Bolsonaro publica exoneração de Valeixo sem assinatura de Moro

Presidente admitiu erro e republicou documento; pela manhã, ex-ministro considerou ‘ofensivo’ publicação de seu nome no Diário Oficial da União

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro publicou a exoneração do diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, com a assinatura eletrônica do então ministro da Justiça, Sergio Moro. Contudo, Moro não assinou o documento.

“Fiquei sabendo pelo Diário Oficial, não assinei esse decreto”, disse o ministro, segundo informações do jornal Folha de São Paulo, ressaltando que isso foi algo “ofensivo” e que “foi surpreendido”. “Esse último ato foi uma sinalização de que o presidente me quer fora do cargo.”

Bolsonaro terminou por admitir o erro e retirou o nome de Moro do documento, que foi republicado em edição extra do Diário Oficial da União na noite desta sexta-feira (24) sem o nome de Moro abaixo do de Bolsonaro.

Na medida, é informado que o ato foi “republicado por ter constado incorreção quanto ao original”. No lugar de Moro, são citados os nomes dos ministros Braga Netto (Casa Civil) e Jorge Oliveira (Secretaria-Geral da Presidência).

O primeiro ato de exoneração foi publicado na madrugada como “a pedido” de Valeixo no Diário Oficial, com as assinaturas eletrônicas de Bolsonaro e de Moro.

 

Leia Também
Aras pede ao Supremo inquérito sobre Bolsonaro
Moro procurou Bolsonaro durante a campanha eleitoral, admite presidente
Mídia esqueceu que Moro passou informações privilegiadas a Bolsonaro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora