Varejo cai 5% no acumulado em 12 meses

Resultado marca recorde negativo na série histórica iniciada em 2010

Jornal GGN – O movimento do comércio varejista caiu 5% em abril, na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (maio/15 até abril/16 contra os 12 meses antecedentes), de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na comparação mensal dos dados com ajuste sazonal, o mês de abril apresentou queda de 0,4% frente a março, mas a perda apurada ante 2015 foi de 5,2%.

Na análise mensal, dentre os principais setores, o setor de “Móveis e Eletrodomésticos” apresentou queda de 2,3% entre março e abril, descontados os efeitos sazonais. Nos dados sem ajuste sazonal, a variação acumulada em 12 meses foi de -7,9%.

A categoria de “Tecidos, Vestuários e Calçados” caiu 0,6% no mês, expurgados os efeitos sazonais. Já na comparação da série sazonal, nos dados acumulados em 12 meses houve recuo de 5,7%.

A atividade do setor de “Supermercados, Alimentos e Bebidas” subiu 1,1% no mês, na série dessazonalizada. Na série sem ajuste, a variação acumulada em 12 meses recuou 4,3%. Por fim, o segmento de “Combustíveis e Lubrificantes” apresentou queda de 0,2% no mês – considerando dados dessazonalizados. Na série sem ajuste, a variação acumulada em 12 meses apresentou queda de 4,4%.

De acordo com a Boa Vista SCPC, o resultado marca novo recorde negativo na série histórica dos valores acumulados em 12 meses, iniciada em 2010. Em termos mensais, a pesquisa mostra que o desempenho apurado em abril “intensifica a tendência de queda mostrada pelo varejo desde julho de 2015, quando entrou em território negativo”, devido a fatores como aumento dos juros, piora do mercado de trabalho e inflação em patamar elevado.

Com as mesmas adversidades vivenciadas no ano passado, as vendas do varejo para o ano deverão permanecer negativas até o final do ano, marcando outro ano consecutivo de desempenho negativo do setor.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome