Amanhã, Kucinski lança seu novo livro de ficção, uma crítica ao bolsonarismo

O evento ocorre às 18h, no Centro Universitário Maria Antonia, da USP, e terá um debate sobre a obra e o momento atual.

Jornal GGN – Amanhã, terça-feira, dia 18 de junho, Bernardo Kucinski realiza o lançamento de seu novo livro ‘A Nova Ordem’, publicado pela Alameda Casa Editorial. Esta obra, a sexta de ficção de Kucinski, é uma distopia que faz alusão ao atual governo brasileiro. O evento ocorre às 18h, no Centro Universitário Maria Antonia, da USP, e terá um debate sobre a obra e o momento atual.

Neste novo livro, Kucinski traz um Brasil fictício, em que a ‘nova ordem’ instaurada tem viés autoritário e como inimigo os utopistas, ou seja, aqueles que têm pensamento crítico. Para enfrentar os utopistas, a ‘nova ordem’, encabeçada por militares, cria a Operação Cátedra, que prende professores e ordena o fechamento das Universidades pelo país.

Qualquer semelhança com a realidade que vivemos hoje é mera coincidência, num momento em que o pensamento crítico é visto como uma ameaça à “nova ordem” do atual governo brasileiro. No contexto da “pós-verdade” e da anestesia intelectual nas redes sociais, a obra de B. Kucinski mantém um paralelo com obras como 1984, de George Orwell, e Admirável mundo novo, de Aldous Huxley, distopias que narram a ascensão autoritária.

Serviço

Lançamento: A Nova Ordem, de B. Kucinski

Debate com B. Kucinski, Ênio Squeff e Joana Monteleone

Data: 18 de junho, às 18h

Centro Universitário Maria Antonia (R. Maria Antonia, 294)

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome