Depois do STF, o risco de chantagem contra militares

Em algum ponto do futuro, um novo Snowden poderá trazer luzes sobre um dos aspectos mais obscuros do golpe em curso: o poder da chantagem em cima de agentes-chave do processo.

A era da telemática trouxe à tona um volume inédito de informações sobre países, instituições, empresas e pessoas. As operações em paraísos fiscais, a lista do HSBC, o caso Banestado, a contabilidade da Odebrecht, dos doleiros, os arquivos sobre o narcotráfico, a espionagem direta norte-americana, através na NSA, grampeando o celular de Dilma Rousseff e Ângela Merkel.

Some-se à maneira fácil com que se destroem reputações através das redes sociais e dos sistemas de mídia, e se terá um prato feito a chantagem.

Chantageadores costumam levantar informações pontuais sobre um número determinado de vítimas. Mas, e quem têm acesso a um número ilimitado de fontes de informação e a facilidade das redes sociais para disseminá-las?

Há os seguintes indícios do uso dessas informações no golpe, através da alimentação das diversas operações ou da chantagem:

  1. Globo – desde 2011 está refém do FBI devido aos escândalos da FIFA. Nesse ano houve a delação de J.Hawila. Apesar das investigações se concentrarem nos Estados Unidos, ocorreram denúncias contra executivos da FIFA e das confederações latino-americanas. Nenhuma denúncia contra a Globo. As investigações mais substanciosas estão sendo feitas pelo Ministério Público da Espanha e da Suíça – mas abafadas no Brasil pelo MPF nacional. Há suspeitas – repito: suspeitas – de que a jogada de alto risco da Globo, sendo o principal alimentador do golpe, se deveu a essas pressões.
  2. Luís Roberto Barroso – a mudança de posição de Barroso, em questão de direitos, ocorreu imediatamente após informações sobre ele e sua família veiculadas por um site anônimo de Curitiba. Depois que mudou de lado, não foi mais incomodado. A mesma suspeita recai sobre Luiz Edson Fachin e sobre Carmen Lúcia. Neste caso, ela recebeu um recado de coluna da Globo, que estaria sendo vítima de um golpe, da pessoa que lhe vendeu por R$ 1,7 milhão uma casa que valia R$ 3 milhões. A pessoa em questão tinha relações com Carlinhos Cachoeira. Depois que mudou de lado, Carmen Lúcia nunca mais foi incomodada.
Leia também:  Moro "canalha", Bolsonaro "governa para milicianos": Lula de volta ao ringue

É possível que muitos magistrados tenham aberto mão de seus princípios garantistas por pressões de chantagistas, independentemente de as ameaças serem em cima de fatos concretos ou factoides. Dias Toffoli foi alvo de uma capa infame da Veja, assim como políticos que não aderiam ao golpe. E os vazamentos seletivos ou meras manipulações de delações passaram a ser arma diuturna de chantagem e pressão política.

A falta de critérios da mídia brasileira abriu essa avenida para chantagens, muito mais do que os fakenews das redes sociais.

Dou essa volta para chegar a um ponto delicado: a possibilidade desse tipo de jogada estar ocorrendo sobre militares da ativa.

Há sinais concretos de que a maioria dos oficiais da ativa são legalistas, respeitadores da lei e da ordem. Muito mais que políticos, intelectuais, jornalistas, eles têm enorme apreço por sua reputação pessoal. Justamente por isso, são muito mais vulneráveis a esse tipo de pressão que um cidadão comum. É capaz de se sentirem constrangidos por apontamentos no SPC, alguma irregularidade fiscal, por algum erro administrativo em alguma licitação, qualquer episódio menor suscetível de ser escandalizado.

São fortes como instituição armada; vulneráveis como pessoas físicas pouco afeitas ao jogo de intrigas e pressões que cercam a política.

Há indícios – repito: indícios! – de que possa estar em andamento uma ofensiva similar à que dobrou figuras do Judiciário, visando obter adesões contra a normalidade democrática. Mas é importante ficar alerta a sinais que possam indicar algo nessa direção. As próprias Forças Armadas tem áreas especializadas em guerras híbridas.

37 comentários

  1. Dúvida

    “As próprias Forças Armadas tem áreas especializadas em guerras híbridas.”

    Essa frase parece que ficou solta. Nunca tinha ouvido falar sobre esse setor específico. Nassif, você está alertando para que esse setor seja empregado para monitorar possíveis chantagens vindas do exterior?

    Obs.: As forças armadas alemãs são formadas por quatro armas: exército, marinha, aeronáutica e “cibernética” (não sei exatamente o nome, mas se trata de uma arma que cuida exclusivamente de informática (hardware/software e informações). Isso demonstra a importância dessa área para a defesa de um país.

  2. Vários indícios mesmo.

    …Tendo tamanhos medos a ponto de aderirem de forma tão escandalosa ao golpe, abrindo mão de seu próprio papel institucional mostra que tem MUITA coisa escondida que de alguma forma e por algumas pessoas foi captada. Eventualmente essas tais coisas tenham sido montadas já de antemão pensando em algo assim. Fácil ver, por exemplo, grupo fechado em votações ou em aparições junto à Imprensa – agem como em uma exibição de nado sincronizado.

    Solução para isso é realmente uma tratativa cirúrgica a quem ameaça. Os golpes hoje são feitos tirando-se o componente “military”. Só sobra Midia e Money.

  3. Código fonte
    A nsa monitora toda a internet, existem backdoors em roteadores domésticos, por que nao existiria nos roteadores das operadoras?

    Esperava-se a adoção de software de código aberto ao menos no governo federal mas isso foi sustado e a Microsoft tomou conta

    Como o Brasil abriu mão de controle sobre telecomunicações, sobre satélites, não há a menor duvida que é vulnerável

  4. Eita Nassif otimista!
    A

    Eita Nassif otimista!

    A Carmém Lucia com aquela arrogância toda vítima do seu comportamento perverso? Até parece… O mesmo pode se dizer de Barroso, Fachin e Toffoli. Quem é vítima se recolhe. Todos esses canalhas borboleteiam atrás de holofotes. Se submetem aos poderosos. São personalidades públicas arrogantes, perversas, egoistas, insensíveis aos problemas sociais, isso sim. São pequenos ditadores que não aceitam ideologias diversas das exigidas pelos poderosos do país. Ontem deram um pequeno golpe anulando 3 milhões e 300 mil votos pra tentar alterar o resultado da eleição. 

    E cá pra nós, se tivessem um pouco de caráter, cultura e espírito público se preocupariam com a imagem que vão deixar para história jamais com a aprovação e o abraço dos mervais e leitões contemporâneos. Eles tem poder de apoiar um golpe e não enfrentam os seus chantagistas? Então tá.

    A Globo vítima? Aonde? Os marinhos querem mais é  chantagear os governos com o seu poder com as propriedades cruzadas dos meios de comunicação. É isso que faz os marinhos os homens mais ricos do país.

    Generais vitimas? Tá bom. Sabe quem é vítima? O almirante Othon que não vendeu o programa nuclear brasileiro para os americanos. Esse restolho é cúmplice. E ignorantes. Estão presos num período histórico que não existe mais.

     

  5. Indícios é tudo que basta

    Indícios é tudo que basta para uma turma de Curitiba abrir processo e apresentar powerpoint.
    Agora só falta um ticket de pedágio, um vizinho fofoqueiro e alguém preso por 2 anos para delatar…

    Ah esquece, não tem filiados ao PT no exército então não interessa!

  6. Impressionante a postura

    Impressionante a postura covarde dos militares diante da entrega da Embraer à Boeing. Assim como a falta de compromisso com a soberania nacional diante da entrega do Pré-sal, da venda da Petrobras e Eletrobras. Quando se manifestam publicamente, geralmente, é para apoiar as arbitrariedades contra o Lula e o PT e endossar o golpe entreguista em curso. 

    • vai ver que…

      o domínio completo sobre o sistema de informação brasileiro não está nas mãos dos militares

      nunca esteve, apesar de já ter se beneficiado desse sistema privado em escala global

      há indícios de que está nas mãos dos que vivem de explorar as fraquezas dos políticos e das autoridades em geral

       

       

  7. Depois do STF, o risco de chantagem contra militares

    {nota: sempre ao aqui me referir a algo que postei anteriormente não é por nenhuma soberba do tipo: “eu bem que falei”. e sim para tentar juntar as pontas do que ficou para trás.}

    -> Em algum ponto do futuro, um novo Snowden poderá trazer luzes sobre um dos aspectos mais obscuros do golpe em curso: o poder da chantagem em cima de agentes-chave do processo.

    -> Dou essa volta para chegar a um ponto delicado: a possibilidade desse tipo de jogada estar ocorrendo sobre militares da ativa.

    -> As próprias Forças Armadas tem áreas especializadas em guerras híbridas.

    26/09/2016: Lava Jato e Associados

    em 2013 o mega vazamento de Snowden expôs como a NSA espionava a Petrobrás, as grandes empresas brasileiras e até mesmo Dilma Roussef. desde então uma infinidade de grampos e delações premiadas produziram provas em demasia contra tudo e contra todos.

    isto ajuda a explicar a apatia e a cumplicidade daquelas que deveriam ser as principais forças anti-cíclicas contra o aprofundamento do Estado de Exceção: STF, PGR, MPF e grandes grupos empresariais.

    sobre Snowden:

    em Hong Kong, Snowden passou as informações diretamente a um jornalista “brasileiro”: Glenn Greenwald. frise-se também que o destino preferido para asilo político por Snowden era o Brasil – evidentemente o país não oferecia a menor condição de independência e segurança para tal.

    sobre especialistas em Guerra Híbrida nas FFAA:

    Alessandro Visacro, Coronel do Exército Brasileiro, especializado em Operações Especiais, autor de: “A Guerra na Era da Informação” e “Guerra irregular: terrorismo, guerrilha e movimentos de resistência as longo da história”.

    no excelente livro “A Guerra na Era da Informação”, o capítulo inicial traz um detalhado relato de uma missão realizada no Complexo da Maré, Rio de Janeiro, em 12/11/2014.

    o próprio título do capítulo, “Algo de novo no front”, já é a introdução do conceito no qual  “as populações se tornaram o principal front de batalha, com o front em cada um e ninguém mais em cada front”.

    Visacro lucidamente escreve:

    “Dissimulado sob um enorme contingente populacional, o “inimigo” tornara-se invisível. Na verdade, ele próprio era um subproduto daquele ambiente pernicioso, pois fora gerado a partir de um triste conjunto de chagas sociais e dívidas históricas não quitadas.”

    {esqueçam a alma penada do velhaco Gabeira, foco no Coronel Visacro.}

    vídeo: Gabeira entrevista Coronel Visacro

    [video: https://www.youtube.com/watch?v=-3FXz7m4Rp0%5D.

    .

    • A guerra tem senhores
       

      e seus motivos são sempre a dominação pela força com objetivo de roubo.

      A política é o lado “feminino” da violência da guerra.

      Uma agressividade passiva e eficaz que limita a guerra e a distribui onde todos os meios coercitivos tenham se esgotado.

      Esse menino que o gabeira entrevista é muito culto, mas limitado pelo meio e faz, portanto, uma abordagem superficial.

      A guerra a que ele se refere é a moderna e imediata.

      Ele não questiona a natureza da guerra e nem faz uma associação dela com a política, a história ou a geografia.

        

      • Depois do STF, o risco de chantagem contra militares

        -> Esse menino que o gabeira entrevista é muito culto, mas limitado pelo meio e faz, portanto, uma abordagem superficial.

        -> Ele não questiona a natureza da guerra e nem faz uma associação dela com a política, a história ou a geografia.

        além dos livros que citei, ele tb é autor de “Lawrence da Arábia”.

        tem em seu currículo: “comandante da 3ª Companhia de Forças Especiais, comandante do 1º Batalhão de Forças Especiais, oficial de operações do 2º Batalhão de Força de Paz no Haiti e chefe do Estado-Maior do Comando de Operações Especiais”.

        li os três livros.

        garanto:

        – há um profundo questionamento da “natureza” da guerra, inclusive no que tange a rígida hierarquia militar, com “associação dela com a política, a história ou a geografia”;

        – as limitações impostas pelo meio militar aparecem algumas vezes, principalmente nos argumentos usados para não analisar a luta armada no Brasil.

        .

  8. Isto não seria uma surpresa…

    Tenho esta desconfiança já há algum tempo. Afirmo que esta é apenas uma suspeita minha. Devemos perceber o quanto é vulnerável o judiciário quando muitos processos envolvem muito dinheiro e poder. Indenizações, decisões que podem influenciar o lucro de grandes empresas e por aí vai. Corrupção envolvendo estas decisões não me causariam nenhuma surpresa. Não mesmo. Agora se existem agências de inteligência com capacidade de vasculhar a vida de qualquer um, pq não também a vida dos magistrados. Chantagem seria mais que possível.

  9. Primeiro, guerra híbrida
    Primeiro, guerra híbrida existe de fato,não é teoria de nerds…..

    Segundo, pressão de onde e de quem? Se eles pressionam de lá, alguém tem que pressionar de cá, mas tem que saber a quem……

  10. teoria da conspiração? ai vai a minha.

    Acho até que é razoável a hipótese de que alguns setores cederam a chantagem. Só acho estranho que esses setores sejam justamente os que tem recursos, ideológicos, juridicos e até policiais para ‘pegar’ os chantagistas e não cederem. Se cederam era porque deviam alguma coisa mesmo. Agora se é para ‘teoria da conspíração’ vamos la minha teoria: essa figuras não cederam nada, sempre foram de extrema direita – estavam ‘latentes’ cumprindo um papel até chegar o momento de exercerem suas funções. Algo razoável, a extrema direita funciona assim – gente infiltrada em vários lugarers chaves, que parecem uma coisa para consiguir posições e depois que chegam lá, na ‘hora certa’ mostram a cara. Garanto que em um eventual governo do coiso mais ‘surpresas’ virão…

  11. Ídolos: o afeto que se encerra

    Nunca tive ídolos em nenhum tipo de esporte, futebol inclusive, meus ídolos de verdade todos, sem exceção, foram e são do mundo da música. Sigo uma centena deles no Facebook, para ficar a par do que andam fazendo, lançando discos, shows, etc. Portanto, é com muita decepção que se constata o estranho rumo que alguns deles tomaram na vida, a se considerar o passado, de onde vieram e com quem conviveram. Difícil de entender e aceitar. 

    Para citar apenas dois, entre muitos, é o caso da Cynara Faria, do Quarteto em Cy, que foi casada com o Ruy Faria (MPB-4), falecido recentemente, e o incrível caso do Maurício Maestro, do Boca Livre. Este último merece um estudo de caso. Eis apenas três posts, o Maurício Maestro está com a cabeça na guerra fria, enxerga comunismo por todos os lados:

    Mauricio Maestro – 14 de setembro – Quando se fala o nome de Olavo de Carvalho vai haver sempre um grupo de militantes de esquerda que vão tentar atacar de todas as formas, xingando, destratando, ridicularizando, tanto o Olavo quanto aqueles que “ousam” mencionar o simples nome. Aos que não fazem parte dessa “tropa de choque”, gostaria de dizer que Olavo de Carvalho é um grande filósofo, o maior intelectual brasileiro da atualidade, autor de extensa obra, respeitado no ambiente intelectual do mundo inteiro. 
    Tentem se informar sobre sua obra. Pra começar, recomendo um livro básico para quem quer entender o atual momento do panorama brasileiro e mundial. O livro se chama: “O mínimo que você precisa saber para não ser um IDIOTA”. Não se assustem com o IDIOTA do título, não é uma referência explícita a nenhum dos leitores, mas sim uma forma de chamar a atenção de todos para o fato de estarmos sendo enganados diariamente sem que ao menos percebamos. Olavo nos dá a chave do entendimento para a grande maioria dos problemas do mundo atual.
    Boa leitura!

     

      

    Mauricio Maestro

     20 h ·   com boas intenções e bom-mocismo vão conseguir tirar essa corja do poder? Não percebem que esses mesmos que posam de “oposição moderada”, rezam na mesma cartilha imposta esse tempo todo pelo poder quase hegemônico de um partido? Que esse partido, ao ver ruir parcialmente seu projeto de poder totalitário, nomeou a revolta popular de golpe? Um “golpe” que deixou no poder os mesmos aliados de antes, a quem hoje fingem fazer uma oposição ferrenha? Não se deixem enganar por mais tempo: a única solução para essa desgraça, trazida por essa gente que quer voltar a mandar e desmandar no Brasil, a única forma de expulsá–los de vez é votar em Jair Bolsonaro. 
    Acho que muitos ainda têm medo do nosso Capitão. Uns por ingenuidade, outros por saberem que serão finalmente desmascarados, e outros por não saber o que dizer depois que ele seja eleito e comece a governar para o povo de todas as classes, raças, credos, opções sexuais e até de pensamentos divergentes. Têm medo de pagarem o mesmo mico dos que desacreditaram em Donald Trump e agora têm que “engolir” um crescimento histórico quase inacreditável. Eu, que já torcia por Trump e não me arrependo, agora também torço por Bolsonaro e sei que também não vou me arrepender. Abrs    

    Mauricio Maestro

     8 h ·  

    Pessoal, essa eleição está virando uma disputa bilateral entre os que querem o PT de volta e os que querem enterrar de vez essa sigla e essa ideologia marxista. Se você é um dos que têm medo do que Bolsonaro algum dia DISSE, e não se importam com o que o PT já FEZ, então não me venham de Ciro, de Marina e de Amoedo. Votem logo em Lula, ah, perdão, Haddad… 
    Se por outro lado, como eu e a grande maioria do povo desse país, já percebeu o perigo de trazer de volta ao poder a turma que quase acabou com o Brasil, não se iluda: o único que pode combater o mal se chama JAIR MESSIAS BOLSONARO.

     

     

    A reação dos amigos éde perplexidade: 

     

     

    Jaques Morelenbaum (vários comentários condensados): 

     tchau, Maestro, fui…desisti de você…que vergonha..custo a acreditar que o autor daqueles arranjos poderia chegar tão baixo…mais um que me prova que a obra não tem necessariamente a ver com a pessoa… aliás, Wagner e Richard Strauss, anti-semitas, também compuseram obras importantes…

    mas que é louco pensar que alguém que produz belezas pode ser estúpido, ah, isso é…

    Ana Salvagni – Com respeito, lamento. O músico sensível e talentoso permanece, mas o eleitor conivente com maldade, desumanidade e imoralidade apaga um pouco as cores daquela aura que envolve a imagem que criamos do bravo compositor e cantor.

    Adriano Marcondes Dias – Imagino a vergonha que seus colegas de profissão passam, com vc. Não sabia desse seu caráter. Desconfiava da sua cafonice, mas não que seus conceitos e idéias fossem tão equivocados e vc fosse tão pacóvio, meu caro! Quem planta ódio, não colhe arte, troca seu nome pra Maostra. Ou Maustra.

    -0-0-0-0-

    Quando o Maestro botou o primeiro post nesse tom, rapidamente o colega de Boca Livre Zé Renato entrou em campo e publicou um texto na sua página separando a opinião pessoal da do grupo musical. Chegaram a aventar estremecimento entre eles. Particularmente, acredito em sequelas. 

    O último post do Maestro virou um bate-boca danado, quase duas centenas de comentários. 

    Não consigo vislumbrar um país pacificado nos próximos 30 anos. 

     

    • Tristes Tropiques

      Quem financia a vida de bom vivant de Olavo de Carvalho? Por que sua pátria sendo os EUA (o que também é comum a outros teólogos da conspiração vermelha ou islamica, que falam com um oceano de distancia) faz com que ele se preocupe com esse país de “merda”? A grana é boa e vale a pena. A cegueira desse músico enaltecendo um intelectual sem transito academico e zero de reconhecimento no meio e junto a um político boçal que só fez promover a família, e nada mais que isso, é culpa do PSDB que rasgou a Constituição de 88 e deixou esses anti-petistas órfãos do verniz democrático que eles acostumaram a passar como óleo de peroba. PSDB passou o bastao e ficou na mão. Quê adianta ser apreciador das belas artes num país de miseráveis? Grande dilema que alguns tiram de letra. A Europa deu um fim a desigualdade vergonhosa depois de duas guerras, mas aqui ainda é possível sob a sombra de um General, opa, Capitão. Tristes Tropiques.

  12. “Há suspeitas – repito:

    “Há suspeitas – repito: suspeitas – de que a jogada de alto risco da Globo, sendo o principal alimentador do golpe, se deveu a essas pressões.”

    Nassif, isto não é suspeita, é certeza.

    OUtra chantageada era a mortícia do stf. Uma bandida descarada e sem vergonha. Deveria estar na cadeia.

    E o marido da Dodge “Dart Vader”? O que tem a dizer ? Ela recebe ordens diretamente do DOJ?

    • Se vale pra um, vale pra todos

      Por que o autor não escreve “certeza” como vc quer? Porque não há provas cabais, reais, concretas e irrefutáveis, há suspeitas, como foi dito, de forma responsável, como deve ser o jornalismo. E não se deve condenar ninguém apenas por suspeitas, certo? Já basta um que está lá em Curitiba. 

  13. Sobre chantagens voce está

    Sobre chantagens voce está atrasado Nassif.

    Desde o final do ano passado a site Duplo Expresso afirma que este pessoal da lava jato, muitos do juidicário, globo e muitos políticos estão sendo vítimas de chantagem.

    De quem?

    Pergunte aos americanos do Departamento de Estado.

  14. Estado profundo

    Há um estado profundo nos EUA  e nos países da Otan. Se o PT ganhar novamente e não levar em isso em conta, eles transformam o Brasil em caos novamente. Para eles o caos é a oportunidade de tomar as rédeas da situação. Foi assim na Rússia dos anos 90, até Putin (um ex-agente da KGB, que entende do riscado) por fim na festa dos EUA em conluiu com os oligarcas russos. É por isso que Putim, apesar de seu autoritarismo, é amado em seu país – e pintado como o demônio no Ocidente.

    Quem é o estado profundo? Basicamente as megacorporações (principalmente no setor de petróleo, armamentos, medicamentos, agroindústria e informática) e a banca, em conluio com setores militares, judiciários e policiais nos EUA e Europa. Em suma, business mais militares e alta burocracia de estado. Esse pessoal age muitas vezes unido, mas há, entre eles uma disputa ferrenha por poder e dinheiro. E quase naufragaram todos em 2008: por isso estão agindo de forma tão agressiva apartir daí.

    Políticos e mídia são agentes dos estado profundo, que fazem o que ele manda. Ou o Brasil faz como China e Rússia, entrando na guerra híbrida pra ganhar ou pelo menos deter o avanço do estado profundo, ou nos tornamos uma Argentina.

  15. E o Assange e o Wikileaks foram neutralizados pelos EUA?
    Parece que o grupo Anonymous invadiu o site do ministério da defesa e expôs informações do tal Mourão e do Villas Boas, mas com a finalidade, segundo eles, de combater o golpe. Se existe essa possibilidade de chantagem em relação aos militares legalistas, que não é o caso dos apoiadores do Boso, para objetivos antidemocráticos, esses hackerativistas podem ajudar a revelar porque parece, segundo eles próprios alegaram, que têm acesso aos sistemas de dados das instituições.
    Ainda que a hipótese de chantagem explique parte da história, os atores do golpe não foram coagidos a isso, são golpistas natos, como a Globélica, o Judiciário e as FFAA, e teriam apoiado de qualquer jeito, talvez a chantagem, se houve, tivesse como finalidade diminuir o poder de barganha dos golpistas nacionais [sempre dispostos a exigir benesses em troca do serviço sujo que fazem por vontade e “convicção”.]
    Nassif falou que há indícios mas não disse quais: está preparando o público para algum furo ou algum escândalo da mídia criminosa?

    Sampa/SP, 27/09/2018 – 18:39 (alterado às 19:22 – complemento entre colchetes).

  16. Preferia pensar que os

    Preferia pensar que os militares estivessem agindo dessa forma por algum tipo de ideologia estúpida entreguista do que pensar que estivessem se acovardado mediante chantagens, mostrando que estão pensando apenas em si e foda-se o Brasil. 

  17. há os que roubam o que é dos outros…

    e há os que roubam o que criam para os outros, a credibilidade

    são pagos para criar e se apoderam

    o que é o que é? tudo leva a crer que é a mídia em escala global

    só assim é que se destrói um país em tempos de paz

  18. E Marx também

    Dizemn que um dia alguém tentou mudar a grade de estudos das Escolas M|Ilitares. Um propósito, era ensinar “Introdução à Sociologia”. Só issso, e apenas isso, foi o suficiente para que o alto comando desse a ordem: Aqui não!!!!! Isso é marxismo puro e nós não admitimos!!!! Estranho os doutos generais reagirem dessa forma, pois imagino que sabem muito bem, os marxistas não vão pedir licença a eles quando houverem de tomar alguma decisão mais sólida.De todo modo, penso que há algo incomum nesssas eleições,ou neste nosso tempo. É a primeira vez que candidadtos e mesmo políticos com mandato, tem como proposta PREJUDICAR a população ainda mais e ostensivamente e xcom orgulho, e não procurar, ou fingir que procura,  de alguma forma, melhorar o nível de vida de todos. Tornar mais leve a chamada luta pela vida !!!! No mínimo, é engraçado!!!!!! Marx e os marxistas também sorriem 

  19. Nananinanão. Essa gente

    Nananinanão. Essa gente citada e citadina na matéria não precisa de nenhum chantagista para fazerem o que fazem. São apenas negocistas deles mesmos. Pior, chantageiam pessoas honestas e decentes com prisões cautelares, com proibições as mais diversas, com adestramentos verde-olivenças e o escambau. Não nos enganemos: sempre há um mourão-de-banhado pra dar solidez ao discurso criminoso. Nós é que somos chanteageados diariamente em nossos direitos.

  20. Almirante Othon. Não foi caso

    Almirante Othon. Não foi caso de chantagem, mas é exemplo de como é muito fácil tirar alguém do caminho com mentiras.

  21. Só chantagem não basta.
    Ora, chantagem só tem força se não tiver saída. Soltem o Lula e deixem ele participar da campanha. Os chantagistas terão que lidar com isso, a chantagem perde atenção e apelo frente a realidade eleitoral emergencial que Lula sacoderia.

    Lula é uma saída à chantagem de golpistas da direita neocolonial, pois é imenso problema solto e fazendo campanha com seus pares. A chantagem só tem efeito se o chantageado for, também,inábil politicamente/estratgicamente.

    Chantagem tem força de pressão somente se não houver saída alguma ou burrice do chantageado.

  22. Só chantagem não basta.
    Ora, chantagem só tem força se não tiver saída. Soltem o Lula e deixem ele participar da campanha. Os chantagistas terão que lidar com isso, a chantagem perde atenção e apelo frente a realidade eleitoral emergencial que Lula sacoderia.

    Lula é uma saída à chantagem de golpistas da direita neocolonial, pois é imenso problema solto e fazendo campanha com seus pares. A chantagem só tem efeito se o chantageado for, também,inábil politicamente/estratgicamente.

    Chantagem tem força de pressão somente se não houver saída alguma ou burrice do chantageado.

  23. Só chantagem não basta.
    Ora, chantagem só tem força se não tiver saída. Soltem o Lula e deixem ele participar da campanha. Os chantagistas terão que lidar com isso, a chantagem perde atenção e apelo frente a realidade eleitoral emergencial que Lula sacoderia.

    Lula é uma saída à chantagem de golpistas da direita neocolonial, pois é imenso problema solto e fazendo campanha com seus pares. A chantagem só tem efeito se o chantageado for, também,inábil politicamente/estratgicamente.

    Chantagem tem força de pressão somente se não houver saída alguma ou burrice do chantageado.

  24. CHANTAGEM SÓ SERVE PARA QUEM DEVE

    Em minha opinião quem é levado por CHANTAGEM É PORQUE DEVE QUEM NÃO DEVE, NÃO TEM MEDO CHANTAGEM… MANDAM AS FAVAS. Esses casos dos ministros, LUIS BARROSO, CARMÉM LUCIA E FACHIN COMO CONSTA EM NOTÍCIAS COM CERTEZA DEVE SER VERDADEIRO NINGUÉM ESCREVERIA NADA TÃO GRAVE EM JORNAIS E REVISTAS SE NÃO FOSSE VERDADEIRO AINDA MAIS QUANDO SE TRATA DE MINISTROS DA SUPREMA CORTE. Isso chega a ser vergonhoso mais do que isso, em minha opinião não DEVERIAM ESTAR OCUPANDO UMAS DAS CÁTEDRAS DA SUPREMA CORTE.

  25. Informação é como terra,

    Informação é como terra, ouro, petróleo: é a riqueza do mundo.

    Ela existe, e tem valor; aproveitemo-nos, portanto, deste valor, e desfrutemos de seus benefícios.

    Não há mais privacidade neste mundo; nós mesmos fornecemos, graciosamente, informações sobre nossa intimidade, aos googles e facebooks da vida.

    Até nos desnudamos, literalmente.

    A internet reduziu os figurões citados no post do Nassif à mesma fragilidade de uma adolescente cujas fotos íntimas estão na mão de algum ex-namorado ressentido.

    O que era inocente consequência de hedonismo ou indulgência sensual, ou hábitos de consumo, se transformou em informação privilegiada.

    Compre uma casa, compre um automóvel, uma mansão em Miami ou em BH; antigamente, era possível não só esconder isso do mundo, mas até dos familiares mais próximos.

    Hoje, informação telematizada, torna-se do conhecimento até de hackers.

    Os voyeurs, como se sabe, também existem, antes apenas em carne e osso, hoje também como stalkers virtuais.

    Assim, o que era, antes, apenas uma manobra oculta para se dar bem, uma pequena Lei de Gérson posta em prática para levar alguma vantagem, ou mera vaidade desejosa de aplauso, se transformou em um tendão de aquiles de altíssima sensibilidade e fragilidade.

    Barroso, Carmem Lúcia, quem os desejaria ver nus, a não ser eles mesmos? Todos ficamos, em algum  momento de nosso dia e de nossas vidas; apenas, agora, não é mais possível fazê-lo em total intimidade. E nunca mais será. Onde e quando estivermos nus, alguém estará vendo.

    A informação privilegiada existe, e gera duas coisas: lucro e poder.

    Porque não seria usada, então? Se, para os powers that be, é tão fácil e trivial obter informação, sobre adolescentes nuas, Petrobrás, Dilma, Merkel, porque não se beneficiar dela?

    Ninguém estará fora dessa possibilidade. Civis, militares, presidentes ou chairmen.

    Há telemática, e há interesse; uma nasceu para a outra. E se a consequência é lucro e poder, então estamos no paraíso.

    Como disse o antigo futebolista argentino, de saco cheio ao ser perguntado pela enésima vez se havia doping e/ou suborno no futebol: “Hay drogas y hay diñero; por lo tanto, se hay drogas y hay diñero, hay doping y hay suborno. Te contesté, o no?”

     

  26. Deve haver chantagem mesmo,

    Deve haver chantagem mesmo, mas penso que, para a maioria dos chantageados, é um empurrãozinho que faltava para partcipar ativamente do golpe. A chantagem sempre existiu, mesmo porque quase todos cometem erros, uns menores, outros maiores. Na essência, os atores do golpe são elementos infiltrados externamente (lava jato) ou associados e identificados com a plutocracia.

  27. Se são legalistas, obedecem à lei. Se obedecem às leis…

    Se os Militares são legalistas é porque obedecem às leis. Mas se estão com o rabo preso, é porque desobedeceram às leis. Ou seja, o fato de estarem com seus rabos presos, significa que não são legalistas, mas criminosos.

  28. Por ordem na bagaça

    Nassif: é isso que pe deixa puto com cos gringos. Que isto é quintal seu, tudo bem. Até o Povão tem aceitado (e se não aceitar os verdeoliva sentam o pau). Que põe e tiram quem eles bem entendem, isto já faz tempo. Admitem até o ladrão mor fazendo discurso sobre governança, isso é normal. Mas, pô, não deixem avacalhar a eleição. É o único momento em que a gentalha pode confirmar os candidados que eles impuseram. Veja o que você pode fazer…

  29. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome