Jaques Wagner defende reforma geracional no PT e mais independência de Lula

Senador colocou-se à disposição para disputar o governo da Bahia ou Palácio do Planalto em 2022. Para ele, o PT não pode ficar "refém" de Lula ser ou não candidato

Brasília - Entrevista com o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner (José Cruz/Agência Brasil)

Jornal GGN – O senador Jaques Wagner (PT-BA) declarou em entrevista à rádio Metrópole, da Bahia, que o PT deve fazer uma reforma geracional em sua estrutura burocrática para abrir espaço para a juventude. Após os resultados das eleições municipais de 2020, ele defendeu também uma mudança no conteúdo programático do partido e colocou-se à disposição da legenda para ser candidato ao Planalto em 2022. Segundo Wagner, o PT não pode ficar refém de Lula como candidato.

“Meu nome está posto, tanto na cena nacional como na cena estadual”, disse. “A gente não pode ficar refém. Eu sou amigo irmão do Lula, mas vou ficar refém dele a vida inteira? Não faz sentido. É a minha opinião sincera”, comentou.

Para Wagner, “o que o PT deve fazer é isso: uma mudança de conteúdo, quer dizer, para atualizar seu conteúdo, e uma mudança geracional, botando gente mais nova. Nada contra a gente (mais velhos), porque ainda desempenhamos muita coisa boa, mas é preciso trazer a outra geração para ocupar espaço.”

Com informações do Brasil 247 e Época

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Congresso dos EUA inicia 2º processo de impeachment contra Trump

13 comentários

  1. Uma boa faxina começaria tirando a joice hasselman da presidência do partido. No PT tem muita gente boa, mas a direção do partido… E sinceramente, já passou da hora do Lula e do PT seguirem seus caminhos, separados. Lula já foi presidente duas vezes. No dedaço impôs a Dilma e deu no que deu. O que mais? O Jaques é um dos poucos que tem a mente aberta para mudar o partido

    8
    12
  2. Uai…mas o PT teve candidato em 2018 e não foi Lula.
    E dizem que dadas as circunstâncias até foi bem…
    Então o que quer dizer o alemão?
    O PT tem que parar de reagir ao cretino do ciro…
    Só isso já seria um grande passo.

    9
    4
  3. “Meu nome está posto, tanto na cena nacional como na cena estadual”
    Seria um excelente nome para vice do Coronel Ciro…
    O que figuras como Jaques Wagner ainda fazem dentro do PT?
    Faz direitinho o jogo da direita golpista.
    A lançar Jaques Wagner à presidência, seria mais coerente acabar de vez com o partido.

  4. Isso é “roupa para lavar em casa”. Perdeu uma excelente oportunidade de abster-se de fazer o jogo da mídia hegemônica e das direitas em geral, a dissimulada que se diz de esquerda, a direita mesmo e a extrema, loucas para se livrarem de Lula e sua inegável liderança. Quer ser um outro Ciro?

  5. Penso que os petistas sensatos precisam cantar Lulu Santos para os que estão levando esse importante partido à ruína:
    “Nada do que foi será
    De novo do jeito que já foi um dia
    Tudo passa, tudo sempre passará…”

  6. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome