Economia de guerra: Reino Unido pagará 80% do salário dos trabalhadores

Pacote contra COVID-19 inclui lockdown, subsídio a trabalhadores autônomos e desempregados, e adiamento de impostos para empresas

Jornal GGN – O Reino Unido anunciou na última sexta-feira (20) um pacote que prevê que o governo bancará 80% do salário dos trabalhadores (ou até 2,5 mil libras por mês, equivalente a R$ 14,5 mil) em meio à crise do coronavírus.

As empresas também foram beneficiadas com o adiamento de pagamento de impostos até o final de junho. Trabalhadores autônomos, inquilinos e desempregados igualmente também abraçados pelo pacote que custará 30 bilhões de libras (R$ 174 bilhões).

Boris Johnson anunciou que a medida faz parte da “escalada drástica” do País em resposta à epidemia de COVID-19. O Reino Unido demorou para reagir à chegada da doença e agora está 14 dias atrás da Itália, que lidera o hanking mundial em mortes.

Além do subsídio ao trabalhador, o Reino Unido mandou fechar estabelecidos de serviços não essenciais. Esse lockdown será revisto mensalmente, disse Johnson.

No dia do anúncio, um hospital do Reino Unido enfrentou uma crise por falta de leitos e a mesma preocupação já atinge o Sistena Nacional de Saúde (NHS em inglês).

No Brasil, o governo Bolsonaro anunciou subsídio ao salário do trabalhador que recebe até 2 salários mínimos. No final de semana, anunciaram que os demais trabalhadores podem ter metade do salário reduzido por quatro meses , em “acordo” com o empregador.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora