatro da semana passada visto como freio do empresariado, dos nomes de peso (e que peso sobre nossas costas!) e dos jornalões sobre o impeachmeant, foi mais um blefe para desviar o foco. Não é o contrário como tentam mostrar as desencontradas atitudes do congresso, dos políticos, de GM,  dos personagens do lava jato e que tais. O movimento tenta buscar fôlego para desacreditar mais ainda o que essa corja jogou no chão e no lixo. O fato de Aécio ter sido nominalmente citado, com dados sobre o seu mensalinho, não altera nada no jogo de lusco-fusco desse golpe interminável na vã tentativa de parecer legal. É mais uma outra farsa. O que será que essa gente da in-justiça nacional pensa, querendo convencer que passa a limpo a história da corrupção no pais para entregá-lo justamente a um bando , à quadrilha mais indigesta do que um tijolo na testa? Francamente! Essa história não rende mais nem tese em faculdade de Comunicação. É rasteira demais para qualquer inteligência que se preze.

  28. Duvido

    Na boa, Nassif? Janot já havia excluído Aécio da lista de investigados da Lava Jato por achar que foram inconsistentes as falas do Youssef contra ele. Duvido muito ele mudar de ideia agora.

  29. Da “Justiça” brasileira não dá para se esperar nada.

    Vai ficar por isso mesmo. Está para nascer juiz que tenha peito de mandar abrir investigação (não estou falando nem em condenar) contra tucano graúdo. O nosso judiciário é uma piada de mau gosto.

    • Caro Ninguém

      Do judiciário, mp e pig podemos esperar tudo…que não presta.

      Pra mim o judiciário é o mais corrupto dos poderes (por enquanto) o mp tá chegando lá.

  30. A tragédia do Brasil é que

    A tragédia do Brasil é que num governo em que existe ampla liberdade de investigação como o atual  não se aproveita para investigar todos os corruptos e dar um sinal para todos os que pretendem roubar o país no futuro. A Lava jato foi montada e aparelhada para tirar o atual grupo político do poder. 

    O sinal está dado. Fortaleça o  grupo do Psdb e você poderá roubar a vontade sem ser incomodado. Moro, milicos federais e procuradores messiânicos, você pódem “enganar” a imprensa e os fascistas. Mas não vão enganar toda a população. Sabe o que fizeram: tiraram toda a credibilidade e a crença na honestidade do orgão público em que militam. Porque trabalhar é outra coisa.

    Na semana em que foi reeleito para o PGR, Janot já havia dado a senha para o Psdb e asseclas: Anastasia esta fora.

    Não contem com nenhuma ação contra Aécio. A senha era pra ele.

  31. Intriga-me

    Há alguns néscios que sustentam a inocência de Aécio por “falta de provas”.

    Bom, a teoria do “domínio do fato”, que é bem conhecida a partir da AP470, parece não levar muito em consideração a consistência de provas.

    Afora isso, parece bem conveniente que aparentemente não haja provas contra Aécio. Pudera: até agora, em nenhuma fase da Operação foram feitas incursões à procura de provas nas empresas que ligam Youssef a Aécio. Nenhuma. A pergunta crucial é: por quê? Até Anastasia ficou de fora das investigações por “falta de provas”.

    E, tenho uma pergunta, senhores, qual é a resposta para a falta de provas contra Aécio:

    – A ausência total de material (documentos, contas bancárias, etc) depois de uma incursão da PF em buscas de provas?

    Ou

    – A inexistência da própria incursão da PF em busca de provas?

    • A lista de furnas só aparece

      A lista de furnas só aparece quando tem denuncia que afeta o projeto de poder do PT.

      E quer que eu leve a sério.

      Ela é de 2002, porque já não criaram uma CPI sobre o assunto tiveram 13 anos para fazer não o fazem por que?

      O governo tem (ou tinha) a maioria do congresso, e nem necessita maioria para abrir um CPI de Furnas. Eu acho que só com os deputados do PT já da para abrir a CPI. 

       

       

        • “E quem está falando de Lista

          “E quem está falando de Lista de Furnas?” O PT, o texto, os comentários, o próprio youssef. 

          • Mas é uma perdida mesmo…

            Você rebate dentro de um comentário meu que não mencionou Furnas (aliás, nem eu mesmo citei-a em nenhum outro comentário) e acha que seu comentário faz sentido? Ou seja: nem leu o comentário, posta qualquer besteira e quer fazer sentido ainda.

            Cada uma…

          • Qual é a origem em que se

            Qual é a origem em que se baeia seu comentário, não é a lista de furnas, ou tem outros processos que não foram mencionados.

          • Se perdeu…

            Meu Deus, que salada sem sentido… Agora faz suposições de onde eu baseio o meu comentário… qual é a pergunta mesmo?

            Já apareceram outros trolls por aqui com muito mais conteúdo e argumentos, que minimamente comentavam sobre algo que fôra escrito, e essa aliancaliberal, que  parece que  já nem sabe mais onde estava. Se perdeu.

        • Tucano fanático

          É um fanático tucano querendo mentir para as pessoas que seria “apartidário”. Toda vez que os tucanos são criticados ele aparece para defender. Desta vez está desesperado feito porco em véspera de feijoada. Mas insiste na mentira deslavada deser apartidário. Nessa altura sua credibilidade está junto com a de Aécio, abaixo até do zero absoluto.

    • Bem, o ideal é que suas

      Bem, o ideal é que suas perguntas fossem dirigidas ao Ministro Eduardo Cardozo, Superior imediato do Diretor-Geral da Polícia Federal.

      O chororô não tem fim. É inacreditável como essa ladainha de que o PSDB consegue sobrepujar a PF e suas ações, bem como a PGR, não termina nunca. Santo Deus!

      Será que em toda a PF ou em toda a PGR não há um Delegado ou Procurador destemidos, capazes de levar essa devassa no PSDB a fundo? Que peguem quem tiver que pegar. Que denunciem quem tiver que ser denunciado, mas pelo amor de Deus! Dêm um fim nesse chororô petista.

      Toda vez que o PT tá na berlinda, com próceres pegos com a boca na botija, o  festival de lamentações retoma com mais força. COmo o PT, no poder há + de 12 anos, consegue ser tão importunados por todos, PF, PGR, Justiça Federal, TRF, TCU, STJ, TSE, STF?

      Já pararam pra pensar que deve haver realmente algo de errado com esse pessoal? Que foram com sede ao pote? Que são gananciosos demais?

  32. O fato mais nojento e

    O fato mais nojento e asqueroso que se revigora dia a dia nesse país é esse conluio entre o Judiciário e a mídia para deixar impunes políticos do PSDB a qualquer preço.

  33. A democracia não viceja com desonestidade, omissão e covardia

    Já ia reclamar de que o blog deu destaque às denúncias da Lava Jato contra Gleisi Hoffmann e de que nada falou sobre a reiteração da denúncia de Youssef contra Aécio, quando me deparei com este excelente artigo. Ufa!

    Os antropólogos, sociólogos e que tais, que vivem desancando infundadamente o PT por aqui e o acusando de ser culpado da crise que o vitima (a velha história de que a culpada é a vítima), deveriam, em honra da honestidade intelectual, primeiramente relativizar as acusações contra o PT e petistas e até condenações de petistas, com as quais sustentam bestialógicos inacreditáveis. É evidente o vergonhoso aparelhamento das altas cortes judiciais brasileiras por forças reacionárias, fato que  já começa a causar repúdio internacional, o que se agravará quando a Corte Interamericana de Direitos Humanos se pronunciar sobre o escândalo circense que foi a AP 470, e da qual a Lava Jato é filhote espúrio.

    O episódio descrito no artigo do Nassif é apenas mais um de uma longa lista de crimes perpetrados por membros do alto escalão judiciário contra o país, crimes dos quais antropólogos e sociólogos não tratam. Mas deveriam tratar. Um judiciário polarizado politicamente é distorção sociológica e antropológica que merece toda a atenção, e as evidências da distorção estão aí, à vista de todo mundo. Um estudo que devasse as causas sociais e antropológicas da deformação profissional, moral e ética que se vê nas altas cortes judiciais se impõe e com urgência.

    Qual é a classe (ou classes) de onde essa gente vem? Quais os valores dessa classe (classes) e como se insere na sociedade como um todo? Quais são suas influências? Qual papel pensa que a dinâmica social lhe reserva? A crise política que varre o país é causada em grande parte porque o judiciário não age como tal, porque o judiciário tornou-se braço de facção política. Isso tem explicação antropológica? Quais as causas profundas da deformidade?

    Campbell, antropólogo, cuidou do imaginário social, ou inconsciente coletivo, pois está no escopo das reflexões antropológicas: mitos, religiões etc. não escaparam de seu escrutínio. Este tipo de levantamento ajuda a conhecer a visão de mundo e a explicar o comportamento básico de uma sociedade ou de parte dela. Qual de nossos brilhantes antropólogos e sociólogos nos brindará com estudo dos mitos religiosos da classe média?, classe de onde saem juízes, desembargadores e ministros do Supremo (nenhum deles eleito pelo Povo).

    É preciso que se entenda os motivos que levam um segmento social, que viveria sob a égide de princípios cristãos, princípios que dizem respeito ao acolhimento do outro, à igualdade, à compaixão, à moralidade, a manifestar desejos assassinos, de desordem institucional, de egoísmo exacerbado, de imoralidade, desejos de esculhambação e baderna. Que gente é esta? Quais as causas do descalabro? Quais as causas do hedonismo acrescido de cinismo que flagela a classe média viciada em drogas, sexo e violência? São os filmes americanos das TVs a cabo? É a indiferença pelos desvalidos que vivem à sua porta e que fizeram com que eles passassem a ver os outros como não-humanos? Que fenômeno é este, afinal?

    Onde estão os sociólogos, antropólogos e, também, psicólogos, afora outros, tais como intelectuais católicos, por exemplo, para nos esclarecer? E os juristas? Por que falam tão baixo contra a baderna judicial capitaneada por Gilmar Mendes? E os senadores? Será que não há um senador com cojones para dar um basta nos abusos de Gilmar Mendes? Se Gilmar tomar uma paulada bem dada, todo o Judiciário voltará aos trilhos, pois os juízes que querem a restauração da moralidade judiciária precisam de um aceno da sociedade no sentido da moralidade que só pode ser dado pelo Senado.

  34. Não dá para crer mais nesta

    Não dá para crer mais nesta operação!

    Paulo Roberto e o doleiro FORAM CONTRADITÓRIOS NUM PONTO CAPITAL!

    Num troquinho de 2 MILHÕES!

    O Paulo Roberto pela contradição pode estar usando a delação para apoiar a oposição na obtenção de favores, assim como outros que foram pegos traficando informações em delações premiadas!

    É GOLPE!

    A LAVA JATO É PURO GOLPISMO!

     

  35. É pior do que esconderem.

    É pior do que esconderem. Isso infelizmente não surpreende nessa máquina de propaganda. O pior é o cara de pau sequer negar. E não o faz porque conta com a mídia. repetindo: conta com a ação da mídia. OOrienta suas ações em função disso.

    Depois tem quem negue a centralidade da imprensa na disputa política. Os próprios agentes politicos agem em função dependente do quea imprensa publica ou deixa de publicar.

    Dá até preguiça.

  36. Furada

    A justificativa furada do momento é: não há provas contra Aécio, apenas o depoimento do doleiro.

    Então de que vale se ancorar na ladadinha da ausência de provas quando ninguém sequer foi atrás delas?

  37. Vai arrepiar de NOVO.

    Vai arrepiar de NOVO. NOVAMENTE. Não há, não é novidade. A notícia corre mundo mas não corre

    no Brasil. E se não sai na globo não existe fato/notícia. Para quê mexer com os grandes!

  38. O Globo online deu a notícia,

    O Globo online deu a notícia, mas sem estardalhaço. É natural, poucas vezes vi um político tão “ajudado” quanto o Aécio. Só o FHC teve mais apoio da mídia. Interessante ver a omissão disso no Noblat — mas ele, infelizmente, parece estar buscando um modo Veja de fazer colunismo. Eu gostaria de ver o Merval saindo em defesa do ex-candidato, tal qual fez no caso do Aeroporto de Claudio.

  39. A PARCIALIDADE DA JUSTIÇA

    A PARCIALIDADE DA JUSTIÇA brasileira já está dando medo. Chegou ao absurdo. 

    Não se investiga mais nenhum tucano. É incrível como ninguem lança esse debate no ar.

    • Cada Vez Mais Parcial, Porque Não Há A Menor Reação

      É cada vez mais parcial, pois o executivo se mostra cada vez mais frouxo e não poderia ser diferente tendo por assessores estratégicos, mais que especiais os medrosos e paralisados, Mercadante e Zé Cardozo.    

  40. UOL

    Em pouco tempo o UOL retirou a notícia com o nome de Aécio. Foi tão rápido que não deu nem pra fazer um print da tela. Me sinto desiludido com esse poder todo que a mídia tem sobre o país.

  41. A bem da verdade

    Apesar de considerar que todos os órgãos da grande imprensa são farinha do mesmo saco, é necessário salientar, a bem da verdade, que, ao menos no portal do jornal Valor Econômico, a manchete sobre as declarações do doleiro Alberto Youssef sobre o envolvimento de Aécio Neves como beneficiário dos repasses ilícitos foi noticiada com destaque. Confesso que este procedimento do jornal me surpreendeu.

    Já quanto à edição impressa, não saberia dizer o que ocorreu.

  42. Desde de FHC

    Falando a linguagem popular, a qual eu estou inserido, o que o povo quer saber é simples: o PGR Rodrigo Janot vai honrar o cargo, o juramento feito, a imparcialidade, a sua moral e a sua biografia fazendo tudo aquilo que é da sua responsabilidade, de forma isenta e imparcial, goste ele ou não, ou vair dar munição para o que nós, povo/população, suspeitemos que ele e, por conseguinte, outros membros do judiciário, protejam propositadamente alguns vergonhosos criminosos que fraudam e corrompem desde o tempo de FHC.

  43. Tem a delação do Youssef. Tem
    Tem a delação do Youssef. Tem documentação periciada pela PF. Tem o Nilton Monteiro que está pedindo pelo amor de deus para falar tudo que sabe. Mas um babaca que se esconde no anonimato insiste em negar o óbvio de que Furnas foi saqueada impiedosamente pela tucanalha.

  44. Desde de FHC

    Falando a linguagem popular, a qual eu estou inserido, o que o povo quer saber é simples: o PGR Rodrigo Janot vai honrar o cargo, o juramento feito, a imparcialidade, a sua moral e a sua biografia fazendo tudo aquilo que é da sua responsabilidade, de forma isenta e imparcial, goste ele ou não, e denúnciar e outros privilegiados da oposição ou vair dar munição para o que nós, povo/população, suspeitemos que ele e, por conseguinte, outros membros do judiciário, protejam propositadamente alguns vergonhosos criminosos que fraudam e corrompem desde o tempo de FHC?

  45. Nassif, o seu texto só dá esperança vazia…

    Vou fazer o advogado do Diabo aqui:

    Que provas, Nassif? O seu texto dá uma certa esperança, mas, infelizmente, como Aécio e suas relações com a Lava Jato não foram investigadas, então não há o que Janot apresentar ao STF. E isso não significa que elas não existam: simplesmente elas não foram objeto de procura por parte da PF.

    Com o mínimo que ele tinha no começo do ano, ele próprio recomentou ao STF excluir o tucano da lista de investigados…

    • Há provas em abundância

      Um grupo de deputados já entregou provas em abundância sobre a corrupção do Aécio em Furnas para o Janot. Este fingiu que não viu, pois tem medo de furar a blindagem tucana.

      A questão não são as provas. Elas existem fartamente. O próprio Nassif citou isso no texto dizendo que basta qubrar o sigilo da empresa citada para levantar provas materiais.

      A questão é que o judiciário tem medo porque todos lá tem o rabo preso.

      A mídia corporativa usa os podres de cada um (e eles os tem aos montes) para chantagear e garantir a impunidade aos tucanos, porque esses são suas marionetes no jogo político.

      • Basta vermos o que rola no

        Basta vermos o que rola no TCU.

        Bastou um racha na decisão sobre a rejeição de contas da Dilma que já desengavetaram os podres de um dos ministros.

        A mídia de ter um verdadeiro arquivo de podres dos homens públicos – farta munição para ser utilizada contra quem contrariar interesses do verdadeiro poder.

      • SUAS PALAVRAS SÃO O QUE PENSO

        SUAS PALAVRAS SÃO O QUE PENSO RUYACQUAVIVA

        A JUSTIÇA NÃO QUER FAZER JUSTA JUSTIÇA

        E SIM DEFENDER INTERESSES DE SEUS PARES

        O MUNDO DÁ VÁRIAS VOLTAS E COM CERTEZA APARECERÁ  MAIS NOVIDADES

         O POVO ESTÁ PERCEBENDO A TUDO ISTO!!!!!!!

      • Concordo plenamente

        Embora acho que a mídia, a pesar de controlada pelo poder econômico, é fraquinha para levantar podres dos outros e ameaçar. Quem levanta podres de todos é o FBI, que domina desde sempre a nossa PF.

        Nade importante no mundo ocidental é feito sem a anuência dos EUA.

  46. Pelo desepero do troll, a casa dos tucanos caiu

    Pelo assanhamento e desespero do troll tucano mal-alcunhado de “Aliança Liberal”, parece que a casa caiu para os tucanos mesmo.

    Ele está desesperado para defender o Aécio, lançando mão de todo tipo de manipulação, sambando de lá para cá feito água em chapa quente…

    Quem tem culpa no cartório e se vale da blindagem comprada de corruptos, fica desespedrado quando a verdade teima em aparecer.

    • Que injusto chamar eu de mal

      O problema é que vocês falam escrevem muita bobagem.

      O objetivo do factóide não é denunciar um corrupto a justiça, mas dar um contraponto a militância que vê o governo e apenas o governo sendo denunciado por corrupção.

      Já estão sem moral para defender o governo sem nada pra contrapor fica dificil a vida.

      Notou que esqueceram o José Dirceu, tu acha que é sem motivos o silêncio.

      • Factóide?

        Essa acusação não é nova. É uma RE-AFIRMAÇÃO de que Aécio Neves recebia propina, através de Furnas.

        Claro que já esqueceram o Dirceu. Se você não se atentou, nós esclarecemos para você: José Dirceu foi preso pouco antes das manifestações de 16 agosto. A militância direitista estava meio que desanimada e precisava de um empurrão. Então, “prende o Dirceu”. Não adiantou muito, mas tentaram.

        E assim tivermos no Brasil o caso do “preso, que cumpria pena domiciliar, sendo preso novamente”…

        Você vê o governo, e apenas o governo, denunciado por corrupção porque a grande mídia pauta o seu entendimento. Acusações contra Cunha não são acusações contra o governo… Acusações contra Aécio… Acusações sobre um helicóptero cheio de pasta de cocaína… Jatinho sem dono usado por Eduardo Campos/Marina… 

        Ah, isso não interessa… não vem ao caso…

        • A denuncia não é nova

          A denuncia não é nova realmente requentar denuncia que já não deu em nada e não vai dar, só serve para animar a militância que esta em depressão assim como  a economia.

          Quem esqueceu o Dirceu foi o PT e a militância que deixou de defender o “heroi do país”.

          Sabe porque, não tem como defender.

          A midia não pauta meu entendimento porque não a leio.

          • “Quem esqueceu o Dirceu foi o

            “Quem esqueceu o Dirceu foi o PT e a militância que deixou de defender o “heroi do país”.

            Respondendo este seu comentário como uma pergunta;

            Quem pagou as multas dos condenados do PT no mensalão?

  47. Uai mas…

    Quem não aceitou a denúncia contra Aécio foi o PGR Rodrigo Janot, o mesmo que também não aceitou denúncia em mesma delação contra Lula e Dilma, o mesmo que Dilma faz questão de reintegrar ao cargo por mais alguns anos. O mesmo que poupou Renan, que coincidentemente voltou a apoiar o governo. Esse cara deve ser bom.

    • Será o Cristiano ou o Cristiasno?

      Cristiasno, você não viu que o Prazeres(???) do UOL mudou a manchete do portal, retirando o nome do Aécio e botando o genérico “tucanos”? Vai te catar, cara!

      • ÁlvaroTadeu, tente manter o

        ÁlvaroTadeu, tente manter o nível de uma pessoa normal ao responder um comentário de alguém com opinião contrária à sua. Além de xingar quem você nem conhece, excretou uma notícia que em nada contrapõe o que escrevi. Se quiser debater com idéias e argumentos assim como vários aqui fazem, estou a disposição, agora vir com infantilidades, não é comigo, procura outra criança pra brincar.

        • Posso entrar na briga ?

          Caro Cristiano, sem querer ser “advogado do diabo” e já sendo, posso advocar pelo Álvaro ?

          Ele, só pediu a sociológica explicação, para a “tênue” troca dos nomes dos PSDBistas em questão, da 1ª manchete do UOL, para a genérica alusão aos tucanos, porém sem nomea-los, na 2ª manchete.

          Estão eles e você, debochando da nossa inteligencia ?

          • Caro Raí, sobre essa troca de

            Caro Raí, sobre essa troca de nomes, se existiu peça explicações ao UOL não à mim, eu não trabalho lá. Não estou debochando da inteligência de ninguém, meu comentário nem foi sobre isso, e sim sobre vocês não saberem se criticam ou elogiam o trabalho do Janot. Ele é ruim porque ignorou a denuncia contra o Aécio por falta de provas, ou ele é bom porque ignorou a fala do mesmo Youssef dizendo que Lula e Dilma sabiam do esquema de propinas na Petrobrás? Dilme fez essa análise, e achou por bem reconduzí-lo pra mais dois anos.

    • Refresca minha memória

      Refresca minha memória Cristiano. Quem delatou e o que foi delatado com relação a crimes cometido por Lula e Dilma?

      Está se referindo a capa da Veja “Eles Sabiam”?

  48. Prevaricação ?
    Prevaricação ? Código Penal : 

    “Art. 319 – Retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal:
    Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, e multa.”

  49. Obrigação de Ofício –

    Obrigação de Ofício – investigações. Denüncia. Inércia. Preverificação (art. 319 do Código Penal)

    O MP não é dono da ação penal. Ele é apenas o titular da ação penal. 

    Assim, tendo conhecimento de possível existência de crime e entendendo não haver provas bastante para oferecimento da denúncia, deve – por obrigação de ofício – solicitar investigações complementares para esclarecimento do fato.

    Esclareça-se – outrossim – que qualquer notícia de crime ou Inquérito Policial deve ser complementado diante de novos elementos de provas.

  50. Não alcançava uma leitura do

    Não alcançava uma leitura do Levy, atestando que vai haver governabilidade, enquanto Aécio dizia que Levy perdeu a credibilidade.

    As declarações de Levy, andando para trás com o programa de maldades do PSDB no governo,  se destacam com as denuncias contra Aécio na CPI da Petrobras; vislumbrando-se a  nova fase para os seus indicadores : o mercado financeiro precisa de um time próprio na presidencia, não de personagem secundário.

    Em suma, a gerentona está de volta tomando as redeas sobre a economia; em meio a mídia obscura, o mercado financeiro não quer ser visto como patrocinador da Lava Jato.   

  51. Cadeia para os tucanos!

    Chega dessa palhaçada toda! Em todo lugar é a mesma coisa! Jornal impresso, rádios, revistas todos fazendo vista grossa para a corrupção dos tucanos! República de bananas! Até em Minas a rádio Inconfidência, rádio do Governo do Estado, noticiou o achismo de Yossef sobre se Dilma e Lula sabiam ou não do esquema.. Até aí tudo bem… Mas não falaram nada a respeito de que o cumpadre de Youssef comentava com ele que Aécio Neves era um dos beneficiados da propina de Furnas!!! Pimentel, governador do PT em Minas é cego, surdo e mudo? A PM de Minas anda dando pancadaria em manifestantes tentando intimidar o governador… E Fernando Pimentel mudo! Taí a razão pra esse partido PT estar nessa situação… São coniventes até com aquilo que os pode destruir!

    • Está se tornando uma praxe

      Está se tornando uma praxe “jornalística”. Se bobear, vai até parar nos “manuais de redação”.

  52. A prova do pudim da Lava Jato nas mãos de Janot

    Esse aeroecio deve ter comprado muita gente, e pagou bem, ou tem nas mãos a turma que sabe como ameaçar. Não é possivel que sua quadrilha seja tão boa assim. Tudo passará e esse infeliz “et caterva” também passarão.

  53. O mais grave é que certamente

    O mais grave é que certamente não haverá um único senador, inclusive do PT, com coragem para perguntar ao procurador-geral Rodrigo Janot se vai continuar ignorando a denúncia e dando proteção ao senador Aécio Neves.  

  54. As declarações de Youssef FORAM CONSIDERADAS IMPROCEDENTES TANTO
    Prezado blogueiro Luis Nassif, equipe e leitores – Paz e Bem!

    Ao procurar mais informações sobre os documentos apreendidos na “Pixuleco II” que indicam repasses suspeitos para senadora do PT do Paraná, senhora Gleisi Hoffmann; o marido de Gleisi, Paulo Bernardo (PT), ex-ministro de Dilma e Lula, que o juiz federal Sérgio Moro – que conduz as ações da Operação Lava Jato – enviou nesta terça-feira, 25 de agosto, ao Supremo Tribunal Federal (STF), leio em teu blog que “Todos os jornais impressos esconderam a declaração do doleiro Alberto Yousseff à CPI da Petrobras, de que o senador Aécio Neves recebia US$ 150 mil mensais de Furnas”.

    Como presumo que sejas pessoa digna, informo que o doleiro Youssef repetiu as mesmas declarações que deu, há meses, à Polícia Federal, e elas já FORAM CONSIDERADAS IMPROCEDENTES TANTO PELO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL QUANTO PELA PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA. O doleiro afirmou que “OUVIU DIZER” do envolvimento, da boca de Janene, já falecido, e, após investigações, o caso foi arquivado.

    O questionamento na CPI, foi feito pelo deputado Jorge Solla (PT/BA), ex-secretário estadual de Saúde da Bahia, alvo de ação do Ministério Público do Estado (MPE) por improbidade administrativa em desvio de R$ 202 milhões, que envolve repasses de verbas públicas para a Fundação José Silveira.

    Assim, pelo que percebemos, é mais uma tentativa oportunista de desviar a atenção dos brasileiros sobre os graves problemas do país.

    Fraternalmente,

    Paulo Vendelino Kons
    Brusque/SC

    • É mesmo?

      O Youssef reafirmou na CPI que o Aécio recebia propina de Furnas. Ele foi categorico ao afirmar que quem lhe informou era seu compadre, e que ele operava para ele.Tenha vergonha e não venha defender um dos politicos mais corruptos do país.

      • STF e PGR consideram improcedentes as acusações

        Senhor Galvão, equipe de moderadores e prezados leitores – Paz e Bem!

        O senhor Galvão,  se referindo a mim, declara: “Tenha vergonha e não venha defender um dos politicos mais corruptos do país.”

        Peço a bondade dele ao menos ler, in totum, o que escrevi e se encontra acima publicado: “o doleiro Youssef repetiu as mesmas declarações que deu, há meses, à Polícia Federal, e elas já FORAM CONSIDERADAS IMPROCEDENTES TANTO PELO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL QUANTO PELA PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA. O doleiro afirmou que “OUVIU DIZER” do envolvimento, da boca de Janene, já falecido, e, após investigações, o caso foi arquivado.

        O questionamento na CPI, foi feito pelo deputado Jorge Solla (PT/BA), ex-secretário estadual de Saúde da Bahia, alvo de ação do Ministério Público do Estado (MPE) por improbidade administrativa em desvio de R$ 202 milhões, que envolve repasses de verbas públicas para a Fundação José Silveira.  

        Assim, pelo que percebemos, é mais uma tentativa oportunista de desviar a atenção dos brasileiros sobre os graves problemas do país.”.

        Não fiz defesa e nem acusei ninguém. Apenas apresentei os fatos, com os quais não tenho o triste hábito de guerrear.

        Minha opinião está expressa apenas no último parágrafo, e não penso que falta “vergonha” a quem declara: “Assim, pelo que percebemos, é mais uma tentativa oportunista de desviar a atenção dos brasileiros sobre os graves problemas do país.”. E espero ainda ter assegurado o direito de opinar!

         

        Fraternalmente,

         

        Paulo Vendelino Kons

        Brusque/SC

         

         

        • Caro sr. Kons
          Parabenizo-o

          Caro sr. Kons

          Parabenizo-o pelo adendo tão sucintamente colocado; sinto-me no dever de questioná-lo sobre o conteúdo do depoimento do sr. Alberto Yousseff, no qual o sr. apropriadamente destacou que ele mencionou “ouvir dizer” a respeito da participação de Aécio Neves na lista de Furnas.

          No entanto, no final do depoimento, argüido pelo deputado Jorge Solla, ele responde com as seguintes palavras: “Eu confirmo por conta do que eu escutava do deputado José Janene, que era meu compadre e eu era operador dele” – a meu ver, é uma delação da mesma forma. Mesmo que ele tenha repetido um dado que foi citado anteriormente num depoimento improcedente, a Lista de Furnas é ricamente detalhada em inquérito específico, assim sendo, há nexo causal entre o depoimento e os autos daquele inquérito. Por menos do que isto os Josés fortes do PT (Genoíno e Dirceu) estão em prisão “preventiva”.

          Ainda, se fôssemos considerar o histórico de Jorge Solla, numa fraca tentativa de “ad hominem”, então nenhuma CPI deveria ser conduzida, já que é notório a incidência de políticos com processos e antecedentes criminais que participam de comissões.

          Concordo quanto à sua última colocação, mas tomo a liberdade de ampliá-la: a cortina de fumaça esconde as forças por trás das manifestações populares tanto pró quanto contra o governo; o que está em questão é a isonomia da justiça e da mídia brasileira, que – como diria meu sábio pai – “quando um elefante passa pela sala ninguém se importa, mas se cai uma agulha no tapete todo mundo presta atenção”.

          Quando os mesmos donatários das concessões de TV, rádio e jornal são alinhados com os que detêm o poder político oposicionista, seguidos pelos populares de certa camada da sociedade, tal como o flautista de Hamelin conduz os ratinhos, algo está muito errado.

          • Alberto Yussef foi incapaz de

            Alberto Yussef foi incapaz de apresentar qualquer prova q confirmasse a sua versão dos fatos…

            Ele não deu dinheiro e nem viu Aécio Neves receber dinheiro de ninguém!

            Seu depoimento resume-se a “ouvir (um morto) dizer” e, justamente por não ter nada q o sustente, foi indeferido pelo Procurador Geral da República, q optou por nem apresentar denúncia contra Aécio Neves.

            Isto posto, lugar de corrupto é na cadeia! Seja quem for e de que partido for!

            Se, no futuro, houver denuncia com um mínimo de fundamento, contra Aécio Neves, espero q ele seja julgado e, se for culpado, q seja condenado e preso! 

    • Pelo jeito Sr. Kons o post do

      Pelo jeito Sr. Kons o post do LN atingiu em cheio um nervo seu, o da dissimulação, defendo o indefensável!

      E a lista de FURNAS tambem é  mais uma fabricação? (padrão Veja/Romario)

      Óleo de peroba anyone?

      • Seu Kons já é figura

        Seu Kons já é figura folclórica na cidade e sua ficha é “cabeluda”,portanto o que ele pensa e fala não significa nada.

        • Comentarista P está confundindo as pessoas
          Nassif, caro comentarista P e leitores – Paz e Bem!

          Com nossos cumprimentos, informamos ao comentarista P que possivelmente está confundindo as pessoas. Resido em Brusque/SC desde o dia 3 de março do ano da graça do Senhor de 1980 e tenho uma trajetória conhecida (memória da cidade, infância e adolescência, movimento escoteiro, pastorais, etc).

          Nunca filiado a partido político, mas participei de alguns processos de escolha popular. Nas quatro oportunidades em que apresentei meu nome para concorrer a função pública de Conselheiro Tutelar, sempre fui eleito com expressiva votação.
          No último processo de escolha que participei, realizado em 2 de junho de 2012, dentre 18 qualificados candidatos, auferi o percentual de 39,6% dos votos. O que é um percentual muito expressivo em eleição proporcional. Lembro que o Poder Público municipal muito se empenhou na época para que eu não fosse reconduzido ao Conselho Tutelar.

          Penso que toda a campanha do governo e seus apoiadores teve como um dos fatos geradores termos em juízo postulado a garantia de direitos fundamentais de crianças e adolescentes. Inclusive a Senhora Secretária Municipal de Saúde foi sentenciada pelo juiz Titular da Vara da Família, Infância e Juventude ao pagamento de uma multa de seis salários de referência, com seus recursos pessoais.

          Caso o comentarista P ainda possuir alguma dúvida, convido-o a nos visitar e será um privilégio apresentar a boa gente brusquense a quem está preocupado a reputação de cidadão da nossa amada Brusque.

          Respeitosamente,

          Paulo Vendelino Kons
          Brusque/SC

  55. Bonner defende o Aécio no JN

    Aécio ganha manchetes internacionais por propinas em Furnas.

    http://www.reuters.com/article/2015/08/25/us-brazil-corruption-neves-idUSKCN0QU2KQ20150825O Jornal Nacional da TV Globo censurou o trecho do vídeo da CPI em que o doleiro Youssef confirma ter sabido de propinas pagas a Aécio no esquema de Furnas, contado pelo ex-deputado José Janene (PP-PR), mas a imprensa internacional publicou (acima).

    O JN além de censurar o vídeo, deu o vexame de colocar William Bonner lendo uma defesa de Aécio.

     

  56. Conversa de botequim
    – Puxa,

    Conversa de botequim

    – Puxa, queriam colocar um corrupto da Lava Jato na presidência…

    –  Os juízes do impeachment estavam finalisando a votação, arrependeram?

    – Um deles pediu vistas do processo – sem prazo para devolver.

    – fala não, o playboy vai morrer na praia?…

    – Em 2018 é a outra vez de Lula-lá.

  57. Qual a alternativa mais simples ?

    Está nas mãos(quase 100% limpas) do Proc. Geral da República, o criticado Rodrigo Janot, que deverá continuar no cargo, por mais dois anos, escolher a alternativa mais lucida e justa, ou desmoralizar o Ministério Público, e todos os orgãos oficiais de alto nível, que estão sustentando as operações da LavaJato e outras relacionadas.

    Ou ele faz a denúncia contra os delatados na reunião de ontem na CPI da Petrobrás, e envia os nomes apontados para o STF(já que a maioria é parlamentar, e portanto têm fôro privilegiado) ou então o “pudim” vai desandar, e sobremesa desta “pizza” será indigesta.

    • Youssef na acareação de terça feira inclui Álvaro Dias no rôlo!

      Nos minutos finais da acareação com P. R. Costa quando perguntado pelo Relator Deputado Luiz Sérgio se tinha um jato executivo, se ajudou algum candidato com uso deste jato e quanto teria custado esta ajuda, respondeu:

      1) tinha mesmo um jatinho executivo;

      2) ajudei ao candidato Álvaro Dias do PSDB e

      3) custou US$ 170 mil

      diante desta delação expontânea e explícita perante a CPI da Petrobrás que providência ao Juiz Moro e ao PGR?

  58. JUSTIÇA CEGA

    Uma história que me contaram várias vezes explicaria a impunidade tucana. Existem 5 famílias que controlam a justiça brasileira, determinando o que deve ser julgado ou não. Têm três nacionalidades(israelense, americana e brasileira) Exercendo uma dominação estrangeira do país. Será fantasia ?

  59. A exacerbação do cinismo!

    Eliane explica por que passou batido no caso Aécio: ‘muita notícia’

    Questionada nas redes sociais por que ignorou em sua participação no programa Em Pauta a menção do doleiro Alberto Youssef a tucanos como Aécio Neves e o ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra, durante sua acareação com Paulo Roberto Costa na CPI da Petrobras, a jornalista Eliane Catanhêde saiu-se com esta: “Era muita informação ao mesmo tempo e acabei passando batido, mas vou tentar encaixar amanhã em algum comentário”

    26 de Agosto de 2015 às 15:00

     

    247 – A jornalista Eliane Catanhêde foi cobradas nas redes sociais  por não mencionar em seu comentário no programa Em Pauta, da Globo News, tucanos como o senador Aécio Neves e o ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra pelo doleiro Alberto Youssef, durante acareação dele com o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. 

    Pelo twitter, uma usuária afirma que reportagem do Jornal Nacional cita passagens da acareação entre Youssef e Costa. “São programas e tempos muito diferentes. O Em Pauta é um programa de comentaristas”, responde Catanhede. 

    Ao ser confrontada de que soaria “um pouco tendencioso” não citar envolvimento de tucanos no esquema citado por Alberto Youssef, Eliane Catanhede respondeu: “Era muita informação ao mesmo tempo e acabei passando batido, mas vou tentar encaixar amanhã em algum comentário”.

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/194431/Eliane-explica-por-que-passou-batido-no-caso-A%C3%A9cio-'muita-not%C3%ADcia‘.htm

     

  60. DO MARROM AO ROXO, DE RAIVA

    A repercussão da não publicação pela IMPRESA MAROM desse fato, foi maior do que se ela tivesse publicado.

    “São tantas informações”… que a mais importante deliberadamente passou batida.

    Prometem amanhã requentar a notícia.

    Tarde demais!!!

    INÊS É MORTA,  ROXA DE RAIVA , SEM PASSAR PELO 50 TONS DE CINZA!!!

     

     

     

     

  61. A notícia da Reuters (com link)

    Não consegui tirar a fonte pequena do primeiro parágrafo

     http://www.reuters.com/article/2015/08/25/brazil-corruption-neves-idUSE6N0ZF04X20150825

    Brazil money launderer testifies former presidential candidate took bribe

     

     Aug 25 Convicted Brazilian money launderer Alberto Youssef testified to lawmakers at a congressional hearing on corruption on Tuesday that former opposition presidential candidate Aecio Neves took bribes from a corruption scheme involving Furnas, a subsidiary of state-run power utility Eletrobras.

    In March, Prosecutor General Rodrigo Janot closed an investigation into Neves and Furnas, removing the senator’s name from a list of dozens of politicians under investigation for taking bribes.

    At the time, Neves, a senator for Brazil’s main opposition party who narrowly lost the 2014 election to President Dilma Rousseff, blamed the government for trying to ensnare him in a scandal. (Reporting by Caroline Stauffer; Editing by Alan Crosby)

  62. Eita que esse povo se faz de

    Eita que esse povo se faz de besta (oposição, Janot e STF) quando diz que arquivaram o pedido de investigação do Aécio porque o doleiro OUVIU DIZER, oras, ele falou que foi o compadre dele (como quem diz que o seu compadre não mentiria para ele) do qual era seu controlador, deu nome de quem recebia e que  foi da Bauruense, só faltou dar CPF e RG, bastaria quebrar o sigilo da Bauruense, nem isso fizeram. Quem não sabe que estão investigando o Lula e a Dilma, sempre, não oficialmente, sem prova nenhuma, mas continuam, por isso, dizer que não havia motivos para investigar o Aécio é debochar da nossa cara.

  63. Gente…

    O Aécio é PSDB. Nunca vai acontecer nada com ele.

    Esse povo manda e desmanda no Brasil desde o Pero Vaz de Caminha.

    Não concorda?

    Pois bem: invicto, aceitando apostas e contando.

  64. A não publicação da notícia

    A não publicação da notícia sobre Aécio, a qual criou pernas e está correndo mundo afora, deixa para trás, no vento, algumas indagações importantes, embora singelas. 

    Enquanto a imprensa – os donos dela, na verdade – agarram as mãos de Aécio Névoa para impedir que afunde no lamaçal de sua vida torta, impedindo que o povo brasileiro saiba sobre a notícia viajante, a verdade sobre ela (imprensa golpista) recrudesce e mostra sua face monstruosa. E essa sua cara horrenda demonstra que, entre outras coisas, a liberdade de imprensa favorece somente a ela e mais ninguém. E faço questão de sublinhar essa palavra “ninguém”, porque fica evidenciado que, para a imprensa, “ninguém” significa “povo brasileiro”. Sou capaz de apostar que, quando seus lamentáveis funcionários recebem ordens especiais dos seus poderosos chefões, as mesmas são assim ditadas: “Notícias para ninguém”. Deve ser essa a senha para as notícias invisíveis aos olhos do “povo brasileiro”.

    No caso de Aécio Névoa, há “ninguém” de um lado e “povo brasileiro” do outro. Para a imprensa, o povo brasileiro é uma ficção, algo que lhe é estranho. Portanto, não é de se supreender que aquilo que serve para a imprensa é oposto àquilo – a notícia viajante, por exemplo – que serviria muito bem ao povo brasileiro.

    Desse modo, com os olhos do povo vendados, como se fora vítima de cruéis sequestradores, névoa e sua protetora passam incólumes e em segredo pelas ondas de vídeo, sons e letras nas quais as notícias são despejadas sobre o país dos brasileiros, embora os países dos estrangeiros já se encontrem bem informados sobre o que está acontecendo sob a lona do circo Brasil.

    Que raios de imprensa é essa? Será que existe, pois tudo indica que não.

    A imprensa somos nós aqui da Internet.

  65. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome