Procurador que atacou Lula acabou de ser autuado por negligência

 
Jornal GGN –  O procurador Valdan Timbó Mendes Furtado, que alegou urgência para pedir abertura de inquérito contra Lula, levou três anos para apresentar denúncia contra os indiciados pela Polícia Federal na Operação Sentinela, que investigou corrupção em contratos do TCU em 2004:

http://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/406531/noticia.htm?sequence=1

http://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/403715/complemento_1.htm?sequence=2

E levou 9 meses para apresentar denúncia contra os vândalos que foram presos depredando o Palácio do Itamaraty em 2013:

http://www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=10883445924

http://www.clebermonteiro.com.br/2014/03/21/ministerio-publico-denuncia-jovens-envolvidos-na-depredacao-do-itamaraty/

A negligência contumaz do procurador Valtan levou a Corregedoria do Ministério Público a instaurar contra ele Processo Administrativo Disciplinar, por não ter atuado tempestivamente em 245 feitos ao longo de 11 anos:

http://www.jusbrasil.com.br/diarios/95221398/dou-secao-2-06-07-2015-pg-59

CORREGEDORIA NACIONAL DO MINISTÉRIO

PÚBLICO

PORTARIA Nº 62, DE 3 DE JULHO DE 2015

O CORREGEDOR NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, com fundamento no artigo 130-Aparágrafo 2º, inciso III, e parágrafo 3º, inciso I, da Constituição da República e nos artigos 18, inciso VI, 77, inciso IV, e parágrafo 2º e 89, parágrafo 2º, todos da Resolução nº 92, de 13 de março de 2013 (Regimento Interno do Conselho Nacional do Ministério Público) e com base na Reclamação Disciplinar nº CNMP 0.00.000.001022/2014-09,resolve:

1. Instaurar Processo Administrativo Disciplinar em face do Procurador da República no Distrito Federal, VALTAN TIMBÓ MARTINS MENDES FURTADO, em razão dos seguintes fatos:

“No período compreendido entre 05 de maio de 2004 a julho de 2015, portanto, por mais 11 (onze) anos, o Procurador da República no Distrito Federal, VALTAN TIMBÓ MARTINS MENDES FURTADO, foi negligente no exercício das suas funções ministeriais, tendo em vista o atraso ao dar andamento em 245 (duzentos e quarenta e cinco) feitos que estavam sob a sua responsabilidade, conforme conclusão da Comissão de Inquérito Administrativo, composta por Membros do ministério Público Federal, e de acordo com a tabela em anexo.”

Leia também:  Ação sobre terreno de Instituto Lula e apartamento de São Bernardo deve ser decidida em breve

2. Indicar, atendendo à exposição das circunstâncias dos fatos acima realizada, que o Procurador da República no Distrito Federal, VALTAN TIMBÓ MARTINS MENDES FURTADO, em virtude de prática, em tese, da falta funcional prevista no art. 241, inciso I, da Lei Complementar n. 75/93, punível com advertência, uma vez que foi negligente no exercício da função, tendo em vista o atraso ao dar andamento em 245 (duzentos e quarenta e cinco) feitos que estavam sob a sua responsabilidade.

ALESSANDRO TRAMUJAS ASSAD

Ministério Público da União

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

56 comentários

  1. NEGLIGÊNCIA PROCURAR QUE ATACOU LULA

    O Poder Judiciário brasileiro está falido e não é de hoje. Tem muitos membros brincando de atirei o pau no gato, tô … tô!

     

  2. O negligente e irresponsável

    O negligente e irresponsável em 245 feitos foi rápido no gatilho quando viu a oportunidade de aparecer nacional e internacionalmente às custas do Lula. Deveria ser demitido a bem do serviço público por mais esta irresponsabilidade e por colocar em ridículo público o MP.

    • yuppies

       

      eles são uma versão no poder público do yuppie de Wall Street, gente que melhorou de vida fazendo carreira no poder judiciário cheios de si, e a quantidade de gel no cabelo está na proporção inversa do senso de responsabilidade pelo cargo que ocupam.

  3.  
    Ao senhor procurador temos

     

    Ao senhor procurador temos uma noticia valiosa! é sobre a corrupção e a criminalidade no Brasil, sabe tá enorme…tá muito feia a coisa… Sr. Procurador vá caçar bandido, vai trabalhar e fazer jus o seu salário pago com o dinheiro do contribuínte. Vai, vai procurar o que fazer e não se meta com gente que é dez mil vezes melhor que o senhor. Vai trabalhar vagabundo.

  4. O Judiciário é isso aí mesmo.

    O Judiciário é isso aí mesmo. Um lixo. Tenho muitas dúvidas na confiabilidade desses concursos públicos, principalmente esses cargos com remuneração proporcional às horas de vadiagem.  Um preguiçoso desses não parece o perfil de alguém que ficou meses estudando para passar. 

  5. Afirma acima que foi com base

    Afirma acima que foi com base na Reclamação Disciplinar nº CNMP 0.00.000.001022/2014- que instaurou  Processo Administrativo Disciplinar conforme PORTARIA Nº 62, DE 3 DE JULHO DE 2015 para constatar negligência no período compreendido entre 05 de maio de 2004 a julho de 2015, portanto, por mais de 11 (onze) anos, do procurador da República no Distrito Federal. 

    A impressão que passa é que o procurador não tinha comando e se tinha foram lenientes durante todos os 11 anos. Péssima imagem do MPF!

    • Raivinha

      Exato, e note que a Portaria que instaurou o processo administrativo por negligência, que pode resultar na sua demissão, foi publicada no dia 03 de julho, uma sexta feira. Passado o final de semana, na quarta seguinte, dia 8, ele decide instaurar o procedimento investigatório criminal contra Lula.

      Suspeito que a decisão do procurador Valdan foi movida por sentimento de raivinha e vingança…

      • Ou, como sugeriu um

        Ou, como sugeriu um comentarista, ficar blindado contra as punições pela negligência. Se punirem, ele alega que está sendo perseguido por investigar Lula; se não punirem, ele fica livre para vadiar e repetir o procedimento sempre que for investigado por vadiagem.

        Esse golpe só é possível por causa de um golpe anterior que foi dado na Constituição: o status de poder que foi dado ao MP, o que torna quase impossível investigar e punir um simples servidor público concursado, que é a definição legal para promotor e procurador. É nossa saúva.

  6. Endinheirados inúteis

    Nassif,

    Este Timbó é mais um dos que só fizeram uma coisa de útil na vida, estudar para passar num concurso público.

    O que chama atenção é a quantidade de procuradores com este perfil de retardado a ficar fazendo graça – recentemente teve aquele pobre coitado da LavaJato, que resolveu testar a popularidade no facebook e levou uma surra daquelas, e também aquele outro boçal que tinha vendido uma área gigantesca em Búzios numa armação ilimitada.

    Certamente existem muitos outros V.Excia deste tipo, todos exalando soberba durante as 25 horas do dia.

    • A inesquecível “…pasta errada…”,,,

      Destaca-se também, aquele inacreditável Procurador do Tucanistão, Rodrigo de Grandis, criador de uma nova instituição na República de Pindorama. A PASTA ERRADA, salvadora que ajudou uma investigação de fatos denunciados em 2008, sobre irregularidades praticadas, envolvendo o governo estadual, desde 98, permaneça até hoje abafada nos corredores do implacável MP paulista.

    • Tem o engavetador…

      E aquele que “esqueceu” numa gaveta errada um pedido da justiça suiça sobre implicados no trensalão paulista?

    • São muitos em todo Brasil…

      Alfredo, estava conversando sobre isso com uns colegas de trabalho ontem, para alguns deles o poder judiciário é extremamente meritocrático pois só os muito inteligentes “chegam lá” (juízes federais, procuradores, advogados brilhantes…), retruco essa ideia pois na minha visão basta ser um decoreba dos bons para passar nesses concursos, e com as faculdades de direito fast-food que se tem hoje esse passo pode ser antecipado (canudos fajutos de advocacia em menos de 3 anos, basta ter dinheiro pra pagar, cursinhos que ensinam os macetes pra ter a carteirinha da OAB); ai temos o noncense de presenciar pessoas que nem sabem ainda mijar sozinho direito sem melar as bordas do penico, com 27 ou 28 anos, e nem tampouco leram o suficiente da História do nosso pais, chegando a cargos poderosos na República, como é o caso de procuradorias e juizado federal (o caso de Moro por ex… nunca deve ter lido nada sobre a miscigenação da nossa raça – Darcy Ribeiro – ou sobre o que aconteceu no Vale do Ribeira nos anos 70, mas é um exímio executor de sentenças pra lá de comemoradas na mídia… notadamente contra petistas e correlatos); o judiciário e as procuradorias viraram os castelos aburguesados e suntuosos do Brasil pré revolução industrial, não se vislumbra um cargo nesse poder por vocação humanitária mas quase que exclusivamente pelo status econômico (e agora político) que se pode alcançar, de tão toscos estão se tornando irresponsáveis e sem respeito algum.

      • Esses concursos públicos do

        Esses concursos públicos do Judiciário, bem como os almofadinhas que lá estão encastelados e promovendo a destruição do país, me lembram muito as famigeradas “peneiras de futebol”.

        • concursos públicos e “peneiras de futebol”

           

           Cuidado com essa comparação entre concursos públicos e “peneiras de futebol”. Os agentes políticos podem querer pedir “isonomia salarial” com o Neymar…

           

  7. A partir de agora ele é
    A partir de agora ele é intocável. Se for demitido agora, o MP será acusado de proteger o Lula. Se for demitido no futuro, o MP será acusado de retaliar procuradores que processam o Lula. O fascismo midiático finalmente corrompeu as instituições por completo.

  8. Não foi exatamente o que

    Não foi exatamente o que fizeram Joaquil Barbosa e Roberto gurgel? Barbosa, um ministro do STF negligente, que frequentava botecos quando em licensa médica, ganha status de intocável e incriticável ao condenar José Dirceu. Gurgel, o procurador geral que acobertou Carlinhos Cacheira e Marconi Perillo blindou-se com a acusação histriônica contra Ali Babá e os 40 ladrões. As instituições brasileiras apodreceram, reféns do fascismo midiático.

      • Quarto

        Uma espécie de quarto poder. Pelo menos age assim. Os membros dos MP são “ilhas” independentes e não prestam contas a ninguém. Ou melhor, a corregedorias dominadas pelo mau corporativismo. Trata-se de um monstro, como disse Sepúlveda Pertence.

    • MP

      É parte do juciário, sim. É função essencial da justiça, porque desencadeador do processo.O juiz é expectante e só age provocado (o que não é o caso do tal Moro.Aliás, em respeito a esta maléfica figura, o MP não cumpre o estabelecido no inciso II do Artigo 129 da CF, obrigação de seus membros. Acontece que são apenas fantoches do Moro). Na real (experiência prática de realisase) o MP é uma quadrilha corporativa. Há cinco décadas vinham lutando para se equiparar aos juízes, carreira e grana. Conseguiram enfiar vários membros, parentes ou associados como constituintes, dando como resultado na CF de 1988 a aberração da vitaliciedadee da inamovibilidade (como os juízes têm). Está aí o resutado. O Gilmar dá 2 HC para o ladrão do Dantas, para os traficantes e bicheiros do RJ e para o médico estuprador e senta em cima do processo sobre o financiamento de campanha: o que acontece? NADA! Este canalha aí quer se promover em cima do homem que mudou o país para melhor (para os menos privilegiados, é claro. Isto não pode, os conservadores não querem), um inepto e vagabundo que não trabalha, e o que vai acontecer: NADA? Não, é claro que não, porque todos os jornais do país já divulgaram que o Lula está sendo investigado. Ora, na conjuntura atual ser investigado já é sinal de crime: domínio do fato, segundo a Rosa (parece que é esta que condena sem prova). E o outro do MP que sumiu (ou deixou sumir) meia tonelada de cocaína aprendida em Minas, o que vai acontecer com ele? NADA! E o chefe dele, o Procurador do MP de MG vai ser responsabilizado? NÃO! Da mesma forma que o pessoal da Polícia Federal de Minas: que, aliás também compõe uma quadrilha corporativa. E o Zé? Completamente inoperante, babaca, inimigo na trincheira por incompetência! Então, tem razão um internauta que aí em cima criticou a liberalidade que receberam alguns elementos da função pública que não tinham gabarito intelectual e principalmente moral, sem qualquer visão da sua importância social e política, para serem alçados a cargos de relevância para a sociedade e seu equilíbrio democrático. Em resumo, estão esculhambando estupidamente o que estamos levando tanto tempo para ajeitar (uma ditadura atrasa uma sociedade em 100 anos, três gerações. Estão aí os Kims de bunda de fora, as revoltadas dando espumante para os gatos ou se desnudando nas passeatas, etc; esta é a fração da nossa juventude que vai levar mais de 100 anos para pensar e fazer algo de utilidade para a nação, é o desvio da curva de Gauss. Agora mesmo leio que o Cunha se disse oposição ao governo, o estúpido que é do PMDB. Ninguém tinha percebido, viu Cunha? E vocês acham que o PMDB vai expulsar um cafajeste desse tipo: NUNCA! O que dizer, então? Nova assembléia constituinte? Exclusiva, enquanto esse congresso continua o trabalho normal? Ou anormal? É brabo, muito triste. Eu votei para presidente da república antes do golpe. Passei anos da minha vida acreditando num progresso moral e intelectual das lideranças que construiram um retorno à democracia. E…, la nave vá.

       

    • Poder Executivo

      Formalmente, o MP é parte do Poder Executivo. No entanto, ele possui autonomia funcional quase total. No caso do MP federal, a única iniciativa do Presidente da República é a nomeação do Procurador Geral da República. O Presidente pode até destituir o PGR, mas precisa de autorização da maioria absoluta do Senado.

      Pode-se dizer que o MP não constitui um poder de Estado porque ele não tem a prerrogativa de DECIDIR as controvérsias, ou seja, tudo o que ele pode fazer é REQUERER ao Judiciário a adoção de medidas, mas é claro que isso já representa um peso considerável.

  9. Lîder nacional

    É revoltante pensar que pagamos salârios para esse condenado sujar o nome do maior lîder nacional. 

  10. Para onde vai o MP
    A instituição está perdida, sem comando e sem controle social. É um absurdo que um procurador tenha esse tipo de comportamento e só depois de onze anos seja “punido”. Receber apenas uma advertência depois de tamanha negligência e irresponsabilidade, repito, é um total absurdo. Uma esculhambação!!!

  11. funcionário público

    O funcionalismo público está cheio de gente de bem e que trabalha. Muito.

    Mas, tem muita “ostra” concursada, incrustada que nada faz de útil, apenas cultiva a própria arrogância, os afastamentos remunerados e o cafézinho. Essa gente pesa sobre os que trabalham e sobre o orçamento da República. 

    Um dia esse problema vai ter que ser enfrentado.

    • O ruim é que fica parecendo

      O ruim é que fica parecendo que só agora se deram conta de autuar o camarada. 

      Levaram 11 anos anotando atrasos para só agora tomar uma providência?

      Tem mais gente demorando para tomar uma atitude, não é só o Valtan.

    • O ruim é que fica parecendo

      O ruim é que fica parecendo que só agora se deram conta de autuar o camarada. 

      Levaram 11 anos anotando atrasos para só agora tomar uma providência?

      Tem mais gente demorando para tomar uma atitude, não é só o Valtan.

  12. Eis o mal de ser dado tanto

    Eis o mal de ser dado tanto poder à esses meninotes concurseiros.

    Aliás, concurso público no Judiciário me parece as famosas peneiras de futebol: quem tem grana segue em frente.

  13. Brizola saberia o que fazer

    Os governos populares de Dilma e Lula erraram, errraram feio e continuam errando ao não enfrentar a politizaçao dos intrumentos do Estado pelas mãos fascistas de procuradores e juizes. Manter Eduardo Cardozo é apenas o episódio final de um longo roteiro de confundir republicanismo com falta de coragem moral para agir contra a Conspiração e o Estupro do Estado por setores do MP, do Judiciário e Polícia Federal. Sedr Presidente significa também a obrigação de defender a Democracia, coisa que não foi feita. Falta que faz um Brizola em momentos como esse.

  14. Não será demitido…

    A demissão dele só seria possível judicialmente. Ademais, a própria Comissão já indicou a possibilidade de punição com mera advertência.

    Veja só, o cidadão atrasa 245 processos, inclusive pondo em risco até a pretensão punitiva em alguns casos, em razão da prescrição, e só será advertido.

    Há algo de muito errado no funcionamento dessas corporações e nas regras de responsabilização disciplinar. Tem-se a certeza quase absoluta da impunidade, a não ser em casos extremamente drásticos e impactantes midiaticamente – um homicídio, por exemplo, e olhe lá…

  15. Lá no interior de Minas, onde

    Lá no interior de Minas, onde nasci, timbó é uma erva venenosíssima, cujas folhas e fruto (um cabacinha de menos de 50g) são capazes de matar um bovino de 500kg. Pelo exposto nessa matéria, o timbó que habita a ilha intocável do MP é uma droga, ou um veneno, ainda mais perigosa(o).

  16. Lembram da famigerada rejeição À PEC 37?

    Taí o resultado. Agredeçamos à coxinhada que desfilou cartazes sem saber o que, nem porquê.

  17. Impressão minha ou o MP virou

    Impressão minha ou o MP virou um zona tal que um procurador incompetente resolve se proteger usando uma acusação ridícula contra um ex-presidente, líder político mundial, e consegue?!

    Sim porque a partir de agora tudo que for contra ele e sua nigligência, será para “salvar o Lula”. O Zé Cardoso ficará com as mãos atadas. O que estou falando? Já são atadas de nascença, o bico (com trocadilho) é que não é. 

    E a tal doutora Mirella, a responsável pela acusação? É isso mesmo, um sujeito vai na sua gaveta e se apossa do processo na maior cara dura? Agora também ficará com medo de ser acusada de proteger o “chefe dos petralhas”, e será “republicana” como o Zé?

    Quem sabe ela não “tirou férias” para se livrar do abacaxi. Quem sabe não sofreu pressão daqueles boçais online? Ou da coxinhada que ela frequenta?  

  18. é evidente que o mau carater

    é evidente que o mau carater quer usar o lula para se proteger da demissão.

    o psdb já o está saudando e certamento a midia golpista também.

    se for demitido dirá que é perseguição do PT e a mídia obviamente endossará a farsa.

    esta tentando a mesma tática do bandico presidente da camara eduardo cunha.

  19. Procurador e suas negligências

    Com certeza este procurador Valdan Timbó, acuado pela preguiça de trabalhar e ser punido, aproveitando-se da ocasião e querendo aparecer na mídia, simplesmente usou de seus “poderes” para ficar bem na foto.

    Se ele fosse funcionário de empresa privada com menos tempo seria no mínimo demitido.

    Se não tem pefil pra ser procurador pra que faz concurso? deveria o MPDF fazer ele devolver os salários que recebeu durantes estes 11 anos pelos os serviços imprestáveis.

    • Tem muitos que estão entrando
      Tem muitos que estão entrando para o MP e TCU indicados principalmente pelo PSDB. Imaginem se o PDDB um dia assumir a Presidência…

  20. Um sujeito que deveria

    Um sujeito que deveria estar preso, quer “investigar” Lula?

    Essa piada MPF, já passou de todos os limites do tolerável.

    Esses patetas, ao causarem tantas crises, vão acabar quebrando a cara e não vai demorar muito.

    Logo a Câmara e o Senado, cortam todas as asinhas desses “deuses”.

     

  21. Todo malandro para se livrar
    Todo malandro para se livrar de qualquer imputação, basta falar mal de petistas.
    Se o Fernandinho beira-mar tivesse feito uso desse expediente, hoje, inventado uma história mirabolante envolvendo FARCS e PT, seria hoje herói nacional.
    Uma coisa é certa e positiva: alguns jornalistas-malandros tem garantido seus empregos com essa tática. Até nisso o nunca dantes acabou contribuindo para o baixo índice de desemprego nas gestões do PT.

  22. Eita que tudo quanto é mafioso tá desesperado pra enterrar o PT

      Com urgência urgentíssima. Eita partido pra incomodar essa laia. E ainda dizem que é carchorro morto, então porque tão chutando ?

  23. Não tinha uma foto melhor não?

    Será que a foto faz justiça ao carater do sujeito? Pela foto o homem é a cara da indolencia e da estupidez.  

  24. Memória curta…

    Eta povinho de memória curta. A pouco tempo atrás, início de 2014 estavam votando a PEC 37, que disciplinava as atribuições do MP, e o que se viu????? Quem defendia este ordenamento era achinalhado e taxado de defensor da corrupção. Agora que pagamos para ver, estamos sentindo na carne. pois eles mostram que não têm limites e nenhum cidadão estará a salvo de arbitrariedades.

    Eu já vinha dizendo que no DF tinha procurador que recebia grana para paralizar projetos, e o esquema era sempre o mesmo, plantava-se uma nota na imprensa e logo o “procurador” atento (sic) xerocava a notícia e abria um inquérito, pedindo a paralisação.

  25. CANALHICE DO GLOBO, DO MPF E DOS Coxinhas paneleiros

    Rovai: Quer saber quem estava, o que se comeu e se discutiu no jantar da Odebrecht para Lula? Pergunte a João Roberto Marinho

    publicado em 19 de julho de 2015 às 12:27

    João Roberto Marinho

    Documento da PF traz João Roberto Marinho na lista do jantar com Lula

     por Renato Rovai, em seu blog

    O jantar para Lula organizado por Marcelo Odebrecht, fruto de investigação da PF e que o jornalismo “investigativo” brasileiro está tratando como um indício claro das relações espúrias da empreiteira com o ex-presidente teria reunido 15 pessoas na casa do anfitrião, no Condomínio Jardim Pignatari.

    Até agora, porém, os colegas que estão buscando restos do que se comeu na ocasião para ver se acham o DNA dos participantes revelaram apenas três nomes, além do de Marcelo Odebrecht e Lula, o do ex-ministro Antonio Palocci, o de Sérgio Nobre (presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC) e o da Juvandia (presidente do Sindicato dos Bancários).

    Pois bem, como você pode perceber no fac-simile acima, de um dos documentos vazados, João Roberto Marinho, era um dos 15 nomes da lista.

    Por que nenhum veículo se preocupou em registrar isso? Por que até agora ele não foi ouvido para que possa responder sobre o que se tratou no jantar? Por que o jornal dos Marinho esconde essa informação e todo o resto da mídia também?

    Além dele, outros grandes empresários também estavam lá. Bolivarianos como Abilio Dinis, Roberto Setubal, Jorge Gerdau e Luis Carlos Trabuco. Ou seja, não foi um evento da Odebrecht com Lula. Mas de empresários e dois importantes sindicalistas a pedido de Lula.

    O que se comeu no jantar? O que se discutiu no jantar? Simples, é só perguntar pro João Roberto Marinho.

  26. ser justiceiro é voltar à barbárie

    Esse juiz borra botas, que quer subir às custas do Lula, é tão imbecil que mal sabe o princípio básico da justiça – a razoabilidade, e como diz o Ministro Veloso: a justiço não pode ser nem exemplar, nem simbólica, mas justa.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

  27. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome