Enquanto Lula está preso, democracia brasileira está em dívida, diz senador chileno

Ex-candidato presidencial Guillier também afirmou que o Chile não pode ser usado como exemplo de economia na liberalização, principalmente na reforma da Previdência

Jornal GGN – Em visita ao Brasil na semana passada, o ex-candidato presidencial e atual senador chileno, Alejandro Guillier, defendeu o ex-presidente Lula, criticando a perseguição política sofrida tanto por ele, quanto pela ex-presidente Dilma Rousseff.

“Não cabe nenhuma dúvida que se usou a Justiça com fins políticos, muito questionáveis, muito anti-democrático”, afirmou, em entrevista ao GGN.

Para o senador, “enquanto se tem o ex-presidente Lula não só na prisão, mas privado de estar no cenário político, sendo um ator tão relevante no Brasil, a democracia brasileira está em dívida, está debilitada, não é uma democracia plena”.

Alejandro Guillier também afirmou que o Chile não pode ser usado como exemplo de economia na liberalização, principalmente na reforma da Previdência, pelo atual presidente Jair Bolsonaro e seu ministro Paulo Guedes.

O GGN foi ao Chile para aprender com o país o exemplo da capitalização na prática e preparou um especial, com uma série de reportagens e um documentário, lançado no último sábado. Acompanhe aqui #OExemplodoChile (jornalggn.com.br/especial/).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Confira a playlist de documentários produzidos pelo GGN no YouTube

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome