Para os papagaios de mídia, por Michel

Para os papagaios de mídia, por Michel

Ref. ao post: Ataque ao Instituto Lula provoca atentados ao jornalismo

Para os papagaios de mídia que minimizam (porque a mídia minimizou) o ataque ao Instituto Lula, vale lembrar que, no ano pasado, o Jornal Nacional usou quase 6 minutos para noticiar o lixo que a UJS (União da Juventude Socialista) jogou na porta do Grupo Abril (clique AQUI para recordar o JN). A Globo obviamente omitiu a autoria da UJS e preferiu falar em “grupo de 200 pessoas em retaliação à matéria da Veja contra Dilma e Lula” para que a matéria servisse de gancho para um novo ataque contra a campanha de Dilma, ou seja, fixar no telespectador a ideia da “truculência antidemocrática da militância petista”. Para quem não lembra, a matéria da Veja foi um golpe eleitoral vergonhoso tão descarado que o TSE acabou concedendo direito de resposta ao PT no site da Abril. E se a bomba (atômica, granada, coquetel molotov, bombinha junina etc  – potencial de estrago é critério para medir a gravidade do ato?) fosse contra a sede de um grupo de mídia ou do Instituto FHC? Desnecessário dizer o estardalhaço que teríamos em toda a manjada velha mídia. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

14 comentários

  1. O “buraquinho” do Merval

    Merval Pereira, como não poderia deixar de ser, foi capaz de escrever isto aqui:

    Por mais que os petistas e seus apaniguados nas redes sociais queiram transformar em grave ato terrorista a bomba caseira que atingiu a sede do Instituto Lula em São Paulo, é preciso ter cautela para caracterizá-lo dessa maneira. O filme da explosão, feito por uma câmera de segurança, é impactante. Mas quando se vê o resultado do “atentado”, a sensação é de que o teor explosivo do artefato era mínimo.

    O buraquinho na porta de metal da garagem do prédio é tão ridículo que, se não soubéssemos que foi provocado por uma bomba, poderíamos achar que um motorista desastrado causou a mossa ao realizar uma manobra de marcha à ré.

    Mas não façamos como o próprio PT que, na campanha eleitoral de 2010, tentou desmoralizar uma agressão sofrida pelo então candidato tucano José Serra, menosprezando uma clara ação contra a pessoa do candidato oposicionista.

    Ao agir assim, o PT estimulou a agressividade de sua militância, em vez de coibi-la. Assim como Lula comparou o candidato do PSDB à Presidência da República ao ex-goleiro da seleção do Chile Roberto Rojas, que simulou ter sido atingido por um rojão em partida válida pelas eliminatórias da Copa do Mundo, em 1989, no Maracanã, adversários do PT já estão comparando a “bomba caseira” a um simples rojão atirado contra o Instituto Lula.

  2. Existe uma enorme diferença,

    Existe uma enorme diferença, 1 – 2 pessoas jogarem um rojão contra a porta de um rpédio e 200 pessoas destruirem a frente de uma empresa de midia porque discordam de uma matéria,um tipo de charlie hebdo brasileira..

    Não é desejavél nenhuma das duas, mas falta proporcionalidade no seu texto.

    Outra, e mais importante, não importa quem fez e com que razão, ficar anunciando que alguém jogou uma bomba no prédio do instituto Lula só premia os vandalos e pior estimula outros malucoa a fazer o mesmo. E o mesmo que anunciar o suicidio, fulano se enforcou na ponte X, no outro dia tem outro morto na ponte.

     

     

    • “Não é desejavél nenhuma das

      “Não é desejavél nenhuma das duas, mas falta proporcionalidade no seu texto”:

      LER ANTES DE COCOMENTAR.  LER ANTES DE COCOMENTAR.  LER ANTES DE COCOMENTAR.

      O TEXTO EH A RESPEITO DE PROPORCIONALIDADE, IDIOTA.

      • Perdeu a razão ao ofender

        Para o senhor qualquer opinião discordante da tua é motivo para caracterizar o autor  como idiota?

        Lamentável.

         Não concordo com sua opinião Oneide, mas me solidarizo contigo.

        • Se fosse leitor constante deste blog

          Saberia que a resposta do Ivan foi apenas um revide natural a todos os comentários sem noção e agressivos ao PT, Lula e Dilma. Se quer respeito, se de respeito aos outros comentaristas. Este comentarista não está aqui para acrescentar ideias, mas para agredir.

    • Como pode afarmar  que a) Foi

      Como pode afarmar  que a) Foi um rojão;  b) foi realizado por uma ou duas pessoas? O que se sabe de fato é que foi um artefato e não um arteboato como o da bolinha de papel do Serra. Ésó assistir a gravação.. 

    • Como pode afarmar  que a) Foi

      Como pode afarmar  que a) Foi um rojão;  b) foi realizado por uma ou duas pessoas? O que se sabe de fato é que foi um artefato e não um arteboato como o da bolinha de papel do Serra. Ésó assistir a gravação.. 

    • Troll bomba

      Tem bomba, bombinha, bombão, cartro bomba, homem bomba, mulher bomba, crança bomba, bombas de todos os tipos e tamanhos.

      Mas, tem troll bomba? Aliás, troll tem plano de saúde ou recorre ao SUS? Quanto ganho um troll?

  3. Esse episódio do atentado é uma marco importante

    Importante, por que evidência de uma vez por todas o verdadeiro papel da impressa no país.

    Desnuda seu DNA e seu objetivo, uma vez estranho e não se pensar que o verdadeiro

    papel da impressa, seu objetivo, é levar informações fidedignas para a população.

    Pois é, não é importante um atentado a um ex-presidente? Sim, o atentado não foi somente

    ao prédio, mais ao próprio ex-presidente, já que ele dá expediente diariamente no prédio.

    Então, coloca-se  de uma vez por todas o verdadeiro objetivo dessa mídia: fazer política e

    manipular a informação a  favor de seus puros interesses.

    Agora a coisa esta explicita, mesa posta, pratos limpos: Vamos a frente.

    • Acordar É Preciso

      Na mosca! Falta apenas os dirigentes do governo e do PT acordarem e perceberem que são inimigos em guerra aberta e não democráticos adversários, e nessa situação, o inimigo jamais civilizadamente será convencido, pelo contrário, precisa ser dura e democráticamente enfrentado e vencido, sem o que retomam o Brasil à desigualdade e o atraso.  

  4. Na hora que jogarem uma bomba

    Na hora que jogarem uma bomba exatamente igual no Instituto Millenium ou no prédio da TV Globo no Rio veremos o que a imprensa decadente pensa de atentados que causam buraquinhos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome