Após esconder atos contra Bolsonaro, Estadão entrevista 14 especialistas para concluir que esquema com emendas dá impeachment

Na matéria, o Estadão afirma que Bolsonaro "reabilitou o toma lá, dá cá que já produziu vários escândalos no país"

Foto: Marcos Correa/PR

Jornal GGN – Um dia após ter sido duramente criticado por omitir em sua capa de domingo (20/05) os atos em todo o Brasil pela queda do governo Bolsonaro, o jornal Estadão resolveu publicar uma matéria que está em destaque no site na manhã desta segunda (31), destacando um possível “crime de responsabilidade” no esquema de Jair Bolsonaro para “comprar apoio no Congresso”. Cheio de dedos, o jornal precisou ouvir 14 especialistas para concluir que o esquema com as emendas parlamentares pode render impeachment do atual presidente da República.

Na matéria, o Estadão afirma que Bolsonaro “reabilitou o toma lá, dá cá que já produziu vários escândalos no país”. Entre os 14 entrevistados, todos defenderam um investigação rigorosa sobre as emendas de relator incluídas no Orçamento em 2019. E alguns, como o ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega, “viram indícios de crime de responsabilidade”, o que “pode levar ao impeachment do presidente por infração às leis orçamentárias e à Constituição.”

O GGN PRECISA DE SUA AJUDA PARA CONTINUAR NA TRINCHEIRA DA MÍDIA INDEPENDENTE.
CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

Leia também:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome