O mais novo escândalo de Donald Trump. Agora, no Brasil, por Luis Nassif

É curiosa a cobertura dos escândalos do BRB (Banco Regional de Brasilia).

Mandam as regras jornalísticas que personagens mais conhecidos merecem mais cobertura. E o escândalo envolvia um neto de ex-presidente da República e filhos e nora de um ator famoso de televisão. Deu-se o destaque devido.

Só não se reparou no fato que dá uma dimensão internacional ao escândalo. O golpe de Paulo Renato de Oliveira Figueiredo, o neto, e de Diogo Cuoco, o filho, foi com os controladores do Trump Hotel na Barra da Tijuca.

Hoje o hotel pertence a terceiros. Mas, na época do golpe, era de propriedade dele mesmo, Donald Trump. A incorporação foi feita por Paulo Renato, CEO do grupo  Polaris Projetos e Empreendimentos, conservador militante e diretor de Relações com o Mercado do Instituto Liberal.

No dia 20 de novembro de 2015, El Pais publicou uma reportagem sobre a parceria. A aliança foi em 2013, para a construção de um hotel super luxo na Barra da Tijuca, que custou US$ 120 milhões. Tem 170 apartamentos e estreiou a tempo para as Olimpíadas. A suíte presidencial tinha diárias de um milhão de dólares.

O jovem empreendedor elogiou Trump: “Eu sou latino e Donald Trump me trata estupendamente. A quantidade de latinos que trabalham para ele é imensa, as babás dos netos dele são mexicanas… Essa imagem de racista que tentam construir não existe”.

Segundo ele, Trump passou a lhe dar atenção quando revelou que era neto de um ex-presidente da República. Aliás, comprovando que, a exemplo de Putin, Trump alicerçava seus negócios em parcerias políticas em cada país.

Leia também:  PF vira mamulengo de milícia, por Luís Costa Pinto

Aliás, o projeto de Trump chegou a ser saudado como o maior desenvolvimento urbano dos países do BRICS.

O escândalo deve repercutir em breve nos Estados Unidos, no momento em que se descobre que as jogadas de Trump com a Rússia envolviam seus interesses imobiliários em Moscou. Embora Trump não tenha se envolvido diretamente com a construção do imóvel, é mais um claro exemplo das parcerias duvidosas em que se meteu. E também mais um episódio em que aventureiros, como esse Paulo Figueiredo, se valem da carreira pública – no governo Eduardo Paes – como trampolim para as grandes trapaças.

Da mesma maneira que o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, cujo despreparo só encontra paralelo em sua falta de escrúpulos nos cargos públicos que exerceu.

Esse é novo personagem que emerge naquilo que o Ministro Luis Roberto Barroso chama de reconstrução do país. Nos próximos meses, ainda haverá muita história sobre esses novos gestores.

A vingança permanente de Moro

O impedimento para que o ex-presidente Lula pudesse ir ao enterro de seu irmão é um dos episódios mais ignóbeis da história da República. Em pleno regime militar, Lula foi autorizado a sair da prisão para o enterro da mãe. Agora, perpetua-se uma perseguição implacável, covarde, a ponto de merecer uma censura do próprio vice presidente da República, General Hamilton Mourão

O grau de mesquinharia da juiz Lebbos, do Ministro da Justiça Sérgio Moro – a quem a Polícia Federal, a quem coube o veto, é subordinada – é de verdugos, não de guerreiros da purificação ideológica da raça.

Leia também:  Xadrez das perdas brasileiras com o acordo EUA-China, por Luis Nassif

 

 

 

 

 

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

14 comentários

  1. moro age à margem da lei

    moro age à margem da lei constantemente, portanto é um marginal. Seu compadre, outrora sócio da sua mulher,  que vende delações, Gravações de presidentes fora da lei, ações coercitivas de presidente, desregradas, prejuízos de bilhões à petrobras, sem contar ganhos de auxílio moradia , nosso dinheiro, mesmo tendo imóvel próprio na cidade. Parcerias estranhas com notório doleiro. Se isso tudo não for bandidagem, o que seria?

  2. O outro jogou pra
    O outro jogou pra galera……

    Se quisesse mandaria o justiceiro arranjar transporte pra levar Lula, afinal, um está fazendo as vezes de presidente, e o outro lhe é subordinado, logo……quem tem gogó pra reclamar somos nós pobres mortais, o cidadão tem a caneta, não a usou por que não quis….

    Ninguém nesse governo de paquidermes é digno de confiança, não caio na lábia escrota dessa turma….. ninguém deveria dar crédito ao que falam,

    E todos desse desgoverno são inimigos declarados de Lula, e agem como tal, falar meu irmão, até o papagaio fala…….

  3. Em ordem das coisas:
    1) Se o

    Em ordem das coisas:

    1) Se o escândalo do BRB bater mesmo nos EUA por causa do Trump, tenho certeza que a imprensa brasileira fará cara de “oiqestáacontecendo”

    2) Às vezes parece que o objetivo da juíza e do seu chefe-atual-ministro é uma foto de Lula morto, já que em nenhum momento o presidente baixou a guarda pra eles, e que só não mandam a PF ir lá e matá-lo na calada da noite porque daria demais na telha.

  4. FOI O SAVONAROLA –
    FOI O SAVONAROLA – Mourão, presidente em exercício, concordou com o cumprimento da lei que garante o direito líquido e certo a Lula de ir ao velório de seu irmão Vavá, até mesmo por questão humanitária, disse .

    No entanto a ordem para cercear o direito de Lula, veio de quem mesmo senão de Moro, que comanda a PF.
    Moro, o partidarismo a maldade e a parcialidade no poder e que, repito, comanda a PF, cerceou, mais uma vez, o direito de Lula. Aliás, quando não tinha tantos poderes e curtia suas férias na Europa, fez das tripas coração para mpedir que o HC concedido a Lula fosse cumprido.

    Lula é o principal símbolo de oposição a Moro e demais golpistas, inclua-se aqui os EUA e abutres. Para que a dinastia Bozo fosse eleita, Moro teve que prendê-lo sem que tenha cometido crimes.

    O regime golpista, conduzido por uns bostas bananeiros, que só sabem rapinar o país e entregar nossas riquezas, se cagam de medo de Lula. Como diria Darcy Ribeiro: temos uma elite má, sovina, perversa, que não deixa o país avançar. Que o povo se organize e ponha abaixo esse circo de horrores….

    A alegação de que a lei não poderia ser cumprida por falta de logística da PF de Moro foi o que retirou o direito líquido e certo de Lula:

    Preso impedido de ir a enterro do pai por falta de funcionários será indenizado

    Por Jomar Martins

    O Estado responde objetivamente pelo descumprimento de ordem judicial, a teor do que dispõe o artigo 37, parágrafo 6º, da Constituição Federal. Logo, a falta de agir é causa direta e imediata de possível dano, o que implica reparatória à parte prejudicada. O fundamento levou a 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul a condenar o estado a pagar R$ 3 mil de indenização por danos morais a um detento impedido de ir ao enterro do pai. Mesmo com a autorização judicial, o juízo de origem negou a indenização, aceitando o argumento que não havia agente penitenciário para acompanhar o preso.

    Para o colegiado, o diretor da casa prisional não poderia questionar a ordem judicial, mas apenas cumpri-la. Também refutou o argumento de falta de ‘‘efetivo funcional’’ para eximir o ente estatal de sua responsabilidade, tese aceita no primeiro grau.

    ‘‘Assim, evidenciando que a ordem judicial deixou de ser cumprida por falta de agentes públicos para realizar a escolta do autor, evidente a omissão específica em que incorreu o Estado, ensejando o dever de indenizar. Veja-se que, in casu, o Estado estava obrigado a agir, mas não o fez, configurando-se a falha na prestação de seus serviços’’, escreveu no acórdão o desembargador-relator Paulo Roberto Lessa Franz.

    O tipo de dano causado ao detento-autor, na modalidade in re ipsa, conforme o relator, ‘‘dispensa maiores digressões’’ diante do presumível abalo psíquico. Assim, o abalo não precisa nem ser provado para a sua caracterização. O acórdão foi lavrado, à unanimidade, na sessão de julgamento realizada dia 25 de setembro.

    O autor estava preso em regime fechado, no Presídio de Passo Fundo, quando soube da morte do pai. Por meio do seu procurador, pediu autorização do juiz da execução criminal para acompanhar a cerimônia de enterro, o que foi deferido.

    Leia mais

    https://www.conjur.com.br/2014-out-27/preso-impedido-ir-enterro-pai-indenizado-estado

    • Pequena observação

      Maquiavel, sobre Savonarola, escreve numa carta que é um “profeta desarmado que nada pode contra a força”.

      Mourão não se encaixa no quesito desarmado…

    • temos uma elite má, sovina,

      temos uma elite má, sovina, perversa, que não deixa o país avançar. Que o povo se organize e ponha abaixo esse circo de horrores….

      Pena que nosso povo também é mai, sovino e perverso !!!

      Nada disso aconteceria se o nosso povo prestasse !!!

      O Brasileiro é um lixo humano !!!! 

  5. Agora entendo perfeitamente

    Agora entendo perfeitamente porque Vargas preferiu se matar a cair nas mãos do Moro da época ( Lacerda ). Como estadista de peso, antevia toda a humilhação que sofreria na mão dos seus inimigos. Preferiu um gesto extremo a ser humilhado – e com seu gesto e mais a atuação de uma figura grandiosa do exército ( e hoje esquecida ) o general Lott , adiou o golpe em uma década e possibilitou o governo JK, que colocou o Brasil no mapa da industria mundial. Espero que esse gesto escroto de não deixar Lula ir ao enterro do irmão faça o Lula mudar sua equipe de defesa pra tentar outro caminho. Esse do Zanin cara dde bonzim de acreditar que há justiça não dá mais. Esse gesto foi a confissão de que não há lei nenhuma pra Lula. 

  6. Pela CBN essa antes provável

    Pela CBN essa antes provável liberdade de Lula para estar no velório do irmão, que também era tido como um amigo do peito, primeiro surgiu como tendo Lebbos carecido da aprovação da Lava Jato. Tudo feito na medida para se negar mais um pedido de Lula, sendo que desta feita a situação é de misericórdia, de um ato humanitário que até mesmo em tempos idos de ditadura, um psicopata como R. Tumam permitiu a saída do Líder para velar a mãe, o que significa que, apesar d vivermos numa aparente democracia, para Lula é muito mais uma ditadura pior que aquela. 

    Nesta madrugada a CBN já traz uma outra versão para Lula não estar em SP para o velório e enterro do mano. É dito que o helicóptero que poderia trasnportá-lo encontra-se a serviço em MG pelo desmantelo causado pela Vale ao povo mineiro, e pela segunda vez. E até dizer que por essas e outras não haveria mais tempo para atender a demanda de Lula, como se quem ouve tais informações fosse um bando de descerebrados. 

    Desde a notícia da morte de Vavá esses capas-pretas já estavam tergiversando entre eles para chegarem a esse veredidto. 

    Uma falta de humanidade, de respeito pelos direitos humanos, um sem-sentido, a não ser que contemos com a realidade maior que é a de Lula prosseguir sendo um preso político, que mete muito medo nesses carrascos, abutres, enquanto sabem que Lula em qualquer canto do Brasil promove manifestação de amor e carinho, porque, também sabem todos os odientos que uma vez solto no ano passado as eleições não teriam sido tão fáceis para o opositor. 

    Amanhã outros grandes jornais do mundo irão ratificar o óbvio: que Lula é preso político, e que o Brasil perdeu sua moral e vergonha em definitivo, pelo menos enquanto se preservar a imagem desses togados crimiosos, desrespeitosos com o a Constituição.

     

     

  7. O Universo é Sábio. Tá dando

    O Universo é Sábio. Tá dando toda oportunidade a essa corja para que eles exerçam toda a sua maldade para que logo em seguida venha a correção. E aí, quando os amaldiçoados estiverem sofrendo, alguns ainda sentirão piedade.

  8. Decadência

    O neto do ex-presidente militar João Figueiredo é, no minimo, um arrivista? O avô ficaria terrivelmente envergonhado em ver a lastima moral do neto. Sinais desses tempos. 

  9. “no momento em que se

    “no momento em que se descobre que as jogadas de Trump com a Rússia envolviam seus interesses imobiliários em Moscou”

     

    Não entendi. Que jogadas?

  10. É interessante este

    É interessante este capitalismo, que depende de favores do Estado e de conexões com o Poder Público, para ir em frente. Afinal, privatizemos os lucros e socializemos os prejuízos. Nada como a Verdade para liquidar com o discurso rasteiro e pobre da meritocracia. E aqui em SP, elegemos o dono do LIDE apenas para fazer negócios(com nosso patrimônio)

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome