Amazonia, o novo single dos franceses do Gojira

Banda denuncia queimadas na floresta amazônica, defende demarcação de terras e organiza campanha para arrecadação de recursos para APIB

Jornal GGN – A banda francesa de death metal progressivo Gojira lançou nesta sexta-feira (26) o novo single de seu próximo álbum, Fortitude: Amazonia, em uma crítica clara às sucessivas queimadas que têm atingido a floresta.

A banda apoia publicamente a demarcação dos territórios indígenas no Brasil e, no clipe de Amazonia, são mostradas cenas de queimadas na floresta registradas no documentário Híbridos: Os Espíritos do Brasil, além dos protestos dos indígenas em frente à Praça dos Três Poderes, em Brasília.

Além disso, o grupo francês anunciou uma iniciativa de arrecadação de fundos com o single. “Esse é um chamado para a união”, afirma o vocalista e guitarrista Joe Duplantier, em nota publicada no site Kerrang. “A comunidade musical pode ser poderosa quando unida para algo significativo como isso! Tantos amigos, grandes artistas, bandas aderiram ao movimento sem hesitar doando instrumentos. Este é um esforço coletivo de tantas pessoas ao nosso redor!”

Artistas como o baterista Eloy Casagrande (Sepultura) o baixista Robert Trujilo (Metallica), o vocalista Randy Blythe (Lamb of God) e o grupo Bring Me The Horizon, além do próprio Duplantier, doaram instrumentos e trabalhos para a campanha de arrecadação, que pode ser vista clicando aqui.

Tanto o lucro obtido com o single como os valores arrecadados com a campanha beneficente serão direcionados para a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), entidade criada pelo movimento indígena no Acampamento Terra Livre de 2005. “Não queremos apenas lançar uma música chamada Amazônia – queremos fazer algo além disso. Como artistas, sentimos a responsabilidade de oferecer uma maneira para as pessoas agirem”, diz Duplantier.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora