Grupos contra e a favor de Bolsonaro não podem se manifestar simultaneamente em SP

Decisão do TJ-SP vai de encontro aos protestos marcados para este domingo, 7 de junho

Jornal GGN – O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) proibiu na sexta-feira, 5 de junho, que grupos contra e a favor do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) se manifestem na mesma data e horário, na Avenida Paulista.

A decisão do Juiz Rodrigo Galvão Medina vai de encontro aos protestos marcados para este domingo, 7 de junho. Segundo o magistrado, é preciso evitar “confrontos e prejuízos decorrentes desta realidade, zelando as autoridades administrativas competentes para que tal empreitada possa ter seu efetivo sucesso”.

Na decisão são citados grupos como “Atos Antifascismo”, “Torcida Organizada”, “Mancha Verde”, “Torcida Independente”, “Torcida Jovem”, “Gaviões da Fiel”, “Secundaristas em Luta”, “Vidas Pretas Importam”, “Movimento Juntos Pela Pátria”, “Damas de Aço”, entre outros. 

No último domingo, 31 de maio, torcidas organizadas realizaram ato contra o governo Bosolnaro, mas apoiadores do mandatário resolveram também ocupar o local e gerar conflito. Os manifestantes da esquerda foram reprimidos pela Polícia Militar. 

Neste domingo, bolsonaristas marcaram ato em frente a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), às 11h. Movimentos da esquerda já vinha articulando protesto, com concentração às 14, em frente ao Museu de Arte de São Paulo, o Masp. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora