O pastor e os dois condenados

Tão inadequada, injusta e paradoxal é a presença do pastor Feliciano como presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara como a presença de João Paulo Cunha e José Genoíno na Comissão de Constituição e Justiça ! Por que a militância só faz a grita unilateralmente? Feliciano foi escolhido através de métodos democráticos e estão querendo tirá-lo à força, na base do grito…isso é exercício de democracia ou de beneditadura? Os dois condenados petistas estão na moita só olhando o circo pegar fogo em cima do pastor…isso é justo? O pastor não é réu e muito menos um condenado …já os dois petistas foram condenados pelo nada menos que o Supremo Tribunal Federal. Que se cumpra a pena estipulada contra ambos! Mara Montezuma.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Ciro Gomes insulta jornalistas, que entrarão com processo por calúnia

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome