Total de investidores no Tesouro Direto bate recorde em março

Programa de venda de títulos públicos tem maior demanda desde criação do programa, em 2002

Títulos corrigidos pelo IPCA são os mais vendidos no período

Jornal GGN – O Tesouro Direto encerrou o mês de março com um volume recorde de investidores. Levantamento elaborado pela Secretaria do Tesouro Nacional mostra que o programa de vendas de títulos públicos a pessoas físicas registrou a adesão de 33.456 participantes no mês passado, maior procura mensal desde a criação do programa, em 2002.

O total de investidores cadastrados no Tesouro Direto soma 708.711, o que representa incremento de 46,3% apenas nos últimos 12 meses. No mês passado, as vendas de títulos públicos pela internet somaram R$ 1,75 bilhão. O montante é o segundo maior do ano, perdendo apenas para janeiro: R$ 1,848 bilhão. O recorde histórico foi registrado em maio do ano passado, quando as vendas tinham totalizado R$ 2,411 bilhões.

No mês passado, os títulos mais vendidos foram os corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, que concentraram 60% das vendas.

Em segundo lugar, vieram os papéis vinculados à taxa Selic (juros básicos da economia), que responderam por 27% das vendas, e, em terceiro, os títulos prefixados (com juros definidos antecipadamente), que responderam por 13% das vendas. Os investimentos de menor valor continuaram a liderar a preferência dos aplicadores. As vendas abaixo de R$ 5 mil concentraram 66,7% do volume aplicado no mês.

Em relação à composição do estoque por prazo, tem-se que 5,2% dos títulos vencem em até 1 ano. A maior parte, 49,6%, é composta por títulos com vencimento entre 1 e 5 anos. Os títulos com prazo entre 5 e 10 anos, por sua vez, correspondem a 28,6% e os com vencimento acima de 10 anos, a 16,7%.

Com o resultado de março, o estoque do Tesouro Direto registrou um montante de R$ 29,3 bilhões, o que significa aumento de 4,7% em relação ao mês anterior (R$ 28,0 bilhões) e aumento de 75,5% sobre março de 2015 (R$ 16,7 bilhões).

Em relação à rentabilidade acumulada no mês, a pesquisa destaca a rentabilidade dos títulos Tesouro Prefixado 2023, Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2027 e Tesouro IPCA+ 2035, que registraram variação de, respectivamente, 14,08%, 13,78% e 20,81% no mês. No que se refere à rentabilidade acumulada em doze meses, destaque também para o título IPCA+ 2035, com alta de 17,06%.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

    • Se o fizerem em menos de 2

      Se o fizerem em menos de 2 anos, o imposto de renda é brabo!

      Exceto os títulos, Selic, os outros são marcados a mercado, se houver muito resgate o preço cai.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome