De olho em 2022, Doria quer dar secretaria ou contratar consultoria de Moro

"se Doria e Moro se acertarem, o governador reforçará posições na centro-direita rumo a 2022", diz jornal

Jornal GGN – É destaque na coluna do Estadão que o governador João Doria está só aguardando o fim da quarentena de Sergio Moro – que se dá em outubro – para convidá-lo a assumir um cargo dentro do governo de São Paulo.

O ex-juiz e ex-ministro de Jair Bolsonaro poderia ficar com a Secretaria de Justiça e Cidadania – o que seria mais difícil, pois o atual titular, Paulo Dimas, é “apadrinhado” pelo Tribunal de Justiça de São Paulo – ou Secretaria de Segurança Pública.

Doria também cogita contratar apenas uma consultoria de Moro neste último setor. “O mais importante para Doria é ter Moro, desafeto de Jair Bolsonaro, ao seu lado”, descreveu o jornal.

Além disso, segundo o Estadão, “se Doria e Moro se acertarem, o governador reforçará posições na centro-direita rumo a 2022.”

Moro já participou de eventos organizados pelo grupo Lide, liderado por Doria antes de assumir o governo. O prestígio que o ex-juiz conferiu ao tucano até foi questionado pela defesa do ex-presidente, que aponta suspeição por parte de Moro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora