Coronavírus: laboratório promete vacina até o final do ano

AstraZeneca concordou em fabricar e distribuir vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, caso tratamento seja eficaz

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Uma vacina contra o coronavírus pode estar disponível para uso limitado até o final deste ano, segundo declarações do executivo-chefe da farmacêutica AstraZeneca, Pascal Soriot.

Em entrevista ao site britânico BBC, Soriot explica que a empresa concordou em fabricar e distribuir uma vacina contra a doença que está em desenvolvimento pela Universidade de Oxford, desde que o tratamento se mostre eficaz.

A universidade britânica deu início aos testes em humanos na Europa na última semana. De acordo com Soriot, o histórico da equipe de Oxford é expressiva, com tecnologia avançada. A AstraZeneca saberá se sua confiança será bem empregada.

O professor Sir Bell Bell, professor de medicina da Regius na Universidade de Oxford, disse que o acordo era importante para “ver se conseguimos fazer com que essa vacina funcione, seja fabricada e distribuída no Reino Unido e no mundo”.

 

Leia Também
Ministério da Saúde deve responder sobre subnotificações do coronavírus à PFDC
Resultados preliminares mostram que anticoagulante melhora respiração de pacientes graves com Covid-19
Remdesivir está na pauta de tratamentos de coronavírus, mas sem resultados conclusivos

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora