Procuradoria denuncia homem que ameaçou diretores da Anvisa

Contrário à vacinação infantil contra a Covid, homem foi denunciado à 15ª Vara Federal de Brasília e Justiça irá decidir se ele será réu em ação penal

Jornal GGN – A Polícia Federal apontou crime de ameaça em mensagens recebidas por diretores da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) nos últimos dias.

Descobriu-se também que os textos foram enviados por um homem que se diz contrário à vacinação infantil contra a covid-19, segundo informações do portal G1.

No texto em questão, o homem afirmou que pretende tirar seu filho da escola para que ele não tome uma “vacina experimental”.

“Quem ameaçar, quem atentar contra a segurança física do meu filho: será morto. Isso não é uma ameaça. É um estabelecimento”, disse na mensagem.

O homem foi denunciado na semana passada à 15ª Vara Federal de Brasília pela Procuradoria da República do Distrito Federal, e agora cabe à Justiça analisar se existem elementos que o façam se tornar réu e, assim, responder a ação penal.

Embora o delegado responsável tenha apontado “uma certeza de que o mal injusto e grave ocorreria”, ele decidiu não pedir o indiciamento uma vez que ameaças são crimes de menor potencial ofensivo.

Leia Também

Servidores da Anvisa voltam a sofrer ameaças

Queiroga abraça discurso de Bolsonaro contra Anvisa

Servidores da Anvisa apontam fascismo em conduta de Bolsonaro

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador