Vídeo da Lava Jato contra Genoino dura 3 minutos e não cita caixa 2 nem propina

Jornal GGN – Com base em uma delação que, gravada em vídeo, durou 3 minutos e 35 segundos, a Procuradoria Geral da República, comandada por Rodrigo Janot, pediu a abertura de um inquérito contra José Genoíno.

A petição 6698 sinaliza que o petista aceitou doação eleitoral da Odebrecht, em 2010, no valor de R$ 30 mil e, além disso, teria recebido mais R$ 15 mil das mãos de Alexandrino Alencar, como parte de uma ação “piedosa” do delator e do “próprio Emílio Odebrecht”, que ficaram sensibilizados com a situação de Genoino após o Mensalão. Nos dois casos, porém, delatores negaram “contrapartidas”.

https://www.youtube.com/watch?v=FKt2uTdf2ik]

Ao delator Carlos Armando Paschoal – que aparece no vídeo acima contando a história da doação eleitoral feita em duas parcelas de R$ 15 mil – os procuradores da Lava Jato simplesmente esqueceram de pedir para especificar se os pagamentos foram feitos via caixa 2, e se Genoino estaria ciente disso.

Pachoal contou que conheceu Genoino na sala de Alexandrino Alencar, em uma reunião em que teria acertado o valor da doação eleitoral.

“Aqui teve uma particularidade que, se não me engano, ele não se elegeu. Mas me marcou muito porque foi o único candidato que, depois das eleições, nos procurou para agradecer o apoio. Me marcou tanto que me lembro desse detalhe”, comentou. A frase foi objeto de manchete dos jornais da grande mídia, nesta segunda (17).

Por outro lado, uma procuradora da Lava Jato sentiu curiosidade em saber e trazer para a delação algum temor da Odebrecht em manter contato com Genoíno, já que ele, àquela época, já havia sido atingido pelo Mensalão. “Não, não me ocorreu”, disse Paschoal, sem desenvolver o tema.

“Quanto à doação de 2010, o senhor tem mais alguma informação, nome do representante? O que marcou foi que ele voltou para agradecer, foi isso?”, questionou um procurador. O delator respondeu que não tinha mais detalhes.

Leia também:  Macbeth tupiniquim, ato 1 cena 3, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Paschoal também disse que não sabia quem recolheu a doação em nome de Genoíno e destacou que a doação foi apenas para o então candidato.

Petição 6698

 

AJUDA FINANCEIRA
 
O depoimento de Paschoal vai de encontro com a delação de Alexandrino Alencar no que tange o encontro com Genoíno para acertar doação eleitoral.
 
Em 12 de dezembro de 2016, Alexandrino Alencar também gravou um vídeo com trechos de sua delação premiada, citando Genoino. Ele começou contanto que conheceu o petista no início dos anos 1990, através de Lula. Depois, que a Odebrecht deve ter feito doações ao petista nas eleições de 2002 e 2006, mas que ele não saberia precisar essas informações
 
“Quando ele saiu do mensalão, eu o procurei em sua casa por duas vezes, a pedido do próprio Emílio [Odebrecht, que queria saber como ele estava”, comentou. “Criei uma relação muito mais institucional do que uma relação mais espefícica, com objetos claros.”
 
Alencar, contrariando Paschoal, disse que não se recorda de ter recebido pessoalmente pedidos de doação de Genoino, embora tenha ciência de que o Grupo Odebrecht deve ter contribuído para algumas campanhas dele.
 
Na metade do depoimento, Alencar é confrontado com uma planilha onde estão registrados pagamentos a “Natal”. Ele contou, nesse momento, da ajuda financeira a Genoino e também sinalizou que os dados em posse da Lava Jato estariam errados.
 
“Em uma das vezes que eu o procurei, na casa dele, eu vi que ele estava com bastante dificuldades financeiras. Ele não me pediu nada, mas você sente quando a pessoa está com dificuldades. Isso realmente me impactou, até pela relação que tinha e pelo conceito que ele tinha junto ao grupo e junto ao próprio Emílio Odebrecht.”
 
Alencar disse que recebeu aval de Emílio para ajudar Genoino. “Eu fiz isso pessoalmente, fiz em espécie, pessoalmente, são os recursos que estão na planilha, em anexo.” Segundo o Estadão, a planilha apresenta “quatro operações no valor de R$ 15 mil”. Alencar contestou, dizendo que, em sua memória, foram três operações.
 
Um procurador, em seguida, perguntou a Alencar se na Odebrecht o repasse teria sido tratado como “propina” ou “caixa 2”, ao que o delator negou, dizendo que “o volume era tão pequeno que sabia-se que era uma pequena contribuição.” “Teve contrapartida?”, indagou o procurador. “Nenhuma”, disse Alencar. “Foi mais uma ação piedosa”, acrescentou.
 
O delator disse também que não sabia que “Natal”, na planilha, era Genoíno, e tampouco qual funcionário da empresa era destacado para levar ao executivo os recursos que seriam entregues ao petista.
 
OUTRO LADO
 
Ao Estadão, Genoíno disse que não ia comentar as delações porque são “mentirosas”.
 
O ministro Luiz Edson Fachin enviou o pedido de abertura de inquérito assinado por Janot para a Justiça de São Paulo.
 
O video está disponível aqui.
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

22 comentários

    • Genoíno, Janot e Aragão.

      Tem tudo a ver com o modo de operar do Janot. Quer descontar o que o Aragão fala dele.

      • Deve ter isso, também.
        Parece

        Deve ter isso, também.

        Parece que  o motivo principal é outro. É encarceraro novamente, pela Lava Jato, todos os condenados no mensalão que sairam da prisão. 

        Os do PT, bem entendido.

    • Miruna falou sobre Genoíno estar escrevendo algo

      Miruna falou sobre Genoíno estar escrevendo algo

      Se não me engano, a filha Miruna falou algo a respeito de um livro a ser escrito por Genoíno, certamente envolvendo memórias. Nesse caso, esse inquérito e um processo em sequencia, mesmo sem fundamento algum (como se deduz da reportagem) pode servir como pressão/ameaça/chantagem contra nosso José Genoíno, que certamente tem coisas a contar sobre Janot, como nos antecipou o procurador Aragão.

  1. Como se entender tanta

    Como se entender tanta maldade? Enquanto isso, colocou a bunda gorda em cima de várias denúncias gravíssimas envolvendo Aécio Neves.

     

  2. Sinceramente? Genoíno é a

    Sinceramente? Genoíno é a vergonha dos corruptos. R$ 15 mil? Tem que ser como aécio e serra, milhões e milhões em contas na Suíça, fazer discursos contra essa imoralidade que está aí, constar em 300 listas, etc.. etc… Desse jeito Janot só não vai mandar esquartejar por falta de esquatejadores no mercado. Mas, com a terceirização é capaz de aparecer algum candidato. Esse judiciário, só explodindo. 

  3. Paciência tem limite.
    A gente

    Paciência tem limite.

    A gente vai ficando tão revoltada com a imprensa e com essas delações seletivas que perde aqualquer interesse de ao menos tentar entender o que está se passando, até porque os fatos reais são atropelados por mentira grosseira.

    A essas alturas do campeonato alguém tentar dar enfoque a uma besteira somente para encher o ego dos que não contentes com a desgraça de um homem como Genoíno, desejam mais, de rpeferência que ele morra logo. Mariza já foi. Dirceu só está vivo de teimoso. Agora, que tantos tucanos estão mencionados pelos pilantras-delatores, é importante resuscitar o mensalão petistas, para irem apagando aos poucos os bandidos maiores. 

    Só falta dizer que Guschiken também não deveria ter sido isento das acusações, por ter pedido 10 real a um ganster-empreiteiro, que estão é sorrindo de nossa cara. 

  4. E, mesmo assim, esse

    E, mesmo assim, esse ministreco joga novamente o Genoíno aos “lobos”. Mesmo sabendo de toda a história do Genoíno, ainda mais depois que o Aragão “botou o janot(a) no trombone”, o ínclito pgr (argh) volta à carga contra o Genoíno e o ministreco, ó, vai atrás do besteirol. Pobre Genoíno, sará condenado a prisão perpétua. Ser decente, honesto e republicano, caríssimas “otoridades” é ter discernimento para separar o joio dos Genoínios. Não fosse assim, qualquer computador de bolso, com 2 bits,  faria o serviço de vocês. Haja país de merrecas.

  5. Gurgel era uma autêntica

    Gurgel era uma autêntica ratazana, suja e maléfica. O herdeiro de gurgel parece um parasita de ratazanas e de cobras. Ou um pum de verme, de tão insignificante. Aí se apega a picuinhas sem credibilidade alguma.

  6. bem por aí mesmo, alma ruim…

    joga com a dignidade das pessoas

    Temer a mesma coisa, ao que tudo indica, outra alma ruim que joga todos idosos, crianças, necessitados e famintos, em uma cesta de custos e cortes,

    como se a querer que todos morram rápido

     

  7. 30 mil reais???

    Sr. Janot, foram 30 mil reais em doação ou 30 milhões de caixa 2????

    Imaginem se o Genoino tivesse recebido mihões como os outros canalhas receberam, e em contas no exterior??? Por 30 mil reais, pagos em duas vezes de 15 mil (quirera para os doadores…), vão condená-lo. Mas não será pelos 30 mil reais, mas porque ele foi grande na restauração da democracia no Brasil. 

    Lamentável nosso judiciário!

     

  8. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome