Morre Milan Kundera, autor de ‘A insustentável leveza do ser’

O escritor nasceu na cidade tcheca de Brno, mas emigrou para a França em 1975 para se exilar por críticas à invasão soviética

Escritor Milan Kundera em retrato preto e branco.
Imagem: Elisa Cabot/Wikimedia

Morreu o escritor tcheco Milan Kundera, autor do best seller mundial, “A insustentável leveza do ser”. A notícia foi dada na madrugada desta quarta-feira (12) pela emissora de televisão da República Tcheca. Ele morreu em Paris, no seu apartamento e tinha 94 anos.

O escritor nasceu na cidade tcheca de Brno, mas emigrou para a França em 1975 para se exilar por críticas à invasão soviética da Tchecoslováquia que tentou reprimir o movimento de reforma liberal da Primavera de Praga em 1968. Kundera perdeu a cidadania tcheca 4 anos depois.

Em uma entrevista ao jornal francês Le Mond em 1976, o escritor disse que chamar suas obras de políticas era simplificar demais e, portanto, obscurecer seu verdadeiro sentido. 

Sua obra mais famosa, “A insustentável leveza do ser”, teve ampla repercussão e dezenas de traduções. Mas também teve outras publicações com notoriedade, como “O livro do riso e do esquecimento”, e os romances “As valsas dos adeuses”, “A vida está em outro lugar” e “A ignorância”.

O autor é publicado no Brasil pela Companhia das Letras, que lançou sua obra em ebook pela primeira vez em 2023. Kundera era contra a ideia.

Milan Kundera se tornou novamente cidadão tcheco em 2019.

Isadora Costa

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador