RN registrou o maior aumento percentual de estupros do Brasil em 2018

 

Por Pedro Torres

Dados do 13º Anuário da Segurança Pública divulgados esta semana revelam que o Rio Grande do Norte teve a maior variação percentual nos casos de estupros registrados no Brasil, entre 2017 e 2018. Além do aumento de 38% nesses casos, o Estado também registrou crescimento no número de feminicídios. Os registros de violência doméstica também preocupam.

Foi na madrugada do sábado de carnaval, em Caicó, cidade do seridó potiguar distante 256 km de Natal, que a estudante universitária Zaira Cruz encontrou o sargento da Polícia Militar Pedro Inácio. Após algumas horas, Zaira foi achada morta no banco de trás do carro de Pedro, que a teria estuprado antes de assassiná-la. Esse foi um dos casos que se somaram às estatísticas de estupro e feminicídio registrados no Estado.

Enquanto a variação nacional foi de 0,8%, a do Rio Grande do Norte registrou 38%. Em números absolutos, a quantidade de estupros registrados no Estado saltaram de 213, em 2017, para 295, no ano seguinte. Esses números, apesar de serem superados em totais por outras regiões do país, representam a maior variação percentual notabilizada pelo Anuário.

Em Natal, o crescimento dos casos de estupros foi de 48%, a segunda maior variação notificada entre as capitais do país, ficando atrás de Rio Branco, no Acre, com 55,8%. Na capital potiguar, 107 mulheres foram estupradas em 2018. No ano anterior, 72 casos do crime foram registrados.

Leia matéria completa aqui

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora