Pacheco x Joaquim Barbosa: o advogado que enfrentou o tirano

O advogado Luiz Fernando Pacheco levou o presidente Joaquim Barbosa ao momento mais baixo de sua atuação à frente do STF (Supremo Tribunal Federal).

Pacheco representa o réu José Genoino. Quando a sessão abriu pediu a palavra, que lhe foi concedida. Solicitou, então, a Joaquim Barbosa que colocasse na pauta o pedido de prisão domiciliar para Genoíno, por motivo de doença grave.

Já  tinha entregado memoriais para os dez Ministros do STF, que só estavam aguardando a liberação do tema por Barbosa para votar. O Procurador Geral da República Rodrigo Janot já tinha se manifestado favorável ao pedido devido ao estado de saúde de Genoíno.

Pacheco lembrou a Barbosa que qualquer processo de réu preso tem prioridade na pauta do tribunal, ainda mais em uma questão em que o réu solicita prisão domiciliar por problema de saúde.

A reação de Barbosa foi cassar a palavra do advogado e ordenar à segurança que o arrastasse do plenário.

Agora há pouco Pacheco conversou com o Jornal GGN.

Entrará com uma representação contra o relator Joaquim Barbosa pelo fato de negar o julgamento a Genoino e negado aos seus próprios pares.  Além disso, irá pedir o desagravo à OAB (Ordem dos Advogados do Brasil):

– Não fui só eu o ferido em minhas prerrogativas, mas todos os advogados, na medida em que o presidente da Suprema Corte de forma violenta a palavra de quem está representando um réu preso e ainda ordenou que fosse retirado do plenário de forma truculenta. Barbosa faz prevalecer suas decisões simplesmente sonegando ao plenário o reexame das decisões monocráticas.

Pacheco não se intimidou com a atitude de Barbosa:

Leia também:  Rachadinha: 21 políticos são investigados, mas caso de Flávio Bolsonaro chama a atenção

– Cada pedra que ele me jogar vou receber como medalha. Contra os tiranos, a advocacia nunca se vergou e não sou eu que vou me encolher à frente desse sujeito autoritário, tirano, um homem mau.

 

Veja o vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=iNwJo6B5A4Y&feature=youtu.be width:700 height:395

A luta de Pacheco por Justiça

O advogado de José Genoino, Luiz Fernando Pacheco, foi expulso do Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), no início desta tarde (11). Conforme antecipou ao Jornal GGN, Pacheco pressionaria para que o pedido de prisão domiciliar fosse julgado o mais rápido possível. Pediu a palavra na Suprema Corte, e revogou a Joaquim Barbosa.

“Há parecer do procurador-geral da República favorável à prisão domiciliar deste réu, deste sentenciado. E vossa Excelência, ministro Joaquim Barbosa, deve honrar esta Casa, e trazer aos seus pares, trazer aos seus pares o exame da matéria”, exclamou o advogado.

O gesto de Luiz Fernando Pacheco ocorreu em sequência a um pedido sem resposta. Genoino passou mal, com piora no seu estado de saúde, desde que voltou a cumprir a prisão na penitenciária da Papuda, no Distrito Federal, no dia 30 de abril. Episódios de crise hipertensiva, alteração no perfil de coagulação e níveis de pressão elevados levaram a defesa a entrar com agravo regimental no STF.

A Corte pediu, então, um posicionamento do procurador geral da República, Rodrigo Janot. O parecer, enviado no dia 3 de junho a Joaquim Barbosa, foi enfático: “emerge razoável dúvida quanto à possibilidade de o sentenciado cumprir pena, sem riscos substanciais à sua vida e saúde, no já naturalmente estressante ambiente carcerário. Presente essa dúvida, há de ser resolvida em favor da proteção da vida e saúde do preso, bem jurídico de maior relevância”.

Leia também:  Tão criticado pela família Bolsonaro, foro privilegiado agora beneficiará Flávio

Desde a emissão do parecer, Luiz Fernando Pacheco contou que lutaria por uma resposta rápida, diante do quadro de saúde de Genoino, e antes que Barbosa se aposentasse. “Diante da gravidade da situação, deve ser julgado hoje, porque tem Plenário. E se não ocorrer, vou insistir para que seja analisado o quanto antes. Inclusive já fiz uma petição ao STF de preferência do caso, para ter urgência”, havia adiantado ao GGN, na semana passada.

A reação se concretizou hoje. “Não quero de forma alguma atrapalhar os trabalhos dessa Corte. Processos penais, execuções penais têm precedência sobre qualquer outro assunto. Há um agravo de José Genoino Neto que está concluso a Vossa Excelência e não está pautado e, por isso mesmo, eu venho a Tribuna”.

Imediatamente, o presidente do STF repreendeu: “Vossa excelência quer agora pautar?”.

“Eu não venho pautar, venho rogar a vossa Excelência que coloque em pauta”, respondeu o advogado. Depois, Pacheco reportou um breve histórico do pedido, desde quando Genoino voltou ao regime semiaberto.

Joaquim Barbosa afirmou que cortaria o microfone. “Pode cortar a palavra porque eu vou continuar falando”, disse.

“Eu vou pedir a segurança para retirar esse senhor daqui”, disse Barbosa, seguido pela expulsa da defesa de José Genoino do Plenário do Supremo. “A República não pertence a Vossa Excelência. E nem a sua grei. Saiba disso”, finalizou o presidente.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

188 comentários

  1. Joaquim Barbosa é um homem

    Joaquim Barbosa é um homem absolutamente desequilibrado, mas praticar tantos absurdos, enquanto seus pares e outros poderes assistem passivos e indiferentes continua sendo um enigma, um mistério, uma coisa igualmente vergonhosa.

  2. Que beleza!

    Desta feita, esta briga só perde em popularidade prá briga com Gilmar há 3 anos (que aliás, não o apoiei!).

  3. Tirania no STF


    Vergonhosa  atitude de um tirano paranóico e o que é pior, com a total passividade de seus pares!  Até quando??????

  4. Só há uma constatação

    JB é desiqquilibrado, não possui nenhuma condição emocional de presidir seja lá o que for, autoritário, arrogante, presunçoso, acredita estar acima da Lei. pergunto quando seus pares darão um basta? É o STF que está sendo ultrajado por esse Ministro.

  5. Joaquim Barbosa é

    Joaquim Barbosa é simplesmente um ditador. Arrogante que só ele e só! Tem que ser esquecido pela História que se verificará após sua aposentadoria.

  6. Caro Nassif e demais
    E todos

    Caro Nassif e demais

    E todos os demais ministros se calaram, quem estava assistindo, continuou?!

    Ninguém alertou para o abuso?!

    E o que aconteceu depois?!

    Tudo transcorreu normalmente?!

    Saudações

  7. achei!

    o José Simão perde o cargo de “esculhambador geral da república”

    a partir de hoje, passa a ser o BRABOsa que já está abandonando o emprego anterior.

  8. Acabar com a Tecla SAP

    O Barbosa, por enquanto, conta com a tecla SAP do PIG, que transforma essa nova canalhice em ato de bravura, de um paladim da Justiça, ou seja, do Batman.

    Somente irá cair a ficha do povo quando o PIG deixe de transformar esses atos covardes em ações heroicas. 

  9. Vejam, porém, o que ocorreu

    Vejam, porém, o que ocorreu no dia anterior, conforme noticia o Blog do Zé (Dirceu):

     

    “Barbosa sai por uma porta e a Justiça entra por outra”

    11 jun 2014/0 Comentários  /Por 

    A frase-título acima, do advogado criminalista Luiz Fernando Pacheco, foi um dos marcos do ato de desagravo promovido na noite de ontem pela seccional da OAB-DF, em Brasília, ao advogado José Gerardo Grossi, por ele ter sido vítima e desrespeitado em suas prerrogativas profissionais pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, no veto à concessão do direito ao trabalho externo ao ex-ministro José Dirceu.

    Numa unanimidade impressionante e poucas vezes vista antes em tempos recentes em Brasília, com a presença maciça de advogados de advogados da capital federal e de juristas dos mais renomados do país, o ato lotou o plenário da OAB-Brasília, contando com  a participação de membros de diretorias e conselheiros da seccional-DF e de outras seccionais e de juristas renomados do país, entre estes , Marcio Thomaz Bastos, ex-presidente do Conselho Federal da OAB, ex-ministro da Justiça e um dos criminalistas mais destacados do país.

    Ao indeferir o pedido de autorização de trabalho externo ao ex-ministro, o presidente da Corte Suprema classificou a proposta de trabalho apresentada pelo escritório de advocacia José Gerardo Grossi a José Dirceu como uma mera “action de complaisance entre copains”, ou seja, “um conchavo”, uma “ação entre companheiros”, o que para os advogados presentes ao ato em Brasília, ontem, constituiu-se num atentado aos princípios éticos sempre respeitados por Grossi.

    “Grossi foi agravado de maneira leviana pelo presidente do Supremo”

    Presente ao ato, o vice-presidente da OAB nacional, Claudio Lamachia, transmitiu o sentido da presença de todos ali: “este é seguramente um dos atos de maior simbolismo de que participamos. É uma honra muito grande porque estamos desgravando uma pessoa que tem mais de 50 anos de trabalho prestado à advocacia e não mereceu o agravo.”

    Thomaz Bastos ressaltou o fato de José Gerardo Grossi ser conhecido na advocacia brasileira justamente pela sua correção e por não fazer concessões em relação a princípios éticos. “Nunca vi alguém tão ético, tão cuidadoso, tão sério, tão empenhado em manter a sua integridade profissional e ética. Exatamente este homem foi agravado de uma maneira leviana pelo presidente do Supremo. Desagravá-lo hoje é uma tarefa de todos nós”, disse Bastos.

    O ex-ministro da Justiça no governo Lula definiu o ato da noite de ontem como “ missa branca de civismo”, lembrando que eventos do tipo costumavam ser mais comuns há algumas décadas, independente da importância do agravado. “A cada momento que se sucede, avançam as violações, a violência, o desrespeito. Acho que esse desagravo é simbólico por ser o presidente do Supremo Tribunal Federal e mais simbólico ainda por ser agravado o José Gerardo Grossi”, acentuou.

    Spinoza: como retribuir “o ódio, a ira, e o desprezo’ ”

    Grossi agradeceu a iniciativa da OAB/DF frente à ofensa de que foi vítima e contou que antes de oferecer emprego ao ex-ministro José Dirceu chegou a frequentar um curso oferecido pela Vara de Execução do DF sobre ressocialização de sentenciados pela Justiça. Afirmou que o ato da OAB era importante diante da “postura autoritária” do presidente do STF citando como exemplo desse autoritarismo o fato de Barbosa ser o autor da Súmula Vinculante n° 5, que dispensa da atuação do advogado em processos administrativos, em desrespeito à própria Constituição.

    “Se um dia José Dirceu for (autorizado a) trabalhar em meu escritório, vou-lhe recomendar a leitura da Ética, de Benedictus de Spinoza”, disse Grossi, em referência à obra do filósofo racionalista do século 17 e ao que o ex-ministro deve tributar à Barbosa no futuro.” Foi lá que li esta proposição: ‘quem vive sob a condução da razão se esforça, tanto quanto pode, para retribuir com amor ou generosidade, o ódio, a ira, e o desprezo, de um outro para com ele’ ”.

    O presidente da seccional OAB/DF, Ibaneis Rocha, destacou que a advocacia e sua entidade seccional de Brasília se sentiam orgulhosas de promover e estar ao lado de Grossi na sessão de desagravo. “Pessoa que sei que sempre trabalhou para dignificar a profissão da advocacia, a sociedade e o Judiciário. Talvez seja um dos maiores professores da escola da vida para os advogados”, considerou o dirigente da OAB.

    “Barbosa sai por uma porta do STF, a Justiça entra por outra”

    O advogado criminalista Luiz Fernando Pacheco, definiu a decisão ao veto do ministro Joaquim Barbosa em relação ao trabalho externo de Dirceu e a atuação geral do ministro presidente do Supremo como “populismo judicial”. Dirigindo-se a Grossi, reforçou: “Estamos todos nós advogados nos sentindo desagravados na sua pessoa que tem 60 anos de advocacia. Joaquim Barbosa sai por uma porta do Supremo Tribunal Federal, a Justiça entra por outra”.

    Outro orador e um dos mais renomados criminalistas do país, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, disse que o ministro Joaquim Barbosa, ao longo da passagem pelo Supremo, foi causando dissabor não só aos advogados, mas também a juízes e demais integrantes da área do Direito. “Em mais de uma vez eu disse que aquela toga era maior do que ele. Mas ele cometeu o grave erro de fazer o que fez com o Grossi”, lamentou.

    A nota de desagravo à Grossi foi lida no ato por Estefânia Viveiros, ex-presidente da seccional e membro honorário vitalício da OAB/DF.
    Leiam, aqui, a íntegra da nota de desagravo dos advogados a José Gerardo Grossi.

  10. Repito, hoje quem ama Joaquim

    Repito, hoje quem ama Joaquim Barbosa está completamente apaixonado pelo PT. Não há explicação razoável para as pessoas validarem a atuação de Barbosa porque ele colocou na cadeia o “inimigo”, sim o inimigo.

    O amor por JB só mostra como ainda somos infantis em termos de entender o mínimo sobre as relações da República, Os Diretos e deveres individuais.

    A partir de hoje considerarei qualquer um que chame o JB de homem decente que livrou o Brasil da corrupção apenas um apaixonado, nada mais.

  11. Advogado é isso!!!  A defesa

    Advogado é isso!!!  A defesa de José Genoíno me representa! Advogado não tem que baixar cabeça para juiz. Todos devem respeito à Instituição e todo mundo sabe quem é que vem desrespeitando o STF, há muito tempo. Pois bem, JB foi querer dar uma de esperto e dizer que o Agravo estava pautado. Não estava. Aliás, vamos saber se estava ou não, agora que a sessão recomeçou. Se está pautado para hoje, como disse JB, será julgado pelo plenário. 

    A defesa não desrespeitou a Corte, fez o seu trabalho que é o de lutar por seu cliente com microfone aberto ou não. Vamos ver se a OAB vai continuar acovardada como esteve até agora, ou soltando aquelas notinhas ridículas. Um advogado foi retirado do plenário do STF, pela segurança, apenas pq tenta, como todos os outros, ver o direito de defesa de seus clientes respeitado. Dizer honre a Corte ou honre a tribuna, não é muita coisa perto do que estamos vendo há tanto tempo. Ele fez o que todos os advogados já deveriam ter feito há muito tempo; o problema foi nenhum dos outros ministros terem feito qq comentário; era a chance do plenário fazer o debate interdidato por JB. Pois bem, não era JB. QQ um dos ministros poderia perfeitamente, abrir o debate, a partir da manifestação da defesa. Afinal, foi isso que MAM, fez qdo a defesa de Pizzolato levantou da tribuna o debate acerca do 2474.

  12. Pulsilânime!!!

    Joaquim Barbosa superou-se neste episódio. Truculento e estúpido como sempre, protagonizou cena de delegacia de polícia da periferia de nossas grandes cidades. Desequilibrado, com seu estado mental visivelmente alterado, completamente descompromissado com a dignidade que o cargo que ocupa lhe exige, mandou os seguranças do STF retirarem à força o advogado de Genoíno, por êste rogar ao JB que desse precedência à solicitação da prisão domiciliar para o dirigente petista, apoiado pelo Procurador Rodrigo.

     

  13. Joaquim Barbosa foi elevado à

    Joaquim Barbosa foi elevado à condição de ícone pela sua grei(fazendo uso do mesmo termo usado por ele) porque efetivamente ele sintetiza muito bem essa época em que vivemos, na qual se mesclam a arrogância dos que se acham ungidos para reformar o mundo através da estupidez e da agressividade e a cumplicidade silenciosa das instâncias que deveriam e poderiam arrostá-los, dentre as quais, no caso específico, o próprio corpo do STF que assiste inerte mais esse “espetáculo”do presidente do tribunal.

    Seu ato, além de inédito, é de uma total falta de senso. Uma clara demonstração da sua incapacidade de assumir qualquer cargo ou função que demande serenidade e equilibrio. Ele carrega em si um sempre latente germe da tirania e da arbitrariedade. 

    Aguardemos, pois, a resposta da OAB que certamente será duríssima. O advogado é um dos pés do tripé que dá sustentação a aplicação da Justiça. Nesse sentido, está no mesmo pé de igualdade do magistrado e do ministério público. Só aprendizes de tirano olvidam disso. 

    • OAB: Agressão à advocacia

      247

      OAB: ATO DE BARBOSA FOI “AGRESSÃO À ADVOCACIA”

       

       

      Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcus Vinicius Furtado Coêlho afirmou que “sequer na ditadura militar ousou-se ir tão longe contra o exercício da profissão de advogado” como hoje, quando o presidente do STF, Joaquim Barbosa, pediu a expulsão do advogado Luiz Fernando Pacheco do plenário da corte; “Em uma democracia, argumentos devem ser respondidos com argumentos, e não com ato de força”, criticou, acrescentando que a conduta de JB não ficará “sem a devida resposta”; entidade deve divulgar nota de repúdio nesta tarde; o presidente da OAB-DF, Ibaneis Rocha, disse que também pode tomar medidas após o episódio

       

      11 DE JUNHO DE 2014 ÀS 16:04

       

      Por Alessandro Cristo e Felipe Luchete, do Conjur

      O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, ordenou nesta quarta-feira (11/6) que seguranças tirassem, à força, um advogado que ocupava a tribuna do Plenário. Luiz Fernando Pacheco, que defende o ex-presidente do PT José Genoino, foi retirado da tribuna quando reclamava da demora de Joaquim Barbosa em pautar a análise de pedido para que seu cliente volte à prisão domiciliar.

      Em maio, Genoino voltou a cumprir pena no Complexo da Papuda. Antes, chegou a ficar detido em sua casa após reclamar de problemas de saúde. Pacheco foi incisivo ao falar com o presidente da corte. Disse que o novo pedido de prisão domiciliar já tem a concordância da Procuradoria-Geral da República e que depende apenas de Joaquim Barbosa pautá-lo. O ministro ameaçou rebatê-lo. “O senhor quer pautar esta…” Mas o advogado não parou de falar. “Vossa Excelência deveria honrar essa casa”, retrucou.

      O presidente do STF mandou cortar o som do microfone da tribuna, mas Pacheco disse que não pararia de insistir. Até que Barbosa chamou os seguranças. Dois funcionários seguraram os braços do advogado e o afastaram da tribuna, enquanto ele gritava que o ministro cometia abuso de autoridade. “É Vossa Excelência quem abusa da autoridade”, rebateu Barbosa, sem lembrar que o advogado não é servidor público. “A República não pertence a Vossa Excelência, nem aos de sua grei”, completou, enquanto Pacheco era levado para fora do tribunal.

      O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, disse que o ato foi uma “agressão à advocacia” e consiste em um episódio inédito na história do STF. “Sequer na ditadura militar ousou-se ir tão longe contra o exercício da profissão de advogado. O advogado tem apenas a palavra e a tribuna. Ele apresenta uma questão, seja ela qual for, e cabe ao presidente do Supremo aceitar, indeferir ou nem conhecer o pedido. Em uma democracia, argumentos devem ser respondidos com argumentos, e não com ato de força.”

      Coêlho disse que a conduta do ministro não ficará “sem a devida resposta”: deve ser divulgada ainda na tarde desta quarta uma nota de repúdio. A Ordem planeja promover ato de desagravo público em favor de Pacheco e tomar “medidas mais duras”, segundo o presidente. Para ele, Barbosa vem desrespeitando “de forma costumeira a prerrogativa dos advogados, demonstrando que não tem apreço ao artigo 133 da Constituição Federal, que afirma que o advogado é inviolável no exercício de sua profissão”.

      Logo após ser retirado da corte, o advogado Luiz Fernando Pacheco disse à revista Consultor Jurídico que não se sentiu agredido pelo seguranças, mas que sua expulsão foi “mais um ato que consagra o autoritarismo da magistratura do ministro”.

      O presidente da OAB do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, disse que também pode tomar medidas após o episódio. Ele afirmou que Barbosa pode estar “meio chateado” após sessão de desagravo promovida na última terça-feira (10/6) em favor do advogado José Gerardo Grossi, que segundo a entidade foi ofendido pelo ministro ao oferecer emprego em seu escritório ao ex-ministro José Dirceu, condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

       

  14. Diretor de presídio de filme hollywoodiano

    Tenho repetido aqui de forma quase enfadonha que Joaquim Barbosa mantém um vínculo sentimental com os apenados da AP470.

    Do meu ponto de vista Barbosa odeia os réus, notadamente os petistas e por isso tenta puni-los além do que determina a lei.

    O faz claramente quando, utilizando-se indevidamente de suas prerrogativas retira direitos, adia decisões favoráveis aos réus, cria ou alimenta factóides agravando a situação dos apenados sinalizando falsamente para a sociedade tratar-se de indivíduos problemáticos e indignos de qualquer benefício do regime.

    Barbosa lembra aqueles diretores de presídios sem caráter e sem escrúpulo retratados nos filmes hollywoodianos.

    Joaquim Barbosa é portador de doença mental que o incapacita para a missão de magistrado.

    Urge a sua saída da magistratura.

  15. Joaquim Barbosa…

    É a prova viva da escrotidão e canalhice que assola o país. O que mais me estarrece e não ver reação alguma por parte dos demais ministros. Como dizia José Paulo Paes: “Quem cala consente, e no cu logo o sente.”

    • PORQUE isso acontece

      PORQUE isso acontece ?!?! 

      Será que o título temporário de PRESIDENTE DO STF confere poderes ilimitados ao seu ocupante ?!!?

      Que porcaria de Suprema Corte SUBMISSA e COVARDE é essa ?!?!

       

       

      ……..   Abs “ANOS tuKKKânus LEWINSKYânus NUNCA MAIS !!! NO PASSARÁN !! VIVA GENOÍNO !! VIVA ZÈ DIRCEU !! VIVA A LIBERDADE, A DEMOCRACIA E A LEGALIDADE !! VIVA LULA !! VIVA DILMA !! VIVA O PT !! VIVA O BRASIL SOBERANO !! LIBERDADE PARA JULIAN ASSANGE, BRADLEY MANNING E EDWARD SNOWDEN JÁ !! FORA YOANI e MÉDICOS COXINHAS !! ABAIXO A DITADURA DO STF DE 4 PARA A GLOBO !! ABAIXO A GRANDE MÍDIA CORPORATIVA, SEU DEUS ‘MERCADO’ & TODOS OS SEUS LACAIOS & ASSECLAS CORRUPTOS INIMPUTÁVEIS !! CPI DA PRIVATARIA TUCANA, JÁ !! LEI DE MÍDIAS, JÁ !! “O BRASIL PARA TODOS não passa no SISTEMA gloBBBo de SONEGAÇÃO – O que passa SISTEMA gloBBBo de SONEGAÇÃO é um  braZil-Zil-Zil para TOLOS”

       

  16. Caro Nassif e demais
    Aécio e

    Caro Nassif e demais

    Aécio e seus patrões, não são nada diferentes do JB.

    JB é o lado visivel da podridão do Aécio e seus patrões, que são os mesmos, do JB.

    Saudações

  17. Patético

    Não é louco, é apenas soberba de quem não tem limites. Aqui no Piauí um deputado estadual quer lhe ofertar o título de cidadão piauiense, alega que ele mandou marginais petistas para prisão. Isso sim é o que alimenta este senhor. Uma pessoa que não mais se encherga como um mortal.

  18. O Joaquim tinha que encerrar

    O Joaquim tinha que encerrar com fecho de ouro sua saída, né mesmo? Estão vendo porque aquele plenário julgou a AP 470 do jeito que julgou, com aqueles amontoados de equívocos, porque estavam se borrando de medo do Joaquim e o mais medroso de todos era o Fux que só faltava beijar o chão onde o Joaquim pisava. O único com peito para enfrentar o Joaquim era o Lewandoski, os outros ficavam como ficaram hoje diante da tirania do presidente daquela Casa. Nem quando ele desacatou o Gilmar Mendes, o chamando de jagunço e outras coisas mais, o Gilmar que era presidente naquela época, o mandou retirar do plenário sob varas.Todos ali se pelam de medo do Joaquim.

    • medo?

      Malu,

      Pior.

      o Fuquis, faixa preta em artes marciais, não tem medo do BRABOsa.

      Ele é só “puxa saco”, mesmo.

  19. A DESPEDIDA DO MAU GOVERNO

    A DESPEDIDA DO MAU GOVERNO QUE FEZ O GOVERNADOR DA BAHIA.

    Senhor Antão de Sousa de Menezes,
    Quem sobe ao alto lugar, que não merece,
    Homem sobe, asno vai, burro parece,
    Que o subir é desgraça muitas vezes.

    A fortunilha, autora de entremezes
    Transpõe em burro o herói que indigno cresce:
    Desanda a roda, e logo homem parece,
    Que é discreta a fortuna em seus reveses.

    Homem sei eu que foi vossenhoria,
    Quando o pisava da fortuna a roda,
    Burro foi ao subir tão alto clima.

    Pois, alto! Vá descendo onde jazia,
    Verá quanto melhor se lhe acomoda
    Ser homem embaixo do que burro em cima.

    (Gregório de Matos Guerra)

  20. Imaginem eu, entrar no

    Imaginem eu, entrar no Palácio da Alvorada e começar a desancar a Dilma Roussef e dizer o que ela tem ou não que fazer?!?!

    Não ficava nem em pé!!!

     

     

    • É verdade, mas se você fosse

      É verdade, mas se você fosse um advogado constituído defendendo os direitos do seu cliente dentro de uma corte, teria garantido o seu direito de falar. Ou pelo menos deveria ter, se o presidente dessa corte não fosse Joaquim Barbosa.

    • Para você que não sabe, mas

      Para você que não sabe, mas deveria saber, não há hierarquia entre advogados e juízes. Não fale besteira sem saber da Lei Maior e do Estatuto do Advogado. Não tente tratar os leitores deste blog como se imbecis fossem comparando esta situação no Tribunal com qualquer outra. As prerrrogativas dos advogados na defesa dos seus clientes constituem o suporte da democracia. Sem isso é impossível haver direito à defesa que é um dos pilares da democracia. Pode parar já com isso!

    • Meu caro, seus argumentos

      Meu caro, seus argumentos passam a km da verdade factual (como diria Mino carta). Nada haver entrar no P A gritando e mandando Dilama fazer alguma coisa (tinha era que ser preso mesmo). Agora, um advogado constituído defendendo seu cliente perante o juízo que sentenciou, é mais que normal que aconteça o embate, e não o embuste, proclamado por JB. Tanto a CRFB como a lei 8906 dão garantias plenas à manifestação do advogado em qualquer juízo, são as chamadas prerrogativas. 

      ps. essa sua comparação me faz pensar em um pedreiro que mede o nível do plano com uma cuia.

    • A analogia correta

      Imagine se o Renan Calheiros mandasse os seguranças retirarem o Aécio Neves do plenário só porque este fizesse uma cobrança veemente a ele na tribuna do Senado.

      É essa a analogia correta em relação ao que aconteceu.

      O Advogado estava com a palavra e não faltou com o respeito nem feriu o decoro da casa. Isso todos viram no vídeo.

      Aliás um certo senador do PSDB cometeu abuso de autoridade semelhante somente porque um blogueiro lhe dirigiu educadamente uma pergunta. Isso também todos viram em vídeo.

      São farinha do mesmo saco.

      E a trollagem, desesperada, não tem nem como defender esses ditadores de araque. Que emprego difícil ser troll tucano!

       

      • Completamente equivocada sua

        Completamente equivocada sua analogia… O Aécio Neves é um senador, o Renan é o Presidente do Senado. Se o JB mandasse retirar o Lewandovsky, aí sim, a analogia estaria correta…

        Agora, se fosse um assessor do Aécio que mandasse o Renan pautar o que quisesse, vc diria o quê?

    • Você é surdo ou o que ?

      Prezado, ou vc. é surdo(se for, desculpe) ou é louco, pois a TV e os microfones das tribunas, “não esconderam” a citação da lei, e o pedido do advogado do Genoíno, de seguir a orientação do Proc. Geral da República, e do consenço do plenário do Supremo, que no último dia 3,p.p. aceitou discutir e votar, o pedido do apenado, para puder tratar-se em casa, jamais o advogado “desancou” ou pautou(como ladrou o J.B) a órdem do dia, da sessão. Ele implorou pelo seu cliente, e mesmo silenciado na maneira como agiam os juízes militares, quando da ditadura, e mesmo sendo retirado da tribuna, arrastado como um animal, não perdeu o respeito, nem a compostura, diferentemente de quem ordenou a retirada do defensor legal, chamando-o de “anta”. 

    • Observações ao seu comentário:

      O advogado não entrou lá e gritou!

      “Pediu a palavra e esta lhe foi dada”!

      Já existem requerimentos outros protocolizados!

      Refez o seu pedido de maneira respeitosa e de acordo com as regras de tribuna!

      Advogado não está submetido a juiz ou promotor!

      Caso não quisesse atender, o “REI ministro” poderia, de maneira educada, ter dito que não estava, ainda, preparado para faze-lo!

       

  21. O joaquim barbosa, tá se

    O joaquim barbosa, tá se achando a infanta joaquina. Vai embora, incapaz! E nós temos que pagar por uma coisa dessas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Ele até pode náo querer deixar os petistas sair da cadeia, mas que ele tem que ser internado IMEDIATAMENTE, não há dúvidas. E a oab, o tapete do sujo, não vai fazer nada, novamente? Bando de covardes, medrosos, mediocres!!!!!!!!!!!!!!!!!!!11

  22. Pois é…Uma pergunta:Só

    Pois é…
    Uma pergunta:
    Só estavam os dois lá no plenário?
    Onde estavam os outros juízes?

    • Eles estao observando de

      Eles estao observando de longe, seguramente, foi o conselho dado por seus terapeutas. Qualquer um que ja enfrentou um sociopata pela frente, costuma receber a seguinte orientacao de seu  psicólogo ou psiquiatra; ” saia de perto e deixe o perverso passar”….. O problema eh que isso ai eh um Tribunal, onde supostamente, os Juizes deveriam ter coragem para enfrentar um psicopata, se nao encontram essa forca, estamos ferrados… 

  23. o erro histórico de Lula

    Apesar do balanço amplamente favorável o presidente Lula não deveria varrer para baixo do tapete este seu erro histórico, a indicação do Idi Amin de Paracatu para o STF

    Há uma legião de justiceiros recalcados que tomaram o Idi Amin Dada por ídolo e a distorção imensa criada no judiciário é culpa exclusiva do presidente Lula. Acho que este é um exemplo didático dos danos que o sistema de cotas raciais poderá provocar ao país. Devem ocupar os cargos os mais bem preparados educacionalmente  e emocionalmente. 

    • Cobre-se de cada um o seu erro.

      Sim, Lula cometeu UM erro, que foi indicar JB.

      Agora, a direita cometeu MUITOS erros apoiando os repetidos abusos de autoridade e diatribes do tirano de aldeia.

      Esse erro é uma coisa que se pode e deve cobrar de Lula.

      Mas para isso é necessário também cobrar da direita atucanada os apoios aos repetidos abusos e ilegalidades desse desequibrado.

      • Um erro sem dúvida, mas,

        Um erro sem dúvida, mas, serviu para destampar a caixa preta do judiciário, referido pelo próprio Lula.

  24. O JB me lembra o carcereiro

    O JB me lembra o carcereiro RIFKI (salvo engano) do filme EXPRESSO DA MEIA NOITE, que adorava sodomizar e tiranizar o prisioneiro americano indefeso. No fim, depois de muitas peripécias, o rapaz conseguiu matar seu algoz e fugir da ignominiosa prisão turca. CUIDADO JB, o munda dá muitas voltas… 

     

    (EM TEMPO: Isso não é uma ameaça, apenas uma constatação de quem já completou meio século de existência)

     

    ……..  “ANOS tuKKKânus LEWINSKYânus NUNCA MAIS !!! NO PASSARÁN !! VIVA GENOÍNO !! VIVA ZÈ DIRCEU !! VIVA A LIBERDADE, A DEMOCRACIA E A LEGALIDADE !! VIVA LULA !! VIVA DILMA !! VIVA O PT !! VIVA O BRASIL SOBERANO !! LIBERDADE PARA JULIAN ASSANGE, BRADLEY MANNING E EDWARD SNOWDEN JÁ !! FORA YOANI e MÉDICOS COXINHAS !! ABAIXO A DITADURA DO STF DE 4 PARA A GLOBO !! ABAIXO A GRANDE MÍDIA CORPORATIVA, SEU DEUS ‘MERCADO’ & TODOS OS SEUS LACAIOS & ASSECLAS CORRUPTOS INIMPUTÁVEIS !! CPI DA PRIVATARIA TUCANA, JÁ !! LEI DE MÍDIAS, JÁ !! “O BRASIL PARA TODOS não passa no SISTEMA gloBBBo de SONEGAÇÃO – O que passa SISTEMA gloBBBo de SONEGAÇÃO é um  braZil-Zil-Zil para TOLOS”

     

  25. Quando a lata de lixo é pouco

    A FACE PODRE DE UM DITADOR – Nem na ditadura militar um presidente do STF ousou expulsar um advogado da tribuna. 

    Me sinto triste e revoltado ao ter que repetir tantas e tantas vezes que o sr. Barbosa é um farsante, populista, demagogo e golpista. 

    Este cidadão é a própria face do mal, do ódio, da vingança e de tudo o que há de mais perverso neste país. O Brasil vai demorar muitos anos para se livrar do mal que este fascista togado nos legou. 

    Esta verminose golpista repousará dentro em breve na lata podre de lixo da história, mas os efeitos da tirania deste Napoleão de hospício ainda vão permanecer por algum tempo. 

    Lamentável.

  26. Quando a gente pensa que já

    Quando a gente pensa que já viu tudo…

    Enfim, o que nos resta, a nós que pensamos, que temos a capacidade de raciocinar, de ser gente, aguardar o momento em que esse psicossocial entregue sua toga e caia na esbórnia, que é o que ele sabe fazer com maestria, sem precisar posar de homem doente, sentando e levantando. Que ele se levante e siga seu rumo, de prefência pro Sexto. É que existe o quinto dos infernos, mas tem também o sexto, o sétimo…

  27. O que quis dizer com “sua grei”?

    Pensando bem, se “sua grei” significa:

    1- Grupo ou partido, sim, a República lhes pertence, tanto quanto a qualquer outro;

    2- Os advogados, como ele mesmo, sim, tanto que movem-se dentro das regras estabelecidas pela República e dela fazem parte e dela são donos;

    3- Um sentido pejorativo, como “os de sua escumalha” ou “bandidagem”, sim, pois às leis da República se submetem e dentro dela são punidos, bem como protegidos dos excessos que proventura contra eles se cometa.

    JB equivoca-se até mesmo quando lança impropérios…

    Abs generalizados.

    Em tempo: lembro ainda que JB deu a ordem para retirar o adv nos seguintes termos: “tirem essa anta”!

    • Para ofensa moral, não caberia recurso ?

      Não conseguí reconhecer a frase final do “Excelentíssimo” Pres. do STF com a palavra “anta” para qualificar o advogado, porem se isso for comprovado, acho que caberia um processo de difamação e resrespeito profissional, alem de desrespeito à categoria, que representa a lei, a OAB.

      Com a palavra, os advogados de plantão. 

  28. IMPEACHMENT E URGENTE

    O presidente do Supremo Tribunal Federal, com a odiiosa arrogância ditatorial exibida nesta tarde, violou a constituição, ofendeu a advocacia e maculou a magistratura. É caso para impeachment, e isso é urgente. Ou não há mais lei.

  29. Suspeito que a onda de

    Suspeito que a onda de linchamentos que anda grassando pelo Brasil foi de alguma forma catalisada pelo “julgamento” espetacularizado da ação penal 470. Aquilo não foi um julgamento normal: foi um linchamento jurídico e midiático. O comportamento maníaco do JB foi exaltado pelo PIG como padrão de coragem e civismo, tornando-se referência moral da nação, para nossa imensa desgraça. Agora canalhas furiosos com o avanço da “ralé” promovido pelos governos do PT contam com o “justiceiro” JB para cabo eleitoral da direita; e ele se sente avalizado para fazer qualquer coisa em seu cargo, à guisa de grand finale. Como nos surpreendermos com o poder de contágio desse estilo inquisitorial e linchador, quando o monopólio midiático segue canonizando e bajulando seu mentor?

  30. joaquim barbosa

    Meu Deus!!!!

    Alguem vai reagir? OAB, seus colegas do Supremo? ou vão fingir que nada está acontecendo!!

     

  31. O Magistrado JB está  mais

    O Magistrado JB está  mais para “Capitão do mato”do que para Juiz! 

    Num caso exepcional com esse, não existem medidas legais coercitivas para impedimento? Afinal esse senhor representa um perigo para a convivência civilizada.

  32. As demonstrações bizarras de

    As demonstrações bizarras de tirania por parte do sr. Joaquim Barbosa são bastante ilustrativas da maneira atropelada, sem respeito aos direitos fundamentais dos acusados e do devido processo legal, com que a AP 470 foi conduzida.

    Salta aos olhos que ainda existam pessoas que defendam essas repetidas agressões contra o Estado Democrático de Direito praticadas por esse bufão fascista, herói da Rede Globo.

  33. O interessante do sr. Joaquim

    O interessante do sr. Joaquim Barbosa é que seu intelecto é tão baixo, os desvios de seu caráter tão evidentes, e suas deformidades psicológicas tão primárias que ele sempre se defende acusando os outros de seus próprios defeitos.

    De fato, a República não pertence a grei de fascistas do sr. Barbosa, que pretendem utilizar posições públicas para satisfazer sua natureza sádica e doente, além, de seus interesses privados e ilegais(vide a ASSAZ Corp, instalada em imóvel funcional, cuja presidência Barbosa ocupa concomitante àquela do Supremo Tribual Federal).

  34. Não foi este o momento mais

    Não foi este o momento mais baixo.

    O momento mais baixo do judiciário brasileiro ou a decretação de segredo de justiça para esconder inquerito policial que trazia provas de inocência dos que foram condenados e dolo de gente que jamais respondeu processo.

    Depois disso o Barbosa pode dançar castanhola pelado na presidência do supremo que ainda assim não será nada perto do surrupio de provas constantes de inquerito policial.

    Tudo isto para criar o maior mentirão do judiciário brasileiro.

    O fato de hoje é um crime folklorico,

  35. Se quiserem prova a concordância! (sem e-dição)

    Em que pese argumentos contrários, advogado vem de “ad vocare”, ou voz do outro. Ainda que pese testes contrários, um condenado à prisão não pode falar ao judiciário senão por seu patrono. Que pesem retóricas contrárias, mas os anarquistas brazucas são mais a playboys frustrados (não leram Malatesta, Trotsky, muito menos Nietzsche). Assim, vivemos sob a égide da Constituição da República e das leis até que o Povo, e somente ele, em uníssono, peça o contrário. Que dizer quando um magistrado desequilibrado atropela a lei? Esboroam-se todos os élãs sociais, frágeis, é verdade, mas necessários. O minisTRECO Joaquim Barbosa já ultrapassou não os limites da sanidade, mas da sandice. Onde está o estado democrático de direito, quando querem apenas estado de direito? Expulsar um advogado onde não há hierarquia? 

    Art. 2º O advogado é indispensável à administração da justiça.

    § 1º No seu ministério privado, o advogado presta serviço público e exerce função social.

    § 2º No processo judicial, o advogado contribui, na postulação de decisão favorável ao seu constituinte, ao convencimento do julgador, e seus atos constituem múnus público.

    § 3º No exercício da profissão, o advogado é inviolável por seus atos e manifestações, nos limites desta lei.

    .
    .
    .

    Art. 6º Não há hierarquia nem subordinação entre advogados, magistrados e membros do Ministério Público, devendo todos tratar-se com consideração e respeito recíprocos.

  36. Quando soube que os réus do

    Quando soube que os réus do “mentirão” estão reccorendo à Corte Interamericana de Direitos Humanos, Barbosa riu – disseram que teria dada uma gargalhada. Pra mim, riu de nervoso. Ele sabe que houve um erro ao não desmembrar o processo dos réus sem prerrogativa de foro. Inibiu-se a eles o direito ao duplo grau de jurisdição, direito consagrado no Pacto da Costa Rica, tratado ao qual o Brasil se submete.

    Banbosa hoje sentou em cima do processo de Genuíno, do pedido de prisão domiciliar. Está sem coragem de colocá-lo em pauta, pois será derrotado no Plenário. Assim como na apreciação do trabalho externo dos réus do “mentirão”. Está saindo como um fugitivo moral do STF. Está cada vez mais fora do baralho no meio jurídico.

    Agindo assim, ele só aumenta a razão dos que disseram que o julgamento do “mentirão” foi político. O defensor de Pizzolato agradece na Itália – é só levar o vídeo para a Corte Italiana ver.

    A obra prima dele será uma vitória de Pirro, e renderá uma condenação moral para o Judiciário brasileiro. O “mentirão” será consagrado a um julgamento de exceção. Tanto assim, que mudaram o regimento interno do STF. Barroso e Teori “convenceram” os demais Ministros que o processo criminal deve ser julgado, inicialmente, na turma do STF. O motivo: a possibilidade de um recurso ao Pleno.

    Ave Barbosa! Nosso Nero do Judiciário.

  37. Pobre judiciário brasileiro

    Pobre judiciário brasileiro que tem um desqualificado como presidente da mais alta corte do país.

  38. É minha…!

    Espetacular!!!  Sem gnose, sem semiótica, sem, dupla interpretação, sem eufemismos e sem pudor. Papo reto.

    Impossível um final mais acertado para a Farsa Trágica chamada “Mensalão”.

    A defesa tendo a palavra cassada. Em seguida sendo retirada da sala, arrastada pelos seguranças.

    Trilha sonora : As Valquírias, de Richard Wagner, em BG, acima da fala do péssimo ator  vilão canastrão enquanto o advogado vai sendo arrastado para fora de cena:

    -Fique sabendo que essa  República não pertence a vossa senhoria!!!!  Pertence a mim!!! Somente a mim!!!”  

    Trilha sonora em crescendo. Luz de cena descendo em resistência até o blecaute.

    • Nem na ditadura !

      Fui contemporâneo e partícipe de uma era em que a lei era o que pensavam os militares no Poder, porem havia um mínimo de respeito à Constituição, até para não ferir as suscetibilidades da sociedade civil, não bastassem as atrocidades cometidas, em nome da segurança nacional, e portanto, tenho o direito de remeter minha memória, áqueles tempos ditos difíceis e escuros, quando comparamos a atitude reacionária e cheia de ódio, de alguem, que jamais deveria impedir o direito legal de um advogado de defesa, que pedia apenas, que o seu cliente, tivesse o seu caso, colocado na pauta do dia, visto que ele passa por dificuldades na saúde, e não ter no presídio da Papuda, as condições de tratar-se adequada e humanamente.

      Tudo isso, para dizer, que infelismente, dá uma certa saudade, dos tribunais militares da ditadura, que mesmo fazendo julgamentos excepcionais, tipo tribunais revolucionários e sem direito à defesa, jamais cometeram tamanha falta de respeito às leis e à uma categoria, como a OAB. 

  39. o que dizer diante disso.

    Pessoal, isso é reflexo do que nosso pais esta passando, “mudanças”, não esta mais na fase da vaca desconhecer o bezerro e sim do bezerro desconhecer a mãe. o advogado poderia ter tentado de uma forma mais elegante trazer o seu pleito ao conhecimento daquela corte, por outro lado de forma absurda seu direito foi tolhido com a moldura da violência. fato lamentavel.

    • “Leva pra casa”

      Pois é,  criaram e alimentaram o mostro e agora que o bicho saiu do controle não querem chamar de seu.

      Nos é que não queremos esse abacaxi.

      O pessoal de Miami manda avisar que ao primeiro xabu manda ele de volta

      • Imagina este Sr. Batman, com

        Imagina este Sr. Batman, com seu destempero peculiar, numa reunião de condomínio do seu apê de um milhão de doletas em Miami, dizendo que o valor que ele paga das despesas rateadas não são da “grei” do presidente da sessão condominial.  Ele vai sair de lá preso!! rsrsrsrsrsrsrs toda história tem direito a um final feliz! Perdeu Batman!

  40. JB está simplesmente

    JB está simplesmente escancarando, vendo já próximo o fim de seu reinado, as práticas que ele e o os grupos que ele representa, notadamente os de extrema direita, fariam costumeiras caso chegassem ou cheguem ao poder central.

    Está demonstrando ser um embuste; a questão psicolológica passa pela crença dele de que é o próprio e insubstituível Deus Todo Poderoso, Luiz XV pra ele deixou de ser uma retórica, ele está levando a cabo a sua delirante propriedade do Estado Brasileiro.

    Levará anos até que o STF seja novamente respeitado, pelo menos pelos brasileiros que não são porra-loucas como ele, como guardião dos nossos preceitos constitucionais.

  41. Joaquim Barbosa é um tirano e/ou insano?

    Joaquim Barbosa age como carrasco, como tirano e como insano. É um abuso de autoridade tamanha. 

    Cadê os pares deste tirano que não disseram nada, que não quetionaram em nada as sândices e abusos tomados pelo Carcereiro da Papuda?

  42. Expulsão do advogado Luiz Fernando Pacheco

    Barbosa está achando que o STF é o quintal da casa dele!!!Parece um feitor!!Que dicotomia,um negro(ou afrodescendente) feitor!!!

     

  43. Vamos tentar traduzir ” Grei”?

    Quem sabe, alguem da OAB, saiba definir esta palavra exdrúxula, com a qual o “Supremo” juíz, que parece não ter obtido o seu registro na órdem, de maneira correta, tal a deselegancia, com que tratou um colega, e um legítimo representante, de um apenado, defendendo o legítimo direito deste, de ter seu pedido de reconsideração do regime de prisão fechada, quando o correto e legal, seria o de semi-aberto, no qual o apenado, quando adoentado, como é o caso que o advogado defendia, pedia o direito de cumprir a pena, em regime domiciliar, até voltar a ter boas condições de saúde, e que alem de não ser atendido, teve o microfone da tribuna de defesa, desligado, e ter sido retirado abrupta e selvagelmente da tribuna, por ordem do “Deus” Joaquim, que ainda por cima, desmoralizou com ofensas verbais, àquela que deveria ser ouvida e consultada, sempre que a lei e seu cumprimento, estivesse em jôgo. 

    •  
      O STF tem laudo de equipe

       

      O STF tem laudo de equipe médica sustentando que a doença de Genoino não é grave.

      O advogado estava exaltado e Barbosa cassou-lhe a palavra. Tem gente que acha que não deve respeito ao presidente do supremo.

      Genoino foi condenado e tem que cumprir sua pena o resto é chororô de perdedor.

      Exdruxulo é colocar acento na palavra ordem.

    • Vida de Gado

      O ministro JB remonta, com seu gesto, a preocupação do poeta popular J.Ramalho, quando reclama as agruras perpetradas contra um podo, a quem o poder deveria ser-lhe próprio.
      É inadmissível o comportamento deste senhor.
      Preocupação maior nos traz a possibilidade de vermos tal atitude refletida nos juízos singulares, haja vista o reflexo eminente do totalitarismo exacerbado, premente em alguns poucos MM’s, que coloca em “cheque” o papel essencial da advocacia.
      Afinal, “Juiz” é superior ao advogado? ou, esta hierarquia possui o condão meramente disciplinador na condução da audiência, inerente ao cargo de quem a preside? Afinal, não somos todos somos “operadores do direito”?
       

  44. Senador Aécio Neves, é

    Senador Aécio Neves, é verdade que Joaquim Barbosa é o Ministro da Justiça de seus sonhos?

  45. Joaquim Barbosa disse: “a

    Joaquim Barbosa disse: “a República não pertence à sua grei.” Só faltou completar: estou guardando a República a quem é de direito, a quem a República realmente pertence que é a elite antipetista e macartista, que não se importa com as garantias fundamentais, a grei do “eu prendo e arrebento”, que é contra tributação progressista, anti-sindical. É a grei dos regimes militares, dos guardiãos da desigualdade absoluta junto com o monopólio da palavra escrita. É a grei dos oligópólios de comunicação, a corja anti-trabalhista. E para esses que Joaquim Barbosa garda o título de propriedade da República.  

    –  

  46. Acabei de ver no JN…a Globo

    Acabei de ver no JN…a Globo insinuou que o advogado de José Genoino estava embriagado. Antes de tudo, o que sinto por esta gente é nojo!!!

  47. O maior mérito de Pacheco foi

    O maior mérito de Pacheco foi desnudar o maior problema do STF: a manipulacao da pauta para se fazerem chicanas. 

    É isso que JB tem feito para impedir a sua derrota em plenário. Foi também, mais ou menos isso que sGM fez ao pedir vistas em um processo ja derrotado, de financiamento de campanhas. 

    O STF e o congresso tem que cuidar deste tema: a regulacao da pauta do STF, sem dar supremacia para um ou outro ministro, fazer chicana ou manipula-la de maneira monocrática. 

    • Perfeito Daniel. Os recursos

      Perfeito Daniel. Os recursos dos reus da AP 470 NÃO são pautados, portanto o plenario jamais pode decidir sobre eles.

      O regulamento do STF não previu que poderia haver um Barbosa algum dia e criou esse poder ilimitado que impede o Tribunal de julgar.

      A Constituição Federal ao praticamente tornar impossivel um impeachment de Ministro do Supremo e o Regulamento do STF

      jamais previram uma situação dessas QUE ESTÁ OCORRENDO.

  48. Mais uma MENTIRA do Barbosa

    REPAREM TODOS!!!!

     

    Aos 24 segundos deste video o Barbosa afirma que o agravo ‘”ESTA PAUTADO”’

    Mais uma mentira do falso Batman da midia

    • Só um descerebrado para

      Só um descerebrado para acreditar nisto. Depoimento anônimo por que? Para que ninguém tenha que assumir esta acusação falsa e leviana. Vi a entrevista dele logo após o episódio e não havia NENHUM SINAL de embriaguez. Até onde a falta de caráter destas pessoas pode chegar…

    • Sim, o tom da voz.

      Sim, o tom de voz estava alterado. Visivelmente alterado. Pela cachaça? Não, de jeito nenhum. Pela indignação. Pela ânsia de se fazer (alguma) justiça numa corte presidida por um déspota pouco esclarecido.

    • E se estivesse não muda a

      E se estivesse não muda a justeza do pedido: recurso de reu preso tem prioridade e deveria estar pautado.

      E a reação do Ministro ao dizer ” é o senhor que está praticando abuso de autoridade” não tem logica.

      O advogado do reu NÃO é autoridade, portanto não há como ele praticar abuso.

    • Pois é.

      Vamos pedir bafômetro nos advogados, teste de  sanidade mental em supremos e exame de detecção de droga nos netinhos…

    • O Globo pode publicar o que

      O Globo pode publicar o que quiser, Jorge… Não faz diferença. Sabemos que o advogado não estava embriagado mas não é esse o ponto. A gente olha na cara desses ministros e não vê nada, absolutamente, NADA;entraram numa luta que não é deles e não sabem nem fingir e nem poderiam; vivem num mundo alheio a combates… Um ou outro ali sabem onde estão pisando… Nosso problema é entender o porquê de terem “optado” por lutar contra a sociedade… uns, acham que a sociedade se resume ao universo acadêmico ( afinal, eu tenho um aluno que a mãe vende esfiha ); outros pq se entendem como faróis da humanidade ( eu sei tanta coisa; sou tão sábio que posso ser a luz desses ignorantes )… a gente precisa entender pq eles pensam assim… O Globo, não importa, já sabemos como isso funciona há quase 50 anos. mas pq pessoas que tiveram acesso  á ” luz” caem num engodo que a gente não cai é que é o nosso ponto.

    • O advogado estava embriagado?

      O advogado estava embriagado? Pensei que fosse o nobre Batman que o estivesse. De uma coisa, eu tenho certeza, o amigo do Robin sempre esteve, todos os dias, embriagado pelo “pudê”.

  49. Durante o julgamento político

    Durante o julgamento político e de exceção da AP 470, Joaquim Barbosa, em plena sessão, debochou às gargalhadas do advogado de um dos réus em atitude  atitude grosseira, vulgar e claramente indigna de um ministro do STF.  A OAB não tomou nenhuma iniciativa disciplinar apropriada para coibir conduta tão aviltante para a Advocacia. Joaquim Barbosa aproveita-se da tibieza do Órgão representativo dos advogados e os afronta abertamente como neste gesto de agora em que agride o corajoso advogado Luiz Fernando Pacheco e ao mesmo tempo leva a Corte dita Excelsa à sua mais baixa condição de respeitabilidade. E agora, OAB? VAI FICAR POR ISSO MESMO? Que Joaquim Barbosa nunca esteve à altura das altas funções de que está investido desde há muito está claro. Só não percebem isso aqueles que recebem sem filtro crítico as emissões dos velhos meios de comunicação historicamente golpistas e corruptos, interessados em promover oportunistica e hipocritamente um desequilibrado emocional. Quem se acha dono da República é o Joaquim Barbosa e aqueles poderes da Nação aos quais se dá vergonhoso desfrute e dos quais se fez um abjeto vassalo. Não o destemido e combativo advogado Luiz Fernando Pacheco.

  50. Nítido;
     
    Há 1,18:
     
    JB _

    Nítido;

     

    Há 1,18:

     

    JB _ tirem esta anta…

     

    Nítido e bom tom. E os jornalões ao “aureliano” grei!!!

     

    Júlio Costa

  51. democracia é isso

    quanto mais esse tipo de elite – e devidos serviçais – se expôe, melhor:

    mais se publicam fazendo o que sempre fizeram na casagrande-e-senzala, e sempre na moita.

    batbosa se confirma como o perfeito e acabado mordomo daquele mordomão do jango unchained – p/ ficar nas ‘artes de massa’ do hobsbawn.

    esse homem é um desperdício histórico, tanto p/ os negros do brasil e da áfrica, qto p/ todos os restos que o vem cercando, c/ a pseudo-pretensão a um brasil melhor ou mais justo, mas mantendo as coisas como sempre foram.

    ele é a própria des-‘bomba semiótica’ ou, pela melhor:

    na loucura pelo seu próprio ‘pudê’, se fez e des-fez em símbolo ‘personal-media’ (instantâneo como um nescau), e se esquece da dissolução, que só a história propicia, desses gestos e restos tão acabadamente i-re-fletidos.

    e ele só não é uma gigantesca perda de tempo público, por esse caráter pessoal, porque tem servido, contra si mesmo, de exemplo de como não fazer uma instituição (td que ele queria na vida, nesse ‘servir’ – o que nele é ‘quasi-consciente’ – era não se apresentar como um serviçal).

    é caro prachuchú agora (já fizeram as contas do custo desse show todo, por esse tempo todo? vale a pena), mas nos vai economizar muito futuro c/ tanta lição de como entregar tudo tão na lata, e num lugar tão visível.

    construir democracia não é barato, tem que ter muita paz-ciencia.

    e, o mais interessante como hipótese, é que talvez seja isso mesmo que ele sempre ‘desejasse’, qdo chegasse ‘lá’, no ‘pudê’:

    – enfim se livrar de td que sempre o oprimiu, entregando o sistema de opressão por inteiro, e até o fim.

    e realizando isso entre as escolhas dum partido popular, no meio dum processo complexissímo de sobre-existencia, e sendo de mesma origem social mas não política – pq sem a mesma formação e projeto – mas c/ a mesma oportunidade histórica.

    o quê, ainda assim, é um problema p/ pensarmos juntos aqui:

    que uma coisa tão pessoal tenha tanto espaço institucional p/ virar uma deseconomia política tão gigantesca p/ todo um país.

    é, no mínimo, um sinal de que temos muita coisa institucional p/ estabelecer aqui ainda.

  52. O advogado estava no legítimo exercício dos seus direitos

    O advogado estava no exercício das suas prerrogativas legais ou direitos. Estava requerendo oralmente, no plenário do STF, ao presidente da sessão, no caso, o presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, que o agravo regimental fosse colocado em pauta para julgamento, num caso de reú preso que requer prisão domiciliar por motivo de doença, recurso que demanda prestação jurisdicional de urgência.

    Não cabia, de modo algum, cassar a palavra do advogado, muito menos ordenar que os seguranças retirassem o advogado do plenário.

    Atentou gravemente contra as prerrogativas da advocacia o presidente do STF. Errou feio e ainda fez chacota, quando disse que o advogado e sua grei não eram donos da República.

    Pergunta-se: E Barbosa é dono da República? Não me parece que seja.

    Concordo com o advogado e solidarizo-me com ele.

      Art. 7º São direitos do advogado:

    (…)

      XI – reclamar, verbalmente ou por escrito, perante qualquer juízo, tribunal ou autoridade, contra a inobservância de preceito de lei, regulamento ou regimento;

     XII – falar, sentado ou em pé, em juízo, tribunal ou órgão de deliberação coletiva da Administração Pública ou do Poder Legislativo;

    (…)

    • Que comportamento medíocre!

      Argolo, se não estou delirando, no vídeo, ele chama o advogado de “ANTA”.  Quanto ao “GREI”, sem comentários! 

  53. E ainda temos que assistir a

    E ainda temos que assistir a notícia no PIG insinuando que o advogado estava bêbado e fazendo ameaças ao pseudo-santo JB. Lamentável…

  54. Pacheco X Barbosa

    Faltou relatar que Barbosa mais uma vez mentiu ao declarar que o agravo estava pautado, ao que o advogado disse que “não está pautado”! Creio ser esse o motivo imediato da reação truculenta do, pasmem, presidente do STF.

  55. Sobre a anta

    Vamos com calma. Há uma sanha contra Barbosa que se justifica, mas se perde. Como disse Cristiana Castro há que ter respeito pela instituição, mas coragem.

    Sobre o téorico dizer do Presidente do STF, “retire essa anta”, não podemos simplesmente dizer que ocorreu. Os vídeos são traiçoeiros como a água, já dizia Shekespeare sobre a paixão ou o amor, que seja.

    O que mais me assusta é o descompasso do Dr. Barbosa com o o inimaginável mundo real. Quando o advogado de Genoíno alega abuso de autoridade, que pode ser legítimo ou não, vejo a normalidade da questiornar-se como se comporta juridicamente uma autoridade, mas quando Barbosão retruca com o mesmo argumento… eu piro. “Toco fogo em meu pequeno cérebro!” – Quem está abusando de autoridade é o senhor.

    Como eu,, você e  ele, o advogado, representante de um sentenciado, parte do povo como parte interessada pode “cometer” abuso de autoridade! Quaquaraquacá quem riu, quaquaraquacá, fui eu!

    Explica aí, produção!

    • calmo nós estamos meu amigo.

      calmo nós estamos meu amigo. Basta vc ir ao min 1:26 e ouvirá “… tirem ANTa a segurança daqui…” no instante que estava falando a palavra anta o batman se tocou do que iria fazer: chamar o advogado de anta. Quase corrigiu-se a tempo mas o ultimo A da palavra anta saiu de forma bagunçada mas saiu. 

  56. em 1:27 o dialago é claro:

    “…tirem esta ant a segurança daqui …” o batman ia completar chamando o advogado de anta, aí bateu um clic de sombriedade … e corrigiu-se a tempo de falar o segundo A da palavra antA este A saiu, mas saiu com som diminuído quase inaudível devido à correção que impos ao falar a palavra anta.

  57. Barbosão pretende deixar o

    Barbosão pretende deixar o caso para ser decidido após a saída dele, pois assim poderá dizer que foi só ele sair que a corte virou uma bagunça e que os sentenciados já começam a ser “soltos”. 

    O mesmo ocorrerá com a questão do trabalho aos presos do semi aberto.

    • Concordo!

      Todas as suas atitudes são maquiavelicamente estudadas. Mas se não estou enganada, no triste espisódio de ontem, por ele protagonizado, ele chamou o advogado de  ANTA, o que deploramos.

  58. Respeito é bom e eu gosto
    Luis eu não consigo acreditar no que eu estou lendo. Você, uma pessoa que se diz jornalista e que reclama tanto das “mídias oficiais” e seus conteúdos tendenciosos escrever um artigo que presta um desserviço à democracia e as suas instituições. Em qq tribunal do mundo, um advogado que se dirigisse a seu presidente da forma intempestiva e desrespeitosa como esse advogado o fez estaria preso uma hora dessas. O supremo tribunal não pode se pautar em função de um processo apenas ou de uns poucos “costas quentes” pertencentes ao governo da hora. O pt quer subverter a ordem democrática onde os juízes julgam e os condenados cumprem as penas e não o contrário. O seu artigo só demonstra a sua tendência clara de gerar o ódio e a controvérsia jogando pra que a militância burra desse partido, complemente aquilo que vc, um jornalista irresponsável, iniciou. Não faça isso. Respeite as instituições desse país. Não queira gerar o ódio à uma pessoa em particular ou a um poder institucional como é o supremo tribunal federal. Seja militante do pt, mas exerça seu trabalho profissional sem paixões exacerbadas e com imparcialidade profissional. Lamentável ver que estamos caminhando para um racha no país, fomentando o ódio e um maniqueísmo doente que em nada contribuirá para o crescimento do debate político dessa nação. Seja responsável Luis.

    • Meu caro, o advogado é peça

      Meu caro, o advogado é peça indispensável para o funcionamento do judiciário. O ministro parece que faltou a essa aula durante o seu curso.

    • Prezado

      Prezado edusoares

       

      Honestamente, você mesmo já leu o que escreveu? O que você entende por falta de respeito? A cobrança? Por que um juiz não pode ser cobrado das suas obrigações? Logo você, tão cioso de cobrar do governo que tome as providências necessárias para tudo. Esquece você que autiridade de um juiz não se sobrepõe às suas obrigações. Barbosa afronta a lei, como deixou claríssimo o advogado de José Genoíno, e ainda conta com a complacência da mídia e de seus micos amestrados. Se alguém está errado nesta hostória toda é Barbosa. Como assim o PT (veja que já demonstras total desconsideração sobre o que acontece, pois o pedido não foi do PT, mas do advogado de José Genoíno que, individualmente, solicita, através de seu preposto, que seu caso seja examinado) tenta subverter a ordem? Quem já o fez foi Barbosa que, afrontando o estado democrático de direito, escolheu ao seu bel prazer o juiz da vara de execuções. Qualquer estudante de Direito (e eu não o sou) sabe que assim como o réu não tem direito de escolher que o vai julgar, o Estado tampouco pode eleger aqueles que lhe interessam. Mas isso não interessa a você. Interessa a você olhar para a “otoridade” e achar que todos devem abaixar a cabeça quando fala. Já passamos deste tempo amigo!!! Graças a Deus. No mais, como várias pessoas já comentaram, que neste caso, não há hierarquia do juiz sobre o advogado, segundo nada mais nada menos que a Constituição Federal. Se você prestar atenção no vídeo, verás que JB trata o advogado de V.Exc. Ele sabe disso, e foi truculento e autoritário ciente do que estava fazendo. Não me espanta nada a “jenial” história que apareceu depois de uma denúncia anônima, dizendo que o advogado estava “visivelmente” embriagado. Ele sabe que errou e, com a total colaboração da mídia (e dos trouxas de plantão), inventou uma história para se safar. Este é o país que gente como você defende. O país da truculência e de falta de caráter. O país em que os poderosos inventam suas histórias e os bobos acreditam. O país em que o juiz farsante vira ídolo de uma grei desinformada e reacionária. estou realmente indignado com esta história, até porque ela desnuda do modo mais claro possível a enorme farsa que foi todo este processo. E pior de tudo…para JB parece que vida do réu não importa nada. Independentemente de quem seja. Como um ser humano deste naipe pode chegar ao topo da carreira na Magistratura.

    • Honestamente, você mesmo já

      Honestamente, você mesmo já leu o que escreveu? O que você entende por falta de respeito? A cobrança? Por que um juiz não pode ser cobrado das suas obrigações? Logo você, tão cioso de cobrar do governo que tome as providências necessárias para tudo. Esquece você que autiridade de um juiz não se sobrepõe às suas obrigações. Barbosa afronta a lei, como deixou claríssimo o advogado de José Genoíno, e ainda conta com a complacência da mídia e de seus micos amestrados. Se alguém está errado nesta hostória toda é Barbosa. Como assim o PT (veja que já demonstras total desconsideração sobre o que acontece, pois o pedido não foi do PT, mas do advogado de José Genoíno que, individualmente, solicita, através de seu preposto, que seu caso seja examinado) tenta subverter a ordem? Quem já o fez foi Barbosa que, afrontando o estado democrático de direito, escolheu ao seu bel prazer o juiz da vara de execuções. Qualquer estudante de Direito (e eu não o sou) sabe que assim como o réu não tem direito de escolher que o vai julgar, o Estado tampouco pode eleger aqueles que lhe interessam. Mas isso não interessa a você. Interessa a você olhar para a “otoridade” e achar que todos devem abaixar a cabeça quando fala. Já passamos deste tempo amigo!!! Graças a Deus. No mais, como várias pessoas já comentaram, que neste caso, não há hierarquia do juiz sobre o advogado, segundo nada mais nada menos que a Constituição Federal. Se você prestar atenção no vídeo, verás que JB trata o advogado de V.Exc. Ele sabe disso, e foi truculento e autoritário ciente do que estava fazendo. Não me espanta nada a “jenial” história que apareceu depois de uma denúncia anônima, dizendo que o advogado estava “visivelmente” embriagado. Ele sabe que errou e, com a total colaboração da mídia (e dos trouxas de plantão), inventou uma história para se safar. Este é o país que gente como você defende. O país da truculência e de falta de caráter. O país em que os poderosos inventam suas histórias e os bobos acreditam. O país em que o juiz farsante vira ídolo de uma grei desinformada e reacionária. estou realmente indignado com esta história, até porque ela desnuda do modo mais claro possível a enorme farsa que foi todo este processo. E pior de tudo…para JB parece que vida do réu não importa nada. Independentemente de quem seja. Como um ser humano deste naipe pode chegar ao topo da carreira na Magistratura.

    • Edusoares, o que te faz crer

      Edusoares, o que te faz crer que um juiz pode mais que um advogado???

      JB está juiz (ministro)………ele tem prazo de validade.

    • Caro, acredito que seja mais

      Caro, acredito que seja mais um contratado para quadrilha virtual do PSDB para tentar contrapor  o pouco de bom senso das postagens dos últimos  jornalistas imparciais e sérios! Acho o anti-petismo crescente no nosso país até razoalmente salutar! É fácil contrapor cada posição petista no campo ideológico.
      Mas não podemos deixar a insanidade prevalecer! Seu comentário é INSANO!
      Pare pra pensar e diga se você, doente crônico, gravemente enfermo! Com vários laudos médicos comprovando, correndo risco de vida e com o parecer favorável até de Procurador Geral da República, sendo ignorado solenemente e covardemente impedido ver e ouvir a opinião do plenário!! Então vamos deixar só o presidente Barbosa decidir por todos!

  59. DEVEDORES DO IPVA 2014 EM MINAS GERAIS SÃO AMEAÇADOS

    Os devedores do IPVA de 2014 em Minas Gerais, estão recebendo correspondência escrito na frente “INTIMAÇÂO” solicitando aos devedores coparecerem a Receita Estadual no prazo de 3 dias a contar da data da correspondência, senão, senão ” CADASTRO PRIVADO DE DEVEDORES, DIVIDA ATIVA e ETC. O problema é que esta cobrança você só tem a obrigação, porque as ruas por exemplo da minha cidade não existe é só buraco, não tem nada que melhore o trânsito, as motos sem nehum juizo de valor andam na contra mão, não obedecem sinalização ameça os motoristas fora a quantidade de assassinatos praticados por assassinos em motos fora os assaltos e assassinatos em escala assuatadora. Parece que o GOVERNO DE MINAS vive em outro mundo e cita diversas leis que lhe da o direito de ameçar contribuintes, sem ao menos saber o motivos dos atrasos. O GOVERNO DE MINAS é o retrato do Joaquim Barbosa, totalmente autoritário para com os cidadão mineiros é o único lugar do planeta em que os policiais foram a frente do palácio pedir “SEGURANÇA PARA TRABALHAREM” não é piada, aconteceu mesmo. Porem o cidadão de Minas esta vivendo a DITADURA TRIBUTÁRIA, aquela que recolhe imposto do cidadão de bem e abastece HELIPÓPTERO, para carregar quase meia tonelada de COCAÍNA. Este é o ESTADO MINAS.

  60. JB, pessoa nefasta

    Tu, pessoa nefasta
    Vê se afasta teu mal
    Teu astral que se arrasta tão baixo no chão
    Tu, pessoa nefasta
    Tens a aura da besta
    Essa alma bissexta, essa cara de cão

    Reza
    Chama pelo teu guia
    Ganha fé, sai a pé, vai até a Bahia
    Cai aos pés do Senhor do Bonfim
    Dobra
    Teus joelhos cem vezes
    Faz as pazes com os deuses
    Carrega contigo uma figa de puro marfim
    Pede
    Que te façam propícia
    Que retirem a cobiça, a preguiça, a malícia
    A polícia de cima de ti
    Basta
    Ver-te em teu mundo interno
    Pra sacar teu inferno
    Teu inferno é aqui

    Pessoa nefasta

    Tu, pessoa nefasta
    Gasta um dia da vida
    Tratando a ferida do teu coração
    Tu, pessoa nefasta
    Faz o espírito obeso
    Correr, perder peso, curar, ficar são

    Solta
    Com a alma no espaço
    Vagarás, vagarás, te tornarás bagaço
    Pedaço de tábua no mar
    Dia
    Após dia boiando
    Acabarás perdendo a ansiedade, a saudade
    A vontade de ser e de estar
    Livre
    Das dentadas do mundo
    Já não terás, no fundo, desejo profundo
    Por nada que não seja bom
    Não mais
    Que um pedaço de tábua
    A boiar sobre as águas
    Sem destino nenhum

    Pessoa nefasta

  61. Eu gosto de ver o uso de

    Eu gosto de ver o uso de recursos dialéticos mesmo quando seu uso e´para o mau, assim a gente fica vacinado contra os recursos retóricos nefastos.

    “Pacheco x Joaquim Barbosa: o advogado que enfrentou o tirano”, um dos recursos é usar a falácia da inversão de causa e efeito.

    Não tem como o presidente do STF ser um tirano.

    Um tirania é o regime onde o lider tem poder ilimitado, em um regime republicano o poder judiciário não tem poder ilimitado pelo contrário.

    Fazer showzinho para a militância não tem efeito algum em termos juridicos, serve mais para guerra politica do que efeito prático.

    A “tirania” existe por parte do PT que quer impor a revelia da lei seu projeto de poder, e como disse o presidente do STF, a republica não pertence a sua grey.

     

    • Ele não tem poderes

      Ele não tem poderes ilimitados, mas, por outro lado, tem exercido o poder fora dos limites legais e constitucionais e regimentais que o seu cargo detém.

    • O presidente do STF não é
      O presidente do STF não é republicano há muito tempo e o advogado é função essencial à administração da Justiça. A melhor análise desse episódio deplorável foi feita pelo ministro Marco Aurélio Mello: O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello também criticou o ato do presidente da Corte. – Achei péssimo (o episódio), mas nada surge sem uma causa e deve haver uma causa. E a causa eu aponto, é por não haver ainda o relator, o presidente, trazido os agravos à mesa. Estamos a cuidar de assunto que diz respeito a réus presos, e aí o processo tem preferência maior – disse Marco Aurélio no intervalo da sessão. O ministro prosseguiu destacando que completará 24 anos no Supremo daqui a dois dias e nunca havia presenciado episódio parecido. Afirmou que a atitude do advogado de interromper um julgamento sobre outro tema não era “louvável”, mas reconheceu ser este o instrumento que Pacheco dispunha. Afirmou ainda que se fosse o relator do caso em questão o levaria a plenário com rapidez. – Não sou censor do colega. Agora, eu creio que o ministro Joaquim deveria, e eu julgo os outros por mim, eu faria isso, deveria trazer imediatamente estes processos e esses agravos. Acima de qualquer um dos integrantes está o plenário – afirmou. Marco Aurélio classificou a retirada do advogado da tribuna como questionável diante dos preceitos do estatuto da advocacia. – É ruim em termos de estado democrático de direito. O regime é essencialmente democrático e o advogado tem, pelo Estatuto da Advocacia, e estamos submetidos ao princípio da legalidade, o direito à palavra – concluiu. 

  62. Na verdade, a imprensa após o

    Na verdade, a imprensa após o incidente do STF publica que supostamente o advogado em questão estava “embriagado”, segundo os seguranças que o levaram para fora da Corte (fizeram o testee de dosagem alcoólica no advogado?). Ora, mas eles omitiram descaradamente, que o JB chama o advogado de “anta”.

    Na verdade, dá a impressão, que quem está embriagado na hora do fato é o Presidente da Corte, visto que não soube sequer, como manda os bons costumes de un juiz, ser polido, elegante, equilibrado, pois não precisa ser um expert em direito para ver que o JB desconstruiu tudo que o ensino de Direito exige de um aluno.

    Quem já esteve em frente a um tribunal, seja como autor ou réu, sabe que é um ambiente estressante, conflitante, que leva os nervos à flor da pele. Neste caso, esperamos que o “mediador” seja uma pessoa sensata, equilibrada, que tenha capacidade de amainar os nervos, e sábiamante acabar com o conflito, dando um caminho que seja bom para ambas as partes.

    Mas não, ele foi peo caminho mais uma vez errado, “botou pilha” sempre o mesmo comportamento de um juiz acuado, que não sabe utilizar a palavra para sábiamente acabar com o conflito.

    É uma pena que estejamos presenciando um fato que nem na ditadura se viu, pois estamos num Estado Democrático de Direito. Estamos sem saida e o Judiciário expõe suas mazelas. Estamos verdaeiramente num beco sem saída.

  63. Pacheco x Joaquim Barbosa: o advogado que enfrentou o tirano

    O RISTF (Regimento Interno do STF) bem explicita que haverá uma “prioridade” para o julgamento das causas criminais em se tenha “réu preso” (art. 148, III), bem como, que nas sessões de julgamento “os advogados ocuparão a tribuna para formularem requerimentos, produzirem sustentação oral, ou responderem perguntas feitas pelo Ministros” (art. 124, parágrafo único).  Como “requerimentos”  entendem-se também as questões de ordem de encaminhamento de julgamentos suscitadas pelos advogados.

    O julgamento da ADI-Ação Direta de Inconstitucionalidade, que em “nota”, após a sessão em que ocorreu incidente, o Magistrado Barbosa alegou teria sido interrompido pela “questão de ordem” suscitada pelo Advogado Pacheco – e não foi interrompido, pois os trabalhos propriamente ditos do julgamento da ADI não tinham sidos ainda efetivamente começados –, não tem uma “prioridade” de julgamento pelo RISF em relação ao julgamento do agravo regimental do Cidadão José Genoíno que se encontra encarcerado no Presídio da Papuda, posto que dito agravo regimental já se encontrava “pronto para julgamento”, eis que já tinha até o “parecer” do Procurador Geral da República. Qual seja, Nassif você ‘noticiou’ corretamente o incidente, eis que o Advogado Pacheco agiu consoante o “direito” e o Magistrado Barbosa consoante a “arbitrariedade”.

  64. A grei dos julgadores midiáticos converteu-se na lei

    Além de não dar provimento aos rogos de justiça do apenado (diga-se de passagem ardilosamente condenado), ainda impediu a manifestação e expulsou o seu defensor.

    Foi o primeiro negro a chegar ao Supremo e se não se aposentar será, certamente, o primeiro a ser destituído de suas funções…

    • Las lois d’Etat c’est moi

      Segundo nosso Luis XIV “as Leis do Estado sou eu”!

      Faz o que quer pois acha, como disse, que “não precisa dar satisfações a ninguém”. É o inexpugnável Terceiro Homem da República.

      O Poder subiu-lhe à cabeça. Quem tem o poder de distituí-lo deve começar a considerar esta inevitável possibilidade. A credibilidade da nossa Justiça está acima de “cotas raciais”.

       

  65. Agora consigo entender porque

    Agora consigo entender porque existe tanta barbárie na história da humanidade: é impossível discutir qualquer fato racionalmente. 

    Nesse julgamento, por exemplo, é impossível separar o direito da ideologia. As pessoas misturam tudo. Quem ousar discordar do “processo legal” é acusado de ser petista. Quem concorda com o resultado, é acusado de usar os fins pra justificar os meios.

     

  66. Como disse a comentarista

    Como disse a comentarista Cristiana Castro, Joaquim Barbosa não vai deixar que os presos da AP470 deixem a prisão enquanto for rei do STF.

    Está manobrando para que os condenados obtenham o benefício em plena campanha eleitoral, para óbvia exploração pelo PSDB.

    Que Joaquim Barbosa é uma pessoa extremamente má e megalomaníaca já não é segredo para ninguém, mas engana-se quem acha que ele se move pelo fígado: tudo que ele faz é voltado ao objetivo de sua “missão” no STF, que é a de ajudar a tirar o PT do comando do Brasil. Para isso não hesitou em jogar seu nome no lixo da história, algo que fatalmente irá acontecer. Por que ele faria isso ? Imagino que é porque vai valer a pena para ele…

  67. Bom, sempre terá os que

    Bom, sempre terá os que adoram estar no chão e um coturno apertando seus pescoços. Respeito é bom, mas respeitar é melhor ainda. Só que esse enlouquecido senhor, é um boçal au au ao falar com advogados da elite corrupta. Ele apenas está titando vantagem própria sobre o mensalão petista, porque o mensalão psdbista ele sabe  que, se atrever a colocar em pauta, será, imediatamente, escorraçado pela sua patroa, globo.

  68. Barbosa traiu-se na última frase

    “A República não pertence a Vossa Excelência. E nem à sua grei. Saiba disso”

    com essa frase, JB confirma que tudo o que fez no julgamento da ap470 foi perseguição política…

  69. O piloto sumiu com toda a sua grei!

    Olha só Nassif, o que deu a pouco no DCM (Diario do Centro do Mundo):

    “Joaquim Barbosa, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), aceitou o convite da presidente Dilma Rousseff para assistir ao jogo de abertura da Copa do Mundo, entre Brasil e Croácia, nesta quinta, às 17h, em São Paulo. Porém, o ministro recusou a oferta de embarcar no avião presidencial com a comitiva do Governo Federal.”

    Era só que faltava aceitar o convite e fazer o maior escaceu dentro da aeronave com supersupremo minsitro apontando o dedo na cara do comandante da aeronave;…o senhor está desrespeitando a minha autoridade suprema. Tem que voar passando por Paracatu para eu dar um adeusinho pro meus parentes, senão eu mando os seguranças jogar toda a tripulação desse avião e toda a grei aqui presente!

  70. JB o feitor e sua malta.

    Após o lamentável ocorrido no STF onde o feitor JB em momento de explosão autoritária pede aos seus jagunços que retirem do plenário o advogado de Genuino, dois telejornais invertem o protagosnismo da cena, relatando que o advogado que teria atrapalhado o andamento dos trabalhos da Corte. Boechat (Bandeirantes ) e Bonner do JN (Globo) pensam que não sabemos avaliar o contexto e as imagens geradas, nos tratam como retardados mentais!

  71. Para mim, é tudo uma questão

    Para mim, é tudo uma questão de tom.

    Concedida a palavra, o advogado ataca Barbosa, pedindo que ‘honre o STF’. Requer que o agravo seja colocado na pauta, no que Barbosa, raivosamente, reage a seu estilo, cortando a palavra. O advogado insiste e é retirado. Sim, Barbosa errou, caiu fácil numa provocação rasteira, porém, elegante. 

    O pior, no entanto, vem após, já na saída do tribunal, onde Pacheco afirma que ‘não põe na pauta porque sabe que vai perder’. E vai mesmo. Contra dois pareceres médicos oficiais, que contrariam totalmente a opinião do advogado e o parecer do PGR, ao não apontarem cardiopatia grave que justifique prisão domicilar, nem mesmo aposentadoria por invalidez, ainda assim os ministros vão decidir a favor do réu.

    Em suma, sem fundamento fático e legal, use e abuse de um conceito subjetivo como ‘razões humanitárias’, a fim de subverter a lei. O STF se transforma numa Corte de caridade, praticamente uma ONG. Mas em função do réu, já que outros não possuem o mesmo critério (a não ser que se considere a alteração legal que instituiu, vergonhosamente, o indulto que beneficiou Lalau e outros). 

    É preciso repensar a aplicação da lei penal e processual penal nesse país. Privilégios diversos sendo concedidos aos ‘amigos do rei’, em função de sua história política (no caso da esquerda) e econômica (no caso da direita). Enquanto isso, o país se perde na corrupção, sem devolução aos cofres públicos, sem a cassação de aposentadoria dos corruptos e nos mais de 50k homicídios anuais, embora viva seu melhor momento social, de inclusão e acesso aos direitos. Falta sim responsabilidade pelo não cumprimento dos deveres. E não é caso de alteração legal, mas mero cumprimento da legislação existente. 

    • Nada

      O sr não deve se afeito aos pronunciamentos nos tribunais , mais ainda na área penal.O advogado foi firme e veemente , como deve ser !

       

      Uma inominável ilegalidade está sendo cometida pelo ministro capa de MP e impressiona como o Congresso e outros ministros não tomam uma posição firme.Hoje é um réu político , amanhã pode ser qualquer cidadão necessitando que sei direito seja observado ….juízes são escravos da Constituição e das Leis !

    • O que me espanta, às vezes,

      O que me espanta, às vezes, não é o posicionamento de pessoas como você, mas a desinformação. Já se perguntou por que o PGR, que não tem nada a ver com o PT (muito pelo contrário), recomendou em seu parecer que o réu retorne à prisão dimiciliar? Certamente não é por causa de sua afinidade ou amizade com José Genoíno. É simplesmente porque não há condições no presídio para que ele seja tratado adequadamente. Vamos aos fatos. Antes da junta médica da UnB se pronunciar, outras duas juntas já haviam feito pareceres, que não foram considerados por JB porque não contemplavam o que ele queria. Inclusive, um dos médicos da junta da UnB foi flagrado no facebook fazendo campanha aberta contra o PT. Mais suspeito impossível, ainda que me custe acreditar que um médico se coloque numa posição destas. Outro fato, incontestável, é que na Papuda a saúde de Genoíno se deteriorou a tal ponto, que o risco de um novo episódio na aorta não está descartado. Isto colocaria em risco sua vida. Sabe o que o PGR alegou em seu despacho? Que não há garantias de que o corpo médico do presídio, possa atuar adequadamente no caso de Genoíno sofrer outro evento crítico como elevação da pressão arterial (já foram 3 depois que voltou ao presídio) ou variação da taxa de coagulação fora dos parâmetros seguros. Ainda, é evidente que na Papuda não existe a menor condição de que ele siga a dieta recomendada, essencial para que seu quadro de saúde se mantenha estável. Minha pergunta é? Por que manter o réu no presídio, nestas condições? A não ser que, de fato, desejem que ele vanha a falecer. Isto é o que mais me assusta. Não há um pingo de hesitação em JB. Não há um pingo de medo que isso venha a ocorrer. Que ser humano pode pensar desta forma? Alguém sem nenhum escrúpulo ou caráter, pois se protege com base no parecer da junta médica, que será responsabilizada se algo pior vier a acontecer. A legislação brasileira tenta proteger pessoas que estão na situação de Genoíno, permitindo o cumprimento da pena em prisão domiciliar. O que ser quer é apenas que a lei seja cumprida. O advogado estava no STF, ontem, tentando, de todas as formas buscar um mínimo de conforto para o réu a fim de evitar o pior. Não faltou com o respeito, foi apenas enfático como alguém que tem convicção absoluta de suas posições deve ser. Por que nunca se critica a ênfase de JB? No caso dele , é virtude, no dos outros é defeito. Faça-me um favor. Se informe, reflita.

      • Ricardo, é uma reflexão que

        Ricardo, é uma reflexão que fiz. O Estado brasileiro não pode mais punir a sociedade por seus defeitos na segurança pública, nem subverter leis em função dos réus. Oras, a Papuda não oferece condições médicas nem a dieta apropriada. Então mandemos para casa. Também não oferece vagas. Soltemos os presos provisórios de alta periculosidade. O pensamento corrente vai no sentido de sempre se resguardar os direitos do réu/condenado, em vez de exigir do Estado a correta aplicação de recursos no sistema penitenciário. Como se falar em recuperação, tratamento digno, direitos humanos se nem mesmo o Estado faz o mínimo para garanti-los? Todos aqui cobram o Barbosa, ninguém falou uma mísera palavra sobre a Papuda, os demais presos e as condições em que estes sobrevivem hoje? Sim. Salvem o Genoíno, ele é digno de privilégios, também o Dirceu, o Delúbio…pode furar fila, fazer investigação de geve de fome realizada por agente estranho à função, feijoada e estacionamento, enfim…os outros 11k presos num sistema que comporta menos de 7k que se danem. É, nós discordamos muito nessa questão.

        • Primeiro de tudo, ninguém

          Primeiro de tudo, ninguém está solicitando a subversão de lei alguma. Justamente o que se pede é que a lei seja cumprida. A lei que prevê a ida do apenado para casa nas situações em que isto é pertinente…e são várias, não apenas no caso de problemas de saúde. Colocações como as suas eu escuto de várias pessoas. A questão penitenciária no Brasil é muito grave e vem sendo discutida em fóruns progressistas há muitos anos, muito antes de qualquer petista ser preso. A questão é que pessoas como você não querem, de fato, que se invista na reforma do sistema penitenciário. Isto é conversa para boi dormir. Um exemplo interessante é o filme Tropa de Elite. Quantos não foram às salas de cinema e aplaudiram, entusiasmadamente, a carnifina promovida pela polícia no início do filme? Quantas vezes você já não escutou de alguém, que bandido bom é bandido morto? Quantos pessoas que você conhece já não te disseram alguma vez que não tem não quer pagar com o seu dinheiro de impostos a “boa vida” de presos? Tenho certeza de que se tivessemos prisões dignas, você e outros estariam aqui clamando por piores condições, pois é um absurdo que se gaste dinheiro com esta “gentalha”. Veja, não estou aqui defendendo nada disso, Defendo que o Estado cumpra o seu papel e forneça condições dignas aos presos. É dever da sociedade cobrar por isso. Mas não sou iludido de imaginar que se assim fosse, vários estariam aqui reclamando das boas condições. Agora é útil para vocês, levantar esta questão, mas desde que me entendeo por gente nunca vi nenhum governante de partido algum, se empenhar seriamente nesta questão. Não me lembro de, nas passeatas de junho do ano passado, nenhuma manifestação se colocar a favor de melhoria nas prisões brasileiras. Aonde eu quero chegar. A média de nossa sociedade, infelizmente dominada pelo mais baixo conservadorismo, não quer, e isto é claro, que se invista em melhoria das condições carcerárias. Estão, no fundo, se lixando para os presos. E você somente veio tocar neste assunto agora, porque agora os petistas, seus inimigos, estão envolvidos. Bom, enquanto não chegamos ao ponto em que você, supostamente, deseja, temos que conviver, por decisão de nossa própria sociedade, com a ida de presos para casa em diversas situações. Me preocupo com a vida de Genoíno. Se a Papuda tivesse condições dignas para cuida-lo, certamente, muitos de nós enfiaríamos a viola no saco e estaríamos clamando por outras questões que não essa. Agora, o fato é que a Papuda não tem condições para oferecer segurança a ele e sua vida corre risco. Para mim é o suficiente.

           

           

    • A expulsão do advogado de José Genuíno

      O episódio mostrou mais uma vez um Joaquim despreparado, arrogante e fora-da-lei. Parabéns ao advogado que enfentou esse monstrengo. Esse pilantra Barbosa há havia sido bastante gresseiro e mal educado com um grupo de Juizes Federais e agora cassa a palavra do Advogado de José Genuíno,  se atolando por completo em seu próprio veneno. Pediu para saír do stf, porque ninguém mais o quer no STF. Sai daí Barbosa! Você nunca foi digno de ocupar o cargo de ministro do stf, por isso já vais tarde! Xô pilantrão! Cai fora!

  72. Além do regime de cotas, o

    Além do regime de cotas, o Supremo deve instituir exame psicológico também, para integrantes de seus quadros.

  73. Além das cotas raciais, o

    Além das cotas raciais, o Supremo deveria exigir também exame psicológico para futuros integrantes de seus quadros.