Bolsonaro cancela urgência para reforma tributária de Guedes

Presidente pediu para o Congresso desconsiderar solicitação; medida deixa Alcolumbre livre para decidir se tema será engavetado ou não

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro pediu para o Congresso Nacional desconsiderar o pedido de urgência para o projeto de lei que cria a Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS), que unifica PIS-Cofins criando uma alíquota de 12%.

Em despacho publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (04/09), Bolsonaro pede que seja considerada “sem efeito, e, portanto, cancelada”, a urgência pedida na mensagem que trata do PL nº 3.887.

Segundo o jornal Correio Braziliense, o pedido faz com que o presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), tenha a pauta liberada e seja responsável por decidir se o tema será engavetado ou colocado no final da fila dos debates.

O projeto que cria a CBS é parte da reforma tributária prometida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, desde o ano passado. O ministro chegou a declarar que haverá um fatiamento na proposta, e um dos temas envolve a criação de um tributo sobre transações digitais nos moldes da antiga Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

 

 

Leia Também
Maia diz à Globo que “encerrou a interlocução” com Paulo Guedes
Pesquisa por telefone aponta Bolsonaro reeleito em 2022
“Ainda passa muita água embaixo da ponte”, diz Lula sobre popularidade de Bolsonaro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Bolsonaro diz que acabou com ‘pacotes de maldades’ contra agronegócio

3 comentários

  1. A lei não é para todos?

    Se sim, porque militares, promotores, juízes e parlamentares ficarão de fora da reforma administrativa?

  2. Não é o momento de colocar uma medida que irá, novamente, prejudicar os mais pobres.
    Um santo.
    Se for o caso, é esperar para depois de 2022, quem sabe…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome