Mulheres destacam a diversidade rítmica brasileira em álbum

Trio que Chora lança “Onze” no Teatro Brincante, em São Paulo, neste sábado

Foto: Divulgação

Jornal GGN – Três mulheres unidas no palco e no embalo da música popular, o Trio que Chora apresenta seu segundo álbum, Onze, no sábado, 23 de fevereiro. Elevando as ramificações do choro e sua união com o baião, frevo, samba, marabaixo e arrasta-pé, o espetáculo musical acontece no Teatro Brincante, na capital paulista.

Foi em 2007, que Marta Ozzetti, Rosana Bergamasco e Cássia Maria decidiram mergulhar na pesquisa do choro e elevar seu resultado no palco. Desde então, composições de autores tradicionais e contemporâneos contribuem com este trabalho de arranjos próprios e composições, que harmonizam o som da flauta, ao violão sete cordas e instrumentos de percussão como cajon, xequerê, berimbau de boca, caxixi, agogô, tamborim, zabumba.

No novo álbum, as mulheres e expressam as vivências musicais ao longo de suas carreiras, com uma produção autoral e de arranjos coletivos. Um trabalho que soma a vida de três musicistas, que compartilham do prazer que é poder ensinar outras pessoas por meio da música.

No violão de 6 e 7 cordas, Rosana Bergamasco aos 12 anos já ensinava os macetes do seu instrumento. Já, Marta Ozzetti mestre em Performance em Flauta e integrante da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, assina dois livros didáticos dedicados ao ensino de flauta em escolas do Projeto Guri do Estado de São Paulo. E completando o trio, a percussionista e compositora, Cassia Maria fez faculdade de Musicoterapia e deu aulas para crianças carentes na Secretaria do Menor.

Todas essas experiências dão vida ao repertório de Onze, que apresenta as músicas Mensageiro dos Ventos (Rosana Bergamasco), Ovo (Hermeto Pascoal) / Delicado (Waldir Azevedo), Bambino (Ernesto Nazareth -DP), Paçoca (Rosana Bergamasco), Cantar (Godofredo Guedes), Mas quem disse que eu te esqueço (Hermínio Bello de Carvalho / Dona Ivone Lara), Chorando para Pixinguinha (Toquinho), Mazagão Velho (Dante Ozzetti), Davilicença (Moraes Moreira / Armandinho), Arrasta-pé (Waldir Azevedo) e Receita de samba (Jacob do Bandolim).

Em 2012, o Trio que chora lançou seu primeiro cd, Setembro, com explora ritmos como a valsa, o samba, o forró, a ciranda e o choro, por meio dos clássicos de Zequinha de Abreu, Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo e compositores como Paulinho da Viola, José Miguel Wisnik, Luiz Tatit, Rosana Bergamasco, Edmilson Capelupi, Ian Guest, Thadeo Romano, Toninho Ferragutti e Zé Barbeiro.

Serviço

Trio que Chora lança Onze

Leia também:  Menino acordado pro mundo, no vasto seringal do Acre...

Local: Teatro Brincante                                                                                       

Endereço: Rua Purpurina, 412 – Vila Madalena, São Paulo – SP                       

Quando: 23 de fevereiro, sábado, às 21 horas

Ingressos: na bilheteria R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia). Antecipado no site Sympla R$ 20

Mais informações: (11) 3816-0575

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome