Dirceu, como o maior amigo e o maior inimigo de Fidel celebraram a paz, por André Araújo

ZE DIRCEU, O TALLEYRAND BRASILEIRO – Poucos politicos brasileiros tem a flexibilidade mental, o auto controle e a mente organizada como o ex-Ministro José Dirceu. A ele se deve a existencia do PT, sem sua capacidade de organização de um lado e de estrategia de composição de forças de outro o PT não teria existido e Lula poderia no maximo ser um lider sindical, como Paulinho da Força. Foi graças a Dirceu que o projeto do PT se materializou.

Talvez porisso Zé Dirceu é alvo recorrente das forças antipetistas que se aglutinam de forma ciclica por espasmos.

Antes do PT ganhar a primeira eleição em 2002 o Governo dos EUA estava preocupado com a surgencia de um novo Chavez na America do Sul, seria Lula igual ou pior que Chavez? A importancia estrategica do Brasil é muito maior que a Venezuela, Equador e Bolivia somados e multiplicados. A preocupação de Washington era real e justificada.

Quem representava essa nova força de esquerda, qual personagem seria o cerebro do movimento que estava por ganhar o governo do Brasil, aliado historico dos EUA?  Não houve necessidade de pesquisa, o cerebro era Zé Dirceu.

O governo Bush precisava um reconhecimento estrategico antes da eleição. Otto Reich, Subsecretario de Estado para o Hemisferio Ocidental que tinha a seu cargo a America Latina veio a São Paulo secretamente para se encontrar com Zé Dirceu. A reunião durou seis horas em um sábado, com a presença tambem da Embaixadora dos EUA e do Consul Geral em São Paulo, alem de William Perry, conselheiro politico do Departamente de Estado e considerado lá o maior especialista em Brasil, acompanhou pessoalmente e in loco todas as eleições brasileiras desde a redemocratização. Nesse encontro Zé Dirceu expos o plano de voo do PT, o projeto economico e social e deu as garantias da

preservação dos caminhos institucionais do Estado brasileiro. Dessa reunião surgiram acordos tácitos  que garantiram o apoio do governo dos EUA ao novo governo a ser eleito, as pesquisas já davam como quase certa essa eleição.

Livro recente dá outra versão como sendo um aval de Fernando Henrique Cardoso para o governo patista usando suas relações em Washington. Essa versão tem um problema. FHC sempre teve otimas relações com o Partido Democrata e especialmente com o ex-Presidente Clinton MAS seu relacionamento com os Republicanos era frio, especialmente com os Republicanos neocons, como era o grupo Bush. Explica-se: Os Republicanos historicamente detestam intelectuais, especialmente de esquerda, categoria onde FHC desponta como principe. Detestam ainda mais intelectuais de esquerda de aculturação francesa. Ao mesmo tempo, embora os Republicanos personifiquem os milionarios americanos, eles tem em altissima conta os “self made men”, pessoas vencedoras por seus proprios esforços, aquilo que Lula é, ou seja, pessoas que não herdaram fortuna e devem tudo o que fizeram a seus proprios esforços. Dirceu vendeu essa visão de Lula para Otto e este, amigo intimo da familia Bush, retransmitiu.

Otto Reich, judeu nascido em Cuba, provavelmente o maior inimigo vivo de Fidel Castro, encontrou-se com José Dirceu, provavelmente o maior amigo vivo de Fidel Castro, se entenderam perfeitamente bem e ficaram amigos. Desse primeiro encontro planejou-se uma semana depois uma viagem de Zé Dirceu a Wall Street e Washington.

Essa sólida ponte construida garantiu a economia no primeiro mandato e conferiu a Dirceu credenciais pessoais em Washington a tal ponto que, Dirceu já fora do poder, a Secretaria de Estado Condolezza Rice veio a Brasilia e fez questão de almoçar com Dirceu antes de se encontrar com o Presidente Lula. Dirceu estava em Caracas e teve que voltar as pressas para almoçar com Condolezza. Outras demonstrações de prestigio politico ocorreram nessa época, Lally Weymouth, herdeira do jornal Washington Post ofereceu a Dirceu um jantar de 24 talheres em Nova York, cujos convidados foram os presidentes dos maiores bancos de Wall Street e esposas, isso em 2005 e Dirceu já em queda.

A desgraça do pensamento “politicamente correto” da hipocrisia moralista defenestrou Dirceu e Palocci, desmontando o plano de voo seguro do PT, cuja crise politica começa ai, em 2005 e dura té hoje.

O mensalão foi a desgraça do PT e do Brasil porque desmontou um xadrez politico equilibrado entre conquistas sociais e boa gestão economica. Por causa do mensalão as corporações juridicas ganharam um poder politico novo, que nunca tiveram antes e foram agregando mais e mais fatias de poder ater ter hoje condições de paralisar o Pais.

Por estas ironias da Historia, o governo mais direitista dos EUA dos ultimos 40 anos teve entre 2003 e 2005 excelentes relações com um governo com projeto de esquerda no maior Pais da America Latina. Hoje o governo mais esquerdista dos EUA desde Roosevelt, tem más relações com o governo brasileiro, apesar do alinhamento ideologico obvio

de Obama e Dilma, dois “outsiders” dos respectivos establishment politicos. A falta de um Zé Dirceu talvez seja parte dessas relações rotas, fazer esse papel da mente flexivel não é tãi simples como parece, poucos homens tem a capacidade de almoçar com Deuse e jantar com o Diabo no mesmo dia, isso me lembra em Dirceu um traço de Talleyrand, respeitados os respectivos contextos historicos, geograficos e politicos.

66 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Juliano Santos

- 2015-03-23 15:58:26

De faro, Clever, o unico

De faro, Clever, o unico senão ao posicionamento do AA é um certo preconceito ao que ele chama de "gafieira". Passa um pouco do tom. De resto mesmo quando assume posições conservadores seus argumentos são de alto nível. Virei fã do AA

jc.pompeu

- 2015-03-23 01:39:27

... pintou o golbery do plano

... pintou o golbery do plano de voo à esquerda do poder, infelizmente, abatido, em pleno voo de cruzeiro no céu de brigadeiro, pelas forças inimigas à direita do poder.

que fazer?

junior50

- 2015-03-23 00:19:42

Business

 Caro Dr. AA,

  Sem delongas, ou subterfugios, sequer figuras de linguagem, a perseguição a Zé Dirceu, é um caso tipico de concorrencia, pois outros "operadores" perderam espaços negociais, devido ao dinamismo, capilaridade relacional, interação com as esferas de poder e decisão, que ZD possui ( ainda hoje as tem ), portanto ele interferiu em estruturas de "influência" estabelecidas á anos, e claro, deve ser atacado por elas - restringir trafico de influência, na arcaica estrutura brasileira, é quase um crime de traição, tipo quem tá de fora não entra, e quem esta dentro não que dividir seu espaço.

    Ataques a ZD, tão costumeiros ainda hj., são veiculados como ações politicas, as quais para a grande maioria dos otários e bobocas, que pululam em nossa população, podem tornarem-se uma verdade incontestavel, mas a realidade é bem outra, ataca-se ZD e seus Associados, por perda de mercados, redução de influência ( influência é uma commoditie bem cara ), muita gente importante perdeu dinheiro com suas atividades, claro que outros ganharam, alguns se associaram por projeto, mas o "bolo" foi redividido com a entrada de outro "ator". 

     E um "ator" competente, que mesmo teoricamente alijado do nucleo de poder, ainda é temido - e se o é, é porque no popular , possui "muita garrafa para vender", pois caso contrario, como um condenado execrado da vida politica nacional, ninguem teria medo de suas ações, mas ainda o temem - " Delenda Dirceu " é um quase mote dos MPFs do País .

junior50

- 2015-03-22 23:54:10

" Condom Boys "

    Quando em visitas a "matriz", é assim que me refiro aos "democratas", tipo Hillary, Obama etc.., pois é muito mais facil negociar com os santarrões, tipo Jeb Bush, do que com os pernósticos democratas, republicanos são diretos, práticos, vc. sempre esta ciente do terreno que está pisando.

Clever Mendes de Oliveira

- 2015-03-22 21:32:12

Loas a José Dirceu e Motta Araujo não os fazem imunes à crítica

 

Juliano Santos (sábado, 21/03/2015 às 11:28),

Primeiro lembro que eu fiz mais alguns acréscimos nas discussões que tivemos junto ao post “Lula e Dilma foram moldados em realidades distintas” de sábado, 14/03/2015 às 15:31, aqui no blog de Luis Nassif, consistindo de transcrição de comentário seu para junto do post “A crise política brasileira: uma novela em 6 atos” de sábado, 14/03/2015 às 08:38. Aqui lembro que não discordo de você em apontar as diferenças entre Lula e a presidenta Dilma Rousseff, mas defendo que o que faz a diferença entre o governo da presidenta Dilma Rousseff e o governo do ex-presidente Lula é mais a distinção econômica dos períodos de governo de ambos.

Quanto a Andre Araujo é muito antigo o aprendizado que eu tenho com os textos dele. E lendo e analisando com interesse o que Andre Araujo tem a dizer você aprende até nos erros dele que por o conhecer você sabe que são erros. Não só o acompanho desde 2008, como tenho livros dele que me permitiram mais bem adentrar o pensamento que ele expressa nos textos dele.

Desde que Luis Nassif, aqui no blog dele, publicou o post “Como Lula aproximou-se dos Estados Unidos” de terça-feira, 01/07/2014 às 06:00, portanto, há pouco mais de 8 meses, eu menciono, quando falo sobre Motta Araujo (Andre Araujo), o seguinte comentário de Leandro C. que saiu publicado terça-feira, 01/07/2014 às 15:01, lá no post “Como Lula aproximou-se dos Estados Unidos”. Antes de transcrever o comentário de Leandro C. lembro que ele o intitulou de “O Motta tem bastante conhecimento desse caso”. E em curto comentário acrescentou:

“Se alguém tem dúvidas sobre o assunto e da influência de um nobre colega do blog, segue link:

https://wikileaks.org/cable/2004/03/04SAOPAULO493.html

Nunca dei muita importância ao wikileaks, mas tenho de reconhecer que sabendo garimpar acham-se pedras preciosa nele.

Uma pedra preciosa é exatamente a presença de Andre Araujo no wikileaks.

No caso do post “Como Lula aproximou-se dos Estados Unidos” em que Luis Nassif critica a suposta interferência de Fernando Henrique Cardoso no encontro arranjado entre Lula e George Walker Bush, o filho, conforme constava de resenha que se fazia de livro que seria lançado por Mathias Spektor, há até um débito de Luis Nassif com Andre Araujo.

Pode ser que eu esteja enganado quanto as datas e o débito não existiria, uma vez que frequentemente Luis Nassif traz um post de um dia anterior para o dia seguinte, mas não parece ser o caso deste post de terça-feira, 01/07/2014 às 06:00, pois os comentários nele só aparecem depois das 6 horas da terça-feira, 01/07/2014.

E o débito originaria do fato de que no dia anterior saíra o post “A verdadeira história da aproximação de Lula e Bush Jr.” de segunda-feira, 30/06/2014 às 12:02, aqui no blog de Luis Nassif e de autoria de Motta Araujo e Luis Nassif não fizera nenhuma indicação do post “A verdadeira história da aproximação de Lula e Bush Jr.” de autoria de Andre Araujo. No post, Motta Araujo, com conhecimento de causa, contesta com a lhaneza de trato que, quando ele quer, é a ele peculiar, o que Mathias Spektor, segundo as resenhas, faria constar no livro dele.

Bem, e o wikileaks que eu sempre olhei com má vontade, continua pegando-me peças. Em minha avaliação, o wikileaks era uma forma de os Estados Unidos dizerem para o mundo que o que eles fazem é fruto da informação de que eles dispõem e, portanto, eles fazem o que sabem e eles sabem de tudo.

Agora com a morte do procurador argentino, o wikileaks voltou a ganhar destaque para mim, Natalio Alberto Nisman aparece várias vezes no wikileaks. E aparece em atitude de subserviência aos Estados Unidos, ao ponto que parecia que os próprios representantes americanos tinham o Natalio Alberto Nisman como um mala. O que me fez comparar as aparições de Andre Araujo com as de Natalio Alberto Nisman. Enquanto as aparições de Andre Araujo o dignificam e também dignificam a direita que ele representa, as aparições de Nataio Alberto Nisman apenas o comprometiam e também a direita que ele bem representa.

Aliás fiz recentemente um elogio semelhante a Andre Araujo em comentário que enviei terça-feira, 24/02/2015 às 21:59, para junto do post “A razão de Estado sumiu do Oriente Médio, por Motta Araújo” de terça-feira, 24/02/2015 às 11:43, aqui no blog de Luis Nassif e de autoria de Motta Araujo. E lá em meu comentário eu faço mais referências ao procurador argentino Natalio Alberto Nisman para deixar bem claro como a diferenças na direita e há até a direita que se auto destrói (Não falo fisicamente, mas nos seus valores como o comportamento caótico e irracional do procurador argentino Natalio Alberto Nisman serve como exemplo).

A propósito, eu dei o seguinte título ao meu comentário para Motta Araujo: “Excetuando pelos defeitos, Motta Araujo é grande”. O que eu chamo de defeito em Motta Araujo é o elitismo e o preconceito dele. Duas características que o confirmam como de direita e que ele não cansa de manifestar. Mesmo essa crítica aos procuradores é um pouco elitista. É como se ele dissesse que esse povinho ai do concurso público não sabe de nada do que ocorre no nível de cima da condução da Administração Pública. Se José Dirceu tem culpa no cartório ele não pode ganhar imunidade com base nos bons serviços prestados ao país.

Clever Mendes de Oliveira

BH, 22/03/2015

Clever Mendes de Oliveira

- 2015-03-22 19:03:28

Embora seja maior o poder do dinheiro, existe Esquerda x Direita

 

Alexandre Weber - Santos –SP (sábado, 21/03/2015 às 14:47),

Discutir esquerda x direita é importante. É bem verdade que é menos importante do que discutir o poder do dinheiro. De todo modo, eu recomendo o post “Direita e esquerda: uma breve qualificação, por Robert Iturrier” de terça-feira, 10/03/2015 às 07:11, aqui no blog de Luis Nassif com um texto de Robert Iturrier. E recomendo não só pelo posts como pelos comentários em especial o comentário de Luís Henrique Donadio, enviado terça-feira, 10/03/2015 às 11:13, e junto ao qual há três comentários meus em sequência, sendo o primeiro enviado terça-feira, 10/03/2015 às 21:51, e sendo que neles eu dou destaque a posts e indico links que permitem mais bem compreender o critério político dicotômico Direita versus Esquerda.

Creio que você esteja certo em parte em relação a José Dirceu. Não sou economista, mas a fundamentação econômica dele me parece fraca, daí muitos equívocos nas prospecções que ele faz da nossa economia. Eu frequentava o blog de José Dirceu nos seis primeiros meses de existência do blog dele, e fiz alguns comentários manifestando discordância em relação alguns entendimentos da política econômica que ele manifestava. Só que este período saiu do arquivo e não dá para fazer a indicação de algum post onde houvesse esse meu entendimento da fraqueza da concepção econômica de José Dirceu.

Bem, não pense que eu considere que o entendimento de economia seja tão simples assim para dizer que esta ou aquela concepção de José Dirceu seja equivocada. Com a possibilidade de convívio e de contato com grandes economistas que José Dirceu tem, alguém com muito mais conhecimento e há muito mais tempo já mostrou a ele essas possíveis falhas e ele ou alterou a concepção dele da economia ou a manteve porque considerou mais válidos os argumentos que dão sustentação à fundamentação dele. Ainda assim e sem esquecer que eu sou leigo em economia eu insisto em dizer que há fragilidades no arcabouço do conhecimento econômico de José Dirceu. Agora a proeza de ter feito Lula presidente do Brasil foi uma obra de engenharia política inigualável.

Quanto a Guido Mantega ele teve o momento dele. E eu avalio que o que ele fez foi muito bem feito, mas não me preocupo se este não for o entendimento da maioria. E não faço questão de apressar o tempo se souber que no futuro a maioria souber mais bem avaliar o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega.

O que é importante agora é reconhecer que o momento é outro. Quando você compreender isso, você vai ficar admirado com a intuição analítica e racional da presidenta Dilma Rousseff. E com a tranquilidade como ela está sabendo lidar com tudo isso. Para entender porque agora é a vez de Joaquim Levy, talvez você devesse dar uma olhada no post “Tática fiscalista e estratégia desenvolvimentista, por Fernando N. da Costa” de quarta-feira, 03/12/2014 às 16:04, aqui no blog de Luis Nassif e com a transcrição do artigo de Fernando Nogueira da Costa com o mesmo título.

O texto de Fernando Nogueira da Costa como você pode observar é do início de dezembro de 2014. Lá atrás ele já sabia o que viria. E antes dele ainda na campanha quando prometeu mudar a política econômica, a presidenta Dilma Rousseff já estava acordada (duplo pensar é só pensar) para o que viria.

Recomendo também que você dê uma olhada em meu comentário de quinta-feira, 19/03/2015 às 14:21, junto ao post “Austeridade fiscal, restrição monetária e as lições de Keynes” de quinta-feira, 19/03/2015 às 11:03, aqui no blog de Luis Nassif e oriundo de artigo que saiu no site Brasil Debate e de autoria de Everton Sotto Tibiriçá Rosa e Leonardo Flauzino de Souza, sendo que foi para os dois que eu enderecei meu comentário.

Menciono o post porque o artigo de Everton Sotto Tibiriçá Rosa e Leonardo Flauzino de Souza foi de certo modo uma defesa da política econômica de Guido Mantega e eu praticamente concordo com todo o artigo. Só que discordei dos dois parágrafos finais que consistem em crítica à política econômica posta em prática no segundo governo da presidenta Dilma Rousseff. O momento é outro e a presidenta Dilma Rousseff como se fosse alguém com pós doutorado em economia, apreendida naquelas escolas que ensinam Tarot, Geometria e Astrologia, adiantou-se a nossa academia e escolheu o caminho que nas nossas melhores faculdades só se vai entender daqui a dois anos.

Aqui eu acrescentaria que Everton Sotto Tibiriçá Rosa e Leonardo Flauzino de Souza são economistas, coisa que eu não sou e que talvez por formação e conhecimento façam parte daquele grupo de economistas de escol que orientam ou orientaram a concepção econômica de José Dirceu. Nos dois parágrafos que eu critico, eu considero que eles estão equivocados.

A personalidade da presidenta Dilma Rousseff talvez só venha a ser realmente compreendida daqui muitos anos. Uma questão importante é a teimosia. É só comparar o governo dela com o governo de Fernando Henrique Cardoso. A política econômica do primeiro governo de Fernando Henrique Cardoso foi uma, a política econômica do segundo governo de Fernando Henrique Cardoso foi outra e o ministro da fazenda nos dois governos foi o mesmo: o indefectível cavalheiro Pedro Malan. A presidenta muda a política econômica e para isso reconhece a necessidade de mudar o ministro da Fazenda. E ela é que é considerada teimosa, cabeça dura e inflexível.

A racionalidade da presidenta Dilma Rousseff já era percebida há muito tempo. Embora por um bom tempo eu me indispunha com o post “Nada será como antes” de terça-feira, 28/12/2014, no blog de Marco Aurélio Nogueira, intitulado “Possibilidades da política”, pelo fato de ele ser um tanto crítico de Lula, bem recentemente eu tenho referido ao post mais para transcrever o seguinte parágrafo que faz um bom diagnóstico de uma característica importante para entender o modo de atuação da presidenta Dilma Rousseff. Assim, Marco Aurélio Nogueira se refere a mudança de estilo de governar entre Lula e a presidenta Dilma Rousseff:

“Mas nada é tão simples como parece. Todo governante constrói sua biografia e a lógica da política o impele a buscar luz autônoma. Uma hipótese realista sugere que haverá um suave descolamento entre Lula e Dilma. Disso talvez nasça um governo mais ponderado e equilibrado, capaz de substituir a presença de um líder carismático e intuitivo pela determinação e pelo rigor técnico que são indispensáveis para que se possa construir uma sociedade mais igualitária”.

E há, recém saída nas páginas do jornal Folha de S. Paulo, a entrevista de Carlos Araujo, o ex-marido da presidenta Dilma Rousseff, e que foi transcrita no post “Oposição se volta para estratégia de desgastar governo, avalia ex-marido de Dilma” de sábado, 21/03/2015 às 15:25, aqui no blog de Luis Nassif.

É uma entrevista muito rica em informações. De repente, eu vejo do lado do governo alguém que pensa como eu. E analisa com precisão o governo da presidenta Dilma Rousseff e a situação que ela enfrenta. Isso me dá tranquilidade e confiança ou segurança. Desculpe-me o cabotinismo pelo que eu vou dizer agora, mas talvez pela concordância com o que ele diz eu achei o Carlos Araujo muito inteligente. Há exceções como Arthur Miller e Marilyn Monroe (Exceção supondo que Arthur Miller era o supra sumo da inteligência e que Marilyn Monroe não era), mas na maioria das vezes os casais são do mesmo nível. O que reforça a minha percepção da capacidade da presidenta Dilma Rousseff.

O que não quer dizer que a presidenta Dilma Rousseff seja perfeita. Ela carregará até o fim a crítica que Marco Antonio Castello Branco, em comentário enviado quinta-feira, 26/06/2014 às 01:45, fez a ela junto ao post “Para entender o desgaste do governo Dilma” de segunda-feira, 16/06/2014 às 16:47, aqui no blog de Luis Nassif e de autoria dele.

Não haveria mais nada para acrescentar se não tivesse lido esta semana o post “Análise preliminar do discurso de José Serra” de quinta-feira, 19/03/2015 às 09:40. O ruim do post é que ele não apresenta o discurso de José Serra. Há um link para escutar o discurso, mas o link leva a uma página atual e como não informa a data do discurso eu tive que ficar procurando pelo discurso em várias páginas. Para solucionar este problema, na cópia do post que eu arquivei eu coloquei junto ao link a seguinte mensagem:

“Discurso em três partes. Pôde ser encontrado na página 16, em consulta feita no dia 20/03/2015 às 19:54, e consta como sendo do dia 04/03/2015 às 17:43 a primeira parte, a segunda parte às 17:49 e a terceira parte às 17:51”.

Com essas orientações é possível encontrar o discurso que foi pronunciado no dia 04/03/2015. E vale a pena escutar. Sem os rompantes de orador, com a voz tranquila, José Serra expõe como se fosse um professor, mas sem desmerecer, é verdade, a audiência, mas desmerecendo quem ele critica. O PT e o governo do PT são retratados por José Serra como um professor retrata um mau aluno.

O post é muito singelo na crítica que deveria ser feita ao discurso de José Serra. Quem montar a crítica detalhada ao discurso de José Serra compreenderá a fraqueza do discurso anti-Dilma. E sentirá firmeza no discurso da presidenta Dilma Rousseff ainda mais que a crítica de José Serra é vista como o melhor do PSDB, ou seja, é o melhor que a oposição pode fazer.

Aliás, a crítica de José Serra só me fez recordar da frase como eu gosto de qualificar o discurso do PSDB: a jactância prepotente, da arrogância pretensiosa, do autoritarismo sapiente, da soberbia presunçosa tão comum no tucanato (Há ordem das palavras pode ser alterada e outras palavras podem ser utilizada sem que a frase perca a validade). E talvez se devesse acrescer a falsa humildade da hipocrisia cínica.

E vale acrescentar que no blog de José Serra há um link com o título “Pronunciamento do Senador José Serra na Tribuna do Senado” datado de quinta-feira, 05/03/2015, contendo praticamente a íntegra do discurso, salvo uma ou outra tergiversação, e sem os apartes dos senadores, a maioria de correligionários dele na oposição. Não furte, entretanto, de escutar o discurso. Com senso crítico ele presta a bom aprendizado.

Clever Mendes de Oliveira

BH, 22/03/2015

evandro condé de lima

- 2015-03-22 14:11:12

Por favor

Não se atiça a curiosidade da gente se não tiver a informação. Desembucha.

MRE

- 2015-03-22 12:21:10

Mensalão

Aproveitando este texto sobre a importância do político José Dirceu, tenho dúvidas que não foram ainda esclarecidas.

Aqui neste e noutros blogs foi passada a ideia de um julgamento político, com 10 pesos e 20 medidas; com provas editadas e que nunca foram juntadas para não inocentar os julgados; holofotes da Globo para o BAtman Barbosa; o Pizollato condenado por uma grana da empresa privada VISA ( já ouvi que o Barbosão o condenou pelo BV da Globo para as agências de publicidade).

Bem, o Batman já foi e o Dirceu, Genoino ( que os aecistas ensistem em dizer que ele tem palacetes e grana offshore....além da casa de S.Bernardo) continuam presos/soltos ao sabor dos Moros da vida. Os magnânimos do STF que despejam verborragia global quando vêem um microfone -  sabem, todos sabem, que o julgamento foi viciado.

No passado se dizia que as defesas dos petistas iriam recorrer em instâncias internacionais para refazer este julgamento tendencioso. Devido a inércia atual, podemos concluir, que o vídeo do Cachoeira / Veja ( cadê aquele editor de nome estranho que era o teleguiado do Cachoeirra?) foi verdadeiro e que o Zé Dirceu/ Genoino tiveram culpa no cartório e promoveram o roubo do século? Apesar da politicagem do Batman, eles tiveram participações contundentes em atos corruptos e que por motivos , como o do trensalão ou do probo governo aecista, não se teve interesse que estes crimes viessem à tona?

Creio, pela aceitação do julgamento como se dá, que torci pelo time errado?

O PT vai deixar os seus menbros mais importantes estarem no livro dos corruptos sem uma defesa consistente..........ou não tem defesa?

Carlos Cunha

- 2015-03-22 11:51:54

Faltou citar uma testemunha ocular do ocorrido

     Não faltou citar alguém do Blog que esteve com JD nos E.E.U.U. e viu tudo de pertor?

Toni

- 2015-03-22 10:28:34

.

O artigo de AA mostra muito bem como é dificil a um governo de esquerda governar no Brasil e na América Latina, mesmo uma esquerda light como a partir do primeiro governo de Lula até hoje.

Zé Dirceu é um grande articulador político, porém, também ele é induzido a erros, alguns inevitáveis e inerentes a uma economia cartelizada, dependente e corrupta no seu  âmago, seja ela pública ou privada e de qualquer setor de atividade.

 Contaminada pelo mal, a política transforma-se puramente em um jogo de interesses, de vantagens e de conchavos que perdem a harmonia hipócrita no momento que forças alheias entram na roda de poder, contrariando os acertos anteriores.  

 

Roberto L.

- 2015-03-22 06:43:51

Eu não vou criticar o Motta
Eu não vou criticar o Motta dessa vez pois senão vai parecer perseguição (rsrsrs), mas o que me chocou mesmo não foi o texto (não estou tirando o mérito) e sim o grau de desinformação de gente de esquerda sobre essas questões, tanto que quando eu digo que espero que um Republicano ganhe eleição em cima da Doidona Clinton, tem gente de esquerda que me olha atravessado achando que sou reaça sem entender a razão (deveriam ler o texto acima). Foi graças aos Republicanos, ironicamente, que houve estabilidade política na América do Sul nesse período, e foi com a subida do idolatrado pela esquerda brazuca por conta de questão racial (depois alguns veem chiar falando em "racialismo" quando no fundo quem chia é que é), Obama, o Bobama, que a coisa degringolou de vez pra esquerda na região. Os Democratas são historicamente bélicos, berço da Klan (no Sul), partido da elite financista dos EUA (do Norte), só que muita gente acha que o mundo começou a partir da invasão do Iraque de 2003 e esqueceu que um Democrata jogou duas bombas atômicas no Japão, começou a guerra do Vietnã e um tramou o golpe de estado no Brasil (e não viveu pra presenciar, Kennedy). A mudança de imagem pra "bonzinhos" dos Democratas começa com Roosevelt mas muda mesmo com a polarização dos anos 60 e a briga pelos direitos civis onde alas de esquerdistas se uniram aos Democratas judeus do Norte em torno disso enquanto o partido Republicano manteve distanciamento, e ironicamente o Luther King, símbolo disso, era Republicano (só pra deixar a turma do conceito formado mais perplexa com a confusão sobre esses dois partidos). O Partido Democrata sempre foi endeusado pela Veja, partido do Consenso de Washington que destruiu a América Latina e o Brasil (com FHC), ninguém nunca viu Jabor (o furioso) atacar Obama, mas ele várias vezes urrou contra Bush. Só que o governo mais à esquerda dos Democratas foi o de Jimmy Carter (único que se salva dessa leva) e não o de Obama, que consegue ser mais paranoide que Bush, vide a NSA global, e fomento de golpes de estado mundo afora, além de começar uma guerra fria com a Rússia e detonar a Europa. Obama aparenta ser complexado e possui um profundo rancor de muita gente (o complexo provoca isso), ele é um dos responsáveis pela desestabilização do Brasil, da Argentina e Venezuela. Só que o começa a ruir em 2005 não foi por conta dos EUA e sim a fúria insana da direita brasileira que voltou a toda carga (o PT então perdia sua bandeira moral udenista de "partido diferente dos outros" por conta do discurso de "ladrão é sempre da direita", embora a maioria continue sendo de direita mesmo e a coxinhada lunática agora faz a guerra da negação da relidade), com sua tradição golpista autoritária ibérica (tradição maldita), incitada pela Veja, que à época ainda tinha peso considerável, a Globo ainda desempenhava papel "moderado" em 2005 (perto do que se passa hoje). Depois com a vitória do Obama, a coisa desandou de vez porque Chávez perdeu o discurso anti-imperialista pelo mesmo motivo da esquerda brazuca: se deixou levar pela questão racial dos EUA ignorando que Obama nunca foi pacifista ou confiável, além de ser bastante truculento e dissimulado. W. Bush foi um troglodita mas prefiro gente que diz o que pensa abertamente do que gente "refinada" e dissimulada como o Obama e sua neurose em mandar em tudo.

Messias Franca de Macedo

- 2015-03-22 04:36:07

  ... Será que tem o dedo

 

... Será que tem o dedo [sujo!] do Eduardo 'CUnha'?

###########################

Assessor de Rodrigo Janot é citado em suposto esquema de desvio

 

O vídeo da reportagem:

http://tvuol.uol.com.br/video/assessor-de-rodrigo-janot-e-citado-em-suposto-esquema-de-desvio-04028D1C316AC4A15326

21/03/2015 20p9

SBT Online

Documento mostra um suposto esquema para fechar contratos milionários dentro da área de tecnologia do STJ (Superior Tribunal de Justiça). Entre os servidores citados está o de Maurício Carvalho, que atualmente é assessor do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, que lidera as investigações sobre a Operação Lava-Jato. Reportagem exibida no SBT Brasil

Luís Henrique Donadio

- 2015-03-22 03:01:31

Isso é o de menos...

O incrível é que se trata de uma hagiologia da derrota.

Os modelos são Vargas - que se matou;

Jango - que teve de fugir do país;

Brizola - cuja herança é esse partido aí, que tem como maior expoente a nulidade do Cristovam Buarque;

e agora, cúmulo dos cúmulos, José Dirceu, que destruiu, por dentro e por fora, o partido mais importante da história brasileira, por conta de uma estratégia absolutamente equivocada - a de ganhar eleições a qualquer preço.

A sanha por destruição já contaminou as forças progressistas, que, o que agora parece que querem, é uma derrota épica...

Ricardo Cavalcanti-Schiel

- 2015-03-22 01:50:59

Diversionismo

Não é lulo-petismo não! É ludopetismo mesmo! Trata-se da visão da política que não faz outra coisa que se entreter com diversões táticas. Rsrsrsrs.

jairo arco e flexa

- 2015-03-22 01:38:11

Ô, Oneide ou Aneide, para com

Ô, Oneide ou Aneide, para com esse novo pseudônimo e volte a assinar seu antigo "nom de plume", de Aliança Liberal.

De nada adianta inventar um novo pseudônimo e continuar repetindo os mesmos chavões de sempre, recorrendo sempre à

mesma citação.

 

jairo arco e flexa

- 2015-03-22 01:26:08

Excelente artigo, que mostra

Excelente artigo, que mostra como o autor é bem informado.

Meu caro André, embora você nada tenha de petista, não seria má ideia se o Partido dos Trabalhadores de vez em quando o

chamasse para ouvir alguns conselhos.

De uma coisa tenho certeza absoluta: se tivesse a oportunidade de contar com um interlocutor como você, garanto que o PT

não teria cometido tantos equívocos e tantas imprudências como vem cometendo.   

 

 

Thal Caló

- 2015-03-21 23:47:49

Belo texto sobre a importância de Zé Dirceu

Belo texto sobre a importância de Zé Dirceu no processo de chegada do PT ao poder junto com Lula, infelizmente a questão do mensalão atrapalhou e muito na condução política e econômica do país.

Jurandir Paulo

- 2015-03-21 23:26:33

Agora tudo ficou mais claro

André, com seu relato entendo melhor alguns fatos, pois complementam outras informações que tenho. Conto o que sei, de fonte insuspeita:

Logo após sua posse, Lula recebe os representantes da mídia brasileira. Querem assuntar o quanto o novo presidente seria vingativo por tantos maltratos sofridos. Pedem, descaradamente, o mesmo tratamento do governo anterior: mesma cota de verbas publicitárias e acesso às verbas do BNDES, já que alegam dívidas pesadas por investimentos feitos. 

Lula adianta que não será vingativo, faz piadas, mas adianta que governo novo, acordos novos. Em breve ele colocaria alguém de seu primeiro escalão para conversar com cada um, entender seus problemas e tentar soluções. O grupo sai da reunião com algum otimismo. Passam semanas. O homem escolhido para visitar cada empresa foi José Dirceu. O que disse em cada reunião desagradou profundamente todos. A torneira do BNDES estava fechada. Quanto ao resto, haviam promessas, mas as garantias não foram do agrado de muitos. Acabado o périplo de Dirceu, várias reuniões aconteceram entre donos da mídia, seus vassalos e políticos, entre eles, o ex-presidente, que tanto fez pelo grupo.

Com seu relato, entendo melhor agora o papel de FHC neste episódio. Ele deve ter se rasgado com o jantar de vinte e tantos talheres nos EUA para Dirceu, entre outras reverências. Sua vaidade é conhecida, tanto quanto a vontade de ser o brasileiro que melhor poderia dialogar com o governo americano. A perseguição a Dirceu não se explica apenas pela lógica de se cortar a cabeça mais política do PT. Ela tem um componente emocional forte, muita raiva. Com seu relato a história ficou mais clara.

Anna Dutra

- 2015-03-21 23:20:52

Superior
André, este, dentre todos, o melhor que tive o prazer de ler! Há um tanto a relativizar quanto à "dependência" de Lula, mas que não empana - ao contrário, destaca - o peso de um e de outro no que considero uma feliz simbiose sem nenhum jaez de parasitismo. Ambos, Lula e JD, são grandes o suficiente em suas biografias e ainda maiores em sua contribuição ao país. Estilos e competências diferentes mas de enorme adaptabilidade e sinergia. A história registra. Em 50 anos - se sobrevivermos até lá como povo e nação - todos saberão e, distantes do calor e das emoções, providos do conhecimento, compreenderão.

Lidia Zorrilla

- 2015-03-21 22:17:02

Novato?

AA lulo-petista?

Você deve ser novo neste blog... hahaha

dapenna

- 2015-03-21 21:33:35

Excelente análise (2).

Excelente análise (2).

lenita

- 2015-03-21 21:28:53

Reforma do Judiciário ?

Eu acharia mais importante uma reforma das cabeças do Judiciário, pois são de pensamento e visão únicos. Talvez dos cursos de Direito . Ou pararem de aceitar cursos nos EU p/ o judiciário e Economistas tb. Ficam todos iguaizinhos, quiném robozinhos.

lenita

- 2015-03-21 21:17:31

Reforma do Judiciário ?

Eu acharia mais importante uma reforma das cabeças do Judiciário, pois são de pensamento e visão únicos. Talvez dos cursos de Direito . Ou pararem de aceitar cursos nos EU p/ o judiciário e Economistas tb. Ficam todos iguaizinhos, quiném robozinhos.

lenita

- 2015-03-21 21:05:48

Ah!

As seguidoras da Regina Duarte. Será que tem medo de que ele coma suas criancinhas? Ou faça um Paredon ??

Mateus Domingues

- 2015-03-21 20:43:09

Ótima análise.  Para ser

Ótima análise. 

Para ser justo com todos os personagens e correr menos o risco do anacronismo inerente a qualquer avaliação a posteriori, faço algumas observações, as quais não questionam a qualidade do artigo apresentado, ao contrário. O artigo faz pensar, e pensar bem.

Bom, primeiramente, acho injusto com Lula dizer que se não fosse José Dirceu, ele seria um líder sindical como outro qualquer. Ninguém sabe. Talvez Lula tivesse sido mesmo apenas um sindicalista, talvez tivesse sido eleito governador de São Paulo ou de Pernambuco, talvez tivesse perdido sete eleições presidenciais, talvez tivesse sido eleito papa, ninguém sabe, as possibilidades são infinitas.

Inegavelmente, José Dirceu foi de grande importância ao PT. É preciso reconhecer também, caso eu esteja certo, que o poder de Dirceu no PT não foi algo evidente e natural, nos primórdios do PT. Ele sempre foi o estrategista, menos "utópico", o homem do pensamento e da ação. Por exemplo, nos anos 1980, Zé Dirceu defendia coligações do PT com a esquerda, notadamente com o PDT. Foi mal visto dentro do partido por isso. Vi em algum vídeo na internet, na época das Diretas, que ele falava de uma fusão com o pólo progressista e cita nominalmente o PDT. No começo da década de 1990, quando, em grande parte graças as estratégias de Dirceu, PT e PSDB se aproximaram, e se falava de uma aliança para as presidenciais de 1994, quando perguntado sobre se não era estranha uma aliança PT e PSDB, Dirceu respondeu que o PT era tão socialdemocrata como o PSDB, a diferença é que se deve entender o PT não apenas socialdemocrata, mas como um partido socialdemocrata de esquerda. Na época, entre os petistas, "socialdemocrata" era um xingo. Ele foi execrado por isso. Faço essas digreções, para evidenciar que, a meu ver, o grupo mais próximo e íntimo a Lula foi sábio em "aproveitar" Dirceu e, com o apoio do símbolo interno e unificador que Lula tinha e tem no PT, prestigiar Dirceu na presidência do partido. Não foi fácil. Antes de Dirceu, o comando do PT tinha ótimas intenções, sonhos maravilhosos e pureza de espírito, mas faltava operacionalidade. Dirceu foi o cara. Lula viu isso. Evidentemente que Dirceu sempre foi um quadro importante no PT, qualquer um com a biografia e a inteligência notória de Dirceu seria um quadro de grande importância em um partido político de esquerda. Mas a força que Dirceu conseguiu, dentro do partido, se deve ao prestígio que Lula emprestou a Dirceu. Então, não se trata de se estabelecer uma disputa ou competição entre ambos; houve uma cooperação, que fez muito bem ao PT, à esquerda, ao Brasil e a América Latina.

É claro que houve muita gente do contra. Tarso Genro, p.ex., sobre quem nutro grande respeito e admiração, sempre comemorou as "desgraças" que foram se acometendo contra Dirceu nos últimos dez anos. Assim como ele, outros quadros do PT. Se Dirceu organizou o partido, foi porque Lula lhe dava suporte. É verdade que Lula deve a vitória de 2002 a Dirceu, mas é verdade que Dirceu deve muito a Lula. Trata-se, como disse, de cooperação.

O triste dessa história, como bem recordou o articulista, o quanto a imprensa e a televisão fizeram mal contra ele (Dirceu), Gushiken, José Genoíno e Palocci. Era o núcleo do governo e do PT. Pelo perfil mais liberal, Palocci teria todas as condições de ser governador de um estado mais reacionário como São Paulo. Não sei se Dirceu teria sido eleito na sucessão de Lula, é impossível saber. Se o PT ou, eventualmente algum aliado (Ciro Gomes?) tivesse chegado à presidência da República, Dirceu como ministro já faria a diferença. Um ministro como Dirceu é mais importante que qualquer presidente ou vice-presidente. Concordo plenamente, trata-se do Talléyrand-Périgord ou do von Metternich brasileiro. Uma lástima a maneira que ele saiu e o pouco tempo que ele ficou no ministério. Para mim, depois de Brizola, Dirceu foi o melhor político que vi em atividade; depois de Brizola também, aquele que mais admiro. E, ao lado de Lula, o mais inteligente. A direita subestimou Lula, como já havia subestimado o PT. Acreditaram que o PT iria afundar o país. Ou seria um desastre total e Lula não terminaria o mandato, ou seria um desastre total e o PT chamaria a direita para terminar o governo. O PT não precisou da direita e conseguiu, ainda que com dificuldades, implementar um programa "socialdemocrata de esquerda" e que trouxe rápidas consequências positivas para os brasileiros, sobretudo os mais pobres. Não foi um fracasso, longe disso. A direita imaginou que isso era fruto do núcleo duro do PT, principalmente de Dirceu (falsamente apresentado pela mídia como um primeiro-ministro, justamente para diminuir Lula e procurar jogar os ministros contra Dirceu e Dirceu contra Lula, mesma estratégia que utiliza-se hoje sobre a relação entre Lula e Dilma). Subestimaram Lula, acharam que ele ia fazer merda sem Dirceu, Genoíno, Gushiken e Palocci. Lula não só se reelegeu, como seu segundo mandato foi o melhor mandato presidencial da história republicana e conseguiu emplacar uma mulher na sua sucessão.

O que é triste é que a reputação de José Dirceu foi destruída. Assim como de Genoíno e outros. O erro do PT foi não ter defendido os que eram diariamente linchados. Delúbio foi expulso do partido e depois reintegrado. Ficou a dubiedade. Lula veio com aquela conversa mole de que "Eu fui traído". Acho que todos, inclusive o próprio Dirceu e acusados, apostávamos que, no final, se faria justiça, que no STF tudo ficaria claro. Lembro que fiquei contente quando a relatoria da ação penal coube a Joaquim Barbosa. É verdade que esse juiz foi sempre temperamental e excêntrico, mas era alguém de perfil progressista. E no momento que ele esteve mais fora de si, até então, foi contra o então presidente do STF, Gilmar Mendes. Eu, ingenuamente, tinha uma grande admiração pelo Barbosa e acreditava que ele, em seu relatório, iria desmascarar a grande mentira. E foi justamente o contrário! Barbosa, infelizmente, teve seu preço. Não sei se foi só a fama que a imprensa e a Globo lhe concederam, não sei se houve muito dinheiro na jogada, não sei se é apenas uma questão psiquiátrica, não sei se o problema é de falta de miolos ou de falta de caráter, se foi questão de loucura ou de suborno; o resultado sabemos... E depois, Barbosa, como presidente do STF, conseguiu a façanha de ser tão ruim e péssimo quanto Gilmar Mendes. Decepção. Por tudo isso, a população brasileira não conhece um de seus heróis contemporâneos, alguém que me lembra o papel do Batman no filme "O cavaleiros das trevas".

Flavio Martinho

- 2015-03-21 18:23:25

Não é inveja. É MEDO.

Não é inveja. É MEDO. TERRÍVEL MEDO.

Trunfim

- 2015-03-21 18:01:34

JUSTIÇA BRASILEIRA

Depois de muitos vazamentos canalhas, depois de depoimentos, vem o chefão do MPF com essa coisa absurda: "as propinas do PT foram em forma de doação". É SÓ GENTE QUE NÃO PRESTA QUE ACREDITA E DIVULGA ESTA CANALHICE.  E ASSIM  FORAM TODAS AS ACUSAÇÕES.

Alexandre Weber - Santos -SP

- 2015-03-21 17:47:31

Direita X Esquerda

Minha análise da situação política não parte desta dicotomia meio futebolistica, tipo Fla X Flu, que é o confronto Esquerda X Direita.

Penso com meus botões midiáticos que o Pig brasileiro também não está lá engajado nesta perrenga, desde que a grana flua para suas mordomias, benesses e privilégios. Carrões, Caviar e Gatas fazem sucesso tanto na Direita como na Esquerda e a mídia não tá nem ai para a origem do poder e da grana.

Descrédito e desânimo são a versão simplificada e diluída das ferramentas do Diabo, que são A DÚVIDA & O COMPLEXO DE INFERIORIDADE. O Diabo, vale a pena lembrar, têm como melhor truque fazer com que o povo pense que ele não existe, mas seus efeitos estão ai, para quem quiser ver e imaginar de onde eles veem. A crise estava sobre controle paliativo com o Mantega fazendo tudo o que dava, dadas as condições e a conjuntura, para postergar ao máximo  uma crise interna como a que vivemos hoje. Arrisco dizer, tivesse ele ficado lá mais seis meses e tudo seria diferente hoje, pois a banca, com o seu PIG, não têm tempo infinito, na verdade a data de ruptura, que você aqui no blog só vê eu citar, é 2015.75 ( por volta de 1 de outubro de 2015), assim, qualquer ação complexa têm de ser iniciada antes desta data + o tempo de planejamento, ou seja, com grande antecedência para que seus resultados possam ser proveitosos.

Por isto que digo que Golpe de Estado hoje já não é alternativa, não estes civis pelo menos.

O problema do Brasil é poder confrontar a banca e seu dinheiro, coisa que até hoje, com PT no poder ou não, nunca conseguiu, na verdade nem chegou perto de conseguir.

A grande saída para o Brasil será o acordo que o tire das garras da Banca Internacional, esta que controla o BIS e os Bancos Centrais do Planeta ( BCs), objeto de 10 entre 10 protestos e quebra quebras pelo planetea afora, como os que ocorreram na frente da nova sede do BC alemão em Franckfurt esta semana.

Aqui no Brasil também será assim e o governo atual não cai se mantiver os privilégios da banca com seus prepostos sangrando o Brasil pelo superavit primário que somos obrigados a arrecadar para pagamento dos juros, cobrados em taxas pornográficas do povo e da nação.

Não tem milagre nenhum até agora. 

Mas se o negócio é Mágica, é comigo mesmo.

 

Joao Pereira

- 2015-03-21 17:36:46

Excelente !

Muito grato Andre, por este excelente artigo sobre ZD. Nesses tempos bicudos em que vivemos no Brasil, quero tambem tirar o meu chapeu em homenagem 'a sua imparcialidade, coisa rara nos dias de hoje, no Brasil.

oneide

- 2015-03-21 17:21:02

José Dirceu, hoje, em seu

José Dirceu, hoje, em seu blog:

"Mesmo sendo o alvo da vez da direita, mesmo sendo odiada pelos brasileiros que se deixam pautar pela mídia entreguista... a Petrobras é nossa e ninguém tasca".

RSF

- 2015-03-21 17:19:48

De meios e fins...

Não tenho dúvida alguma que nosso caro Motta Araújo é um dos cinco grandes colaboradores deste espaço. Para mim, pessoalmente, o melhor.

Dito isto... O texto é de uma pieguice sem fim, sem fim. Fazer todo esse arrodeio proto-intelectual e lacrimoso para convencer os incautos de que OS FINS JUSTIFICAM OS MEIOS é, para mim, uma desagradável surpresa em si tratando do Motta Araújo. Mas, fazer o que?????

Vamos guardar com especial atenção a pérola: "A desgraça do pensamento "politicamente correto" da hipocrisia moralista defenestrou Dirceu e Palocci". Fica registrado, em suas próprias palavras, que, para nosso querido André, o pensamento "politicamente correto" é só mais uma das desgraças urdidas pela sociedade contemporânea.

Está lhe faltando coragem para falar as coisas abertamente meu caro Motta. Neste sentido voce bem que poderia seguir o exemplo do meu conterrâneo Tiririca na sua pérola: ELE É ***** MAIS É MEU AMIGO.

Coragem Motta, Coragem...

Ugo

- 2015-03-21 16:50:59

todo troll tem os seu 15 minutos de visibilidade

Tá na lista do hsbc? Acho que não, muito bagrinho por lá estar, mas bastante bobo por defender quem nela está.

Eliane Campello

- 2015-03-21 16:47:19

Sobre José Dirceu

Ao ler um artigo como este, já antes de terminar, as lágrimas começam a descer e me dá um nó na garganta que dói muito.

.Bravo Zé Dirceu! Sem dúvida, ele está fazendo  muita falta.

Ricardo Cavalcanti-Schiel

- 2015-03-21 16:32:06

Santo, santo, santo!

Incrível como, na falta de outros recursos, o ludopetismo resolveu abrir mão da história e investir na hagiologia dos "grandes timoneiros".

edna baker

- 2015-03-21 16:17:01

Zé Dirceu já entrou para a

Zé Dirceu já entrou para a história do Brasil e como herói. Quem viver verá! A atual oposição brasileira (incluo aí o PSB, etc) é lixo desaparecerão no correr da história. A verdade sempre vence, demora, mas vence.

Joel Miranda

- 2015-03-21 16:08:29

Alexandre, quem desarticulou

Alexandre, quem desarticulou o governo foi a mídia pigniana, que inoculou o virus do descrédito e do desânimo no governo, claro ajudado pela crise internacional, que, embora tenha sido contida no início, demorou mais do que o esperado, e continua.

Cada dia do governo Lula e cada dia do governo Dilma, a metralhadora da mídia não parava de atacar, amofinando os agentes, primeiro os empresários, que pararam de investir, depois o povo que parou de comprar. Nesta situação os problemas políticos começaram a pesar, pois, além de tudo, mantendo-se no poder a doze anos, já era demais, e agora, como ganhou outra eleição, levando para 16 anos, a direita entrou em loucura, daí a guarra contra o PT passou a ser de vida ou de morte, principalmente com as perspectivas para 2018!

Será um milagre o PT, já agora, chegar ao final deste mandato, pois a direita não tem pruridos com democracia e vai sabotar o governo, com todas as armas!

Fernando J.

- 2015-03-21 15:28:24

Os exageros do Motta

1. No afã de ressaltar a figura do ZD, o André pisoteia no Lula, ao reduzí-lo, sem o ZD, a um Paulinho da Força, o "Conexão Tequila". É de doer as retinas, além de revelar, mais uma vez, o lado preconceituoso do articulista, um pé-rapado (Lula) jamais seria alguma coisa sem o estudado ZD. Considero sim, ZD gênio da política, o país deve muito a esse brasileiro, e não por acaso a minha capa do Facebook é uma foto do Zé Dirceu com a estrela do PT atrás. Mas, Lula seria o que é mesmo sem o amigo; 

2. Por absoluto desconhecimento histórico, não sei se a comparação com o francês é adequada; 

3. Genoíno e Zé Dirceu estão destruídos, jamais poderão ter uma vida normal. Após o que aconteceu com o Guido Mantega no Einstein, alguém imagina Genoíno e ZD entrando em um restaurante, shopping, cinema, teatro, enfim levando uma vida normal? Genoíno viverá enclausurado em casa e ZD provavelmente irá para o exterior, assim que acabar tudo. 

azzisem

- 2015-03-21 15:24:26

    Dirceu sem sombra de

    Dirceu sem sombra de dúvida foi o grande estrategista da ascenção do PT e do Lula ao poder. No entanto, foi um péssimo estrategista em sabercomo mantê-lo. Acreditou que ao chegar ao poder a elite brasileira, uma das mais conservadores do mundo, aceitaria passivamente mudança na estrutura social e poítica do Brasil. Esqueceu-se que Dom Pedro II, apesar de ser um imperador querido, foi derrubado após a Lei aurea; Que Getúlio nunca foi perdoado por ter regulado a relação trabalhista brasileira; Que jango caiu com as reformas de base. Chegar ao poder pela porta da frente e sair pela porta dos fundo o torna menor nessa história. Já Talleyrand passou por períodos muitos mais conturbados, sangrentos e manteve-se no poder.

Alexandre Weber - Santos -SP

- 2015-03-21 15:22:41

Interessante

Penso que o José Dirceu realmente é um cara diferenciado, mas não ao ponto de conseguir traçar uma estratégia que desse Rumo, Norte e Estrela para um governo do PT, colocando o Brasil em uma trajetória de desenvolvimento social e econômico sem percalços. Tanto não o fez, que cá estamos nós, livres leves e soltos no meio da borrasca que se forma.

Os problemas devem ser abordados com antecipação, depois, quando eles já são enormes, ficam difíceis de serem solucionados, uma estrutura que coloque os assuntos relevantes e que realmente fazem a diferença para a consecução do desenvolvimento social e econômico do Brasil de forma ordenada, lógica e administrável é o segredo das estruturas de poder vencedoras. 

Dirceu não construiu esta estrutura vencedora para o PT, valeu-se de seu carisma, coragem e inteligência para obter as concessões necessárias, neste ponto concordo com o André, um craque em acender uma vela para Deus e outra para o Diabo.

Um governo no Brasil para enfrentar o poder real no mundo, este que não fica esperando um erro do adversário para enfiar o seu dinheiro goela abaixo do planeta, este o José Dirceu não passou nem perto de implementar.

Para vencer a banca só com estratégias e táticas melhores que a deles, no mínimo.

Marcelo Arjjona

- 2015-03-21 15:11:39

Política xadrex

A política vivida no Brasil desde que Lula entrou foi um jogo de xadrex, a oposição, que incluí a grande mídia e os coroneis da Arena e seus filhos e amigos, jogaram, com todo o dinheiro que eles tem, um jogo de xadrex, que Lula venceu, mas a Dilma não teve a mesma competência. O tripe montado pelo PT Dirceu, Palocci e Lula era o que tinha de melhor, porém em um primeiro momento a oposição se enganara, acreditou que Lula era só um fantochi e atacou os outro, com uma severidade incrível, viram comunista no país do tio san, derrubaram, mas enxergaram tarde de mais de que Lula não era o fantochi, o cabloco nordestino era especialista em políticas e continuou o projeto desenhado. Agora Dilma não foi e não será especialista em política, não consegue desarticular os xeques dados pela oposição, e fica cada vez mais encurralada, fica sem opção de jogadas. Este ano não teve escandalo no enem, derrubarma o ministro. Vamos ver como a Dilma vai sair desse xeque.

alvaro f

- 2015-03-21 15:06:42

José Dirceu

O que move essa perseguição insana à José Dirceu é a inveja.

Álvaro Noites

- 2015-03-21 14:56:53

Excelente análise.
Excelente análise.

Juliano Santos

- 2015-03-21 14:28:56

Um dos seus melhores post,

Um dos seus melhores post, AA. Quem sabe um dos melhores já postados no blog do Nassif. Uma aula. Creio que realmente, sem Dirceu, Lula chegaria lá, mas não sei se manteria.

A Real politik articulada pela intuição do Lula e a inteligência do Dirceu foi tão bem montada que sustenta o PT no governo até hoje. Sobrevivendo ao mensalão, mesmo que cheio da avaria. E apesar de todos as cagadas do partido e dos políticos amadores, incluindo os bem-intencionados 

Juliano Santos

- 2015-03-21 14:19:35

Ôpa, não existem políticos

Ôpa, não existem políticos mais diferente dentro do PT do que Dilma e Dirceu. Este último não afaga, mas o interlocutor sério não quer babação de ovo. Ele quer alguém que dialogue, que converse com quem quer que seja, se a política assim o exigir. Assim é Dirceu. Mas não Dilma, o que é uma das razões da atual crise política, talvez a mais importante

Celso -sp

- 2015-03-21 13:43:15

Mario, O texto do André

Mario,

O texto do André  expressa a verdade.

O odio ao Zé Dirceu é pelo que ele fez pelo PT.

Parabéns mais uma vez André, pela clareza e isenção.

 

Celso -sp

- 2015-03-21 13:43:15

Mario, O texto do André

Mario,

O texto do André  expressa a verdade.

O odio ao Zé Dirceu é pelo que ele fez pelo PT.

Parabéns mais uma vez André, pela clareza e isenção.

 

Avelino de Oliveira

- 2015-03-21 13:41:38

Caro André Também entendo ser

Caro André

Também entendo ser o ZD, o grande timoneiro do momento, motivo do ódio viceral de classe, montada  pelos manos Marinhos, timoneiro da direita, mas de longe, sem o preparo do ZD.

Ele, como candidato, arrasaria com qualquer um que saísse na oposição.

Saudações

Marco A Limarco

- 2015-03-21 13:41:25

Genial Zé Dirceu

Pouquissimos, no mundo,  tem a capacidade e a estratégia de poder como o ZD. Infelizmente, nossa mediocre mídia, representadante dos conservadores e não pensantes, conseguiu momentâneamente arruiná-lo. 

maria rodrigues

- 2015-03-21 13:37:22

Foi através da AP 470 que o

Foi através da AP 470 que o Brasil e o mundo assistiu ao espetáculo de um julgamento, nunca antes visto por ninguém. Se duvidar, nem mesmo gente da magistratura brasileira acessava a tv Justiça para assistir coisa nenhuma. MP engrandecido, STF nas alturas, e o nosso destino estava traçado desde então, tendo por base, claro uma PF nunca dantes visível, com importância relevante a partir das ações dos governos de Lula. Lula, que diz que antes dele não se investigava nada neste País, com toda certeza do que fala. 

Com o mensalão 2 descobre-se o mensalão 1, e com eles dois um homem careca cahamado Marcos Valério. Foi quando os políticos de oposição, baseados nas acusações de um homem sm credibilidade, disseram: "Vamos destituir Lula do Poder e com ele o seu partido". Então o que era pra ter sido uma investigação normal, embora severa contra as malandragens, passou a ser um caso meramente político, contra Lula e o PT. Começou o julgamento do mensalão 2, enquanto até nossos dias os envolvidos no outro mensalão se encontram leves e fagueiros. Acho até que Eduardo Azeredo dve ter se arrendido de ter renunciado ao mandato de Senador. 

O STF foi o palco de um espetáculo midiático sem tamanho, com um procurador e um relator descompromissados com a ética, os autos do processo, e a Constituição, fatos suficientes para que, ao fi e ao cabo, José Dirceu caísse em desgraça geral, visto que desgraça ele já havia sentido com a sanha dos parlamentares dentro do Congresso. E aí a gente pode ter concluído, sem medo de errar, que José Dirceu passa a ser a maior vítima primeiro porque não foi possível destronar Lula, e quem estava mais afim do Presdente, desde a fundação do partido, foi ele, José Dirceu.

Não sendo legalistas, alguns ministros do STF, após o relatório da PGR também questionável sob a ótica da legalidade, enfim, partiram para a violência, quando decidiram julgar e prender o ex-Ministro da Casa Civil com base numa lei alemã, criada durante o julgamento de nazistas, cujo criador entendeu não poder ter sido aplicada aqui no Brasil naquelas circunstâncias.

José Dirceu tinha contra si, ao tempo da denúncia de R. Jefferson, todos os políticos de oposição, e até alguns de seu próprio partido, que migraram pra outros. Tinha a imprensa, como a tem até nossos dias - maldita imprensa -, e carrega em seus ouvidos com peso n'alma muita frases mal-ditas por ministros do STF, como o de que ele formou uma quadrilha criminosa idência ao PCC, segundo Celso de Mello.

Mas, diferente até mesmo de José Genoíno, que em sua defesa dizia que mandou a mulher ao Banco Rural pra buscar cinquenta mil, recomendado po Delúbio Soares, tesoureiro do Pt à época, ninguém em momento algum pôde citar um nada conta ele. Não encontraram email nas caixas de mensagem dele; não encontraram bilhetes; cartas; telefonemas; imagens de Marcos Valério com ele, ou qualquer outra coisinha, por menos que fosse, capaz de levá-lo ao cadafalso como aconteceu.

Dirceu quase teve seu apartamento de hotel invadido por repórters em Brasília; não sossegou nem mesmo na cadeia, com os infelizes da imprensa a colocarem-no como privilegiado na Papuda, e agora, na rolagem da Lava-Jato, prosseguem estampando manchetes contra o homem, porque ele é bem-sucedido - até que ponto - em suas assessoria empresarial. A turma quer que Dirceu e Genoíno, pelo menos eles dois, não morram logo, mas que possam sangrar muitooooooooo, sempre. Porque o nome de Delúbio, por exemplo não diz coisa nenhuma, como o de outros réus do mensalão. 

Por fim, se José Dirceu viver mais uns 05 anos poderei achar que ele vive de teimoso. 

Mário Mendonça

- 2015-03-21 13:33:59

Prezado HSV18Mas foi por

Prezado HSV18

Mas foi por causa da "inveja", que o PIG o detonou.

Se o deixassem solto, a grande mídia já estaria enquadrada a mauito tempo.

Mas o Mandela também ficou 30 anos preso.

Abração

Luiz Gonzaga da Silva

- 2015-03-21 13:24:35

Um artigo para entrar para as

Um artigo para entrar para as Histórias do blog e contemporânea brasileira. Como bem disse hsv18, para fazer inveja aos toscos, mal informados e desonestos colunistas políticos da velha mídia.

Nota dez!

Rpv

- 2015-03-21 13:22:47

Diferença

Primeira observação.

Zé Dirceu sofre do mesmo mal que Dilma. Não dá sorrisos nem afaga ninguém. Primeiro, porque não é de sua índole e, segundo, porque acha que não precisa. Politicamente isto é fatal.

Segunda observação.

Em todas as denúncias contra Zé Dirceu, três questões saltam aos olhos.

1)      O ódio.

2)      A fragilidade das denúncias (sem amparo legal).

3)      O volume de atividade e o nível das relações que Zé Dirceu desenvolve (como demonstrou as últimas denúncias do Globo).

E o que estas três coisas querem dizer?

Que Dirceu representa a antítese do “complexo de vira lata”. Ele representa o projeto nacional (aliança entre capital e trabalho) numa perspectiva latino americana. E faz isso com competencia. Alguém já imaginou ele acertando parte do pagamento de sua consultoria “por fora” para sonegar imposto como fez a Globo na Copa de 2002 (fora o que não se sabe)? Daí a razão do ódio.  Ele não é como nós “Vira Latas”.

joão adalberto

- 2015-03-21 13:18:54

Acidentes de percurso

O mensalão desmontou o projeto da sucessão de Lula, cujo candidato natural e imbatível seria JD:

"A desgraça do pensamento "politicamente correto" da hipocrisia moralista defenestrou Dirceu e Palocci, desmontando o plano de voo seguro do PT, cuja crise politica começa ai, em 2005 e dura té hoje."

Marco A Limarco

- 2015-03-21 13:17:08

Zé Dirceu

Poucos no mundo, tem a inteligência e estratégia e organização de poder como Zé Dirceu. É claro que a mediocre elite conservadora e donos da mídia tudo fizeram para arruiná-lo.

naldo

- 2015-03-21 13:13:10

tem que se aproveitar a

tem que se aproveitar a reforma politica e embutir a reforma de todo o judiciario, a ideia de dar vitaliciedade aos membro do mp e judiciario é eexcelente, queraim que tivessem autonomia e não fozessem jogo partidario, mas esse pensamento ficou na retorica, vemos membros do mp disputando eleições a maioria por um unico partido, isso não deveria ocorrer; ministros dos stf deveriam ter o madato com prazo certo e não morrerem no cargo querem alguns, renovar é preciso, o Brasil precisa ser reformado de cima abaixo, a hora é agora, remendos como vivem fazendo não ajudam mais.

Mário Mendonça

- 2015-03-21 13:11:46

Prezado AndréMais uma

Prezado André

Mais uma colaboração que deveria ser distribuida em todas as escolas do Brasil.

Infelizmente, é para poucos.

Parabéns pela exposição.

Abração

antonio francisco

- 2015-03-21 13:10:22

Grande pessoa

É bom ler um texto desses!.

 

oneide

- 2015-03-21 13:10:13

Por quanto Dirceu vendeu

Por quanto Dirceu vendeu nosso país.

[video:https://www.youtube.com/watch?v=7tyrUEqg7qQ]

mucio linhares da rocha

- 2015-03-21 13:03:37

É duro pra um homem com

É duro pra um homem com espírito de estadista conviver no ambiente do homem de classe média ou de uma elite econômica subalterna ao interesse estrangeiro como a nossa.

Ótimo  artigo.

Muchacho

- 2015-03-21 13:02:55

Isso explica a obsessão do PIG+Direita com JD

Interessante texto AA.  Infelizmente a quadrilha formada pelo PIG e Direita Golpista quer apagar a biografia de JD e baní-lo da vida pública, se é que já não conseguiram.    Também ridículo e hipócrita a perseguição que fazem a JD versus a solene indiferença com banqueiros e partícipes da privataria tucana, que assaltaram o estado e se beneficiaram de suas relações para se tornarem bilhonários da noite para o dia.    

André B

- 2015-03-21 13:00:43

André, Excelente análise. Uma

André,

Excelente análise. Uma dúvida, que não muda em nada o sentido do texto: os neocons não seriam os democratas convertidos (com Clinton) a neoliberais radicais, como aconteceu com os tucanos daqui à época (e até hoje)? Acho que uma coisa que esses "intelectuais de esquerda" mais prezavam era seguir a crista da onda, aparentarem modernidade, e ficou demodé não aderir ao credo neoliberal, pelo menos até setembro de 2008.

Ugo

- 2015-03-21 12:51:32

parabéns

E depois deste leitura, como de costume de um insider lúcido e de conhecimento, somos obrigados às asneiras dos fhc, serra, psdb, pig.

Parbéns AA sempre nas alturas.

hsv18

- 2015-03-21 12:50:26

Essa história ddvr matar de

Essa história ddvr matar de inveja os donos da Globo, Veja, Folha, Estadão, seus jornalistas-empregados e os demais globais! 

Sérgio Lamarca

- 2015-03-21 12:38:15

André, parabéns a sua precisa

André, parabéns a sua precisa análise, independente de rezar o mesmo credo.

hsv18

- 2015-03-21 12:36:49

Está explicado o ódio movido

Está explicado o ódio movido contra Dirceu! 

Sergio Navas

- 2015-03-21 12:28:04

A história ainda fará justiça

A história ainda fará justiça a este grande brasileiro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador