A ação articulada pelos Bolsonaro para implodir a quarentena

Bastou Bolsonaro, pai, dar o tiro de largada, para uma campanha nacional começar a mobilizar fanáticos por todo o país, valendo-se do desespero das pessoas com a economia parada

Os Bolsonaros mostram mais uma vez sua incrível capacidade de mobilizar pessoas para o mal. Bastou Bolsonaro, pai, dar o tiro de largada, para uma campanha nacional começar a mobilizar fanáticos por todo o país, valendo-se do desespero das pessoas com a economia parada.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Para Roberto Romano, instituições nunca estiveram tão frágeis

18 comentários

  1. Os dementes e apoiadores desta insensatez, quando doentes e sem recursos médicos devem se dirigir no manicômio presidencial no Alvorada.

  2. Nassif. A mobilização com estes fanáticos é permanente. Agora é esse fato. Mas desde antes da eleição, durante e sempre, a produção de fake news que mantém esse pessoal cego e fanatizado é constante, diária.
    Continuam chamando-o de mito.

    12
    1
  3. A mídia que neste momento é mais procurada, tem mais audiência, poderia fazer a campanha anti-terror com dose de medo, ao mostrar certas imagens e falas de profissionais da saúde e salientarem sobre os riscos de nestes momentos, de proximidade do estrangulamento nos atendimentos, quando o governo vem atrasando entrega de suprimentos e negando a possibilidade de que profissionais da saúde façam testes, os estressando e apavorando ainda mais, que saírem as ruas os colocam sob risco de serem agentes numa possível infestação de vírus em seus domicílios. Infelizmente, o gado no cabresto parece só caminhar com base em chicotadas.

    • Paradoxalmente, tirando a Globo (no lado bozo-pessoal e começando a entender que Guedes não é preparado), todas as redes de TV estão agindo com assessoria de imprensa escancarada, por ordem de seus donos e diretores de jornalismo (vide posições públicas e escandalosas de Marcelo de Carvalho, Edir Macedo e SS).

      Vamos lembrar que até a “The Economist” (aquela revista comunista cubano-venezuelana impressa na Grã-Bretanha), em referência àquele psicopata romano, já apelidou nosso mito adolinquente de:
      BolsoNero!

      10
  4. Uma coisa é Bolsonaro, péssimo, fora de lugar, e livre fazendo coisas absurdas. Outra é a histeria tomando conta de pessoas que podem se dar ao luxo de ficar ociosas em casa com a vida tranquila.
    Se a economia parar como alguns infantilizados querem, teremos uma espécie de guerra civil sem controle e sem referenciais explodindo em todo canto.
    Aqui onde moro (Vix) um assaltante foi morto ontem a faca tentando entrar pela janela de um apartamento no bairro mais nobre da cidade. Quando o desespero bater nos milhóes de famintos, não venham reclamar!

    1
    14
    • Se o assaltante tivesse respeitado a quarentena, os ricaços não o teriam assassinado.

      Se não houvesse quarentena, o assaltante não teria tentado praticar crime contra o patrimonio?

      Bolsominions usam a cabeça apenas para separar as orelhas?

  5. Dividir para conquistar.
    Confundir para convencer.
    Enfraquecer para domar.
    Com certeza, os “empresários” (?) tipo Havan, Riachuelo, Bispos e quetais, estão há muito buzinando nas orelhas de burro, digo Bozo desde sempre e provavelmente patrocinando a campanha com algum tipo de compensação e conexão direta com o “escritório do crime”, digo, “gabinete do ódio”, instalado com dinheiro público no palácio do planalto.
    Não é que vão quebrar. É que não aceitam sequer pagar a sua parte da pandemia.
    Prejuízo que, fechados ou abertos teriam, em um grau maior ou menor para eles.
    A sabida e tradicional visão deles é sempre maximizar ganhos.
    Ainda que com prejuízos alheios, sejam eles quais forem.

  6. O que a desobediência à quarentena , agora recomendada por um irresponsável na cadeira presidencial, pode ter a ver com o CE ser o estado do nordeste com o maior número de casos – um aviso aos desobedientes de quarentena que podem acumular ao menos 5 riscos:
    – risco de inoculação do vírus, sem ter anti-corpos
    – contribuir para a migração do vírus ao seu domicílio e familiares
    – infecção no início do pior período da pandemia, quando os hospitais vão ficando sem leitos com respiradores disponíveis, já que estes ficam ocupados por 3 semanas, em média
    – serem rotulados como retransmissores devido à desobediência e colocado sua coletividade em risco
    – ser investigado pelo sistema de repressão do estado, por ato semelhante ao terrorismo

    Por que o Ceará é o epicentro do coronavírus no Nordeste – do UOL

    Um casamento na Bahia e o aeroporto de Fortaleza estão por trás da explosão de casos de covid-19 no Ceará, na avaliação de especialistas…. O casamento que teria impulsionado a doença ocorreu no dia 7 na Bahia, em Trancoso, distrito de Porto Seguro (BA). O responsável pela contaminação seria o empresário Cláudio Henrique do Vale Vieira, que é cearense e dias antes fez teste para covid-19 por apresentar sintomas da doença. Mesmo com a recomendação de ficar em quarentena aguardando o resultado, ele viajou com mais nove pessoas à cerimônia. Por conta dessa ida, o Ministério Público da Bahia abriu inquérito para apurar a suposta violação das regras de quarentena do empresário…

    Veja mais em https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/03/27/por-que-o-ceara-e-o-epicentro-do-coronavirus-no-nordeste.htm

  7. Uma das cidades citadas acima Uberlândia, teve resposta do MPF e MP estadual, com recomenação para que a a PM intervisse e não permita tal manifestação. Falta honestidade ao PGR adotar medida semelhante à nível nacional.

  8. Hoje,o prefeito de Milão,na Itália,pediu desculpas por ter compartilhado um vídeo onde conclamava a população a não parar. Talvez o perdão lhe possa ser concedido pelo momento em que foi feito,onde o conhecimento sobre a barbárie ainda não eram tão intensos como o de hoje.
    Todavia,com o conhecimento das curvas de infectados e de letalidade disponíveis hoje,acredito que esses que tentam insuflar a volta desordenada e generalizada do trabalho devem ser registrados para,se sobreviverem a esta pandemia,possam ser levados à justiça para que sejam julgados por homicídio doloso.

  9. “Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro, e vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se nunca tivessem vivido”.

    Dalai Lama

  10. Em relação a nao dar gás a estes malucos, sugiro que não se reproduzam as convocações. Afinal, seguem orientacao de uma família que apesar de boiar por décadas na política nunca fez nada, salvo em causa propria pelas denuncias que temos acompanjado.
    Aliás, já até escrevi em outro post: os malucos sabem da merda, tanto que farão carreatas e nao passeatas.

    Agora, a imprensa de verdade, nao dos macedos ou silvios da vida, nao precisaria mencionar estes bostinhas, basta destacar coisas assim:
    https://www.google.com/amp/s/emtempo.com.br/cotidiano-mundo/196177/economista-que-era-contra-quarentena-morre-de-covid-19%3f_=amp6

    Tem idade nao mané. O bicho pega geral!

  11. Não individualizem o genocidio no miliciano-corno.

    As FFAA são corresponsáveis pelo genocidio imposto a população brasileira.

    Foram eles e são eles que estão no comando

  12. Primeiramente, esse desespero em relação à economia estar parada é o desespero da elite brasileira, o desespero do setor empresarial, para o qual pouco importa que os trabalhadores pobres morram desde que “produzam” e desde que eles, os empresários, estejam resguardados. Esta postura não deveria causar tanto escândalo, pois é a postura comum e essencial da elite em relação aos pobres do país, mas talvez pareça tão escandalosa porque atinge agora uma parte dos trabalhadores da classe média acostumada a dár-se auras de importância, evidentemente aquela parte dos trabalhadores de tal classe que, por sua vez, não possuem os meios econômicos para exigir que outros trabalhadores mais pobres do que eles retornem ao trabalho, em seus pequenos negócios empresarial-familiares (a parte da classe média que possui esse poder de exigência sobre outros trabalhadores mais pobres é propriamente a que está apoiando o governo do presidente atual em suas recomendações contra o confinamento). Eu digo que esse desespero com relação à economia é o desespero das elites e da referida parte da classe média porque os pobres do país, os essencialmente pobres, não desesperam e não podem desesperar de algo que é a realidade de sua situação quotidiana: pobreza, abandono, carência e fome (contra os quais eles lutam diariamente uma guerra de morte. Se estes pobres, ao longo da história do Brasil, houvessem desesperado, ou desesperado sem coragem na vida, teríamos em nossa história surtos periódicos de suicídios entre a massa pobre, bem como uma população imensa de criminosos e saqueadores, mas felizmente não é assim. Felizmente nessa massa ignorante, sem instrução, sem formação educacional segura, alienada de sua situação política, ainda se encontram muitos belos caráteres e muita coragem para existir (caráter e coragem formados não de educação formal ou de cultura letrada, mas de exigência vital e espiritual, de moral no sentido mais alto: manutenção da integridade de si frente às condições existenciais determinadas, isto significa simplesmente sobreviver honradamente, sem roubar, nem matar, nem prejudicar ninguém, apenas trabalhando. Moral simples de gente pobre).
    Os suicídios e o desespero covarde eles deixam para os frouxos e covardes: os empresários e a classe média reacionária. Obs: Sr. Luis Nassif, por favor pare de usar termos moralistas como: Os Bolsonaro mostram sua capacidade de mobilizar pessoas para o “mal”. Isto é jornalismo e jornalismo político, portanto a não ser que você queira passar a usar categorias de moral e teologia para criticar o atual governo (o que é um desserviço crítico aos leitores do blog), o que não deveria se aplicar, use termos propriamente políticos como: boa ou ruim, sensata ou irresponsável. Isto evita um tipo de leitura imprecisa e frágil dos fatos políticos do país, e consequentemente uma postura crítica igualmente frágil. Outra coisa, é bom não se esquecer que o atual presidente é simplesmente a representação do voto de milhões de eleitores, o Sr. Luis Nassif parece continuamente se esquecer disso e não proceder à uma crítica também desses mesmos eleitores (principalmente os eleitores de classe média e os eleitores pobres, visto que das elites nós sabemos o que esperar sempre), isto é limitar continuamente o debate político à uma visão unicamente institucional da política.

  13. Quando a COVID começou a grassar a província de Wu Han, acreditei numa ação agressiva dos estados unidos contra a China, com o objetivo específico de abalar economia daquele país(idéia que ainda não afasto) e confesso que minimizei a força e o poder do virus na sua capacidade de expansão e dano, achando que ele pudesse ficar circunscrito àquela região, como aconteceu com as outras cepas de vírus.
    Acreditei também ter havido um “aproveitar de ocasião” para a adoção de medidas políticas e econômicas que poderiam, e podem, transformar o mundo, especialmente no âmbito político e de liberdades pessoais.
    Achei e ainda acho que o capital vai “encher as burras” com a quebra da economia mundial, oferecendo “ajuda” a juros módicos tendo como garantia todo o patrimômio de quase todos os países do mundo – nunca mais se livrarão do endividamento.
    Mas, o que não se pode é desprezar a realidade da pandemia: o covid19 é contagioso e mortal. Ele contagia com eficácia e mata em muito breve tempo. Pior que isso, ainda não tem cura.
    Se o nosso “presidento” nos concita à desobediência sanitária sendo ele mesmo um recalcitrante contaminado (e contaminante), aguardemos os seus seguidores e torçamos para que não acordem mortos.

  14. Tem o lado positivo se for só carreata e a quarentena for mantida, o comércio permanecer fechado, nada mais mudar. Confraternizarão com seus iguais (ninguém imagina que ficarão só nos seus carros), muitos levarão a família toda, os que não levarem, no retorno abraçarão e beijarão os seus. Se alguém imaginar que estou com mau pensamento pode parar. Estou com muito mal pensamento, eles merecem.

  15. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome