Huck chama apagão de “pedaladas” e acusa crime de responsabilidade de Bolsonaro

No dia anterior, a ex-senadora Marina Silva (Rede) fez o mesmo comentário em debate com Ciro Gomes (PDT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB)

Jornal GGN – O apresentador Luciano Huck, ligado ao movimento RenovaBR, também emitiu críticas ao presidente Jair Bolsonaro, por causa das mudanças no jeito de divulgar os dados da pandemia de coronavírus.

No Twitter, ele chamou nesta segunda (8) o apagão no Ministério da Saúde de “pedaladas sanitárias” e acusou crime de responsabilidade, que é passível de impeachment.

“Informação é a nova fonte de riqueza. Temos de nos mobilizar p/ impedir q ideologias reacionários distorçam ou neguem fatos no Brasil. Governo que sonega informação aos cidadãos comete crime de responsabilidade. Ainda mais quando há vidas em risco.”

No dia anterior, a ex-senadora Marina Silva (Rede) fez o mesmo comentário em debate com Ciro Gomes (PDT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

6 comentários

  1. quer dizer, um VAGABUNDO DESSE feito Huck, dizendo que não é culpado por ter votado em bolsonaro. é por essas e outras que o brasil está nessa imundicie e cada vez mais perto da FALÊNCIA! um bando de CINICO que deixa Rodrigo Maia(que é outro),ser puritano. e pior, nem meia culpa fazem. mas como tem a certeza que a sociedade brasileira não cobra dessa gente, ai é campo fértil para esse triste desfile.

  2. Ora, não importa o que ele diga….o coiso é cria dele… portanto, toma que o filho é teu!!!!????
    E é bazofia o amigaço dos coronéis cearenses, tucano enrustido, e outrora viajante fujão chamar de traidor quem não se juntar a galerinha do mal na suposta defesa da democracia (deles)….piada pronta????? Vai querer passar o trator nessa também???!

  3. Palhaçada! Huck virou palhaço de auditório? Pois todos sabemos que o único apagão que houve no Brasil foi na era do FHC, coveiro do esfacelado PSDB. Entretanto, pedalada fiscal ao menos 20 governadores fizeram antes de Dilma.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome