Bia Kicis afirma à PF que recebeu pagamento por vídeos no Youtube

Deputada afirma que ganhos não têm origem em vídeos editados por assessores

Foto: Câmara dos Deputados

Jornal GGN – Após a Câmara proibir que deputados usem o dinheiro da cota parlamentar para contratar serviços que possam gerar lucro na internet, a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) afirmou em depoimento à Polícia Federal que recebeu pagamento do Youtube por vídeos que publicou em seu canal.

No entanto, segundo a coluna de Bela Megale em O Globo, a deputada garantiu que esses ganhos não têm origem em vídeos produzidos com verba pública e que só monetiza vídeos em seu canal que não foram editados por assessores.

“Se eu postar qualquer vídeo com edição feita por pessoas que trabalham comigo, não monetizo. Nunca impulsionei minhas redes, meu conteúdo é orgânico”, afirmou Kicis à coluna.

A deputada teria recebido cerca de US$ 800, mais ou menos R$ 4 mil reais, ao longo de dois anos pelo conteúdo no Youtube. Ela também afirmou que continua recebendo por vídeos postados, porque youtubers afirmaram a ela que “canais não monetizados perdem relevância” na rede social.

A deputada é investigada no inquérito que apura atos antidemocráticos de apoiadores do governo Bolsonaro. Kicis teve o sigilo bancário quebrado no âmbito da investigação.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Bolsonaro coloca três militares em agência de proteção de dados

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome