Novo vídeo sobre atentado contra Bolsonaro mostra sangue e “orientações” ao presidente

Jornal GGN – Um novo vídeo postado pelo canal no Youtube “True or Not” mostra sangue na camiseta que Jair Bolsonaro vestia no dia em que recebeu uma facada de Adélio Oliveira, durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG). Os produtores levantam dúvidas a respeito de uma orientação que Bolsonaro teria recebido de um de seus seguranças, segundos antes de ser golpeado por Adélio.

O vídeo também mostra a cena em que parte da equipe de segurança de Bolsonaro encara Adélio após sua primeira tentativa de facada, que acabou frustrada. 

Os produtores também acolheram a participação de um homem de camiseta azul que estava presente no meio da confusão e suspeitou de Adélio antes de o agressor concluir sua missão.

No primeiro vídeo, divulgado no final de 2018, o canal Tru or Not levantou a suspeita de que parte da equipe que acompanhava Bolsonaro estava em conluio com Adélio no dia do atentado. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Juiz admite prática de vazamentos da Lava Jato, mas omite seletividade e intenções políticas

18 comentários

  1. Óbvio Ululante

    “E nessa briga da maré contra o rochedo sou marisco e tenho medo de não ter uma saida” — Bethe Carvalho

    Nassif: o teatrinho foi bem montado pelos VerdeSaúva. Como o SapoBarbudo não teve o cuidado de procurar um agrotoxico poderoso pra arradicar a praga, comprometeu toda safra socialmente plantada desde 2003. Alias, Saint-Hilaire (*) já havia previnido. Os petralhas não ouviram e agora todo Povo terá de se haver com os metralhas. Guerra é guerra…

     

    (*) “Ou o Brasil acaba com a saúva ou a saúva acaba com o Brasil”

  2. Esquerda erra ao tratar isso como mera “teoria da conspiração”

    1 – NÃO É TEORIA DA CONSPIRAÇÃO!!! O documentário é muito bem feito e apresenta fatos estranhos e facilmente observáveis nos vídeos do atentado. Alguns trechos são questionáveis porém a dinâmica entre Adélio e os seguranças do Bolsonaro é no mínimo suspeita.

    2 – EQUIPE DE BOLSONARO IGNORA O VÍDEO COM 1 MILHÃO DE “VIEWS”.  Os apoiadores de Bolsonaro comentam absolutamente tudo que acontece nas redes, batem boca com Youtubers com menos de 100 mil seguidores mas resolveram ignorar o tal documentário (fazem o mesmo com o caso Queiroz). Se o documentário fosse fácil de ser desmascarado podem ter certeza que o MBL e os filhos do mito já estariam capitalizando nas redes e desmascarando o “vídeo do PT”, mostrando quem está por trás e quem financia.

    3 – BOLSOMÍNIONS E TROLLS NÃO QUESTIONAM O CONTEÚDO DO VÍDEO.  Melhor termômetro para saber quando o caso é suspeito é ver a resposta dos “robôs de internet”. Nesse caso nenhum deles aparece para discutir e polemizar nos comentários do Youtube. Logo eles que adoram esse tipo de polêmica apenas dão “dislike”… as pessoas que questionam algum conteúdo do vídeo geralmente são da própria esquerda.

    4 – A POLÍCIA FEDERAL NÃO VAI INVESTIGAR ESSA HIPÓTESE??? Se eles chegaram a investigar a possibilidade de Adélio ser contratado pela esquerda… não vão investigar a possibilidade que grande parte da população desconfiou desde o primeiro dia do atentado???

    5 – O QUE OCORREU NAQUELE HOSPITAL??? Acho que a dúvida que permanece e dificulta a hipótese do documentário é o que ocorreu no hospital. É difícil imaginar que a equipe de médicos e enfermeiros estaria disposta a cooperar com a farsa… porém… quem atendeu Bolsonaro no hospital??? Ele pode ter sido atendido por uma equipe “própria”??? Qual era o estado de Bolsonaro ao dar entrada no hospital??? 

    6 – ONDE ESTÃO AS TESTEMUNHAS CHAVE??? Não é possível que não exista uma única pessoa que tenha uma imagem definitiva que anule de vez todo o questionamento. O médico ou enfermeiro que atenderam Bolsonaro não podem opinar??? A Polícia tomou depoimento deles??

    • daí tiro o seguinte, em termos de segurança…

      nunca foi bom para a saude acreditar que o que não faz sentido nada significa

       

      e já que eles gostam tanto, 3 grandes americanos já se estreparam por aí

    • Até hoje
      No estado do Texas, durante uma visita do presidente americano John Kennedy levou três tiros, sendo dois fatais, diante de centenas de pessoas. Até hoje não se foram esclarecidos: se houve apenas um atirador; a autoria intelectual; quem se beneficiou com a morte de Kennedy, e por aí vai. Houveram sucessivas investigações, documentários e filmes. Porém a maioria dos americanos não se diz satisfeita com o que se sabe.

    • Você tem bons pontos, mas os caras que dizem que o 11/7 era um e

      Eu discordo da narrativa que diz “o atentado deu a vitoria” a abominação mitologica que governa esse país, o que mais me chamou a atenção é justamente a ambiguidade do evento, é como se fosse “um caso fosse feito para não ser solucionado”(quantas semelhanças) para que permanecesse nas rodas de discursão pelo maior tempo possivel.

      Em contraste busquemos o evento dos tiros na caravana do lula, um evento muito mais grave do ponto de vista politico, e nem mesmo repercutiu na grande midia, não houve plantão da globo para questionar quem disparou os tiros, em fim, foi como se nunca tivesse acontecido.

      Eis minha conclusão: independente do que aconteceu, foi a repercussão do evento e não ele em sí que promoveu a imagem de “messias” da criatura.

  3. o uso político de um atentado é sempre um perigo…

    geralmente faz a própria vítima não se interessar por uma apuração mais rigorosa

     

    pensando, com isto, na segurança do próprio presidente

     

  4. Esse 2 video ainda nao
    Esse 2 video ainda nao assisti.

    No 1 ha passagens aonde nao consegui identificar o q as legendas mostravam o q me fez pensar q de certa forma havia exagero.

    Porem a questão dos seguranças sempre me entrigou. Como pode um sujeito cercado por diversos seguranças profissionais ou supostamente e ainda com ajuda da pf tomar uma facada ? Se ainda fosse um tiro, mas uma facada ? Muito estranho e, no minimo uma extrema incompetência dos mesmos. Deveriam ser demitidos ou respoderem a sindicancias.

    Outro ponto. Não goram ouvidos pela policia posteriormente? Muito estranho.

    Outro ponto, talvez o mais grave. Houve não 1 mas 2, repito, DUAS tentativas de esfaqueamento.

    Mesmo após a 1 ninguém ali se deu conra do ocorrido ?

    Quem ja andou em multidoes por exemplo saida de jogod e shows sabe disso. Quem ve de longe pare uma massa homogênea. Porem quem ve de perto e mais ainda, quem participa percebe, olhando as pessoas ao seu lado, as expressões, os atos, os olhares, os gestos e etc. Isso é evidente. Ainda mais para seguranças que deveriam ser treinados. Dá para perceber pessoas estranhas e que estao ali deslicadas, por exemplo.

    No entanto, nada foi feito. Nem contra Adelio e nem contra os seguranças.

    É preciso sim investigacoes serias. A começar por identificar os seguranças e ir entrevista–los.

  5. O campeão da mentira

    A primeira suspeita já decorre de pensar que um “babaca” vai sair passeando no meio do povão nas costas de um outro cara, sentado no pescoço de outro cara, Pra ficar com a barriga numa altura facil para “acertar” e para fazer uma filmagem de celular “bem ruinzinha”.

    Isto sem falar que o bozo estava lá sem seu colete à prova de balas.

    O problema é que a grande midia abafou qualquer tentativa de desmascarar, e ainda pois o cara de “coitadinho”.

  6. Como o episodio da bolinha de papel em Serra

    Neste caso, a facada do Bolsonaro é a bolinha de papel que desta vez deu certo. Deu certo por que foi planejada com antecedência. A bolinha de papel foi um improviso que a campanha do Serra + rede Globo tentaram aproveitar…e não deu certo, pelas diversas gravações feitas e pela péssima atuação do Serra como ator.

  7. O Mourão não é um General que conta mentiras. Logo, foi o PT

    O Mourão não é um General mentiroso. Ele disse que foi o PT que esfaqueou o Bolsonaro:

    “Eu não acho, eu tenho certeza: o autor do atentado é do PT. Se querem usar a violência, os profissionais da violência somos nós”. – General Mourão

    Tudo o que o Mourão diz é verdade. Seu filho foi promovido no Banco do Brasil por meritocracia.

     

    Mourão, o homem que nunca mente, afirmou sobre a PROMOVIÇÃO do seu filho:

    “Meu filho, Antônio, ingressou por concurso no BB há 19 anos. Com excelentes serviços, conduta irrepreensível e por absoluta confiança pessoal do Presidente do Banco foi escolhido por ele para sua assessoria. Em governos anteriores, honestidade e competência não eram valorizados”.

     

    Se em governos anteriores, honestidade e competência não eram valorizados, porque o Bolsonaro deu uma boquinha para o desonesto e incompetente Joaquim Levy, que foi valorizado por governos anteriores?

    E esse assunto morreu, viu?

  8. o sangue do messias

    As coisas divinas não se discutem.

    No momento da ” facada “não havia nem furo na camiseta do mito, quanto mais sangue.

    Na faca do “crime”, aquela Tramontina serrilhada, não mostrava qualquer sinal de sangue ou tecido.

    Foram “evidências” exibidas concomitantemente ao “atentado” e reafirmadas incessantemente.

    O mito, que sofreu um “atentado” na porta da Riachuelo  – outra coincidência divina, veio sangrar depois, em segredo de justiça.

    Mas, assim como tem santo que chora sangue, tem camiseta guardada que, de repente aparece com sangue.

    Ou alguém menstruou nela,  ou o mito sangrou depois que tirou a camiseta e depois voltou a vesti-la para não deixar dúvida.

    Vai saber.

     

  9. O pior…

    O pior não é a facada nem o teatro em torno dela, mas o fato que os bolsominions acreditam e para o Bolsonaro,isso é o que importa. Não haverá verdade nem procura dela, enquanto ainda exista essa massa de fanáticos ignorantes

  10. Advogado do diabo.

    No primeiro vídeo é levantada a hipótese de faca retrátil. O que sustentaria o jornal caso fosse?

    Neste, a narrativa dirigida: “12:26 – Vemos aqui um dos seguranças pedindo calma justamente ao homem que repreendia o suspeito”. Vemos? Como o editor chegou a essa conclusão? “12:57 – No mínimo oito seguranças em volta de Adélio”. Como concluir que todos eram seguranças? Parei por aqui. 

    Difícil imaginar tanta gente envolvida e nenhum deles “vazando” o plano. Admira-me gente tão ligada ao dono do blog, como a Amoraiza, acreditar nessa versão.

     

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome