Boulos aparece em segundo lugar em pesquisa sobre eleição em SP

Numericamente em segundo lugar, o candidato do PSOL à Prefeitura de SP está tecnicamente empatado com Bruno Covas e Celso Russomanno

Jornal GGN – O candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos, é o nome do campo de esquerda melhor colocado na pesquisa eleitoral feita pelo Atlas Político, divulgada nesta sexta (11) pelo site El País.

Segundo o jornal, a disputa começou embolada, com os quatro primeiro colocados tecnicamente empatados, porque a margem de erro é de 3 pontos percentuais.

O prefeito Bruno Covas (PSDB) aparece com 16% das intenções de voto, seguido por Boulos, com 12,4%, Celso Russomanno (Republicanos), 12,3% e Márcio França (PSB), 11,5%.

Marta Suplicy (Solidariedade) soma com 4,2%, mas nesta semana ela anunciou que apoiará a reeleição de Covas. Joice Hasselmann (PSL), Jilmar Tatto (PT) e Andrea Matarazzo (PSD) têm 2,1%. Arthur do Val (Patriota), 1,9%, Filipe Sabará (Novo), 1,1%, e Orlando Silva (PC do B), 0,8%.

COVAS É FAVORECIDO

Na visão de Andrei Roman, CEO da Consultoria Atlas, o resultado fortalece Covas. “Ele já aparece na liderança numérica e tem mais recursos que os demais candidatos para se manter na disputa”, disse. Covas ainda é menos rejeitado que Boulos e Russomanno. “França é o candidato mais perigoso para o Covas [no segundo turno]”, comentou.

A rejeição ao candidato do PT, Jilmar Tatto, é de 62%. A rejeição a Boulos é de 57% e de França, 38%. A deputada federal Joice Hasselmann é a candidata mais rejeitada entre todos, 72%.

POR NICHO

Ainda de acordo com a pesquisa, Covas vai melhor entre as mulheres (24%), enquanto França desempenha bem entre homens (15%). Russomanno é favorito entre evangélicos (27%). Covas, entre católicos (17%). Boulos, entre agnósticos/ateus: 37%. Boulos também vai melhor entre eleitores com ensino superior (20%), enquanto Covas lidera entre os que têm até o ensino fundamental (18%).

Além de levar vantagem no voto evangélico, Russomanno parece ser o herdeiro de Jair Bolsonaro. 18% dos que elegeram o presidente em 2018 preferem o candidato do Republicanos. Mas a consultora ressalta que ainda é cedo para saber, pois o campo da direita tem ao menos quatro candidatos.

AVALIAÇÃO DE COVAS

Ainda de acordo com a Atlas Político, Covas “pode enfrentar problemas ao longo da campanha, uma vez que segundo a pesquisa sua gestão é vista como ruim/péssima por 45,4% dos entrevistados. Outros 35,3% a consideram regular, e 16,6% acreditam que o prefeito está fazendo um trabalho bom/ótimo.”

REPROVAÇÃO DE BOLSONARO

A pesquisa ainda apurou que Bolsonaro é reprovado por 56,7% dos entrevistados, ante 40,4% que aprovam a gestão do presidente (2,9% não souberam responder).

O primeiro turno da eleição 2020 será realizado em 15 de novembro, e o segundo no dia 29 do mesmo mês.

A pesquisa ouviu 1.514 pessoas entre 26 de agosto e 1º de setembro, via internet, e foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número SP06002/2020.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora