O retrocesso dos mutirões carcerários do CNJ

Sugerido por Diogo Costa

INCOMPETENTE, POPULISTA E DEMAGOGO – Populista, demagogo, autoritário e incompetente, este é Joaquim Barbosa. A ‘gestão’ dele a frente do STF é imprestável. Este personalista, populista e demagogo que é, vive de ações de pirotecnia, devidamente amparadas pelas lentes da “grande mídia”. Tirando os holofotes e as ações ilegais e espalhafatosas, a administração de Barbosa é uma das mais incompetentes havidas em toda a história do Poder Judiciário no Brasil. 

Tomara que este populista demagogo (mistura de Jânio Quadros com Demóstenes Torres) largue a toga e enfrente as urnas, alguém com tamanha incompetência terá vida curta ao enfrentar a apreciação das urnas. Tipos como este só sobrevivem porque tem a proteção e a blindagem da chusma desinformativa, que presta os devidos cuidados àqueles que bem cumprem com os seus intentos. Ou intentonas… A ‘gestão’ de Barbosa representa um dos maiores retrocessos com os quais a sociedade brasileira teve que se defrontar ao longo da história.

Da Rede Brasil Atual

Mutirões carcerários vivem retrocesso com Barbosa à frente do CNJ

Comparado à gestão de Peluso, período de Barbosa tem queda de 78% na análise de processos que revisam condenações injustas ou arbitrárias. Pastoral Carcerária diz que detentos são ignorados

por Helena Sthephanowitz

Uma das boas medidas determinadas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) foram os mutirões carcerários. Trata-se de esforço concentrado para analisar processos de presos que já cumpriram a pena e continuam esquecidos na cadeia por falta de uma ordem judicial para soltá-los.

Desde 2008, quando se iniciaram os mutirões, até agora, 451.828 processos foram analisados, encontrando mais de 47 mil detentos que estavam presos indevidamente e foram postos em liberdade. O problema é que esse esforço sofreu um grande retrocesso, desde quando o ministro Joaquim Barbosa assumiu a presidência do CNJ, em novembro de 2012.

De agosto de 2008 a abril de 2010, durante a gestão do ministro Gilmar Mendes no CNJ, 20 estados foram visitados, o CNJ analisou 108.048 processos e 33.925 benefícios foram concedidos, seja colocando em liberdade, seja progressão de regime (para aberto ou semiaberto), seja autorizando o trabalho externo, seja extinguindo penas.

A produção do CNJ aumentou na gestão do ex-ministro Cezar Peluso, de fevereiro de 2010 a dezembro de 2011. Foram analisados 310.079 processos, com a concessão de 48.308 benefícios, entre eles 24.884 casos de penas que já haviam sido cumpridas.

Na gestão do atual presidente, Joaquim Barbosa, apesar de ainda estar na metade, já se registra um retrocesso na produção do CNJ de espantosos 78% se comparada proporcionalmente à metade do período da gestão Peluso. Apenas 33.703 casos foram analisados, com apenas 5.415 benefícios concedidos.

Em entrevista ao portal iG, O coordenador da Pastoral Carcerária Nacional, padre Valdir João Silveira, afirma que esses presos são pessoas jogadas no sistema penitenciário e ignoradas pela justiça e pela sociedade. Faltou ao padre acrescentar que são pessoas também invisíveis aos holofotes da mídia, o que não desperta o interesse de alguns magistrados neste trabalho.

Valdir lembra que, embora louvável e importante, os mutirões estão longe do ideal, que seria fazer um pente fino em todo o sistema. Hoje os processos são analisados por amostragem, o que ainda deixa muitos casos no limbo do Judiciário.

O  juiz Douglas Martins, Coordenador do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do CNJ, acrescenta outros problemas aos já citados. Vê um erro na ação policial determinada por governadores de encarcerar em massa, fazendo uma “opção preferencial pelos pobres”, onde 90% dos detentos são envolvidos em crimes contra patrimônio e tráfico de drogas. Segundo Martins, a tendência mundial é o contrário, onde a maioria dos detentos são os envolvidos em crimes contra a vida, e crimes de menor potencial ofensivo tem penas alternativas. Para ele esta política está equivocada, com o Brasil tendo a quarta população carcerária do mundo, em muitos casos “governada” paralelamente por facções criminosas.

Redação

6 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Só ligam se os presos foram

    Só ligam se os presos foram petistas. Aí a cana é dura, sem perdão. Alguém aí tem notícias das dores nas costas do Barbosão? O cabra ficou cuurado assim, de repente?

  2. como tu não cansa de reclamar

    eu não canso de repetir!!!

    vai reclamar com que colocou o incompetente lá!!

    aliás não só ele como o fux  e tantos outros que adoram matar no peito!

    se tivessem um pouco mais de cuidado nas indicações, quem sabe!!

  3. Como eu torço também Diogo

     Que Joaquim  largue a toga e saia por aí fazendo a politica no chão batido, de sol na cara e sem reclamar da coluna.

     Eu que já senti na pele o desmazelo do Judiciário de Brasilia ( dizem ser o melhor do Brasil  fico imaginando o resto) torço com todos os atomos do meu corpo para que o Joaquim saia por aí com sua demagogia na mão enfrentando o verdadeiro povão numa eleição.

    Os injustiçados merecem um alento, que o Ricardo lewandowski tome o STF nas rédia e conserte esse desmazelo do atual presidente.

     Fazer mutirão para tirar injustiçados de uma situação de ilegalidade já é grave agora um presidente da suprema corte que deveria remediar esse absurdo fica por aí tirando fotos com Aécio Anastasia, Skaf da vida e deixa de cumprir com sua obrigação é dificil de acreditar.

    Agora quer contratar uma empresa de publicidade para maquear sua brutalidade, incompetencia, maldade e não deixemos de notar demagogia. Como alguém pode descansar , dormir o sono dos justos sabendo que há tantos injustiçados nas prisões desse pais de meu Deus? Joaquim é a personificação do MAL, disso já não tenho duvidas

  4. Chusma

    Joaquim Barbosa só não recebeu o qualitativo de corrupto. Se a maioria dos nossos políticos não possuírem tal qualifificação teremos uma sociedade mais justa.

  5. Não surpreende

    Joaquim Barbosa beneficiando (o que não é nem beneficio, mas Justiça com a maioria desse povo mofando anos na prisão, condenados a penas duras por falta de boa defesa) preso ? Ainda que em sua maioria, negro, mestiço e pobre? Desde quando vimos, lemos, uma so vez, um ato de grandeza e benevolência desse homem ?

  6. SALMÄO = LIBERDADE

    Desejo a todos os carcerários uma dieta de SALMÄO  nesse NATAL.

    Que além de eliminar o “MAU COLESTEROL”, se transforma em   “LIBERDADE”.

    Da série…  JB ARMA CÄO, OPS, “ARMACÄO ILIMITADA”.

    E  para nós outros RESISTÊNCIA E RESILÊNCIA

    Já que 2014, CONTRA TUDO E CONTRA TODOS será “O NOSSO ANO”

    E VAMO QUE VAMO!!!!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador